Jump to content
Brasil Abaixo de Zero
Rodolfo Alves

Monitoramento e Previsão - Brasil/América do Sul - Junho/2018

Recommended Posts

Eu sei bem essa diferença em relação ao comentário do colega de Brasília. 

 

Vivo entre S. Paulo e Sul de Minas. Mesmo Varginha sendo consideravelmente mais fria que S. Paulo nas mínimas e com máximas mais comportadas na ausência de frentes frias, deve-se dizer que: uma tarde em S. Paulo com 10/12 graus com vento trás uma sensação mais incômoda de frio que as mínimas abaixo de 10 graus, super comuns em Varginha, que não trazem qualquer incômodo.  Por aqui(900-1050m) é raro fazer frio diurno, assim como Brasília, mas o nosso frio não é tão vampiro, e nossas mínimas e máximas abaixo do que o DF. Sinto falta de frio diurno úmido aqui no Sul de Minas. Na verdade, tenho a impressão que apenas localidades acima de 1200m por aqui possuem algum frio diurno mesmo, como São Thomé das Letras(1300m +), 70 km distante de Varginha. 

 

 

  • Like 1

Share this post


Link to post
Share on other sites
5 minutos atrás, Victor Naia disse:

Eu sei bem essa diferença em relação ao comentário do colega de Brasília. 

 

Vivo entre S. Paulo e Sul de Minas. Mesmo Varginha sendo consideravelmente mais fria que S. Paulo nas mínimas e com máximas mais comportadas na ausência de frentes frias, deve-se dizer que: uma tarde em S. Paulo com 10/12 graus com vento trás uma sensação mais incômoda de frio que as mínimas abaixo de 10 graus, super comuns em Varginha, que não trazem qualquer incômodo.  Por aqui(900-1050m) é raro fazer frio diurno, assim como Brasília, mas o nosso frio não é tão vampiro, e nossas mínimas e máximas abaixo do que o DF. Sinto falta de frio diurno úmido aqui no Sul de Minas. Na verdade, tenho a impressão que apenas localidades acima de 1200m por aqui possuem algum frio diurno mesmo, como São Thomé das Letras(1300m +), 70 km distante de Varginha. 

 

 

 

Pois é, precisa ser uma grande frente bloqueada ou então uma rara advecção polar muito intensa para fazer frio à tarde em cidades como Varginha e Juiz de Fora. Nosso clima é tipicamente o tropical de altitude, marcado pelas grandes amplitudes diárias no inverno.

 

O maior frio diurno que já peguei aqui foi em Agosto de 1999. Chegou a fazer incríveis 07,5ºC às 15h na estação do INMET de JF naquela ocasião da grande onda polar daquele mês. Entretanto, não chego a me lembrar com tanta exatidão desse fato, pois meu interesse por meteorologia estava apenas começando. Desta forma, o evento mais marcante de frio diurno, para mim, continua sendo Julho de 2013.

 

 

  • Like 1

Share this post


Link to post
Share on other sites

Pra mim o dia mais marcante foi aquele 26/08/2013. ESSE DIA FOI LOUCO!

Lembro de sair do trabalho e ir pra faculdade com 7ºC e trovoadas!

Máxima de 9,3°C às 0h e temperatura em queda durante o dia inteiro com chuva. Acumulado foi de quase 25 mm, sendo o dia inteiro abaixo dos 8ºC. Isso ao nível do mar (60 m).

  • Like 3

Share this post


Link to post
Share on other sites

Aqui na PB as mínimas subiram com relação aos últimos dias por conta da maior quantidade de nuvens. Mas São Gonçalo ainda registrou 16,8°C que foi a mínima de hoje no estado.

 

Enquanto isso junho está caminhando para ser um dos mais secos já registrados em algumas capitais do leste. Recife e João Pessoa ainda nem atingiram os 100 mm (98,6 mm e 99,7 mm, respectivamente), as duas estão com anomalias de -250 mm a -300 mm.

Outras cidades também se destacam, como Sirinhaém e Ipojuca (localizadas no litoral do PE), que estão com simplórios 80,1 mm (média de 424 mm) e 22,2 mm (média de 375 mm), respectivamente.

 

Até o péssimo junho de 2016 foi mais chuvoso!

Edited by CloudCb
  • Sad 1

Share this post


Link to post
Share on other sites
15 horas atrás, Caco Pacheco disse:

Alguém tem o dado de junho de 2014, por favor? Do Mirante. E COMO FOI JUNHO/2014?

 

Melhor... Façam um comparativo dos seguintes junhos: 2015, 2014, 2006, 2005, 2002 para Sampa, a partir de 2002; ou seja, 17 junhos.

 Vou retificar: o inverno estava normal do início do inverno climático (19/maior) até a metade da semana passada. Depois, esmerdeou, e assim permanecerá por mais alguns dias.

 

Mas, longe de "terrorismos", "coisa para mídia ver, CONSUMIR", etc...; desculpem-me...

 

Inté

 

Vou dar uma checada no termômetro lá fora e já volto

 

Temperatura atual de 14,8ºC céu limpo (no centro expandido deve estar um horror devido à dificuldade do calor diurno dissipar)

 

Mínima: 11,5º

Máxima: 27,9ºC 

Sol o dia quase inteiro - deu piscina, mas estava gelada.

Parecendo Brasília...

 

 

Não fez 30°C no Mirante em junho de 2014. Nem perto disso, na verdade: a máxima absoluta foi de 27,8°C nos dias 07 e 08. No dia 04/07/2014 fez 29,1°C.

  • Like 2

Share this post


Link to post
Share on other sites

Muitos paulistas vao esperar sentados...esse anomalia negativa no Norte de Minas tem MUITA CARA de ar mais seco que o normal/marítima/ventos alísios bem fortes.

 

Julho bem desanimador pra muita gente...aqui no máximo normal, considerando o que é normal pra aquela estação horrível do INMET, nao da pra esperar muita coisa.

 

cfs-mon_01_T2ma_samer_1-2.thumb.png.8828aff069c97711b44acfeb47c30fe7.png

 

Alguém falou em bloqueio?

 

 

cfs-mon_01_apcpna_month_samer_1.thumb.png.0712427e37f88026da5afd2f04c26e59.png

Edited by HenriqueBH
  • Sad 3

Share this post


Link to post
Share on other sites

Parafraseando @Bruno , que anda extremamente sumido daqui:

 

GFS 12Z E EURO 12Z = PNEU ! Nada de importante pelos próximos 10 dias.

  • Sad 2

Share this post


Link to post
Share on other sites
5 minutos atrás, Renan disse:

Parafraseando @Bruno , que anda extremamente sumido daqui:

 

GFS 12Z E EURO 12Z = PNEU ! Nada de importante pelos próximos 10 dias.

 

Provavelmente uma marítima no meio do caminho:

 

cfs-avg_T2maMean_samer_3-3.thumb.png.46cd415c0aac0b17ad3b87959be2b9b6.png

 

DgTSeeaXcAAHe48.jpg-large.jpeg.80a45d24778a86166164fb12ef3203ac.jpeg

Edited by HenriqueBH
  • Like 2

Share this post


Link to post
Share on other sites
2 minutos atrás, HenriqueBH disse:

 

Provavelmente uma marítima no meio do caminho:

 

cfs-avg_T2maMean_samer_3-3.thumb.png.46cd415c0aac0b17ad3b87959be2b9b6.png

 

DgTSeeaXcAAHe48.jpg-large.jpeg.80a45d24778a86166164fb12ef3203ac.jpeg

 

Pena que muito longe ainda essa previsão. Na verdade eu não espero absolutamente mais nada desse incrivelmente anômalo inverno de 2018. Será que dá para esperar alguma coisa com essa dinâmica porca ?

  • Sad 1

Share this post


Link to post
Share on other sites

Nebulosidade média, que predominava desde sexta feira passada, finalmente deixa a Grande SP.

A segunda feira está sendo de sol e poucas nuvens.

O alívio trazido ontem pela infiltração marítima foi bem rápido e hoje os ventos já voltaram a soprar com mais força do continente.

 

Na Mooca, a máxima chegou aos 28,4 graus, após uma mínima de 15,8 graus.

A temperatura ainda está bem alta, faz 25,7 graus.

Em Parelheiros, extremo sul da capital, ainda faz 23,6 graus. Isso significa que não há sinal de que a brisa marítima aparecerá mais tarde para trazer um pouco de alívio.

Share this post


Link to post
Share on other sites
2 horas atrás, fredericowessel disse:

Pra mim o dia mais marcante foi aquele 26/08/2013. ESSE DIA FOI LOUCO!

Lembro de sair do trabalho e ir pra faculdade com 7ºC e trovoadas!

Máxima de 9,3°C às 0h e temperatura em queda durante o dia inteiro com chuva. Acumulado foi de quase 25 mm, sendo o dia inteiro abaixo dos 8ºC. Isso ao nível do mar (60 m).

 

O que mais me marcou foi o dia 23/08/2013. Nessa tarde peguei trovoada e chuva forte com incríveis 5,6° às 15h em Porto Alegre! Subi pra Gramado nesse dia e cheguei lá fim de tarde com chuva forte e 1,5°. Mas nada de neve. 😖

 

Aliás, agosto de 2013 é o meu mês favorito meteorologicamente falando. Que mês, senhorxs!

  • Like 5

Share this post


Link to post
Share on other sites

Máxima de 12,5° em Porto Alegre, segunda menor do ano. Ontem, pelo horário local, tivemos máxima de 12,6°. Ótimo pras médias, que vão levar um soco com o calor dos últimos dias do mês.

  • Like 3

Share this post


Link to post
Share on other sites
5 horas atrás, Renan disse:

 

Pois é, precisa ser uma grande frente bloqueada ou então uma rara advecção polar muito intensa para fazer frio à tarde em cidades como Varginha e Juiz de Fora. Nosso clima é tipicamente o tropical de altitude, marcado pelas grandes amplitudes diárias no inverno.

 

O maior frio diurno que já peguei aqui foi em Agosto de 1999. Chegou a fazer incríveis 07,5ºC às 15h na estação do INMET de JF naquela ocasião da grande onda polar daquele mês. Entretanto, não chego a me lembrar com tanta exatidão desse fato, pois meu interesse por meteorologia estava apenas começando. Desta forma, o evento mais marcante de frio diurno, para mim, continua sendo Julho de 2013.

 

 

Engraçado que neste evento, Lavras teve máximas ok na casa dos 17 e mínimas de 6,7 e 9. Lambari mínimas de zero grau e máximas de 25. São Lourenço mínimas entre 2.7 e 7 e máximas entre 14.5 e 17/18. 

Varginha não era monitorada. 

 

Essa estação de Lambari não estaria fora da casinha para máximas? As mínimas são surpreendentes, apenas 2 na casa dos 10 na cidade e em São Lourenço, além de várias abaixo de 5; mas conhecendo o potencial de frio da região, não me espanta a sequência de mínimas super baixas. 

 

Machado teve 2 máximas sub 20, e 4 mínimas ótimas. S. S. Do Paraíso uma máxima Sub 20, e 2 mínimas ótimas. 

Caldas, apenas uma mínima superior a 10•c na pré frontal do dia 14. Depois: 

15/08  6.0/16.7

16/08 3.6/18.0

17/08  0.0/21.0

Caldas também teve mínima média baixíssima, com vários dias amanhecendo abaixo do 5 graus. 

 

Varginha deve ter tido máximas na casa de 17,18 como Lavras, e mínimas mais próximas a Machado. Nas baixadas pode ter tido uma sequência de mínimas próximas ou até abaixo de 5, mas menos frio que Lambari. 

Foi nesse vento de 7.5 a tarde em JF, que BH teve 13 a tarde? 

Pelo visto, leste mineiro mesmo e partes altas que reinaram nas mínimas.

Aliás, quais outros eventos podem ter trazido máximas baixas para sul de Minas após 2000 além de 2013, que por aqui, não foi bem a casquinha do frio diurno do interior de SP e parte da zona da Mata mineira, RJ etc. 

Edited by Victor Naia
  • Like 1

Share this post


Link to post
Share on other sites

Temperaturas hoje na Grande SP 

 

Aeroportos - mínimas / máximas / agora (18 horas)
Congonhas: 15 / 27 / 24
Cumbica: 13 / 28 / 23
Campo de Marte: 14 / 27 / 23

 

INMET automáticas - mínimas e máximas
Mirante do Santana: 15,8 / 27,2
Barueri: 13,8 / 26,9
SESC Interlagos: 14,7 / 28,2

  • Like 1

Share this post


Link to post
Share on other sites

 

38 minutos atrás, Tomás WRuas disse:

 

O que mais me marcou foi o dia 23/08/2013. Nessa tarde peguei trovoada e chuva forte com incríveis 5,6° às 15h em Porto Alegre! Subi pra Gramado nesse dia e cheguei lá fim de tarde com chuva forte e 1,5°. Mas nada de neve. 😖

 

Aliás, agosto de 2013 é o meu mês favorito meteorologicamente falando. Que mês, senhorxs!

Para mim o mês favorito fica para julho 2013 por causa do dia 19 ao dia 30. E em segundo para junho 2016 com o mês mais frio em média desde que nasci.

E ainda mais tem a noite/madrugada inesquecível dos dias 22/24 de julho. Naquela noite cheguei a pegar 1,5°C com chuva muito forte misturada com alguns grãos de gelo e raios! Isso que minha casa fica a 30 metros do nível do mar, e após isso quando amanheceu, eu bati essa foto que está no meu perfil, do Monte Barão (1147m) com a linha da neve sem mistura da chuva batendo os 500m, e olhando pela imagem e comparando com a precipitação de chuva que caiu na minha casa aquela noite, eu chuto que pelo menos tenha batido uns 20/30cm de acumulação no topo. Após tudo isso na manhã do dia 24 consegui -2°C pelo termômetro do carro com geada bem forte.

 

Sobre a neve, as últimas ocorrências com acumulação pelo menos, foram nas ondas de 1952 e 1955, para ver a raridade do fenômeno aqui na cidade.

 

Junho de 2016 quase superou, com 6 dias de geada consecutiva e temperaturas abaixo de 2 graus, sendo domingo (12/06) e segunda (13/06) com negativa, -0,14°C e -0,09°C respectivamente pelo termômetro.

 

Imagem do Monte Barão mais detalhada:

177.thumb.JPG.335dbc91f45750ee5ff914800002be5f.JPG

 

Imagens do carro com a geada ocorrida no dia seguinte:

179.thumb.JPG.48b16cf173378941f76e883c31a4f276.JPG

178.thumb.JPG.50b0e8198bea72029615a03eb30e304a.JPG

 

Edited by Augusto Goelzer
  • Like 5
  • Thanks 2

Share this post


Link to post
Share on other sites
21 minutos atrás, Douglas Marques disse:

cfs-avg_T2maMean_samer_1.png

Que horror meo kkk

Edited by Bahia
  • Sad 2

Share this post


Link to post
Share on other sites
3 minutos atrás, Bahia disse:

Que horror meo kkk

 A previsão estendida da climatempo mostra que o início de Julho será frio para Bagé, Lages, Chapecó ... Mas não confio muito na climatempo. 

  • Like 1

Share this post


Link to post
Share on other sites

Curioso falar em mês favorito, em termos de frio. Nasci e fui criado em São Leopoldo, minha família, por parte de mãe é toda de São Joaquim... Sempre passei férias escolares de verão e inverno lá. Peguei neve em grande quantidade certa vez na casa dos meus tios, em Três Pedrinhas (Menina Custódia). A gente pensou que pelo tanto de neve que tinha dado lá tinha nevado horrores em São Joaquim/cidade. Depois ficamos sabendo que só uma neve rala na cidade. Lembro de ter quase morrido congelado em 1984, ano da forte neve em Porto Alegre, em São Leopoldo, voltando a pé da escola (1h de caminhada por dentro dos matos da Scharlau), pegando chuva congelada. Tive a sorte de estar com um grupo de jovens da igreja católica em São Francisco de Paula, numa enorme Nevada (só não consigo lembrar se foi em 88, 89 ou 90, a memória me trai, mas foi uma neve mais impressionante do que as que eu presenciava em São Quincas. Em, 1994, a trabalho, o carro da empresa atolou na neve entre Morro Reuter e Santa Maria do Herval. No lado ruim, o dia mais marcante é o 29 de janeiro de 2015, ano do pior temporal da história de Porto Alegre. Vários dias sem energia, sem comida, sem ônibus, preso em casa num calor infernal, com medo de saques, não se podia sair nas ruas pela quantidade de postes e fios de energia caídos. A fachada do meu prédio destruída, todas as janelas das cozinhas do prédio estouraram. O supermercado funcionando com gerador a óleo, as prateleiras vazias e as pessoas se estapeando por iogurte vencido e legumes estragados. Me senti num filme catástrofe americano. Horrível, jamais vou esquecer. 

  • Like 5

Share this post


Link to post
Share on other sites

Sem falar do temporal em si da noite do dia 29. Eu desesperado dentro do apartamento, o barulho infernal de vento, coisa quebrando, coisas explodindo. Eu espiando pela veneziana da sacada e vendo a árvore da esquina ser arrancada pela raiz, os relâmpagos verdes (nunca tinha visto um relâmpago verde, VERDE MESMO) minha cozinha alagada, eu rezando e imaginando o momento em que o prédio inteiro iria pelos ares, já me imaginava morto, embaixo de algum escombro. Pavoroso. Jamais vou esquecer. 

Edited by Inácio PoA
Acréscimo
  • Like 3

Share this post


Link to post
Share on other sites
2 horas atrás, Tomás WRuas disse:

Máxima de 12,5° em Porto Alegre, segunda menor do ano. Ontem, pelo horário local, tivemos máxima de 12,6°. Ótimo pras médias, que vão levar um soco com o calor dos últimos dias do mês.

Eu pago pra ver se iremos ter toda essa anomalia positiva. Se o bloqueio for mais ao norte, apenas um pouco, pegaremos o frio do Sul e da Campanha. A ver. 

Share this post


Link to post
Share on other sites
2 horas atrás, Victor Naia disse:

Engraçado que neste evento, Lavras teve máximas ok na casa dos 17 e mínimas de 6,7 e 9. Lambari mínimas de zero grau e máximas de 25. São Lourenço mínimas entre 2.7 e 7 e máximas entre 14.5 e 17/18. 

Varginha não era monitorada. 

 

Essa estação de Lambari não estaria fora da casinha para máximas? As mínimas são surpreendentes, apenas 2 na casa dos 10 na cidade e em São Lourenço, além de várias abaixo de 5; mas conhecendo o potencial de frio da região, não me espanta a sequência de mínimas super baixas. 

 

Machado teve 2 máximas sub 20, e 4 mínimas ótimas. S. S. Do Paraíso uma máxima Sub 20, e 2 mínimas ótimas. 

Caldas, apenas uma mínima superior a 10•c na pré frontal do dia 14. Depois: 

15/08  6.0/16.7

16/08 3.6/18.0

17/08  0.0/21.0

Caldas também teve mínima média baixíssima, com vários dias amanhecendo abaixo do 5 graus. 

 

Varginha deve ter tido máximas na casa de 17,18 como Lavras, e mínimas mais próximas a Machado. Nas baixadas pode ter tido uma sequência de mínimas próximas ou até abaixo de 5, mas menos frio que Lambari. 

Foi nesse vento de 7.5 a tarde em JF, que BH teve 13 a tarde? 

Pelo visto, leste mineiro mesmo e partes altas que reinaram nas mínimas.

Aliás, quais outros eventos podem ter trazido máximas baixas para sul de Minas após 2000 além de 2013, que por aqui, não foi bem a casquinha do frio diurno do interior de SP e parte da zona da Mata mineira, RJ etc. 

20 de junho de 2001:

14,4 Presidente Prudente, SP

15,1°C Votuporanga, SP

15,2°C São Sebastião do Paraíso, MG

15,2°C São Carlos, SP

15,4°C Uberaba, MG

15,6°C Catanduva, SP

16,4°C Frutal, MG

16,5°C Franca, SP

Esse evento pegando bem mais o interior de São Paulo e partes de Minas Gerais na divisa com SP.

 

2 de junho de 2009:

14,2°C Franca, SP

15°C São Sebastião do Paraíso

15,8°C Caldas

16,0°C São Carlos, SP

16,1°C São Simão, SP

16,4°C Varginha

17,3°C Passos

Edited by LucasFVenturini
  • Like 4

Share this post


Link to post
Share on other sites
23 minutos atrás, Inácio PoA disse:

Sem falar do temporal em si da noite do dia 29. Eu desesperado dentro do apartamento, o barulho infernal de vento, coisa quebrando, coisas explodindo. Eu espiando pela veneziana da sacada e vendo a árvore da esquina ser arrancada pela raiz, os relâmpagos verdes (nunca tinha visto um relâmpago verde, VERDE MESMO) minha cozinha alagada, eu rezando e imaginando o momento em que o prédio inteiro iria pelos ares, já me imaginava morto, embaixo de algum escombro. Pavoroso. Jamais vou esquecer. 

Queria muito saber a causa da ocorrência de raios de coloração verde. Presenciei isso pela primeira vez em uma célula isolada aqui em NT, no início de dezembro do ano passado, era uma célula eletricamente bem ativa, completamente isolada e com pouquíssima precipitação. E o que deixava o fenômeno ainda mais exposto, belo e bizarro é que os raios caiam fora da cortina de chuva. E por medo eu ignorei completamente a possibilidade de ter gravado, devido a grande quantidade de descargas elétricas tocando o solo, sem ter qualquer para-raio em um raio de 200m.

  • Like 1

Share this post


Link to post
Share on other sites

Olha o mastodonte de bloqueio que vai rolar no dia 4 de Julho pelo Europeu:

 

 

1252900527_CapturadeTela2018-06-25s20_47_18.thumb.png.f33f3c87390479603a8627b14f75f03f.png

 

 

sorte dessa alta imergindo numa ASAS:

 

386764577_CapturadeTela2018-06-25s20_48_50.thumb.png.252003d1a09a69840835af78704757fc.png

 

 

 

Edited by HenriqueBH
  • Sad 4

Share this post


Link to post
Share on other sites
38 minutos atrás, Augusto Goelzer disse:

Queria muito saber a causa da ocorrência de raios de coloração verde. Presenciei isso pela primeira vez em uma célula isolada aqui em NT, no início de dezembro do ano passado, era uma célula eletricamente bem ativa, completamente isolada e com pouquíssima precipitação. E o que deixava o fenômeno ainda mais exposto, belo e bizarro é que os raios caiam fora da cortina de chuva. E por medo eu ignorei completamente a possibilidade de ter gravado, devido a grande quantidade de descargas elétricas tocando o solo, sem ter qualquer para-raio em um raio de 200m.

Ignoro qual é a explicação científica. O que eu sei é que desde que me interessei por Meteorologia e comecei a acompanhar o blog da metsul e os textos do professor Eugenio é que eu sei que raios verdes é um péssimo sinal para quem os observa. Por isso, além de tudo que já contei, o meu terror naquela noite. Foi mais de uma hora de descargas elétricas verdes... 

  • Like 1

Share this post


Link to post
Share on other sites

Zerou e até negativou em alguns pontos do Uruguay hoje. Do outro lado da fronteira P. Machado teve minima de 2,3º. Mas para mim o maior destaque, alias grande destaque foi Santa Vitória do Palmar/RS (Barra do Chuí) com a minima nacional nesta segunda-feira de apenas 1,6º.

Essa estação do INMET onde foi registrado esse valor fica a 7 mts de altitude, a alguns metros de fronte para praia.

  • Like 5

Share this post


Link to post
Share on other sites
1 hora atrás, HenriqueBH disse:

Olha o mastodonte de bloqueio que vai rolar no dia 4 de Julho pelo Europeu:

 

 

1252900527_CapturadeTela2018-06-25s20_47_18.thumb.png.f33f3c87390479603a8627b14f75f03f.png

 

 

sorte dessa alta imergindo numa ASAS:

 

386764577_CapturadeTela2018-06-25s20_48_50.thumb.png.252003d1a09a69840835af78704757fc.png

 

 

 

Isso NÃO É INVERNO! Desisto desse pais...

  • Sad 2

Share this post


Link to post
Share on other sites

Noite segue quente nas áreas mais urbanas da Grande SP.

Outra coisa que chama a atenção, é a umidade baixa para a hora.

 

Infelizmente, hoje a brisa marítima não deu as caras por aqui.

 

Aeroportos (22 horas)

  • Congonhas: 21 graus - 43% de URA
  • Cumbica: 21 graus - 53% de URA
  • Campo de Marte: 17 graus - 59% de URA (o aeroporto fica em uma baixada, o que explica temperatura mais baixa)

CGE (algumas estações)

  • Santana: 21,5 graus - 48% de URA
  • Vila Mariana: 21,3 graus - 45% de URA
  • Sé: 20,8 graus - 52% de URA
  • Freguesia do Ó: 20,4 graus - 48% de URA
  • Mooca: 20,2 graus - 55% de URA
  • Lapa: 20,2 graus - 59% de URA
  • Santo Amaro: 19,6 graus - 58% de URA
  • São Miguel Paulista: 19,6 graus - 70% de URA (nada mal)
  • Like 2
  • Confused 1

Share this post


Link to post
Share on other sites

Já em que a urbanização não é tão densa, as temperaturas estão mais agradáveis e com umidade mais alta.

 

Algumas estações do CGE:

 

  • Itaim Paulista: 17,9 graus - 66% de URA
  • Tremembé: 17,7 graus - 70% de URA
  • Perus: 16,2 graus - 77% de URA
  • Mauá: 15,5 graus - 76% de URA
  • Parelheiros: 15 graus - Excelentes 100% de URA
  • São Mateus: 13,4 graus - 88% de URA
  • Capela do Socorro: 11,8 graus - 93% de URA
  • Santana do Parnaíba: 11,2 graus e 66% de URA

Capela do Socorro e Santana do Parnaíba com 10 graus de diferença em relação às temperaturas mais altas.

 

OBS.: O aeroporto de Cumbica, embora fique em um local pouco urbanizado, está registrando temperatura alta e umidade baixa (como já dito post anterior).

  • Like 1
  • Confused 1

Share this post


Link to post
Share on other sites
50 minutos atrás, Daniel85 disse:

Noite segue quente nas áreas mais urbanas da Grande SP.

Outra coisa que chama a atenção, é a umidade baixa para a hora.

 

Infelizmente, hoje a brisa marítima não deu as caras por aqui.

 

Aeroportos (22 horas)

  • Congonhas: 21 graus - 43% de URA
  • Cumbica: 21 graus - 53% de URA
  • Campo de Marte: 17 graus - 59% de URA (o aeroporto fica em uma baixada, o que explica temperatura mais baixa)

CGE (algumas estações)

  • Santana: 21,5 graus - 48% de URA
  • Vila Mariana: 21,3 graus - 45% de URA
  • Sé: 20,8 graus - 52% de URA
  • Freguesia do Ó: 20,4 graus - 48% de URA
  • Mooca: 20,2 graus - 55% de URA
  • Lapa: 20,2 graus - 59% de URA
  • Santo Amaro: 19,6 graus - 58% de URA
  • São Miguel Paulista: 19,6 graus - 70% de URA (nada mal)

 

Curiosa essa baixa umidade para o horário.

  • Like 1

Share this post


Link to post
Share on other sites

Apesar do céu ter limpado em Sampa nesta segunda feira, outras áreas do sudeste ainda ficaram sob o predomínio daquelas nuvens médias.

 

BjlKme2.jpg

  • Like 3

Share this post


Link to post
Share on other sites

Quem sou eu para afirmar algo por aqui, mas algo de "anormal" está acontecendo no nosso inverno.

Estava vendo algumas recordações entre Junho e Julho de 2011 até 2018, e a quantidade de neves vem diminuindo a cada ano, tirando o evento de 2013, me recordo de várias vezes a RBS entrar ao vivo de São Joaquim com neve caindo ao meio dia por exemplo...

Fé que tudo possa melhorar!

 

Edited by Luisbendlin
  • Sad 3

Share this post


Link to post
Share on other sites

Frente fria chega ao MS em 5 de julho e massa de ar Polar no dia 8.

 

Campo Grande(MS) –  Dados do Centro de Monitoramento do Tempo da Uniderp Anhanguera  revelam que uma nova frente fria entre Paraguai, Bolívia Mato Grosso deve mudar o clima no sul do Mato Grosso do Sul e a  umidade relativa deve ficar  acima de 80%

 Com chances de chuva em pontos isolados nas cidades de, Porto Murtinho, Bonito,  Corumbá  e com nevoeiro em Ponta Porã. No dia 06 de julho a frente fria deixa o céu  nublado com chuva fracas isoladas e mais  nevoeiro  no  Centro e Sul do Estado.

Nas regiões Norte,  Nordeste e Leste, sol  entre nuvens, sem chuva, mas no período da noite  chove no Centro, Sul, Sudoeste e Oeste. No dia 07 julho, uma névoa úmida cobre toda a região e chove fraco Norte e nordeste e dia 08 julho a frente fria se afasta, para a chegada de  massa de ar polar forte fria que vai provocar  queda acentuada temperatura, no  Centro, Sul,  Oeste e Sudoeste  DE Mato Grosso do Sul. Com informações do Meteorologista Natálio Abrão Filho, do centro de Monitoramento do Tempo da Uniderp´/Anahnguera.

João Flores Junior

 

http://radiowebms.com.br/2018/06/24/frente-fria-chega-ao-ms-em-5-de-julho-e-massa-de-ar-polar-no-dia-8/

 

SERÁ MESMO que a primeira semana vai ser fria ?

  • Like 1

Share this post


Link to post
Share on other sites
1 hora atrás, danilo brumana disse:

Frente fria chega ao MS em 5 de julho e massa de ar Polar no dia 8.

 

Campo Grande(MS) –  Dados do Centro de Monitoramento do Tempo da Uniderp Anhanguera  revelam que uma nova frente fria entre Paraguai, Bolívia Mato Grosso deve mudar o clima no sul do Mato Grosso do Sul e a  umidade relativa deve ficar  acima de 80%

 Com chances de chuva em pontos isolados nas cidades de, Porto Murtinho, Bonito,  Corumbá  e com nevoeiro em Ponta Porã. No dia 06 de julho a frente fria deixa o céu  nublado com chuva fracas isoladas e mais  nevoeiro  no  Centro e Sul do Estado.

Nas regiões Norte,  Nordeste e Leste, sol  entre nuvens, sem chuva, mas no período da noite  chove no Centro, Sul, Sudoeste e Oeste. No dia 07 julho, uma névoa úmida cobre toda a região e chove fraco Norte e nordeste e dia 08 julho a frente fria se afasta, para a chegada de  massa de ar polar forte fria que vai provocar  queda acentuada temperatura, no  Centro, Sul,  Oeste e Sudoeste  DE Mato Grosso do Sul. Com informações do Meteorologista Natálio Abrão Filho, do centro de Monitoramento do Tempo da Uniderp´/Anahnguera.

João Flores Junior

 

http://radiowebms.com.br/2018/06/24/frente-fria-chega-ao-ms-em-5-de-julho-e-massa-de-ar-polar-no-dia-8/

 

SERÁ MESMO que a primeira semana vai ser fria ?

 

Só acredito vendo... Arrisca desse inverno ser um mix com o que há de pior em 2002 e 2015! 

  • Sad 2

Share this post


Link to post
Share on other sites
13 horas atrás, Vinicius Lucyrio disse:

 

Não fez 30°C no Mirante em junho de 2014. Nem perto disso, na verdade: a máxima absoluta foi de 27,8°C nos dias 07 e 08. No dia 04/07/2014 fez 29,1°C.

Era isso então! Confundi com a marca de julho!

 

Thanks Viny.

Share this post


Link to post
Share on other sites
6 horas atrás, Luisbendlin disse:

Quem sou eu para afirmar algo por aqui, mas algo de "anormal" está acontecendo no nosso inverno.

Estava vendo algumas recordações entre Junho e Julho de 2011 até 2018, e a quantidade de neves vem diminuindo a cada ano, tirando o evento de 2013, me recordo de várias vezes a RBS entrar ao vivo de São Joaquim com neve caindo ao meio dia por exemplo...

Fé que tudo possa melhorar!

 

 

Você está coberto de razão, realmente diminuiu muito a quantidade de neve em São Joaquim nos últimos 20 anos, o Coutinho sabe bem disso. Antigamente era quase todo ano que tinha uma neve de respeito, hoje em dia está cada vez mais difícil, ainda mais agora com o Morro da Igreja interditado até novembro...

  • Sad 2

Share this post


Link to post
Share on other sites
❄️FRIO NO TOCANTINS - 26/06/2018❄️
 
A madrugada de hoje foi muito fria, para os padrões tocantinenses. Todas as estações meteorológicas automáticas do INMET instaladas no estado registraram mínimas abaixo dos 18°C.
 
11 cidades tiveram registro de mínimas abaixo dos 15°C. Palmas teve a madrugada mais fria desde junho de 2007 na estação automática, a mínima chegou aos 16,0°C. Mateiros novamente igualou a temperatura mais fria já registrada na estação, com 11,0°C.
 
Dados: Estações Automáticas INMET
 
 
 

FRIOTOCANTINS.png

  • Like 7

Share this post


Link to post
Share on other sites
38 minutos atrás, Fernando Keiser disse:

 

Você está coberto de razão, realmente diminuiu muito a quantidade de neve em São Joaquim nos últimos 20 anos, o Coutinho sabe bem disso. Antigamente era quase todo ano que tinha uma neve de respeito, hoje em dia está cada vez mais difícil, ainda mais agora com o Morro da Igreja interditado até novembro...

 

 

APENAS DE 23 PARA 2,5 CM/ANO

  • Sad 2

Share this post


Link to post
Share on other sites
9 horas atrás, Wagner97 disse:

Isso NÃO É INVERNO! Desisto desse pais...

Calma galera! Estamos apenas no primeiro tempo... muita água vai rolar em baixo desta Ponte, assim espero.

  • Like 1

Share this post


Link to post
Share on other sites

14,8ºC na Granja Viana. Quero ber a quanto vamos hoje..... Superarei a barreira dos 27,9ºC rsrs????

 

Não consigo ver luz no fim do túnel o final da primeira semana de julho....

Share this post


Link to post
Share on other sites
Agora, Caco Pacheco disse:

14,8ºC na Granja Viana. Quero ber a quanto vamos hoje..... Superarei a barreira dos 27,9ºC rsrs????

 

Não consigo ver luz no fim do túnel o final da primeira semana de julho.... Pelo menos vou curtir um solsão em Peruíbe neste findi...

 

Share this post


Link to post
Share on other sites
14 horas atrás, Victor Naia disse:

 

Varginha deve ter tido máximas na casa de 17,18 como Lavras, e mínimas mais próximas a Machado. Nas baixadas pode ter tido uma sequência de mínimas próximas ou até abaixo de 5, mas menos frio que Lambari. 

Foi nesse vento de 7.5 a tarde em JF, que BH teve 13 a tarde? 

Pelo visto, leste mineiro mesmo e partes altas que reinaram nas mínimas.

Aliás, quais outros eventos podem ter trazido máximas baixas para sul de Minas após 2000 além de 2013, que por aqui, não foi bem a casquinha do frio diurno do interior de SP e parte da zona da Mata mineira, RJ etc. 

 

Foi nesse evento sim, Victor. Não entendo porque não fez tanto frio à tarde nessas cidades que você citou, onde teoricamente deveriam ter sido atingidas com força também. A não ser que as máximas tenham ocorrido às 00Z do dia anterior. Foi o caso daqui de JF, pois a tarde é que foi gelada naquela ocasião.

 

Outros eventos de máximas baixas que me recordo: Julho de 2005, Julho de 2007, Setembro de 2012, Setembro de 2002...mas tem muitos outros.

  • Like 1

Share this post


Link to post
Share on other sites

Manhã quente para a época na zona da mata mineira e algumas áreas da Mantiqueira.

 

MÍNIMAS:

 

Bom Jardim de Minas (PWS da MRS, 1109m): 11,7ºC

 

Juiz de Fora (minha PWS): 15,4ºC

 

São João del Rei: 14,9ºC

 

Viçosa: 16,6ºC (ALTO DEMAIS)

 

Barbacena: 15ºC (ALTO DEMAIS)

 

Entretanto, as áreas da Mantiqueira ao sul do estado tiveram mínimas dentro do padrão esperado...Maria da Fé, CJ e MV, todas com mínimas sub-5.

Share this post


Link to post
Share on other sites
Guest
This topic is now closed to further replies.

×

Important Information

By using this site, you agree to our Guidelines.