Jump to content
Brasil Abaixo de Zero
Sign in to follow this  
Felipe F

Ciclones Tropicais no Índico - 2015

Recommended Posts

No Índico Sul, tivemos até o momento 12 distúrbios tropicais, sendo que 9 chegaram no mínimo a força de uma Moderada Temps.Tropical.

 

Nomes - Categoria - Áreas afetadas:

Adjali - Temps. Tropical Severa (102 a 131km/h) - Madagáscar

Bansi - Ciclone Tropical Muito Intenso (Acima de 240km/h) - Reunião, Maurício e Rodrigues

Chedza - Temps. Tropical Severa (102 a 131km/h) - Malawi, Moçambique e Madagascar.

Diamondra - Moderada Temps.Tropical (70 a 100km/h) - Nenhuma

Eunice - Ciclone Tropical Muito Intenso (Acima de 240km/h) - Rodrigues

Fundi - Moderada Temps.Tropical (70 a 100km/h) - Madagáscar

Glenda - Moderada Temps.Tropical (70 a 100km/h) - Nenhuma

Haliba - Moderada Temps.Tropical (70 a 100km/h) - Reunião, Maurício e Madagáscar.

 

Kate e Bakung enquanto estavam ativos, adentraram na área que pertence ao Índico e saíram da área de monitoramento que pertence a Austrália.

Kate se tornou um Ciclone Tropical Intenso (181 a 239km/h) e Bakung apenas uma baixa pressão remanescente.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Duas tempestades se formaram no Índico Sul.

 

Joalane neste momento é uma Temps. Tropical Severa (102 a 131km/h) e está prevista para se tornar um Ciclone Tropical Intenso (181 a 239km/h).

O ciclone pode afetar as Ilhas Rodrigues.

 

Ikola se formou no dia 5 e rapidamente se intensificou para categoria 4 na escala australiana.

O ciclone pode ameaçar o sul da Austrália Ocidental.

Ikola se formou no Índico Sul, porém está agora na área que pertence a Austrália.

 

MkJYw8L.jpg

Share this post


Link to post
Share on other sites

Alguns modelos estão indicando a possibilidade de formação de um ciclone no começo da próxima semana no Mar da Arábia.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Modelos mantém a formação de um ciclone, que pode ser significativo no Mar da Arábia na próxima semana.

Paquistão, Irã, Índia e Omã devem monitorar o possível desenvolvimento desse ciclone.

 

00Z do GFS

hjMrQ05.png

Share this post


Link to post
Share on other sites

Invest 95A está sendo observado no Mar da Arábia para o possível desenvolvimento nos próximos dias.

Paquistão, Irã, Índia e Omã devem seguir monitorando o possível desenvolvimento desse ciclone.

Próximo nome na lista é Ashobaa.

 

jWToT4g.png

Share this post


Link to post
Share on other sites
Invest 95A está sendo observado no Mar da Arábia para o possível desenvolvimento nos próximos dias.

Paquistão, Irã, Índia e Omã devem seguir monitorando o possível desenvolvimento desse ciclone.

Próximo nome na lista é Ashobaa.

 

Ashobaa se formou!

 

Sistema poderá ganhar força de furacão... Porém ao se aproximar do Oriente Médio, irá entrar em contato com o ar seco e enfraquecer rapidamente... Ainda sim, Oman e EAU deverão acompanhar o progresso deste Ciclone.

 

8BEk5nM.png

Share this post


Link to post
Share on other sites

Ciclone Ashobaa que se formou no dia 07 de Junho, acabou felizmente não se intensificando da forma que era previsto por alguns modelos e não chegou nem mesmo a força de um furacão de categoria 1.

O ciclone deve se dissipar entre amanhã e sexta.

 

N46frVu.png

Share this post


Link to post
Share on other sites

Ciclone Tropical Ashobaa faz landfall nesta sexta-feira sobre o Oriente Médio em Omã.

 

Chuvas Fortes irão atingir o país nas próximas 12-24h até que o sistema se decipe.

 

hfwRQoO.gif

Share this post


Link to post
Share on other sites

Na Ilha Masirah choveu 225 mm em 24 horas.

A média anual é de apenas 40 mm, logo em 24 horas choveu o esperado para quase 6 anos.

Share this post


Link to post
Share on other sites

UKMET mostrando um intenso ciclone afetando Índia e Bangladesh daqui cerca de 5 dias.

Modelo americano e europeu também indicam a possibilidade do desenvolvimento na área, porém no máximo uma depressão ou fraca tempestade tropical.

 

qe7N5Dq.png

Share this post


Link to post
Share on other sites

Uma larga área de baixa pressão recebeu a classificação de INVEST 98-B. Fortes Trovoadas associadas a este sistema afetam agora a Índia.

 

1qtjZ7W.gif

 

Essa baixa irá ficar estacionada nos próximos 3-5 dias sobre a costa da Índia e Bangladesh e poderá gerar um Ciclone Tropical.

 

GFS e ECMWF aumentaram as suas estimativas, e sugerem agora um forte ciclone.

 

rgUA1Zf.png

WyYEmBs.png

Share this post


Link to post
Share on other sites

Fortes inundações mataram ao menos 10 pessoas em Mianmar nas últimas 48 horas...

 

http://g1.globo.com/mundo/noticia/2015/07/inundacoes-deixam-pelo-menos-10-mortos-em-mianmar.html

 

As fortes chuvas estão associadas a circulação de uma área de baixa pressão sobre a costa da Índia e de Bangladesh (INVEST 98-B).

 

lqICmwn.gif

 

Pelas indicações dos modelos, a baixa deverá continuar estacionada na região, pelas próximas 72-120h, até que começará a se mover para oeste, em direção a Índia. Nesse meio tempo, em que ficará estacionada, os modelos projetam que a baixa gere um Ciclone Tropical com força de furacão.

 

ChF0SwT.png

 

Independente da formação ou não do Ciclone, chuvas torrenciais continuarão sendo observadas sobre Mianmar, conforme projeção do GFS, que indica 500mm em alguns locais em 7 dias.

 

SrLRiyx.gif

Share this post


Link to post
Share on other sites

Ciclone tropical Komen esteve ativo entre os dias 26 de Julho e 2 de Agosto.

O ciclone afetou Índia, Bangladesh e Myanmar deixando entre 170 e 493 mortos.

Milhares de casas foram destruídas nos três países.

Chuvas de monções e os restos do ciclone trouxeram muita chuva também para Nepal, Vietnã e Paquistão.

 

Em Chittagong, Bangladesh choveu 1212 mm.

Acumulados superiores a 1000 mm também foram registrados em outros locais de Bangladesh e Myanmar.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Informo que a partir de 1 de Novembro, para uma melhor adequação, o Tópico de Ciclones Tropicais para o Índico irá sofrer uma desmembração, sendo que os dois lados da bacia (Norte e Sul) irão ganhar tópicos separados, em duas fases:

 

- Na primeira fase, para uma melhor adequação, o Tópico de Ciclones Tropicais para o Índico Sul respeitará o calendário de ciclones tropicais no Hemisfério Sul, isto é, irá começar em Novembro e terminar em Abril. Com isso em 1 de Novembro será aberto um novo e único tópico para acompanhar toda a temporada 2015-2016.

 

- Até 31 de Dezembro, este tópico continuará aberto, para acompanhamento de eventuais sistemas tropicais que se formarem sobre o Índico Norte.

 

- Na segunda fase, a partir de 1 de Janeiro de 2016, para acompanhar toda a temporada de 2016, será aberto um novo tópico somente para o Índico Norte (Mar da Arabia e Baía de Bengala), e este será fechado.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Chapala avança para o Iêmen

 

Chapala é um ciclone tropical que se organizou rapidamente nas últimas 24 horas no mar da Arábia. No boletim das 21 UTC (19 horas em Brasília), emitido pelo Departamento de Meteorologia da Índia, que é responsável pelo monitoramento de ciclones nesta parte do globo, Chapala foi classificado como um ciclone tropical severo. A tormenta estava com lento deslocamento, em torno de 7 km/h, em direção ao sul de Omã e ao Iêmen.

 

Os ventos constantes estimados por satélites meteorológicos estavam entre 95 km/h e 105 km/h, mas com rajadas de até 115 km/h. A pressão mínima no centro foi estimada em 988 hPa. Com esta característica, Chapala foi classificado na noite de 29 de outubro de 2015 como um ciclone tropical forte. Porém, a previsão é de que se intensifique muito nas próximas 48 horas. A previsão do serviço de meteorologia indiano é de que Chapala evolua para o um ciclone tropical “extremamente forte”, o penúltimo grau da escala abaixo apenas de um “super ciclone”. Se chegar a este grau de severidade, entre o sábado, 31 de outubro, e o domingo, 1 de novembro de 2015, Chapala poderá estar com ventos entre 170 e 180 km/h e rajadas de quase 200 km/h.

 

eMVTqDW.png

 

http://www.climatempo.com.br/noticia/2015/10/29/ciclone-tropical-chapala-avanca-para-o-iemen-9510

Share this post


Link to post
Share on other sites

Chapala rapidamente se intensifica e possivelmente já é categoria 5.

O ciclone pode fazer landfall na segunda entre Omã e Yemen, trazendo principalmente fortes chuvas, que em alguns locais pode chegar a 300 mm, o que possivelmente irá causar grandes inundações.

 

phuvT8a.jpg

 

j4I2Qjs.png

 

ZfztlKv.png

Share this post


Link to post
Share on other sites

Devido ao relevo e também as péssimas construções, este tem o potencial para ser o ciclone mais mortal de 2015.

Em alguns locais poderia chover em 48 horas o esperado para 8 anos.

 

QDRUn0v.jpg

 

NocElsD.jpg

 

u9jsBWF.jpg

Share this post


Link to post
Share on other sites

Chapala é o segundo ciclone mais intenso registrado no Mar Arábico, perdendo apenas de Gonu, 2007.

Evacuações começaram a ser feitas no Yemen.

 

Ox2fnHU.jpg

 

Zj0Q96S.png

Share this post


Link to post
Share on other sites

Até o Mar d'Arábia teve CAT 4+ essa temporada.

Aquele recorde de tempestades de categoria 4 ou mais foi quebrado e vai demorar um pouco pra ser batido.

 

Imagem do canal visível durante o dia:

nBp0fjn.gif

 

Durante a madrugada a tempestade perdeu o olho, e deve chegar à costa do Iêmen, segundo o JMA, com ventos de 140 km/h no dia 2.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Ciclone tropical a caminho da Península da Arábia

 

2015 realmente é um ano de recordes e eventos históricos no quesito ciclones tropicais. Poucos dias após presenciarmos o furacão mais forte já registrado no Oceano Pacífico Leste (o Patrícia), estamos observando atualmente o desenvolvimento de um sistema bastante interessante e também histórico no mar da Arábia: o ciclone tropical Chapala.

 

O sistema começou como uma tempestade tropical, mas ao encontrar águas quentes em seu deslocamento em direção à Península Arábica, sofreu forte intensificação e tornou-se um ciclone tropical de categoria 4 em um período de menos de 24 horas! Os máximos ventos sustentados neste ciclones foram estimados em 241 km/h, com rajadas de até 296 km/h, na tarde desta sexta-feira.

 

Segundo o último boletim do Joint Typhoon Warning Center (JTWC), o Chapala tem agora ventos entre 203 e 212 km/h, provocando ondas de altura significativa máxima de 9 metros. Ele está se movendo em direção à costa do Iêmen com velocidade de 7 km/h.

 

Após a rápida intensificação, o sistema não mostrou mais sinal de fortalecimento, e possivelmente já começou a interagir com o ar seco da Península Arábica, o que irá fazer com que o sistema enfraqueça.

 

Segundo as previsões mais recentes do JTWC, ele deve perder força, chegando ao país no dia 02 de novembro, com a força de um furacão categoria 1, ou uma tempestade tropical. Mas como ele vai chegar a uma região desértica, estima-se que a chuva provocada pelo sistema, mesmo fraco, será 3 a 4 vezes maior do que a média esperada para a região durante todo o ano.

 

Apenas dois ciclones tropicais foram registrados atingindo a costa da Península Arábica, e ambos em Omã (Gonu, em 2007 e Phet, em 2010). Não há registro de um furacão que tenha atingido a costa do Iêmen, e o Chapala pode registrar mais essa marca histórica para os registros dos ciclones tropicais de 2015.

 

aEb8nCD.jpg

 

zWFAoN6.jpg

 

http://www.climatempo.com.br/noticia/2015/10/31/ciclone-tropical-a-caminho-da-peninsula-da-arabia-9611

Share this post


Link to post
Share on other sites

Atualização - Ciclone Chapala

 

N9Cudtq.gif

L9WXWiZ.gif

 

As bordas de Chapala já atingem a ilha de Socotra. Chapala deve continuar seu lento avanço rumo à costa do Iêmen, onde deve fazer landfall na terça-feira pela manhã, hora local. Deve enfraquecer e atingir o país como o equivalente a um furacão categoria 1. Leste do Iêmen e extremo sudoeste do Omã devem ficar em alerta máximo pois são esperadas grandes enchentes e ventos muito fortes. Áreas num raio de 50km, em média, do local do landfall devem ter as piores condições, com ventos muito fortes, inundações costeiras pelo avanço do mar e chuvas torrenciais.

 

As regiões mais atingidas devem ser as das cidades de Sayhut, Itab, Qishn, Haswayn, Nishtun e Al Ghaydah. Deve chover entre 100 e 200mm, mas o GFS chegou a apontar mais de 300mm em 24 horas para algumas áreas. Isso deve provocar um impacto enorme numa região em que a chuva é escassa.

 

Informações do AccuWeather.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Depois de passar por duas substituições da parede do olho, Chapala novamente se tornou melhor organizado e neste momento é categoria 3.

 

O ciclone afetou a ilha de Socotra, causando uma morte e deixando quase uma dezena de feridos.

Ao menos 20 casas tiveram danos significativos.

 

O ciclone segue direto para Al Mukalla, que é uma cidade com cerca de 500 mil habitantes.

 

Sulttxw.gif

Share this post


Link to post
Share on other sites

Vídeo que pode ser de Patricia ou Chapala.

[bbvideo=560,315]

[/bbvideo]

Share this post


Link to post
Share on other sites
Guest
This topic is now closed to further replies.
Sign in to follow this  

×

Important Information

By using this site, you agree to our Guidelines.