Jump to content
Brasil Abaixo de Zero

Recommended Posts

Curitiba não bateu o recorde de Janeiro de 2014? 2014 deu 22,87, arredondando dá 22,9°C, igual este ano.

 

O mapa artístico não permite visualizar com perfeição, mas tudo próximo ao Atlântico fechou alto, inclusive o Chuí. Aqui por exemplo fechou em +1,5 e Florianópolis em +2,3.

 

Meu desvio ficou mais parecido com POA, do que Curitiba e Florianópolis, que costumam ser mais "próximas".

Share this post


Link to post
Share on other sites

1. E pensar que na normal 1931-1960, o Mirante tinha as seguintes médias em janeiro:

Compensada: 21,7°C

Máximas: 27,7°C

Mínimas: 17,6°C :cray:

 

2. Carlos, essa mínima absoluta de Londres está correta? -8,2°C?

Share this post


Link to post
Share on other sites
JANEIRO 2015

 

(+1,1) - PORTO ALEGRE (CONV/INMET) RS

(+2,3) - FLORIANÓPOLIS (CONV/INMET) SC

(+2,0) - CURITIBA (CONV/INMET) PR

(+2,5) - SÃO PAULO (CONV/INMET) SP

(+2,0) - RIO DE JANEIRO (AUT/GALEÃO) RJ

(+2,8) - BELO HORIZONTE (CONV/INMET) MG

(+3,0) - GOIÂNIA (CONV/INMET) GO

(+1,6) - BRASÍLIA (CONV/INMET) DF

(+1,3) - CAMPO GRANDE (AUT/INMET) MT

(+1,2) - VITÓRIA (AUT/INMET) ES

 

linda fervura.....escaldante

 

4kgymb.gif

 

Goiânia ferveu mais que tudo, 3 de anomalia! :heat:

 

O que faz levantar a suspeita ainda mais que no passado as estações poderiam estar descalibradas ou terem erros de leitura manual.

Share this post


Link to post
Share on other sites
"Mafili",

 

Goiânia ferveu mais que tudo, 3 de anomalia! :heat:

 

O que faz levantar a suspeita ainda mais que no passado as estações poderiam estar descalibradas ou terem erros de leitura manual.

 

Querido Artur, Penso que não.

 

Não só Goyania ....suponho que todos os grandes centros sofrem com o efeito Ilha de calor urbano.

 

E essas anomalias gigantes não devem ser atribuídas a erros de leituras nas estações.

 

Repetindo,

 

Uma pesquisa rápida que fiz dos dados de Goiânia desde 1961 resultou nos seguintes dados:

.....

 

Assim, da década de 60 para cá tivemos um aumento de 2°C na temperatura média das máximas e 2°C na temperatura média das mínimas.

Nesse caso, como configurar esse aquecimento?

 

SIM, Rodrigo.

 

O planeta aqueceu.

Aqueceu uns 0,8ºC +/-0,3ºC desde 1850.

 

E Goiânia...GOYANA...GYM.

 

Cresceu muito desde 1934.

 

Por razões pessoais eu conheço muito bem este grupo da Federal.

 

Well, IPCC e seus contribuintes atribuem 0,1ºC para o efeito ilha de calor urbano.

 

Como habitualmente ocorre.....a realidade é bem diferente dos modelos.

 

Após as duas cansativas leituras abaixo cujo o texto ultrapassa com folga os 144 caracteres....

 

Sobre estes artigos consigo [acho] sanar alguma dúvidas.

 

Abraços

 

Ilhas de calor em Goiânia crescem 66 vezes

 

image%2B%25281%2529.jpg

 

Um estudo de pesquisadores da Universidade Federal de Goiás (UFG) comprova cientificamente o que o goianiense vem sentindo na própria pele: o clima na capital está esquentando. Num período de 24 anos (entre 1986 e 2010) as chamadas ilhas de calor (zonas de temperatura mais quente dentro de uma mesma área geográfica) aumentaram mais de 66 vezes no município de Goiânia. A principal causa apontada para esse aquecimento é o aumento da área urbana da cidade e a consequente retirada da vegetação natural.

 

O estudo foi feito no ano passado como parte da tese de mestrado em Geografia do geógrafo Diego Tarley Ferreira Nascimento, orientado pelo doutor em Geografia Ivanilton José de Oliveira. A intenção era avaliar a evolução da ocorrência das ilhas de calor no município de Goiânia num recorte de tempo. Para a análise, foram utilizadas imagens de satélite de três datas específicas dos anos de 1986 (23 de maio), 1996 (2 de maio), 2006 (30 de maio) e 2010 (23 de março), às 13 horas. O satélite (Landsat 5) indicou a temperatura do solo.

 

De acordo com o pesquisador, a ideia de utilizar o sensoriamento remoto para aferir a temperatura e não as estações meteorológicas ocorre porque a quantidade de estações é insuficiente. "Elas não conseguem indicar, por exemplo, uma variação de temperatura dentro de uma área como o município de Goiânia. Por isso usamos o sensoriamento para indicar a temperatura da superfície que, afinal de contas, acaba sendo correspondente à temperatura do ar", argumenta o geógrafo.

 

Sobe!

A pesquisa indicou que, ao longo dos últimas duas décadas, a área de ocorrência de temperaturas máximas na cidade vem aumentando, conforme a mancha urbana tem se espalhado. Enquanto em 1986 as áreas com temperaturas acima dos 26,1 graus (consideradas altas para o período do ano) ocupavam apenas 4,2 quilômetros quadrados (km2) no município (0,6%), em 2010, passaram para 279,8 km2 (37,8%).

 

Enquanto não há diferença no registro das menores temperaturas dentro no município num mesmo horário (19º C) entre 1986 e 2010, as temperaturas mais altas não pararam de subir. Em 1986, a máxima chegava a 29º C e em 2010 chegou a 36º C. Isso quer dizer que a diferença entre a mínima e a máxima aumentou 7 graus em 25 anos dentro de Goiânia. "Verificamos que o município, como um todo, está aquecendo. As áreas com temperaturas mais elevadas estão se ampliando cada vez mais. O pior é que não há nenhum indicativo de que possa ocorrer uma reversão nesse quadro", argumenta o geógrafo Diego Tarley.

 

De acordo com os mapas (veja na página 7) , as áreas com registro de temperaturas mais altas estão relacionadas com os pontos onde a cidade está mais adensada, como bairros de Campinas, Centro, Santa Genoveva, Jardim Nova Esperança, Cidade Jardim, Novo Horizonte, Jardim América e Setor Bueno. Já os pontos com registros mais baixos são os mais periféricos, onde ainda não houve a expansão da área construída.

 

========================

 

A conversão das coberturas naturais em antrópicas ocorreu de forma particularmente rápida no bioma Cerrado (Klink E Machado, 2005; Jepson, 2005), principalmente em razão da intensificação das atividades agropastoris, impulsionadas pelo avanço nas tecnologias de manejo do solo e do desenvolvimento de eixos de fluxo, relacionados à política de ocupação das áreas interioranas brasileiras (Calaçae Dias, 2010; Miziarae Ferreira, 2008). Da mesma forma, as conversões para uso urbano no bioma Cerrado ocorreram de forma intensa e acelerada, com destaque para a região metropolitana de Goiânia e a região de Brasília e seu entorno. Para Guerra e Marçal (2006, p.13), a expansão urbana acelerada geralmente não ocorre de forma planejada e sustentável, promovendo assim grande pressão sobre o meio físico urbano e, como conseqüência, grande diversidade de impactos ambientais.....

 

...........

 

img-3-small480.jpg

 

http://confins.revues.org/7631

Share this post


Link to post
Share on other sites

Jan-2015 / Médias abaixo de 20 graus:

 

11,8 - PNI FURNAS (PWS) RJ

15,6 - MORRO DA IGREJA (AUT/INMET) SC

17,8 - CAMPOS DO JORDÃO (HORTO FLORESTAL) SP

18,2 - SÃO JOAQUIM (AUT/INMET) SC

18,4 - SÃO JOSÉ DOS AUSENTES (AUT/INMET) RS

18,8 - URUPEMA (AUT/CIRAM) SC

19,0 - ÁGUA DOCE (AUT/CIRAM) SC

19,1 - MONTE VERDE (AUT/INMET) MG

19,3 - BOM JARDIM DA SERRA (AUT/CIRAM) SC

19,4 - PAINEL (AUT/CIRAM) SC

19,6 - LEBON RÉGIS (AUT/CIRAM - F FERTILIDADE) SC

19,7 - ST CECÍLIA (AUT/CIRAM) SC

Share this post


Link to post
Share on other sites

Notem uma coisa: Geralmente a temp em 1000mb é usada para tirar esses mapas, porém acaba sendo estranho obter esse valor em áreas acima de 100 metros. Como verificar a temperatura em 1000mb em Goiânia, com 700 metros de altitude? Claro que o modelo simula, mas não considero válido.

Melhor usar a temperatura em superfície, mesmo não sendo a melhor, mas deve ser mais condizente com a temperatura em 2m. Para janeiro, temos o quadro abaixo:

 

vudfW0v.gif

Share this post


Link to post
Share on other sites

MÍNIMAS 2015:

 

01,3 - PNI FURNAS (PWS) RJ

 

07,0 - MORRO DA IGREJA (AUT/INMET) SC

 

08,2 - BOM JARDIM DA SERRA (AUT/CIRAM) SC

08,5 - URUPEMA (AUT/CIRAM) SC

08,6 - SÃO JOAQUIM (AUT/CIRAM - ST ISABEL) SC

 

09,2 - CAMPOS DO JORDÃO (HORTO FLORESTAL) SP

09,2 - SÃO JOSÉ DOS AUSENTES RS (PWS)

09,4 - PAINEL (AUT/CIRAM) SC

09,5 - SÃO JOAQUIM (AUT/INMET) SC

09,7 - SÃO JOSÉ DOS AUSENTES (AUT/INMET) RS

09,8 - SÃO JOAQUIM (AUT/CIRAM - CHAPADA SECA) SC

09,8 - VACARIA (AUT/CIRAM) RS

 

10,0 - SÃO JOAQUIM (AUT/CIRAM - DESPRAIADO) SC

10,1 - BOM JESUS (AUT/CIRAM) RS

10,2 - CANELA RS (PWS)

10,2 - MARIA DA FÉ MG (PWS - RESERVA)

10,4 - VACARIA (AUT/INMET) RS

10,8 - SÃO JOAQUIM (AUT/CIRAM - BOAVA) SC

 

11,0 - CAXIAS DO SUL (AUT/CIRAM) RS

11,2 - SÃO JOAQUIM (AUT/CIRAM - CHAPADA BONITA) SC

11,2 - NOVA FRIBURGO RJ

11,3 - BAGÉ RS (AUT/INMET)

11,4 - CAMPOS DO JORDÃO (AUT/INMET) SP

11,4 - MARIA DA FÉ (AUT/INMET) MG

11,5 - LAGES (CONV/INMET) SC

11,6 - SANTANA DO LIBRAMENTO RS (PWS)

11,7 - MARIA DA FÉ MG (PWS - LAGE)

11,8 - BOM JESUS (CONV/INMET) RS

 

12,0 - QUARAÍ RS (AUT/INMET)

12,1 - MONTE VERDE (AUT/INMET) MG

12,1 - CANELA (AUT/INMET) RS

12,3 - JAGUARÃO RS (AUT/INMET)

12,4 - LAGES (AUT/INMET) SC

12,4 - CANGUÇU (AUT/INMET) RS

12,5 - PAPANDUVA (AUT/CIRAM - RODEIOZINHO) SC

12,6 - DOM PEDRITO RS (AUT/INMET)

12,7 - CAXIAS DO SUL RS (PWS)

12,7 - ST CECÍLIA (AUT/CIRAM) SC

12,7 - PINHAL DA SERRA (AUT/CIRAM) RS

12,8 - ÁGUA DOCE (AUT/CIRAM) SC

12,8 - CAMPO BELO DO SUL (AUT/CIRAM - BAESA) SC

12,9 - LEBON RÉGIS (AUT/CIRAM - F FERTILIDADE) SC

12,9 - CAÇAPAVA DO SUL RS (AUT/INMET)

12,9 - CAMPOS NOVOS (AUT/CIRAM) SC

12,9 - GRAMADO RS (AUT/INMET)

12,9 - LAGOA VERMELHA (AUT/INMET) RS

 

*Até 31/01

Share this post


Link to post
Share on other sites

MÍNIMAS 2015

 

US

 

-29,4 - BISMARCK

-23,9 - MINNEAPOLIS

-23,3 - DENVER

-22,2 - CHICAGO

-18,3 - BOSTON

-17,2 - SALT LAKE CITY

-16,1 - WASHINGTON DC

-13,3 - NOVA YORK

-11,7 - ATLANTA

-08,9 - DALLAS

-03,3 - SEATTLE

-01,7 - LAS VEGAS

-00,6 - PHOENIX

02,2 - LOS ANGELES

03,3 - SÃO FRANCISCO

03,3 - ORLANDO

11,1 - MIAMI

 

CAN

 

-36,7 - QUEBEC

-35,9 - EDMONTON

-35,8 - REGINA

-34,3 - WINNIPEG

-28,0 - OTTAWA

-27,5 - MONTREAL

-25,3 - CALGARY

-21,2 - TORONTO

-19,4 - HALIFAX

-15,3 - ST JOHNS

-05,2 - VANCOUVER

 

EUR

 

-16,7 - HELSINKI

-12,5 - VARSOVIA

-12,2 - OSLO

-11,8 - MUNICH

-10,0 - ZURICH

-10,0 - BUDAPEST

-09,6 - REYKJAVIK

-08,2 - LONDRES

-07,1 - ESTOCOLMO

-06,3 - AMSTERDÃ

-05,6 - DUBLIN

-05,4 - MADRID

-05,2 - EDIMBURGH

-04,6 - FRANKFURT

-04,1 - PRAGA

-03,9 - VIENNA

-03,7 - BERLIM

-03,4 - MILÃO

-03,2 - COPENHAGUE

-03,1 - BRUXELAS

-01,7 - ROMA

-01,4 - PARIS

01,3 - LISBOA

01,7 - BARCELONA

02,1 - PORTO

 

*Até 31/01

Share this post


Link to post
Share on other sites
Notem uma coisa: Geralmente a temp em 1000mb é usada para tirar esses mapas, porém acaba sendo estranho obter esse valor em áreas acima de 100 metros. Como verificar a temperatura em 1000mb em Goiânia, com 700 metros de altitude? Claro que o modelo simula, mas não considero válido.

Melhor usar a temperatura em superfície, mesmo não sendo a melhor, mas deve ser mais condizente com a temperatura em 2m. Para janeiro, temos o quadro abaixo:

 

vudfW0v.gif

 

Boa colocação Marcelo,

 

Vou tentar colocar na mesma escala. A princípio você está correto.

 

4kgymb.gif

Share this post


Link to post
Share on other sites
MÍNIMAS 2015

 

US

 

-29,4 - BISMARCK

-23,9 - MINNEAPOLIS

-23,3 - DENVER

-22,2 - CHICAGO

-18,3 - BOSTON

-17,2 - SALT LAKE CITY

-16,1 - WASHINGTON DC

-13,3 - NOVA YORK

-11,7 - ATLANTA

-08,9 - DALLAS

-03,3 - SEATTLE

-01,7 - LAS VEGAS

-00,6 - PHOENIX

02,2 - LOS ANGELES

03,3 - SÃO FRANCISCO

03,3 - ORLANDO

11,1 - MIAMI

 

CAN

 

-36,7 - QUEBEC

-35,9 - EDMONTON

-35,8 - REGINA

-34,3 - WINNIPEG

-28,0 - OTTAWA

-27,5 - MONTREAL

-25,3 - CALGARY

-21,2 - TORONTO

-19,4 - HALIFAX

-15,3 - ST JOHNS

-05,2 - VANCOUVER

 

EUR

 

-16,7 - HELSINKI

-12,5 - VARSOVIA

-12,2 - OSLO

-11,8 - MUNICH

-10,0 - ZURICH

-10,0 - BUDAPEST

-09,6 - REYKJAVIK

-08,2 - LONDRES

-07,1 - ESTOCOLMO

-06,3 - AMSTERDÃ

-05,6 - DUBLIN

-05,4 - MADRID

-05,2 - EDIMBURGH

-04,6 - FRANKFURT

-04,1 - PRAGA

-03,9 - VIENNA

-03,7 - BERLIM

-03,4 - MILÃO

-03,2 - COPENHAGUE

-03,1 - BRUXELAS

-01,7 - ROMA

-01,4 - PARIS

01,3 - LISBOA

01,7 - BARCELONA

02,1 - PORTO

 

*Até 31/01

 

Como explicar Londres com mínima consideravelmente mais baixa que Edimburgo?

Londres é aproximadamente 500 quilômetros mais equatorial que Edimburgo :shok:

Tá certo isso ai? :laugh:

Share this post


Link to post
Share on other sites

Deve ser efeito baixada ...!! :mosking:

 

Mas está certo Frost....e aproveito e digo ...que lavada que a Europa levou nas mínimas absolutas dos US e Canada....que facilidade que estes países tem para terem marcas consideráveis em termos de frio..

Share this post


Link to post
Share on other sites

PARANA - JANEIRO 2015

 

01-PALMAS (CONV/IAPAR) PR: 20,2 (15,9 / 26,2 / 13,7 / 29,5) 293,9 mm

02-INACIO MARTINS (AUT/INMET) PR: 20,5 (16,5 26,5 / 14,0 / 31,5) 102,0 mm

03-CLEVELANDIA (AUT/INMET) PR: 21,3 (17,2 / 27,7 / 15,2 / 30,2) -

04-GENERAL CARNEIRO (AUT/INMET) PR: 21,6 (16,8 / 29,6 / 15,0 / 33,3) 83,0 mm

05-CASTRO (AUT/INMET) PR: 21,9 (17,4 / 28,7 / 15,8 / 33,0) - -

06-SÃO MATEUS DO SUL (AUT/INMET) PR: 22,0 (17,3 / 29,7 / 13,6 / 34,2) 137,6 mm

07-VENTANIA (AUT/INMET) PR: 22,0 (17,7/ 27,9 / 14,9 / 32,2) 87,8 mm

08-IRATI (CONV/INMET) PR: 22,2 (18,0 / 29,2 / 15,2 / 33,1) 184,6 mm

09-CURITIBA (AUT/INMET) PR: 22,7 (18,6 29,1 / 15,4 / 33,6) 173,0 mm

10-CURITIBA (CONV/INMET) PR: 22,9 (19,0 / 29,1 / 15,4 / 33,6) 180,5 mm

Share this post


Link to post
Share on other sites

Bom Jesus - Ciram x Inmet (janeiro 2015)

 

(AUT/CIRAM) : 20,2 (15,4 / 27,9 / 10,1 / 32,3) 121,7 mm

 

(CONV/INMET): 20,3 (16,4 / 26,1 / 11,8 / 30,0) 200,3 mm

Share this post


Link to post
Share on other sites
Bom Jesus - Ciram x Inmet (janeiro 2015)

 

(AUT/CIRAM) : 20,2 (15,4 / 27,9 / 10,1 / 32,3) 121,7 mm

 

(CONV/INMET): 20,3 (16,4 / 26,1 / 11,8 / 30,0) 200,3 mm

As duas estações estão a +- 8km de distancia(pela estrada,em linha reta deve ser menos),e tiveram 80 mm de diferença.E a explicação para isso é...CHUVA DE VERÃO.

Share this post


Link to post
Share on other sites

TOP *10* - EST + FRIAS (JAN/15)

 

11,8 - PNI FURNAS RJ (PWS)

15,6 - MORRO DA IGREJA SC (AUT/INMET)

16,4 - MORRO DE URUPEMA SC

17,8 - CAMPOS DO JORDÃO SP (HORTO FLORESTAL)

18,0 - CRUZEIRO SC

 

18,2 - SÃO JOAQUIM SC (AUT/INMET)

18,4 - SÃO JOSÉ DOS AUSENTES RS (AUT/INMET)

18,8 - URUPEMA SC (AUT/CIRAM)

19,0 - ÁGUA DOCE SC (AUT/CIRAM)

19,1 - MONTE VERDE MG (AUT/INMET)

Share this post


Link to post
Share on other sites

SERRA GAÚCHA RS - JAN15 (MÉDIAS)

 

18,4 - SÃO JOSÉ DOS AUSENTES RS (AUT/INMET)

19,9 - CAMBARÁ DO SUL RS (AGRO/INMET)

20,1 - VACARIA RS (AUT/UCS)

20,2 - BOM JESUS RS (AUT/CIRAM)

20,2 - VACARIA RS (AUT/INMET)

20,3 - BOM JESUS RS (AUT/INMET)

20,3 - VACARIA RS (AUT/COREDE)

20,5 - CANELA RS (AUT/INMET)

20,6 - MONTE ALEGRE DOS CAMPOS RS (AUT/COREDE)

20,6 - PINHAL DA SERRA RS (AUT/CIRAM)

20,9 - VACARIA RS (AUT/CIRAM)

21,1 - CAXIAS DO SUL RS (AUT/CIRAM)

21,2 - LAGOA VERMELHA RS (AUT/INMET)

21,4 - MUITOS CAPÕES RS (AUT/COREDE)

21,7 - PASSO FUNDO RS (AUT/INMET)

22,9 - ESMERALDA RS (AUT/COREDE)

Share this post


Link to post
Share on other sites
JANEIRO 2015

 

(+1,1) - PORTO ALEGRE (CONV/INMET) RS

(+2,3) - FLORIANÓPOLIS (CONV/INMET) SC

(+2,0) - CURITIBA (CONV/INMET) PR

(+2,5) - SÃO PAULO (CONV/INMET) SP

(+2,0) - RIO DE JANEIRO (AUT/GALEÃO) RJ

(+2,8) - BELO HORIZONTE (CONV/INMET) MG

(+3,0) - GOIÂNIA (CONV/INMET) GO

(+1,6) - BRASÍLIA (CONV/INMET) DF

(+1,3) - CAMPO GRANDE (AUT/INMET) MT

(+1,2) - VITÓRIA (AUT/INMET) ES

Os desvios de SC, PR e grande parte do Sudeste são absurdos em se tratando do desvio da normal no verão, e aqui a POA estava um pouco acima da média até virem os últimos dias muitos quentes e de mínimas altas em janeiro.

 

Me perdoem o linguajar, mas esse janeiro foi uma BELA MERDA.

 

Abraços de ¨$&$*%#$!

Share this post


Link to post
Share on other sites

JANEIRO - 2015

 

01) 11,8 - PNI FURNAS (PWS) RJ

02) 15,6 - MORRO DA IGREJA (AUT/INMET) SC

03) 16,4 - MORRO DE URUPEMA SC

 

01) 17,8 - CAMPOS DO JORDÃO SP (CONV/HORTO)

02) 18,0 - CRUZEIRO SC (CONV/CLIMATERRA)

03) 18,2 - SÃO JOAQUIM (AUT/INMET) SC

04) 18,4 - SÃO JOSÉ DOS AUSENTES (AUT/INMET) RS

05) 18,8 - URUPEMA (AUT/CIRAM) SC

06) 19,0 - ÁGUA DOCE (AUT/CIRAM) SC

07) 19,1 - MONTE VERDE (AUT/INMET) MG

08) 19,3 - BOM JARDIM DA SERRA (AUT/CIRAM) SC

09) 19,4 - PAINEL (AUT/CIRAM) SC

10) 19,6 - LEBON RÉGIS (AUT/CIRAM - F FERTILIDADE) SC

11) 19,7 - ST CECÍLIA (AUT/CIRAM) SC

12) 19,9 - CAMBARÁ DO SUL (AGRO/INMET) RS

13) 20,1 - VACARIA (AUT/USC) RS

14) 20,1 - CAÇADOR (AUT/CIRAM - LINHA BUGRE) SC

15) 20,2 - BOM JESUS (AUT/CIRAM) RS

16) 20,2 - PALMAS (CONV/IAPAR) PR

17) 20,5 - CANELA (AUT/INMET) RS

18) 20,5 - INACIO MARTINS (AUT/INMET) PR

19) 20,6 - MARIA DA FÉ (AUT/INMET) MG

20) 20,6 - LAGES (AUT/INMET) SC

 

Share this post


Link to post
Share on other sites

Janeiro

Estações da Procafé no Triângulo Mineiro e Alto Paranaíba

 

ONVCNeQ.jpg

Share this post


Link to post
Share on other sites
Janeiro

Estações da Procafé no Triângulo Mineiro e Alto Paranaíba

 

ONVCNeQ.jpg

 

O que Araguari tem de especial pra ser tão quente? :heat: :russian:

Share this post


Link to post
Share on other sites
O que Araguari tem de especial pra ser tão quente? :heat: :russian:
Não conheço Araguari, porém acredito que sua proximidade com várias represas e por ter muitos rios próximos da cidade, faça com que a cidade seja mais úmida, o que proporciona que tenha mínimas normalmente mais altas que Araxá e Patrocínio. A cidade fica na divisa com Goiás.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Create an account or sign in to comment

You need to be a member in order to leave a comment

Create an account

Sign up for a new account in our community. It's easy!

Register a new account

Sign in

Already have an account? Sign in here.

Sign In Now
Sign in to follow this  

×

Important Information

By using this site, you agree to our Guidelines.