Jump to content
Brasil Abaixo de Zero
Carlos Dias

Recordes históricos de frio no Brasil

Recommended Posts

Vinicius, julho de 1923 foi bem frio quase o mês inteiro.

 

A mínima absoluta de Campos do Jordão de -8,0 dia 25 de julho, neste ano a estação funcionava na Villa Jaguaribe, numa altitude de 1595 metros.

 

na convencional de Barbacena-MG,marcou -3,6 no dia 8 de julho,sendo a mínima absoluta.A estação de Barbacena foi instalada no dia 1º de setembro de 1911, pesquisei nos dados climatológicos do anuário do estado de Minas Gerais de 1995/96, onde consta a data de instalação de dezenas de estações mineiras, algumas ativas e as outras fechadas, as maiores máximas abs., mínimas abs. e maiores chuvas de 24 horas, todas com as respectivas datas.

Share this post


Link to post
Share on other sites
Quem acha que os -14 são equivocados, de relva, anotados errado, ok.

 

Quem acha que os -14 são válidos, de ar, anotados corretamente, ok.

 

O dado, PARA MIM, é válido, até que se prove (e não se suponha) ao contrário.

 

 

É algo impossível aceitar opinião divergente?

 

Acho que não...

 

Shima..amanha terei os dados deste dia...dai sua tese xda relva pode ficar mais evidente como me disse...

Share this post


Link to post
Share on other sites

 

Vale do Ruah o buraco não é todo fechado e nem me parece tão amplo como o PNI. Pelas imagens que mostraram aqui é 0,1% de chance de ser mais frio. Esta minia opinião falando apenas pelo que a gente observa de baixadas hoje.

 

Na minha opinião é provável que tenha feito -9/-10 até mesmo ano passado, mas isso não significa que o desvio de um recorde seja grande. Não sei se a MPs conseguem transpor o local, como já aconteceu de fazer -3, -4 em cidades mais baixas e mal negativar lá. ASAS potentes idem. Então é possível e eu acredito que faça -10 todo ano, o que não significa que os valores mais baixos da história sejam ali. Os próximos anos podem trazer alguma coisa.

 

Moretão, o Vale do Ruah realmente não é todo fechado, tem uma pequena abertura à leste ou sudeste (se não me engano), que não sei até que ponto pode interferir no escoamento do ar frio:

 

https://lmsaopaulo.files.wordpress.com/2011/03/dscn6126.jpg

 

Porém, tem algumas particularidades bem interessantes:

 

Altitude: 2.512m = https://lmsaopaulo.wordpress.com/2011/03/24/serra-fina-2010-travessia-dia-de-corpus-christ/

 

E área... apesar de não ser tão grande feito o vale do Campo Belo, não dá para desprezar:

 

http://coconomato.com.br/wp-content/uploads/2014/07/Travessia-da-Serra-Fina-4-Dias-Vale-do-Ruah.jpg

 

O que eu quis dizer antes é que o local tem potencial para superar a mínima absoluta de -8,0ºC de CDJ com folga quase todo ano, tal como o PNI, mesmo com essa desvantagem de ter uma pequena abertura.

 

Eu acho impossível qualquer tipo de interpolação sem grande margem de erro ou ainda inferir qualquer estimativa sem uma estação no local, apenas olhando mapas de relevo. Para isso existem modelagens particulares. Quem visita a área com frequência\mora e atenta para isso, sabe que isso não é trivial. A "graça" está nesse ponto, do contrário os modelos acertariam muito bem as previsões para essas regiões.

 

Existiram até alguns projetos brasileiros só para a previsão de chuva/temperatura para a Serra do Mar paulista e carioca. Alias, relevo no Brasil é tão pouco estudado que ajustaram as altitudes dessas proeminências na Mantiqueira apenas em 2000!!!

 

Para ilustrar mostrar meu ponto, uma região de floresta/relevo montanhoso no Oregon como exemplo:

 

CUFzBGU.gif

 

Sobre as máximas da Mantiqueira ou mesmo seu comportamento de resfriamento: comportamento de montanha, normal e nada particular. Se houvessem cadeias de montanhas mais elevadas (ou de altitude similar) em outras localidades, o comportamento seria o mesmo, iriam mudar as taxas/valores dessas variações na temperatura (obviamente dependendo de faces, inclinação, latitude, continentalidade, etc).

 

O bacana é justamente poder colocar as estações, verificar os dados...

 

CM6e1vO.gif

 

f3031oS.gif

Share this post


Link to post
Share on other sites

Compreendi Evandro. Minha afirmação era em relação ao local atual do PNI. :good:

 

Concordo contigo!

Pra dar máximas baixas na mantiqueira (CIDADES), só com mamute polar mesmo... (infelizmente)

 

Em eventos fortes, já reparei que as máximas se equiparam a locais a nível do mar aqui no sul. E também aos locais baixos do Oeste.

 

Mas a minha afirmação era em relação a mínimas também. -2/-3 é um valor que dezenas, senão centenas de locais fazem menos anualmente.

Share this post


Link to post
Share on other sites
Compreendi Evandro. Minha afirmação era em relação ao local atual do PNI. :good:

 

Concordo contigo!

Pra dar máximas baixas na mantiqueira (CIDADES), só com mamute polar mesmo... (infelizmente)

 

Em eventos fortes, já reparei que as máximas se equiparam a locais a nível do mar aqui no sul. E também aos locais baixos do Oeste.

 

Mas a minha afirmação era em relação a mínimas também. -2/-3 é um valor que dezenas, senão centenas de locais fazem menos anualmente.

 

A máxima mais baixa que teve em CDJ recentemente acho que foi foi 8,5 em 2012 no dia 27 de setembro!!

Share this post


Link to post
Share on other sites

Galera, eu tava vendo os dados do BDMEP e percebi que, nos dados de CDJ não tem temperaturas minimas em vários anos, incluindo 2004, que teve uma série de máximas incrível...

Será que essas minimas não foram medidas mesmo?

 

Vejam a série de máximas:

83714;17/07/2004;0000;12.2;;

83714;18/07/2004;0000;11.7;;

83714;19/07/2004;0000;9.5;;

83714;20/07/2004;0000;9.5;;

83714;21/07/2004;0000;9.3;;

83714;22/07/2004;0000;9.1;;

83714;23/07/2004;0000;10.5;;

83714;24/07/2004;0000;14.6;;

83714;25/07/2004;0000;15;;

Share this post


Link to post
Share on other sites
A máxima mais baixa que teve em CDJ recentemente acho que foi foi 8,5 em 2012 no dia 27 de setembro!!

 

Alta comparada com os 7,6ºC de máxima que registrei aqui em casa em julho de 2013, quase 1.000m abaixo...

Mais uma prova que de as atuais MPs, mesmo que às vezes fortíssimas, ou não conseguem ter sustentação em altitude ou, quando isso ocorre, não "sobem" o quanto deveriam. Julho/2013 se encaixa no último exemplo.

Share this post


Link to post
Share on other sites
Evandro, a onda de frio de Julho de 1923 foi muito forte, histórica. Causou mínima de -6,0°C em Curitiba se não me engano. No estado de SP o frio foi intenso por 3/4 dias, mais dias que o normal.

 

Neste ano registrou-se -9,5ºC em Campo Alegre...Percebe-se que foi algo mastodôntico mesmo!

Share this post


Link to post
Share on other sites
Em eventos fortes, já reparei que as máximas se equiparam a locais a nível do mar aqui no sul. E também aos locais baixos do Oeste.

 

Mas a minha afirmação era em relação a mínimas também. -2/-3 é um valor que dezenas, senão centenas de locais fazem menos anualmente.

No caso das máximas, tenho a impressão que o problema é o frio em altitude.

Os universitários me corrijam se eu estiver errado. :mosking:

 

No sul, com frequência a linha de 0° em 850 hpa atinge o PR, possibilitando frio em todas as camadas da atmosfera.

Isto raramente ocorre no sudeste.

 

Me parece que as cidades de São Paulo e Ponta Porã estão mais ou menos no limite norte das máximas baixas.

Aqui em Sampa, máximas sub-15 acontecem em todos os anos (Raros os que não ocorrem).

No interior paulista, grande parte de MG, na região serrana do RJ (Me corrijam se eu estiver errado), já são bem menos comuns.

 

Máximas sub-15 são raríssimas em BH, por exemplo.

Share this post


Link to post
Share on other sites
Quem acha que os -14 são equivocados, de relva, anotados errado, ok.

 

Quem acha que os -14 são válidos, de ar, anotados corretamente, ok.

 

O dado, PARA MIM, é válido, até que se prove (e não se suponha) ao contrário.

 

 

É algo impossível aceitar opinião divergente?

 

Acho que não...

 

Shima..amanha terei os dados deste dia...dai sua tese xda relva pode ficar mais evidente como me disse...

 

CONVERSEI COM O HAMILTON/EPAGRI, NÃO TINHA MEDIÇÃO DE RELVA NA ÉPOCA, NA CONVERSA COM O SR.VILSON, MESMA INFORMAÇÃO QUE TIVE, SEQUÊNCIA DE DIAS GELADOS E ANIMAIS MORTOS. MEDIÇÃO EM ABRIGO PADRÃO, ERA DO MINISTÉRIO DA AGRICULTURA E NÃO ERA NA POSIÇÃO ATUAL.

Share this post


Link to post
Share on other sites
Evandro, a onda de frio de Julho de 1923 foi muito forte, histórica. Causou mínima de -6,0°C em Curitiba se não me engano. No estado de SP o frio foi intenso por 3/4 dias, mais dias que o normal.

 

Neste ano registrou-se -9,5ºC em Campo Alegre...Percebe-se que foi algo mastodôntico mesmo!

 

Tem os dados dessa onda de frio de jul/23 em São Paulo ou arredores, Vinicius?

Share this post


Link to post
Share on other sites
Tem os dados dessa onda de frio de jul/23 em São Paulo ou arredores, Vinicius?

Me intrometendo... :mosking:

 

O único dado que tenho é -0,2°C na antiga estação da av. Paulista, em Sampa, antepassada do atual IAG.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Obrigado pelo dado, Aldo! Tenho apenas de Campinas e Piracicaba.

 

Campinas - IAC:

11/07/1923: 9,5/16,0

12/07/1923: 2,0/14,0

13/07/1923: 3,5/14,0

14/07/1923: 6,5/21,0

 

Piracicaba - Esalq:

11/07/1923: 6,0/17,0

12/07/1923: 1,2/14,0

13/07/1923: 1,0/15,5

14/07/1923: 1,2/22,0

Share this post


Link to post
Share on other sites

Obrigado Coutinho....

 

....Não tenho mais duvidas qto ao registro de Caçador........e aproveito e peço desculpas se desrespeitei você ou seu amigo anotador.....Não tive intenção nenhuma nisso , a minha única intenção foi puramente cientifica....em que fui duramente criticado e até ofendido por várias pessoas aqui por causa desta pesquisa....Mas no saldo final apesar do tumulto acho que valeu a pena.....pelo menos vou saber quais foram as cidades mais frias do Brasil no dia deste recorde.....Fico triste que tudo caminha para o lado do desrespeito e isso infelizmente gera um desgaste...mais do que normal....enfim...

 

Abraço...

Share this post


Link to post
Share on other sites

Desenho típico das ondas de frio que provocaram mínimas importantes em Sampa.

Aquelas mínimas de 1, 2, 3 e 4°C no Mirante, que hoje parecem impossíveis. :sad:

 

Ciclone na costa do Uruguai/RS impulsionando ar continental frio e seco para SP, MS, PR, sul de MG...

 

Sampa com ventos de SO, O... secos e gelados, dificultando a formação de nuvens e permitindo noites frias de céu limpo.

Bem o oposto dos ventos marítimos, que trazem a famosa infiltração.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Foram 3° em 850 hpa na divisa de MS com GO, N de SP e 0° em 850 hpa no S de SP. Uau!!

Share this post


Link to post
Share on other sites
Foram 3° em 850 hpa na divisa de MS com GO, N de SP e 0° em 850 hpa no S de SP. Uau!!

 

Como se trata de uma reanálise muito antiga, provavelmente a linha de 0°C foi ainda mais ampla que isso.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Aliás, poderíamos fazer novos estudos, com mapas mais apurados, novos dados e análises dos eventos. Remontar os eventos históricos que tinhamos e que sei lá porque sumiu. :russian:

Share this post


Link to post
Share on other sites

Vou contribuir com mais dados do frio de julho de 1923.

 

Curitiba marcou -6,2ºC no dia 23 de julho.

 

Campos do Jordão -8,0ºC no dia 25 de julho.

 

Aqui pertinho de Laje, na estação convencional de Itaperuna-RJ a média das mínimas de julho de 1923 foi de 9,7ºC.

 

Naquela sequência de mínimas baixas em São Paulo de 12 a 14 de julho de 1923, na estação convencional de Niterói-RJ marcou 8,4ºC no dia 12 de julho, mínima absoluta para julho no período de 1913 a 1935, a estação ficava perto do centro da cidade, quase ao nível do mar 12 metros, a estação foi fechada para dar lugar a rodoviária municipal no começo dos anos 70.

 

Pelos informações de frio em várias datas em julho de 1923, foram várias invasões polares durante o mês.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Para aqueles que divulgaram a mínima de julho de 1933 em Palmas-PR, ela foi registrada no dia 14 de julho de 1933, com o valor de -10,1ºC.

 

Copiei tudo de um livro no Inmet do Rio de Janeiro, mínimas de Curitiba, Palmas, São Paulo, Campos do Jordão( essa anotei somente a mínima absoluta de -8,0ºC).

Edited by Guest

Share this post


Link to post
Share on other sites

Há um "recorte de jornal de 1933" falando de neve em CDJ nesse ano e alguns valores históricos de temperatura, disponíveis na internet por um morador antigo da cidade (camposdojordaocultura).

 

11udtkx.jpg

Share this post


Link to post
Share on other sites

Nani, os dados dão conta sim de outro forte pulso de frio no fim de julho de 1923, com um pico de 1,2°C em Piracicaba no dia 24 de julho.

Share this post


Link to post
Share on other sites
Obrigado Coutinho....

 

....Não tenho mais duvidas qto ao registro de Caçador........e aproveito e peço desculpas se desrespeitei você ou seu amigo anotador.....Não tive intenção nenhuma nisso , a minha única intenção foi puramente cientifica....em que fui duramente criticado e até ofendido por várias pessoas aqui por causa desta pesquisa....Mas no saldo final apesar do tumulto acho que valeu a pena.....pelo menos vou saber quais foram as cidades mais frias do Brasil no dia deste recorde.....Fico triste que tudo caminha para o lado do desrespeito e isso infelizmente gera um desgaste...mais do que normal....enfim...

 

Abraço...

 

Carlão, na boa...acho melhor vc não publicar aqui neste espaço esta pesquisa que encomendou aos institutos. Isso só gerou dúvidas, criticas, pessoas se ofenderam, outros se melindraram, então para o bem do espaço, não publique aqui esta pesquisa. Infelizmente gerou um tumulto sem precedentes.

 

Aliás, foi absolutamente notável a forma como se empenhou para descobrir a verdade ou tentar desvendar informações históricas, confirmando ou negando as mesmas. Se as pessoas algumas entenderam algo diferente do que seu interesse real pelos fatos acontecidos no passado, infelizmente estamos sujeitos a isso, mas sabe, faz falta pessoas como você neste espaço, tão dedicadas ao clima e a investigação de fatos históricos.

 

Não acho que deveria pedir desculpas a ninguem, afinal o trabalho de pesquisa que desenvolveu é totalmente inédito, a busca pela verdade ou pela constatação da observação de Caçador, tivessem 10 Carlos Dias no Inmet, Epagri, CGE, Somar, e provavelmente estariamos não olhando modelos americanos, mas tendo nossos próprios modelos confiáveis...se bem que o Tupã foi um avanço magnífico.

 

Para desontrair, umas fotos do PNI pra te animar o dia:

 

JzZvSqj.jpg

OVjyo4U.jpg

iGZrzIn.jpg

IH9hn2u.jpg

g9Kxzdf.jpg

Fwd1RW7.jpg

iFmquVz.jpg

STXJ0XB.jpg

54nOFzA.jpg

QYYke7z.jpg

RDk3iYG.jpg

OAXMqMv.png

Dr7nW4q.jpg

Acampando no PNI

c6rikDh.jpg

Cume do Agulhas Negras, ao fundo a Serra Fina.

IQ7VRn9.jpg

Morro do Couto e Vale do Paraíba ao fundo.

 

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

 

.

.

.

.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Create an account or sign in to comment

You need to be a member in order to leave a comment

Create an account

Sign up for a new account in our community. It's easy!

Register a new account

Sign in

Already have an account? Sign in here.

Sign In Now

×

Important Information

By using this site, you agree to our Guidelines.