Jump to content
Brasil Abaixo de Zero
Felipe F

Furacões no Atlântico Norte e Pacífico Leste/Central - 2019

Recommended Posts

Ampliando nosso papo tropical, vamos falar do resto do hemisfério norte-ocidental. No momento há outras perturbações tropicais a serem monitoradas.

Atlântico Norte:

Invest 97L:

 Situado naquele "x" em vermelho, possui no momento 70% de chance de se tornar um ciclone tropical nas próximas 48 horas e há julgar pelas últimas imagens de satélite, provavelmente de torne hoje. O cisalhamento de vento é baixo (10 nós) e possui até mesmo suporte de um anticiclone nas camadas mais altas da atmosfera. Todos os modelos indicam formação desse sistema nos próximos dias.

Invest 98L:

 No Golfo do México, um pequeno distúrbio tropical começou a adquirir circulação em superfície junto a convecção profunda e por isso, o Centro Nacional de Furacões aumentou para 30% de chance de se tornar um ciclone tropical nas próximas 48h e designou o sistema como "Invest 98L". Por se tratar de um sistema pequeno, em um ambiente úmido, de baixo cisalhamento de vento e de temperatura da água do mar altíssima (30°C), pode trazer surpresas de forma rápida, como há vários relatos de ciclones tropicais pequenos que se desenvolveram rapidamente próximos da costa e inclusive se intensificaram de forma rápida. 

 Os próximos 2 nomes da lista são "Imelda" e "Jerry".

 

Pacífico Nordeste:

 Invest 91E e Invest 92E estão ambas com 90% de chance de se tornar um ciclone tropical nas próximas 48 horas. Os 2 sistemas estão localizados em condições favoráveis para formação e intensificação. Os modelos indicam que daí possa sair pelo menos mais um grande furacão. Os próximos 2 nomes da lista são "Lorena" e "Mario".

 

Pacífico Central:

 No Pacífico Central o Centro Nacional de Furacões aumentou para 40% de chance de se tornar um ciclone tropical um dos 3 distúrbios tropical em atuação na região, atribuindo a classificação de "Invest 91C". Tem boas condições para de tornar ciclone tropical e o próximo nome da lista do Pacífico Central é "Ema".

 

 

two_atl_5d0-1.png

goes16_ir_97L.gif

goes16_ir_98L.gif

two_pac_5d0.png

goes16_ir_epac.gif

two_cpac_5d0.png

goes17_ir_cpac.gif

Edited by PabloMartins
faltou imagens
  • Like 3
  • Thanks 1

Share this post


Link to post
Share on other sites
Em 17/09/2019 em 05:12, PabloMartins disse:

Invest 98L:

 No Golfo do México, um pequeno distúrbio tropical começou a adquirir circulação em superfície junto a convecção profunda e por isso, o Centro Nacional de Furacões aumentou para 30% de chance de se tornar um ciclone tropical nas próximas 48h e designou o sistema como "Invest 98L". Por se tratar de um sistema pequeno, em um ambiente úmido, de baixo cisalhamento de vento e de temperatura da água do mar altíssima (30°C), pode trazer surpresas de forma rápida, como há vários relatos de ciclones tropicais pequenos que se desenvolveram rapidamente próximos da costa e inclusive se intensificaram de forma rápida. 

98L/10E/Imelda:

  Como bem eu dizia ontem de madrugada... O Invest 98L deu origem à depressão tropical 10L e apenas 45 minutos depois, foi atualizada para "Tempestade Tropical Imelda". Acho que nem 3 horas depois a tempestade fez landfall em "Freeport", Texas, com ventos de 40 mph. Mesmo sobre o estado Texano, Imelda continuou se organizando, quem sabe até tenha se intensificado um pouco, mas já caiu para depressão tropical e com ventos de apenas 30 mph. Grandes enchentes estão sendo esperadas por causa deste sistema entre o Leste do Texas e Oeste da Luisiana. 

 

97L/09E/Jerry:

   Antes de Imelda, 97L se tornou 09E e durante esta madrugada se tornou Jerry. Em um período de 18 horas, o NHC nomeou 4 tempestades, um número considerado impressionante mesmo estando no pico da temporada. Nas últimas 18h, Jerry fez sucesso, tornando-se uma tempestade extremamente bem apresentável nas imagens de satélite. 

 

08E/Humberto:

  Humberto se tornou o 2° grande furacão da temporada na noite de ontem e nesta tarde atingiu seu provável pico de intensidade, com ventos de 120 mph (194 km/h) e pressão atmosférica em torno de 951 mbar. Ventos sustentados de furacão já estão sendo registrados na ilha de Bermuda que está com aviso de furacão há mais de 24 horas. Nas próximas horas, a expectativa é de que Humberto comece a enfraquecer com o aumento do "southwesterly wind shear", cisalhamento de vento que vem do sudoeste, típico na região. A expectativa também é de que Humberto complete a transição extratropical na sexta feira. 

 

Lorena: 

  Ontem uma das baixas pressões que estavam na costa sul do México se tornou a tempestade tropical Lorena. Em um ambiente atmosférico e oceânico bastante favorável, Lorena segue se intensificando e já possui ventos de 70 mph (110 km/h) e está já causando ventania nas prais mexicanas. Foi emitido aviso de furacão entre Punta San Telmo até Cabo Corrientes. O NHC espera que Lorena vire um furacão esta noite e seu futuro depende das próximas 24 horas. Motivo: interação com a terra e as montanhas podem causar o colapso do nucleo interno. A agência prevê que Lorena atinja a categoria 2 com ventos de até 160 km/h noas próximos dias, mas tudo depende de como ela irá se comportar tão próximo dessas montanhas; Inclusive, é possível até que Lorena e Mario passem pelo efeito fujiwhara, e pode acontecer de Lorena absorver a tempestade Mario, algo que aconteceu ano passado com as tempestades John e Ileana. 

 

Mario:

  Mario, assim como Lorena, está em um ambiente altamente favorável, mas como está muito próximo de Lorena, vai depender da mesma para sabermos ao certo qual será sua intensidade final durante o pico. Mesmo assim o centro nacional de furacões espera que ambas tempestades se tornem furacão no máximo amanhã, uma vez que já foi avistado a formação do núcleo interno nas imagens microondas. A cada hora as explosões de convecção nas duas tempestades impressionam, provavelmente ambas se intensificariam rapidamente se não estivessem muito próximas. 

 

 Kiko: 

  O furacão Kiko ontem perdeu força e foi rebaixado para tempestade tropical, mas hoje voltou a ganhar força. O Centro Nacional  de Furacões indica que Kiko virará furacão amanhã outra vez. Seu deslocamento segue lento e ainda o veremos por mais dias. 

 

0946e020-31da-4684-81d4-56d3f388a5f4.gif

  • Like 3
  • Thanks 1

Share this post


Link to post
Share on other sites

T.S Imelda causou intensas chuvas no Texas e grandes inundações estão sendo registradas, sendo que o maior acumulado já chega a quase 1100 mm.

Imelda já é considerado o sétimo ciclone que mais causou chuva nos EUA.

O ciclone também causou alguns tornados, mas não foi reportado grandes danos.

Até o momento 2 mortes foram confirmadas e os danos ainda não foram estimados.

Imelda já causou mais chuvas que a T.S Alison (2001), que foi a primeira tempestade tropical que teve seu nome aposentado.

 

EE7L1Z1XYAAuCHj?format=jpg&name=large

 

 

Share this post


Link to post
Share on other sites

Humberto chegou até a categoria 3 (205 km/h - 951 mbar) e agora já se dissipou.

O ciclone causou danos nas Bermudas, porém não se reporta algo muito significativo.

Nenhuma fatalidade foi reportada nas Bermudas e nos EUA o ciclone causou duas mortes indiretas.

 

O furacão Jerry chegou até a categoria 2, porém se despedaçou devido ao cisalhamento/ar seco.

O ciclone que está afetando o norte das Antilhas, poderia trazer chuvas e ventos com força de furacão de categoria 1 para as Bermudas na quarta.

 

Três áreas estão sendo monitoradas no momento na Atlântico.

A área em amarelo praticamente não tem nenhuma chance de se desenvolver, mas deve trazer fortes chuvas para Hiati.

O Euro indica que a área em laranja poderia se tornar pelo menos uma tempestade tropical brevemente amanhã e trazer chuvas e ventos para Antilhas, Porto Rico e Hispaniola.

A onda tropical saindo da África (em vermelho) é prevista pelos modelos para ser um forte furacão, porém deve ficar no mar durante toda sua vida.

Os próximos dois nomes são Karen e Lorenzo.

 

two_atl_5d0.png.eefb6d4f2d78ac95dbaffd99e034dddd.png

 

 

Edited by Felipe F
  • Like 1

Share this post


Link to post
Share on other sites

Depois de chegar na categoria 4, Kiko segue ativo como uma tempestade tropical.

O ciclone poderia durar pelo menos mais uma semana.

 

A tempestade tropical Mario deve afetar algumas ilhas mexicanas pouco povoadas.

O ciclone deve se dissipar no começo da próxima semana.

O nome Mario foi utilizado pela primeira vez, sendo ele substituto do nome Manuel que foi aposentado em 2013.

 

Lorena segue margeando a costa mexicana e provocando fortes chuvas e ventos.

O ciclone se fortaleceu para um furacão de categoria 1 e está afetando a região da Baixa Califórnia do Sul.

 

EE7V1SoWkAAYhLf.png.2bd7458a4d92b41736a34597caa4d6ea.png

 

Imagem de Lorena

Mike Theiss está no Cabo San Lucas no momento: https://twitter.com/MikeTheiss

 

EE7dRXaU4AAiAsD?format=jpg&name=large

 

  • Like 1

Share this post


Link to post
Share on other sites

Lorena poderia ser atualizado para categoria 2.

 

Imagem

  • Like 2

Share this post


Link to post
Share on other sites

Jerry se reorganizou rapidamente.

Voo de reconhecimento deve investigar o sistema em breve.

 

3de6fc1e-1535-456d-befd-a1a4cbca878b.thumb.gif.cce604cc7654508424b0f1bd3ed83296.gif

 

 

Share this post


Link to post
Share on other sites

Trópicos seguem movimentados nesta manhã. 

 

Três sistemas ativos.

 

001.thumb.png.c977f6f0061e211ec22a59dce87dd36a.png

 

Jerry segue se movendo a norte. Deverá passar a oeste das Ilhas Bermudas.

 

002.png.20e650e327e7492a3527bca236ea2bd6.png

 

 

INVEST 90L está ganhando força rapidamente na costa da África e tem 90% de chances de gerar Lorenzo nos próximos dias. Não deverá ser ameaça a áreas habitadas.

 

004.thumb.png.eef321274bc86e711f1bc0ccd929ace1.png

 

Enquanto isso no Mar do Caribe, Karen se formou nesse domingo. A princípio o sistema seguirá como uma tempestade tropical, indo para norte, em direção a Porto Rico e Ilhas Virgens.

 

Porém, após a passagem de Jerry, um bloqueio iria se formar ao norte do Atlântico, o que levaria Karen sob águas quentes das Bahamas, Cuba e Flórida, pela última saída do modelo Europeu.

 

Karen terá que ser assistido de perto nos próximos dias.

 

001.thumb.gif.ea3079711b6582556f34b4afa8c7f55d.gif

 

 

 

 

  • Like 2

Share this post


Link to post
Share on other sites

Depressão 13 se forma no Atlântico.

 

Citar

AL, 13, 2019092300,, BEST, 0, 108N, 202W, 30, 1007, TD,

 

Share this post


Link to post
Share on other sites

TD13 se fortalece para T.S Lorenzo.

 

Citar

AL, 13, 2019092312, , BEST, 0, 111N, 233W, 35, 1006, TS, 34, NEQ, 20, 0, 0, 20, 1012, 100, 20, 0, 0, L, 0, , 0, 0, LORENZO, M, 0, , 0, 0, 0, 0, genesis-num, 027,

 

Share this post


Link to post
Share on other sites

Esse final de semana assisti o filme mar em fúria, ou tempestade perfeita, alguém daqui chegou a acompanhar este evento em 1991? Quem não assistiu eu indico, muito bom

  • Like 1

Share this post


Link to post
Share on other sites

Lorena causou intensas chuvas na costa mexicana, com alguns locais acumulando até 200 mm.

Não se reporta feridos ou fatalidades devido ao ciclone e também nenhum dano significativo.

O ciclone também trouxe fortes chuvas para região do Arizona.

 

Mario se dissipou sem causar danos e NHC até fez algumas brincadeiras.

 

Imagem

 

Kiko segue ativo.

O ciclone não causou nenhum dano.

 

 

  • Haha 1

Share this post


Link to post
Share on other sites
6 minutos atrás, Felipe F disse:

Lorena causou intensas chuvas na costa mexicana, com alguns locais acumulando até 200 mm.

Não se reporta feridos ou fatalidades devido ao ciclone e também nenhum dano significativo.

O ciclone também trouxe fortes chuvas para região do Arizona.

 

Mario se dissipou sem causar danos e NHC até fez algumas brincadeiras.

 

Imagem

 

Kiko segue ativo.

O ciclone não causou nenhum dano.

 

 

 

Mario se dissipou porque se esqueceu de comer os cogumelos verdes pelo oceano. 

  • Haha 3

Share this post


Link to post
Share on other sites

Karen está passando pela ilha de Porto Rico.

Acumulados superiores a 300 mm podem ser registrados em alguns locais da ilha.

As ilhas Virgens também  devem ser afetadas pelo ciclone.

 

Imagem

Edited by Felipe F

Share this post


Link to post
Share on other sites

Lorenzo chegou na categoria 4.

Açores devem acompanhar esse ciclone, pois existe a chance de impactos no futuro.

 

EFah41iXsAIqQNK?format=jpg&name=large

 

EFailK4WsAEKUX2?format=jpg&name=large

  • Like 1

Share this post


Link to post
Share on other sites

Voltando ao Dorian, uma imagem do radar móvel do avião de reconhecimento do NOAA mostra um recorte vertical do furacão antes de atingir as Bahamas

 

  • Like 2

Share this post


Link to post
Share on other sites

O voo de reconhecimento previsto para ontem teve problemas e por isso não aconteceu.

Além do problema, um dos aviões foi direcionado para o resgaste de 14 pessoas que estavam um navio.

Até o momento 3 foram encontradas e 11 seguem desaparecidas.

 

Um voo está sendo realizado neste momento e indica que o ciclone voltou para a categoria 4.

Ventos sustentados de 215 km/h e pressão de 950 mbar.

Açores segue em alerta, pois o ciclone pode afetar a região na quarta ainda como um furacão. 

 

EFlDpstWsAIQg85?format=jpg&name=large

 

 

Edited by Felipe F
  • Like 1

Share this post


Link to post
Share on other sites

Lorenzo está fazendo sua segunda tentativa de chegar na categoria 5.

O ciclone segue ganhando força nesta noite.

 

EFmJlGYX0AEe-q5?format=png&name=900x900

 

Imagem

  • Like 1

Share this post


Link to post
Share on other sites

Create an account or sign in to comment

You need to be a member in order to leave a comment

Create an account

Sign up for a new account in our community. It's easy!

Register a new account

Sign in

Already have an account? Sign in here.

Sign In Now

×

Important Information

By using this site, you agree to our Guidelines.