Jump to content
Brasil Abaixo de Zero
William Siqueira

Monitoramento e Previsão - Brasil/América do Sul - Outubro/2015

Recommended Posts

Gostsria muito de saber qual foi a média em Curitiba neste passado mês de setembro? E o desvio em relação à média? Carlos Dias, cadê você???

 

Grande Sguario...te respondo...Curitiba fechou com 18,2 de média compensada em sua convencional em setembro. Isso deu um desvio de +2,9 em sua normal acompanhando a capital paulista que sua média compensada no mês em sua estação convencional do Inmet ficou em 21,2 resultando um desvio em sua normal climatológica 1961/1990 de (+3,4 ) e com base na normal 1981/2010 de (+2,8 ).

 

Abraço

Share this post


Link to post
Share on other sites

GFS dando 44°C para depois de amanhã e depois uma sequência de máximas entre 44 e 46°C nos dias 21 e 22 aqui na cidade do Rio. Que p**** é essa? Em 10 anos acompanhando a meteorologia, jamais vi qualquer previsão parecida!

Share this post


Link to post
Share on other sites
Gostsria muito de saber qual foi a média em Curitiba neste passado mês de setembro? E o desvio em relação à média? Carlos Dias, cadê você???

 

Grande Sguario...te respondo...Curitiba fechou com 18,2 de média compensada em sua convencional em setembro. Isso deu um desvio de +2,9 em sua normal acompanhando a capital paulista que sua média compensada no mês em sua estação convencional do Inmet ficou em 21,2 resultando um desvio em sua normal climatológica 1961/1990 de (+3,4 ) e com base na normal 1981/2010 de (+2,8 ).

 

Abraço

 

Precisamos do resumo geral completo de Lages... :good:

 

O prefeito me pediu :sarcastic:

Share this post


Link to post
Share on other sites

O problema, no meu caso, nem é o calor, já que gosto, mas essa seca que parece piorar a cada ano que passa. Já se passaram duas estações chuvosas e parece que teremos a terceira com a quebra ou agravamento do quadro. No momento temos muito sol com apenas alguns cirrus no céu e vento calmo de nordeste aqui em Belford Roxo, região metropolitana do Rio. Faz 36º no meu digital.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Nada está tão ruim que não possa piorar. GFS 06Z expande a linha de 30°C em 850mb a um nível sem precedentes históricos.

 

TByP0xJ.png

 

Goiânia passando de 40, Brasília de 36 e Campo Grande talvez também quebre o recorde de 2014.

Share this post


Link to post
Share on other sites
Gostsria muito de saber qual foi a média em Curitiba neste passado mês de setembro? E o desvio em relação à média? Carlos Dias, cadê você???

 

Grande Sguario...te respondo...Curitiba fechou com 18,2 de média compensada em sua convencional em setembro. Isso deu um desvio de +2,9 em sua normal acompanhando a capital paulista que sua média compensada no mês em sua estação convencional do Inmet ficou em 21,2 resultando um desvio em sua normal climatológica 1961/1990 de (+3,4 ) e com base na normal 1981/2010 de (+2,8 ).

 

Abraço

 

Precisamos do resumo geral completo de Lages... :good:

 

O prefeito me pediu :sarcastic:

 

Shima....anote ai:

 

Em Setembro a média para Lages em sua convencional ficou em 15,1 (+1,6) . Na médias das mínimas ficou em 10,2 (+0,5) e as máximas médias em 21,3 (+2,4). Como pode ver , as máximas que puxaria este desvio de setembro. Qto a precipitação ficou em 334,6 mm, quase 3x o esperado que é de 136,6 mm

 

Em outubro Lages está com 15,5 de média que é exatamente o esperado para o mês.....

 

No acumulado 9 meses, Lages está em 15o lugar no ranking com 16,1..0,1 atrás de Palmas no paraná.

 

Abraço..

Share this post


Link to post
Share on other sites
antes de mais nada, pai nosso que estas no céu ...

 

http://oi58.tinypic.com/2z5n1c5.jpg

 

O GFS tem exagerado um "pouquinho", não?

 

Outro dia, o GFS tinha previsto quase 50°C para o Centro-Oeste, porém não se confirmou.

 

Não boto fé nessas "temperaturas iraquianas" para a ZN e ZO.

Share this post


Link to post
Share on other sites

 

Já estou cansado, desgastado, humilhado com esse desastre climático que vem assolando o Sudeste desde o início de 2014. Não aguento mais passar calor!

 

Minha namorada vai prestar um concurso em Curitiba no início do ano que vem. Se ela passar, vai se mandar pra lá e eu vou junto. Sério, eu já me cansei desse padrão nojento do Sudeste, especialmente MG, que me parece o estado mais castigado nos últimos anos juntamente com o ES.

 

Dá para viver sem ondas de frio fortes, mas não é possível sem chuva ! Juiz de Fora já está desde o início do ano sob racionamento de água, esses mapas postados pelo Rodolfo deixam claro que nossas represas não vão se recuperar neste verão -pelo contrário, tende a secar mais!-.

 

A questão é séria e vejo muitos não se importando muito com isso, continuando a dizer que "logo esse ciclo termina". Pois eu vou-me embora daqui até esse tal ciclo terminar, #PRONTOFALEI.

 

Renan, entendo e me solidarizo com sua situação. Apesar das noites serem frescas por aqui, os dias são quentes à ponto de eu ter sérios problemas com insolação de vez em quando, mesmo sem me expor diretamente ao sol. Esse ciclo climático pós-2000, com piora à partir de 2012, é triste.

 

Tenho vontade de sair daqui de vez não só por causa das mudanças climáticas, mas também por razões políticas e econômicas. Qualquer uma dessas localidades abaixo pra mim já estaria de excelente tamanho.

 

52° 22' N, 4° 53' E

52° 31' N, 13° 23' E

51° 30′ N, 0° 7′ W

49° 17′ N, 123° 7′ W

 

Em tempo: mínima de 15,2ºC por aqui hoje cedo. No momento, 28,8ºC, com umidade na casa dos 60%. Insuportável. :negative:

Share this post


Link to post
Share on other sites
Existe uma tendencia de aquecimento global, mas é com valores pequenos.....

 

Nas medições por satélites nem os pequenos valores.

 

Nas medições (outras) nada estatisticamente significante.

 

O catastrófico aquecimento global antropogênico existe apenas...(assunto para bate papo)

 

2dvvjpw.jpg

 

Global warming 'pause' didn't happen, study finds

 

"The new study reassessed the National Oceanic and Atmospheric Administration’s (Noaa) temperature record to account for changing methods of measuring the global surface temperature over the past century.

 

The adjustments to the data were slight, but removed a flattening of the graph this century that has led climate sceptics to claim the rise in global temperatures had stopped."

 

noaa.jpg

 

http://www.theguardian.com/environment/2015/jun/04/global-warming-hasnt-paused-study-finds

 

Climate scientists say 2015 on track to be warmest year on record

 

"National Oceanic and Atmospheric Administration says first half of year was warmest ever and Earth experienced hottest June"

 

"“There is almost no way that 2015 isn’t going to be the warmest on record.”"

 

http://www.theguardian.com/environment/2015/jul/21/climate-scientists-say-2015-on-track-to-be-warmest-year-on-record

Share this post


Link to post
Share on other sites

Caro Sguario,

 

Vc me perguntou sobre a capital paulista, então vamos lá...

 

O mês de setembro de 2015 apresentou anomalias positivas no que se refere às temperaturas e à precipitação. Em relação ao mês recém encerrado, destacam-se os seguintes registros:

 

- A média compensada no mês em sua estação convencional do Inmet ficou em 21,2 resultando um desvio em sua normal climatológica 1961/1990 de (+3,4 ) e com base na normal 1981/2010 de (+2,8)

- foi o setembro recorde de temperaturas mínimas elevadas. A média da temperatura mínima ficou em 17,0°C, o que representa 3,1°C acima da média histórica. Esse valor também superou amplamente o recorde anterior, que era de 16,3°C de 2004 (para setembro);

- foi registrada a maior temperatura para um mês de setembro na capital: 35,5°C no dia 19. O valor anterior era de 35,3°C em 26/09/2014;

- foi o terceiro maior volume de precipitação mensal para setembro: 201,7mm em 72 anos;

- Desde 1943 só houve duas chuvas em 24 horas mais volumosas que a registrada no dia 9;

- na classificação das temperaturas mínimas também foi o terceiro mês da série de 72 anos com temperaturas mínimas mais elevadas de setembro;

- Em relação às maiores médias das temperaturas máximas, para um mês de setembro, ficou classificado na sétima posição;

- O mês também apresentou mais números de dias chuvosos que o normal. Foram 11 em relação a uma média de 9, no entanto ainda bem longe do recorde que é de 19 dias em 1983.

- Houve 13 dias com temperaturas acima dos 30 graus, sendo que 11 consecutivos (dia 15 ao 25) ;

 

Dados registrados em setembro de 2015

 

21,2 - Temperatura média mensal

17,0* - Temperatura mínima média

26,7* - Temperatura máxima média

201,7 mm - Chuva total

58,0 - Maior chuva em 24h Total

11 - Número de dias com chuva

12,5 - Menor temperatura do mês (dia 13)

35,5ºC * - Maior temperatura do mês(dia 19)

 

*Novos recordes

 

Climatologia do mês de SETEMBRO (série histórica 1943-2014)

 

13,9 - Temp. Mínima (11,5 - 1951 e 16,3** - 2004)

24,5 - Temp. Máxima (20,1 - 1983 e 28,8 - 2004)

73,9 - Chuva Total Mensal (1,3 mm - 1994 e 243,1 mm - 1994)

25,5 - (mm) Maior Chuva em 24h (0,9 mm 27/09/1994 e 78,1 mm 19/09/2009)

8,9 - Número de dias com chuva ( 2 dias em 1994/2011 e 19 em 1983)

8,8 - Temp.Mínima absoluta (02,3 em 15/09/1943 e 12,9 em 30/09/2004)

32,1 - Temp. Máxima absoluta (27,8 em 21/09/1978 e 35,3** em 26/09/2004)

 

Recordes superados este ano.

 

Classificação dos SETEMBROS mais quentes em relação à MÉDIA MENSAL DAS TEMPERATURAS MÍNIMAS

 

Classificação - Ano - Temp.

1 - 2015 : 17,0

2 - 2004 : 16,3

3 - 1961 : 16,1

 

Classificação dos SETEMBROS com as MAIORES TEMPERATURAS MÁXIMAS ABSOLUTAS

 

Classificação - Ano - Temp.

1 - 2015 : 35,5

2 - 2004 : 35,3

3 - 1961 : 35,2

 

Classificação dos SETEMBROS com as MAIORES TEMPERATURAS MÍNIMAS ABSOLUTAS

 

Classificação Ano - Temp.

1 - 2004 : 12,9

2- 2010 : 12,6

3 - 2015 : 12,5

4 - 1959 : 12,3

 

Classificação dos SETEMBROS com maiores volumes de CHUVA TOTAL MENSAL

 

Classificação - Ano - Precipitação

1 - 1983 : 243,1 mm

2 - 1993 : 206,7 mm

3 - 2015 : 201,7 mm

4 - 1957 : 197,2 mm

 

Classificação dos SETEMBROS com maiores volumes de CHUVA EM 24H

 

Classificação - Ano - Precipitação (mm/24h)

1 - 2009 : 78,1 mm

2 - 1984 : 62,6 mm

3 - 2015 : 58,0 mm

4 - 1966 55,9 m

 

Classificação dos SETEMBROS mais quentes em relação à MÉDIA MENSAL DAS TEMPERATURAS MÁXIMAS

 

Classificação - Ano - Temp.

1 - 2004 : 28,8

2 - 1963 : 28,6

3 - 1961 : 28,3

4 - 2007 : 27,9

5 - 2012 : 27,4

6 - 2014 : 26,9

7 - 2015 : 26,7

8 - 1944 : 26,6

Share this post


Link to post
Share on other sites
Caro Sguario,

 

Vc me perguntou sobre a capital paulista, então vamos lá...

 

O mês de setembro de 2015 apresentou anomalias positivas no que se refere às temperaturas e à precipitação. Em relação ao mês recém encerrado, destacam-se os seguintes registros:

 

- A média compensada no mês em sua estação convencional do Inmet ficou em 21,2 resultando um desvio em sua normal climatológica 1961/1990 de (+3,4 ) e com base na normal 1981/2010 de (+2,8)

- foi o setembro recorde de temperaturas mínimas elevadas. A média da temperatura mínima ficou em 17,0°C, o que representa 3,1°C acima da média histórica. Esse valor também superou amplamente o recorde anterior, que era de 16,3°C de 2004 (para setembro);

- foi registrada a maior temperatura para um mês de setembro na capital: 35,5°C no dia 19. O valor anterior era de 35,3°C em 26/09/2014;

- foi o terceiro maior volume de precipitação mensal para setembro: 201,7mm em 72 anos;

- Desde 1943 só houve duas chuvas em 24 horas mais volumosas que a registrada no dia 9;

- na classificação das temperaturas mínimas também foi o terceiro mês da série de 72 anos com temperaturas mínimas mais elevadas de setembro;

- Em relação às maiores médias das temperaturas máximas, para um mês de setembro, ficou classificado na sétima posição;

- O mês também apresentou mais números de dias chuvosos que o normal. Foram 11 em relação a uma média de 9, no entanto ainda bem longe do recorde que é de 19 dias em 1983.

- Houve 13 dias com temperaturas acima dos 30 graus, sendo que 11 consecutivos (dia 15 ao 25) ;

 

Dados registrados em setembro de 2015

 

21,2 - Temperatura média mensal

17,0* - Temperatura mínima média

26,7* - Temperatura máxima média

201,7 mm - Chuva total

58,0 - Maior chuva em 24h Total

11 - Número de dias com chuva

12,5 - Menor temperatura do mês (dia 13)

35,5ºC * - Maior temperatura do mês(dia 19)

 

*Novos recordes

 

Climatologia do mês de SETEMBRO (série histórica 1943-2014)

 

13,9 - Temp. Mínima (11,5 - 1951 e 16,3** - 2004)

24,5 - Temp. Máxima (20,1 - 1983 e 28,8 - 2004)

73,9 - Chuva Total Mensal (1,3 mm - 1994 e 243,1 mm - 1994)

25,5 - (mm) Maior Chuva em 24h (0,9 mm 27/09/1994 e 78,1 mm 19/09/2009)

8,9 - Número de dias com chuva ( 2 dias em 1994/2011 e 19 em 1983)

8,8 - Temp.Mínima absoluta (02,3 em 15/09/1943 e 12,9 em 30/09/2004)

32,1 - Temp. Máxima absoluta (27,8 em 21/09/1978 e 35,3** em 26/09/2004)

 

Recordes superados este ano.

 

Classificação dos SETEMBROS mais quentes em relação à MÉDIA MENSAL DAS TEMPERATURAS MÍNIMAS

 

Classificação - Ano - Temp.

1 - 2015 : 17,0

2 - 2004 : 16,3

3 - 1961 : 16,1

 

Classificação dos SETEMBROS com as MAIORES TEMPERATURAS MÁXIMAS ABSOLUTAS

 

Classificação - Ano - Temp.

1 - 2015 : 35,5

2 - 2004 : 35,3

3 - 1961 : 35,2

 

Classificação dos SETEMBROS com as MAIORES TEMPERATURAS MÍNIMAS ABSOLUTAS

 

Classificação Ano - Temp.

1 - 2004 : 12,9

2- 2010 : 12,6

3 - 2015 : 12,5

4 - 1959 : 12,3

 

Classificação dos SETEMBROS com maiores volumes de CHUVA TOTAL MENSAL

 

Classificação - Ano - Precipitação

1 - 1983 : 243,1 mm

2 - 1993 : 206,7 mm

3 - 2015 : 201,7 mm

4 - 1957 : 197,2 mm

 

Classificação dos SETEMBROS com maiores volumes de CHUVA EM 24H

 

Classificação - Ano - Precipitação (mm/24h)

1 - 2009 : 78,1 mm

2 - 1984 : 62,6 mm

3 - 2015 : 58,0 mm

4 - 1966 55,9 m

 

Classificação dos SETEMBROS mais quentes em relação à MÉDIA MENSAL DAS TEMPERATURAS MÁXIMAS

 

Classificação - Ano - Temp.

1 - 2004 : 28,8

2 - 1963 : 28,6

3 - 1961 : 28,3

4 - 2007 : 27,9

5 - 2012 : 27,4

6 - 2014 : 26,9

7 - 2015 : 26,7

8 - 1944 : 26,6

 

Que otimoooo, queria um assim para Lages..

Share this post


Link to post
Share on other sites
....The Guardian.....

 

Frost,

 

Citar de The Guardian [eu considero ofensivo] mas é apenas um pensamento.

 

No texto abaixo temos o editorial de "ciências" do The Guardian.

 

Um número que eu não tenho em mãos é a quantidade de processos envolvendo The Guardian e a comunidade que não crê em aquecimento global antropogênico [ vulgo CO2].

 

Este tópico, como a maioria dos 6450 tópicos, é voltado para ciência.

 

E ciência não feita com conversas, pontos de vistas, opiniões ou outros argumentos não mensuráveis.

 

Felizmente chegando ao fim o período de colaboração com o fórum e completando 1 ano nesta função é hora de deixar para novas ideias e novos conceitos.

 

E definitivamente The Guardian não faz ciência [Alan Rusbridger, guarde este nome]

Journalism tends to be a rear-view mirror. We prefer to deal with what has happened, not what lies ahead. We favour what is exceptional and in full view over what is ordinary and hidden.

 

http://www.theguardian.com/environment/2015/mar/06/climate-change-guardian-threat-to-earth-alan-rusbridger

Share this post


Link to post
Share on other sites
....The Guardian.....

 

Frost,

 

Citar de The Guardian [eu considero ofensivo] mas é apenas um pensamento.

 

No texto abaixo temos o editorial de "ciências" do The Guardian.

 

Um número que eu não tenho em mãos é a quantidade de processos envolvendo The Guardian e a comunidade que não crê em aquecimento global antropogênico [ vulgo CO2].

 

Este tópico, como a maioria dos 6450 tópicos, é voltado para ciência.

 

E ciência não feita com conversas, pontos de vistas, opiniões ou outros argumentos não mensuráveis.

 

Felizmente chegando ao fim o período de colaboração com o fórum e completando 1 ano nesta função é hora de deixar para novas ideias e novos conceitos.

 

E definitivamente The Guardian não faz ciência [Alan Rusbridger, guarde este nome]

Journalism tends to be a rear-view mirror. We prefer to deal with what has happened, not what lies ahead. We favour what is exceptional and in full view over what is ordinary and hidden.

 

http://www.theguardian.com/environment/2015/mar/06/climate-change-guardian-threat-to-earth-alan-rusbridger

 

The Guardian apenas citou o NOAA nas duas partes das matérias que eu citei... você leu algo do que eu postei?

Share this post


Link to post
Share on other sites

The Guardian apenas citou o NOAA nas duas matérias que citei... você leu algo do que eu postei?

 

Li, Frost.

 

Li com a devida atenção.

 

Preste atenção:

 

The latest corrected analysis by NOAA.

 

A minha experiência mostra que a cada correção o passado fica mais frio e o presente mais quente.

 

Cansei...Absolutamente cansado....se o teu objetivo era postar algo que você nem sabe analisar com critério.

 

E digo nem leu sobre o tema.

 

Se você não sabe nada sobre o tema, como fica evidente, é possível que você aprenda algo isto é ciência não deveria ter lado. Essas coisas de contra ou a favor cabe em outros tópicos.

 

Saudações.

 

2hdmici.gif

Share this post


Link to post
Share on other sites

No Rio, céu parcialmente nublado agora.

 

Os ventos sopram de S/SSO.

 

No Santos Dumont, ventos constantes soprando a 44 km/h.

 

Nos Afonsos, 27°C e rajada de 56 km/h.

 

LqsYxex.png

Share this post


Link to post
Share on other sites

Baita amplitude térmica no mesmo horário no Rio Grande do Sul. as 2 da tarde Enquanto São Luís Gonzaga batia os 31º, o Chuí registrava amenos 17º.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Primeiro dia do primeiro pulso da onda de calor e já veio destruindo. Faz 38,4°C aqui agora, apenas 2 décimos a menos que o pico da onda de calor de setembro.

 

Algumas máximas parciais:

40,3°C Ituiutaba-MG

40,2°C Itumbiara-GO

39,3°C Barretos-SP (até as 15h)

38,9°C Conceição das Alagoas-MG

38,8°C Campina Verde-MG

38,6°C Goiânia-GO

38,0°C Pradópolis-SP (até as 13h)

37,9°C Ituverava-SP

Share this post


Link to post
Share on other sites
Esse ano está melhor para SP... mesmo em cenários (hipotéticos) mais pessimistas:

http://i.imgur.com/T1aTxVf.png

========

probabilidades: ENSO x ausência de chuva

 

http://i.imgur.com/oYFGkZE.gif

http://i.imgur.com/xHvX9Ca.gif

Tomara!

 

----------------

As maximas sao fortemente influenciadas pela urbanizacao, concreto. Nao da pra comparar cidades de mais de 100000 habitantes no Brasil de 1980 pra tras e hoje. Esses valores nao sao reais, sao artificiais. Compare com cidades que nao cresceram ou zonas rurais. Ai vai ser mais fidedigno.

Em termos de médias, a urbanização age mais nas mínimas do que nas máximas.

 

São Paulo é um exemplo.

Apesar dos picos de calor recentes, se formos pegar temperaturas médias, desde a década de 1930, as mínimas subiram bem mais do que as máximas.

 

1. Na grande onda de calor de outubro de 2014, as temperaturas máximas em Sampa e RM foram:

São Paulo-INMET (Mirante de Santana): 37,8°C (Fica numa praça em área completamente urbanizada => viewtopic.php?f=125&t=15199)

São Paulo-IAG: 37,2°C (Fica num parque de 550 hectares [5,5 km²], totalmente rodeado pela cidade => viewtopic.php?f=139&t=15262 )

Guarulhos-INMET: 37,5°C (Estação desativada. Ficava em área totalmente urbana, no centro de Guarulhos)

Barueri-INMET: 37,5°C (Área militar, semi-rural)

 

2. Agora, algumas máximas registradas em estações do CIIAGRO, em cidades relativamente próximas da Grande São Paulo.

Trata-se de cidades bem pequenas, com municípios totalmente rurais.

Nazaré Paulista: 38,0°C (Cidade a 845 m de altitude)

Bom Jesus dos Perdões: 38,0°C (Cidade a 770 m)

Piracaia: 36,4°C (Cidade a 792 m)

Share this post


Link to post
Share on other sites
Primeiro dia do primeiro pulso da onda de calor e já veio destruindo. Faz 38,4°C aqui agora, apenas 2 décimos a menos que o pico da onda de calor de setembro.

 

Algumas máximas parciais:

40,3°C Ituiutaba-MG

40,2°C Itumbiara-GO

39,3°C Barretos-SP (até as 15h)

38,9°C Conceição das Alagoas-MG

38,8°C Campina Verde-MG

38,6°C Goiânia-GO

38,0°C Pradópolis-SP (até as 13h)

37,9°C Ituverava-SP

Hoje, a capital paulista ainda vai escapando, com ventos de sul.

A automática do Mirante bateu nos 28,7°C.

 

No Guarujá, a base aérea de Santos registra 27°C.

 

Porém, a partir de amanhã, devemos começar a fritar por aqui também. :cray:

Share this post


Link to post
Share on other sites
Guest
This topic is now closed to further replies.

×

Important Information

By using this site, you agree to our Guidelines.