Jump to content
Brasil Abaixo de Zero
Felipe F

Monitoramento e Previsão Demais Continentes - 2019

Recommended Posts

O irónico é que o Himalaia é uma bênção para a Índia uma vez que sem ele o subcontinente seria uma Arábia 2 :(  

Share this post


Link to post
Share on other sites
1 hora atrás, Renan disse:

 

Que absurdo. O que faz ter um verão tão quente assim, além da falta de chuva por estar fora da época das monções ? Aquecimento adiabático proporcionado pelo Himalaia, talvez ?

 

Creio que sim. 

Mas curioso que Bangladesh é o sopé do Himalaia e não registra todo esse aquecimento. Então acho que é uma combinação de adiabólico + demora da umidade em chegar a aquela região de Nova Delhi. Pode ver que, assim que a umidade chega e vence o adiabólico, a temperatura fica menos trágica.

Edited by LuluBros

Share this post


Link to post
Share on other sites
4 horas atrás, Renan disse:

 

Que absurdo. O que faz ter um verão tão quente assim, além da falta de chuva por estar fora da época das monções ? Aquecimento adiabático proporcionado pelo Himalaia, talvez ?

Provavelmente não porque toda a Índia sofre com este absurdo aquecimento nos meses anteriores á monção úmida (março/abril); é como acontece na maior parte do Brasil nos meses de agosto e setembro antes das chuvas só que muito mais escaldante.

A monção, na Índia começa no final de abril no sul deste país é gradativamente se expande ao norte em Maio, chegando expandem Nova Délhi no estado e Junho. Mas comi está mais ao norte, Nova Déli recebe bem menos chuva do que Mumbai e Calcutá.

  • Like 1

Share this post


Link to post
Share on other sites
Em 24/04/2019 em 17:13, Monotov disse:

O irónico é que o Himalaia é uma bênção para a Índia uma vez que sem ele o subcontinente seria uma Arábia 2 :(  

 

Por que sem o Himalaia a Índia seria uma Arábia 2?

Share this post


Link to post
Share on other sites

Também tenho minhas dúvidas se a Índia seria um Arábia 2 sem o Himalaia.

A cadeia do Himalaia barra as chuvas pelo lado sul, potencializando-as e possibilitando índices pluviométricos assombrosos.

Tem uma cidade do norte da Índia (Não Me lembro o nome) que já chegou a acumular absurdos 8.000 mm em um mês.

Honestamente, não consigo sequer imaginar o que é ter 8.000 mm em um mês.

 

Mas os ventos que ajudam as chuvas da monção vêm do oceano Índico, de sul a SO.

Acredito que boa parte da Índia seria menos chuvosa sem o Himalaia mas não desértica.

 

Devido, pelo menos em parte, à barreira das montanhas, o lado norte (Tibet e províncias acidentais da China) são semi-áridos a áridos.

 

 

 

  • Like 2

Share this post


Link to post
Share on other sites
13 minutos atrás, Aldo Santos disse:

Também tenho minhas dúvidas se a Índia seria um Arábia 2 sem o Himalaia.

A cadeia do Himalaia barra as chuvas pelo lado sul, potencializando-as e possibilitando índices pluviométricos assombrosos.

Tem uma cidade do norte da Índia (Não Me lembro o nome) que já chegou a acumular absurdos 8.000 mm em um mês.

Honestamente, não consigo sequer imaginar o que é ter 8.000 mm em um mês.

 

Mas os ventos que ajudam as chuvas da monção vêm do oceano Índico, de sul a SO.

Acredito que boa parte da Índia seria menos chuvosa sem o Himalaia mas não desértica.

 

Devido, pelo menos em parte, à barreira das montanhas, o lado norte (Tibet e províncias acidentais da China) são semi-áridos a áridos.

 

 

 

Sem o Himalaia, as precipitações da monção chuvosa chegariam com muito mais intensidade ao Tibete/Oeste da China, enquanto choveria com maior homogeneidade por toda a Índia, mas sem grandes volumes pluviométricos (superiores a 600 mm num único mês como ocorre frequentemente). Porém, os ventos frios da alta siberiana que se estabelece na Mongólia entre setembro e março chegariam com muito mais força por todo o país, de modo que muitos lugares da Índia registrariam temperaturas mínimas inferiores a 10 graus, e poderia até nevar em Nova Délhi, o que não ocorre.

  • Like 1

Share this post


Link to post
Share on other sites
3 horas atrás, klinsmannrdesouza disse:

Sem o Himalaia, as precipitações da monção chuvosa chegariam com muito mais intensidade ao Tibete/Oeste da China, enquanto choveria com maior homogeneidade por toda a Índia, mas sem grandes volumes pluviométricos (superiores a 600 mm num único mês como ocorre frequentemente). Porém, os ventos frios da alta siberiana que se estabelece na Mongólia entre setembro e março chegariam com muito mais força por todo o país, de modo que muitos lugares da Índia registrariam temperaturas mínimas inferiores a 10 graus, e poderia até nevar em Nova Délhi, o que não ocorre.

 

Ou seja: O Himalaia não é tão bom assim para o clima da Índia, hehehe. 

  • Like 1

Share this post


Link to post
Share on other sites

Comparando Lusaka, capital da Zâmbia, com Brasília. As duas cidades se encontram na latitude 15ºS a cerca de 1100 metros de altitude.

 

tseqa4J.png

 

ngQRuU2.png

  • Like 3
  • Confused 1

Share this post


Link to post
Share on other sites
4 horas atrás, Aldo Santos disse:

Também tenho minhas dúvidas se a Índia seria um Arábia 2 sem o Himalaia.

A cadeia do Himalaia barra as chuvas pelo lado sul, potencializando-as e possibilitando índices pluviométricos assombrosos.

Tem uma cidade do norte da Índia (Não Me lembro o nome) que já chegou a acumular absurdos 8.000 mm em um mês.

Honestamente, não consigo sequer imaginar o que é ter 8.000 mm em um mês.

 

Mas os ventos que ajudam as chuvas da monção vêm do oceano Índico, de sul a SO.

Acredito que boa parte da Índia seria menos chuvosa sem o Himalaia mas não desértica.

 

Devido, pelo menos em parte, à barreira das montanhas, o lado norte (Tibet e províncias acidentais da China) são semi-áridos a áridos.

 

 

 

Há algum tempinho atrás já houve a Índia sem o Himalaia.

  • Like 1

Share this post


Link to post
Share on other sites
4 horas atrás, Aldo Santos disse:

Tem uma cidade do norte da Índia (Não Me lembro o nome) que já chegou a acumular absurdos 8.000 mm em um mês.

Honestamente, não consigo sequer imaginar o que é ter 8.000 mm em um mês.

 

Nem eu. Possivelmente o evento climático mais impactante a se presenciar. Certamente mais impactante que frio ou calor extremo. Mais impressionante que isso talvez, só ver um tornado ou furacão de perto.

Share this post


Link to post
Share on other sites
Em 12/05/2019 em 17:19, Aldo Santos disse:

Também tenho minhas dúvidas se a Índia seria um Arábia 2 sem o Himalaia.

A cadeia do Himalaia barra as chuvas pelo lado sul, potencializando-as e possibilitando índices pluviométricos assombrosos.

Tem uma cidade do norte da Índia (Não Me lembro o nome) que já chegou a acumular absurdos 8.000 mm em um mês.

Honestamente, não consigo sequer imaginar o que é ter 8.000 mm em um mês.

 

Mas os ventos que ajudam as chuvas da monção vêm do oceano Índico, de sul a SO.

Acredito que boa parte da Índia seria menos chuvosa sem o Himalaia mas não desértica.

 

Devido, pelo menos em parte, à barreira das montanhas, o lado norte (Tibet e províncias acidentais da China) são semi-áridos a áridos.

 

 

 

 

 

E 1875 mm EM 24 HORAS!!! ACHO BEM MAIS INIMAGINÁVEL!!

 

Share this post


Link to post
Share on other sites
Em 13/05/2019 em 03:33, klinsmannrdesouza disse:

Sem o Himalaia, as precipitações da monção chuvosa chegariam com muito mais intensidade ao Tibete/Oeste da China, enquanto choveria com maior homogeneidade por toda a Índia, mas sem grandes volumes pluviométricos (superiores a 600 mm num único mês como ocorre frequentemente). Porém, os ventos frios da alta siberiana que se estabelece na Mongólia entre setembro e março chegariam com muito mais força por todo o país, de modo que muitos lugares da Índia registrariam temperaturas mínimas inferiores a 10 graus, e poderia até nevar em Nova Délhi, o que não ocorre.

Ou seja, um clima similar ao do sul da China.

Share this post


Link to post
Share on other sites
1 hora atrás, Wagner97 disse:

Ou seja, um clima similar ao do sul da China.

Pois é, o sul da China tem um clima subtropical frio, a neve por lá todo ano chega próximo ao Trópico de Câncer.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Se não fossem as monções o deserto de Kharan iria se estender por todo o norte e centro da Índia. No mínimo a Índia seria predominantemente semiárida talvez o sul e o litoral leste seriam chuvosos como no nordeste brasileiro, mas o restante seria um prolongamento do meio oriente. A única coisa boa seria que as bombas polares iriam descer até o norte indiano proporcionando um alívio no calor. Acho que a falta do Himalaia também ajudaria o clima siberiano a ser menos hostil, provavelmente a civilização chinesa se estenderia mais para o norte. A história mundial seria completamente diferente com o extremo oriente sendo a região mais avançada no mundo ao invés da Europa , já que a Sibéria possui vastos recursos naturais que fariam a revolução industrial chegar antes na china. Os chineses já conheciam a tecnologia do vapor na época do império romano, mas não puderam evoluí-la pela escassez do combustível fóssil.

  • Like 1
  • Thanks 1

Share this post


Link to post
Share on other sites
Em 12/05/2019 em 21:53, Tavares disse:

Há algum tempinho atrás já houve a Índia sem o Himalaia.

 

😁

Imagem relacionada

 

  • Like 2
  • Thanks 1

Share this post


Link to post
Share on other sites
6 horas atrás, coutinho disse:

 

 

E 1875 mm EM 24 HORAS!!! ACHO BEM MAIS INIMAGINÁVEL!!

 

 

Coisa de louco.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Uma grande onda de calor está afetando o Japão nos últimos dias.

Dezenas de cidades registraram as maiores temperaturas para Maio desde o inicio dos registros.

A localidade de Saroma registrou 39,5ºC, sendo a maior máxima já registrada em Maio em todo território japonês.

 

D7fPRzFXkAAHMZA.jpg

  • Like 1

Share this post


Link to post
Share on other sites

5 mortes e mais de 600 hospitalizados foram confirmados no Japão devido ao calor.

Ainda no Japão, uma intensa chuva na semana passada causou danos em alguns locais.

Destaque para Yakushima, com cerca de 400 mm em 9 horas.

 

 

D62WB4rWsAA0DiV.jpg

Share this post


Link to post
Share on other sites

Cada vez mais extremos de calor. Ainda bem que temos uma adolescente de 16 anos que está conseguindo coisas importantes na Europa. 

Share this post


Link to post
Share on other sites

Brisbane e Floripa quase dois mundos diferentes na mesma latitude:

 

SUH71fq.png

 

G6fnhzn.png

  • Like 1
  • Sad 1

Share this post


Link to post
Share on other sites
2 horas atrás, DaviOlrb disse:

Brisbane e Floripa quase dois mundos diferentes na mesma latitude:

 

SUH71fq.png

 

G6fnhzn.png

América só quer pra ela o aquecimento. Claro que,  muitas outras regiões estão aquecendo, mas aqui, outono e inverno cada vez menores.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Algumas cidades japonesas registraram hoje a manhã mais quente para Maio desde inicio do registros.

 

D7nCCYjUcAEw-jW.jpg

  • Like 2

Share this post


Link to post
Share on other sites
18 horas atrás, Felipe F disse:

Algumas cidades japonesas registraram hoje a manhã mais quente para Maio desde inicio do registros.

 

D7nCCYjUcAEw-jW.jpg

 

 

Quer horror a mínima registrada em Tóquio ontem.

Sapporo foi pior: simplesmente destruiu o recorde.

Além de Sapporo, Yamagata nunca tinha chegado a 20 graus de mínima para maio.

Com exceção de Tóquio(cuja diferença em relação ao recorde anterior foi relativamente pequena), as demais cidades destruíram o recorde, com diferença de no mínimo 1,5 graus.

Cada vez mais fácil ter mínima de 20 graus onde não deveria ter para a época.....

  • Like 3
  • Sad 1

Share this post


Link to post
Share on other sites

Praticamente as mínimas brasileiras na terra do sol nascente

Share this post


Link to post
Share on other sites
Em 29/05/2019 em 17:40, Sopron disse:

Praticamente as mínimas brasileiras na terra do sol nascente

 

Isso em maio.

Porque em julho e agosto, a média das mínimas em Tóquio é superior a 21°C.

Se não me engano, a média das temperaturas mínimas em Tóquio, em agosto, é 23°C.

  • Like 1

Share this post


Link to post
Share on other sites
2 horas atrás, Aldo Santos disse:

 

Isso em maio.

Porque em julho e agosto, a média das mínimas em Tóquio é superior a 21°C.

Se não me engano, a média das temperaturas mínimas em Tóquio, em agosto, é 23°C.

 

O verão de Tóquio é bem rigoroso, e o inverno é moderado. Creio que o verão de Sapporo seja bem fresco.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Temperaturas de até -11ºC no centro-leste da Austrália. Alguns recordes para o mês de Maio foram batidos.

Southern Queensland towns record coldest May morning

Stanthorpe (28ºS a 800 m): -6,9ºC

Toowoomba (27ºS a 600 m): -4,4ºC

 

Mais ao sul, muita neve nos "alpes australianos", estações de ski já abriram e é a temporada mais precoce dos últimos anos.

 

 

14189642-7090023-Ski_fields_in_New_South

 

  • Like 5

Share this post


Link to post
Share on other sites
19 minutos atrás, DaviOlrb disse:

Temperaturas de até -11ºC no centro-leste da Austrália. Alguns recordes para o mês de Maio foram batidos.

Southern Queensland towns record coldest May morning

Stanthorpe (28ºS a 800 m): -6,9ºC

Toowoomba (27ºS a 600 m): -4,4ºC

 

Mais ao sul, muita neve nos "alpes australianos", estações de ski já abriram e é a temporada mais precoce dos últimos anos.

 

 

14189642-7090023-Ski_fields_in_New_South

 

Já na América do Sul, tem que olhar de lupa pra ver a neve nas imagens do NOAA por exemplo. Que lástima😥

  • Like 1

Share this post


Link to post
Share on other sites

E a porta do forno (ou seria do Inferno?) Continua aberta no sub-continente indiano. Temperaturas de quase 50°C e as monções (bem) atrasadas. E que este ano não devem ser o bicho, não. Ondas de calor inacreditáveis, secas devastadoras e mortíferas e inundações de proporções bíblicas são tão comuns para os indianos quanto ir na esquina. Alguns dos fatos históricos mais importantes da região tiveram início ou foram gerados por impactantes eventos climáticos. 

 

https://www.correiodopovo.com.br/notícias/mundo/temperatura-se-aproxima-de-50ºc-na-índia-1.342781

  • Like 2

Share this post


Link to post
Share on other sites
Em 31/05/2019 em 12:16, Aldo Santos disse:

 

Isso em maio.

Porque em julho e agosto, a média das mínimas em Tóquio é superior a 21°C.

Se não me engano, a média das temperaturas mínimas em Tóquio, em agosto, é 23°C.

24°C

  • Like 1

Share this post


Link to post
Share on other sites
50 minutos atrás, João Ignacio disse:

E a porta do forno (ou seria do Inferno?) Continua aberta no sub-continente indiano. Temperaturas de quase 50°C e as monções (bem) atrasadas. E que este ano não devem ser o bicho, não. Ondas de calor inacreditáveis, secas devastadoras e mortíferas e inundações de proporções bíblicas são tão comuns para os indianos quanto ir na esquina. Alguns dos fatos históricos mais importantes da região tiveram início ou foram gerados por impactantes eventos climáticos. 

 

https://www.correiodopovo.com.br/notícias/mundo/temperatura-se-aproxima-de-50ºc-na-índia-1.342781

Taí um lugar que eu não moraria nem que me pagassem!

  • Like 2

Share this post


Link to post
Share on other sites
13 minutos atrás, Wagner97 disse:

Taí um lugar que eu não moraria nem que me pagassem!

Dois! E não só pelo clima pavoroso, mas por todo o resto que, sabemos bem, é pesadelo. 

  • Like 2

Share this post


Link to post
Share on other sites
16 minutos atrás, Wagner97 disse:

Que esse frio chega na América do sul também! 

Austrália e América do Sul são anticorrelacionadas. Se o outono-inverno deles está bom, é provável que o nosso esteja ruim (como está) e vice-versa. 

  • Like 1

Share this post


Link to post
Share on other sites

Churu, Índia registrou 50,8 °C, quase quebrou recorde de 51ºC para o mês de Junho da Índia.

Recorde segue sendo 51ºC em 19/05/2016.

 

D7-g2xGW4AEFSuy.png

  • Like 3
  • Sad 1

Share this post


Link to post
Share on other sites
12 horas atrás, Felipe F disse:

Churu, Índia registrou 50,8 °C, quase quebrou recorde de 51ºC para o mês de Junho da Índia.

Recorde segue sendo 51ºC em 19/05/2016.

 

D7-g2xGW4AEFSuy.png

Só de olhar esse mapa já dá um mal-estar. Mesmo no litoral as temperaturas são trevosas. E a onda de calor está sendo cruel inclusive na Caxemira (aliás, especialmente lá), área considerada de clima mais ameno (pelos padrões indianos) 

  • Like 2

Share this post


Link to post
Share on other sites

É incrível como a Austrália vai do verão escaldante e seco ao inverno frio e úmido com temperaturas agradabilíssimas. Parece que os caras vivem em dois países em cada estação, India no verão e Europa Ocidental no inverno rss.

 

  • Like 7

Share this post


Link to post
Share on other sites

Cooma, NSW ( 800m) a pouco mais de 100 km de Canberra, tem registrado mínimas na casa dos -3•C e máximas abaixo de 10•C! Máximas bastante abaixo da média do mês, mínimas pouca coisa. De Cooma, acessa o snow valley facilmente. Que clima maravilhoso tem esse lugar. 

  • Like 1

Share this post


Link to post
Share on other sites
8 minutos atrás, Victor Naia disse:

Cooma, NSW ( 800m) a pouco mais de 100 km de Canberra, tem registrado mínimas na casa dos -3•C e máximas abaixo de 10•C! Máximas bastante abaixo da média do mês, mínimas pouca coisa. De Cooma, acessa o snow valley facilmente. Que clima maravilhoso tem esse lugar. 

 

O mais curioso é que a treeline da Austrália (parte continental) é constituída por eucaliptos!

  • Like 2

Share this post


Link to post
Share on other sites
1 hora atrás, Monotov disse:

É incrível como a Austrália vai do verão escaldante e seco ao inverno frio e úmido com temperaturas agradabilíssimas. Parece que os caras vivem em dois países em cada estação, India no verão e Europa Ocidental no inverno rss.

 

As médias térmicas no outono e Inverno na Austrália são baixas pela constância do frio, o país não costuma registrar temperaturas extremas como já houveram aqui na América do Sul nos anos 50, 60 e 70 do século passado. A baixa altitude do relevo permite trocas abruptas das massas de ar, as frentes frias lá chegam até o extremo norte do país.

Enquanto aqui, mesmo que ocorram bombas polares, o predomínio é de dias quentes até mesmo em julho, daí temos médias lixosas que só se salva o sul do país.

  • Like 1

Share this post


Link to post
Share on other sites
19 minutos atrás, klinsmannrdesouza disse:

As médias térmicas no outono e Inverno na Austrália são baixas pela constância do frio, o país não costuma registrar temperaturas extremas como já houveram aqui na América do Sul nos anos 50, 60 e 70 do século passado. A baixa altitude do relevo permite trocas abruptas das massas de ar, as frentes frias lá chegam até o extremo norte do país.

Enquanto aqui, mesmo que ocorram bombas polares, o predomínio é de dias quentes até mesmo em julho, daí temos médias lixosas que só se salva o sul do país.

 

Klins, concordo com quase tudo, exceto pelo "predomínio dos dias quentes até mesmo em Julho e médias lixosas que só se salvam no sul". Para a latitude em que está, acho o inverno do centro-sul brasileiro até de boa qualidade. Isso sem falar que na serra da Mantiqueira as médias são bem boas também. Quando comparamos cidades australianas e brasileiras de altitudes e latitudes semelhantes, como fica a disputa ?

  • Like 3
  • Thanks 1

Share this post


Link to post
Share on other sites
1 hora atrás, Renan disse:

 

Klins, concordo com quase tudo, exceto pelo "predomínio dos dias quentes até mesmo em Julho e médias lixosas que só se salvam no sul". Para a latitude em que está, acho o inverno do centro-sul brasileiro até de boa qualidade. Isso sem falar que na serra da Mantiqueira as médias são bem boas também. Quando comparamos cidades australianas e brasileiras de altitudes e latitudes semelhantes, como fica a disputa ?

A disputa fica justa quando se compara cidades brasileiras e australianas de latitude e altitude parecidas. Sydney, por exemplo, fica na mesma latitude do Chuí, e as temperaturas médias ao longo do ano são muito semelhantes. Sydney se difere, é claro, por aquelas ondas de calor bizarras que ocorrem no verão e fazem a temperatura atingir até 45°C.

  • Like 4

Share this post


Link to post
Share on other sites
2 horas atrás, Renan disse:

 

Klins, concordo com quase tudo, exceto pelo "predomínio dos dias quentes até mesmo em Julho e médias lixosas que só se salvam no sul". Para a latitude em que está, acho o inverno do centro-sul brasileiro até de boa qualidade. Isso sem falar que na serra da Mantiqueira as médias são bem boas também. Quando comparamos cidades australianas e brasileiras de altitudes e latitudes semelhantes, como fica a disputa ?

 

A disputa fica covarde se compararmos latitudes fluminenses na Austrália, onde o inverno é bem mais fresco que nas congêneres brasileiras. 

Share this post


Link to post
Share on other sites
3 horas atrás, Renan disse:

 

Klins, concordo com quase tudo, exceto pelo "predomínio dos dias quentes até mesmo em Julho e médias lixosas que só se salvam no sul". Para a latitude em que está, acho o inverno do centro-sul brasileiro até de boa qualidade. Isso sem falar que na serra da Mantiqueira as médias são bem boas também. Quando comparamos cidades australianas e brasileiras de altitudes e latitudes semelhantes, como fica a disputa ?

A Austrália está um pouco mais ao Sul do que o Brasil, o ponto mais ao norte daquele país esta na mesma latitude de Salvador na Bahia, o ponto mais ao sul é a Tasmânia no paralelo 40. Nas mesmas latitudes, as médias de temperatura no inverno são mais baixas na Austrália considerando tanto no litoral como no interior; porém no verão as temperaturas lá são muito mais altas, porque só chove bastante na metade norte australiana  (acima do Trópico de Capricórnio). 

Share this post


Link to post
Share on other sites

Em termos de constância do frio perdemos feio para a Austrália, mas em termos de extremos nosso inverno é mais dinâmico (em anos normais).

Share this post


Link to post
Share on other sites
4 horas atrás, Renan disse:

 

Klins, concordo com quase tudo, exceto pelo "predomínio dos dias quentes até mesmo em Julho e médias lixosas que só se salvam no sul". Para a latitude em que está, acho o inverno do centro-sul brasileiro até de boa qualidade. Isso sem falar que na serra da Mantiqueira as médias são bem boas também. Quando comparamos cidades australianas e brasileiras de altitudes e latitudes semelhantes, como fica a disputa ?

 

Aí vai depender da latitude.

 

Sul do Brasil x Austrália = sul do brasil ganha em anos "normais"

Sudeste BR x Austrália = AUS ganha e com folga

 

Só um exemplo, Rio de Janeiro vs Rockhampton praticamente mesma latitude.

 

ozgG5cz.png

V8JSzYq.png

  • Like 1
  • Thanks 1

Share this post


Link to post
Share on other sites

Quanto mais ao norte, mais impressionante.

 

Herberton, Queensland. Latitude 17ºS a 900 m

 

hAViD9m.png

  • Like 1

Share this post


Link to post
Share on other sites

Tem que ver se eles não estão sob o domínio de alguma MP extremamente forte. O ideal é compararmos as médias. Alguém tem médias de cidades australianas ?

Share this post


Link to post
Share on other sites

Eu editei a paleta de cores do Windy, pra sensação térmica (de acordo com o meu gosto).

Vermelho/Inferno,Laranja/Calor, Amarelo/Agradável, Verde/Fresco, Azul/Frio, Branco/Congelante

wUDFdi7.png

 

Em comparação com o Brasil Amanhã cedo segundo o Europeu.

jdHQnFJ.png

 

Claro que essa onda de frio n'Austrália é pontual. Lá rola deveras chuchas tbm. Inverno lá é lindo e suportável, diferente daquela caca que é nos EUA, Deus me livre.

  • Like 1
  • Haha 1

Share this post


Link to post
Share on other sites
Guest
This topic is now closed to further replies.

×

Important Information

By using this site, you agree to our Guidelines.