Jump to content
Brasil Abaixo de Zero
Carlos Dias

Mudanças Climáticas - Discussões Gerais

Recommended Posts

OU SEJA, AINDA ESTAMOS LONGE DE ENTENDER O CLIMA, MAS, PARA MIM, TANTO ESFRIANDO COMO AQUECENDO TEREMOS EVENTOS EXTREMOS MAIS ACENTUADOS, UNS MAIS OUTROS MENOS EM RELAÇÃO A FRIO/CALOR, POIS A DIFERENÇA ENTRE O POLO/EQUADOR SERÁ SEMPRE GRANDE EM RELAÇÃO A MÉDIA (POR SINAL, QUAL MÉDIA?)

Share this post


Link to post
Share on other sites
OU SEJA, AINDA ESTAMOS LONGE DE ENTENDER O CLIMA, MAS, PARA MIM, TANTO ESFRIANDO COMO AQUECENDO TEREMOS EVENTOS EXTREMOS MAIS ACENTUADOS, UNS MAIS OUTROS MENOS EM RELAÇÃO A FRIO/CALOR, POIS A DIFERENÇA ENTRE O POLO/EQUADOR SERÁ SEMPRE GRANDE EM RELAÇÃO A MÉDIA (POR SINAL, QUAL MÉDIA?)

 

Apesar do aquecimento, já li alguns estudos defendendo além de verões mais quentes, invernos mais frios, no geral...

Edited by Guest

Share this post


Link to post
Share on other sites
OU SEJA, AINDA ESTAMOS LONGE DE ENTENDER O CLIMA, MAS, PARA MIM, TANTO ESFRIANDO COMO AQUECENDO TEREMOS EVENTOS EXTREMOS MAIS ACENTUADOS, UNS MAIS OUTROS MENOS EM RELAÇÃO A FRIO/CALOR, POIS A DIFERENÇA ENTRE O POLO/EQUADOR SERÁ SEMPRE GRANDE EM RELAÇÃO A MÉDIA (POR SINAL, QUAL MÉDIA?)

 

Apesar do aquecimento, já li alguns estudos defendendo além de verões mais quentes, invernos mais frios, no geral...

 

Aqui no Sul do Brasil, temos cada vez verões mais extremos. Isso é um fato INEGÁVEL.

Cidades serranas que se contentavam com o ventilador de teto nos hotéis, estão vendo a necessidade do ar condicionado hoje em dia. Um absurdo o que tem sido de quentes, de um modo geral, os Natais, algo que antigamente era mais raro. Noites de Natal eram quentes, mas sem muito extremo. Normalmente, hoje em dia, temos tido dias e noites de Natal tórridos. Podem observar.

Não vamos tapar o sol com a peneira! Acho estranho que tem pessoas que ainda debocham de algo tão sério e triste. PRECISAMOS preservar o PLANETA TERRA para nossos descendentes. Do que muitos riem e não se preocupam hoje, muito chorarão depois.

Pensem nisso, amigos!

Abraços.

Share this post


Link to post
Share on other sites
OU SEJA, AINDA ESTAMOS LONGE DE ENTENDER O CLIMA, MAS, PARA MIM, TANTO ESFRIANDO COMO AQUECENDO TEREMOS EVENTOS EXTREMOS MAIS ACENTUADOS, UNS MAIS OUTROS MENOS EM RELAÇÃO A FRIO/CALOR, POIS A DIFERENÇA ENTRE O POLO/EQUADOR SERÁ SEMPRE GRANDE EM RELAÇÃO A MÉDIA (POR SINAL, QUAL MÉDIA?)

 

Apesar do aquecimento, já li alguns estudos defendendo além de verões mais quentes, invernos mais frios, no geral...

 

NO TOPO DA SERRA;

 

VERÕES MAIS CURTOS, NA MÉDIA SEM ALTERAÇÃO, MAS COM PERÍODOS CURTOS DE FORTE CALOR (7/12 DIAS), FEVE ATÉ FICOU UM POUCO MAIS FRIO, TALVEZ PELA CHUVA.

 

INVERNOS MAIS LONGOS E FRIOS, QUEDA MAIOR EM MAIO, JULHO E SETEMBRO, QUASE NEUTRO EM JUNHO E AGOSTO (+0,1/+0,2), NA MÉDIA O INVERNO ESTÁ MAIS FRIO E LONGO E O VERÃO MAIS CURTO E GROSSO.

 

ISTO VALE MAIS PARA PARTE ACIMA DOS 900/1000 DO PLANALTO CENTRO-SUL/sc E TOPO DO RS, JÁ NO LITORAL E OUTRAS ÁREAS, TERIA QUE TER OS DADOS, FORA ISTO TEMOS MUITO ACHISMO DISTO OU DAQUILO.

 

UM FATO QUE VEM CHAMANDO A ATENÇÃO SÃO AS GEADAS DANOSAS NA PRIMAVERA, DE 2004 PARA CÁ TEM COLHIDO MAIS QUE O NORMAL.

 

DESDE QUE VIM PARA CÁ, OUT. DE 98, DUAS COISAS; UM VERÃO QUE TEVE 13 DIAS COM GEADA E EM TODOS OS MESES E ESTE INVERNO SEM NEVE NO QUINTAL

 

NA MÉDIA A CHUVA AUMENTOU, SE NÃO ME FALHA A MEMÓRIA ALGO ENTRE 150/200 MM/ANO.

 

PENA NÃO TERMOS UM WOLFGANG POR MUNÍCPIO, UMA VEZ ELE COMENTOU AS VARIAÇÕES DA MÉDIA POR DÉCADA, CHEGA A + DE 2°C P/+ OU -, LÁ JÁ TEVE PERÍODOS DE INTENSO FRIO E OUTROS DE CALOR, ISTO ANOS A FIO P/UM E OUTRO E SÃO SÓ 80 ANOS DE DADOS. LÁ VOLTOU A CAIR A TEMPERATURA E AUMENTOU A CHUVA.

 

GRAÇAS A PESSOAS COMO ELE, INFELIZMENTE MUITO RARAS, É QUE TEMOS NOÇÃO MELHOR DO CLIMA EM PARTE DE SC E NOROESTE DO RS, A TÃO FALADA ONDA DE CALOR DE 2014 NEM CHEGOU PERTO DA DE 1958. TEMOS MUITA FALTA DE DADOS.

 

ESTE SENHOR, HOJE COM MAIS DE 70 ANOS, COMEÇOU COM O PAI DELE, DÁ GOSTO DE TROCAR IDEIAS, SABE MUITO BEM O QUE FALA, POIS ESTÁ EMBASADO EM DADOS CONCRETOS E TEM UMA NOÇÃO DE CLIMA MUITO ALÉM DA SUA INSTRUÇÃO FORMAL (4 SÉRIE), DÁ UM BANHO EM MUITOS LETRADOS, INCLUSIVE É FONTE DE CONSULTA, A PETROBRAS JÁ CONSULTOU TEMPOS ATRÁS SOBRE A CHUVA POR LÁ.

 

EM RELAÇÃO AOS PESQUISADORES OS RUSSO FORAM OS QUE MAIS SE APROXIMARAM DA REALIDADE 24 ANOS DEPOIS. DEVEM SER LEVADOS MAIS A SÉRIOS. EMBORA TANTO FAZ AQUECER OU ESFRIAR OU FICAR NA MESMA, NÃO MUDAREMOS ATÉ QUE A "NATUREZA" NOS DÊ UM ULTIMATO BEM RADICAL (FOME, FALTA DE ÁGUA POTÁVEL A CONTENTO, ÁREA AGRÍCOLA, COISAS DO TIPO).

Share this post


Link to post
Share on other sites

Vejamos algumas coisas,

A mensagem de ontem;

Resumindo: Os termômetros na maioria das estações utilizadas para compor a rede mundial de estações meteorológicas não foram projetados para medir com a acurácia e resolução aquilo que se convencionou chamar de aquecimento ou seja a resolução necessária é de milésimos de graus 0,001ºC talvez com centésimos de graus a coisa já seria um pouco melhor.

Os termõmetros com álcool não apresentariam nenhum aquecimento ou resfriamento.

 

Dessa forma NENHUM ser humano tem a sensibilidade para dectetar essa diferença.

 

Abraços

image_thumb264.png?w=157&h=139

 

image_thumb265.png?w=636&h=294

Share this post


Link to post
Share on other sites
OU SEJA, AINDA ESTAMOS LONGE DE ENTENDER O CLIMA, MAS, PARA MIM, TANTO ESFRIANDO COMO AQUECENDO TEREMOS EVENTOS EXTREMOS MAIS ACENTUADOS, UNS MAIS OUTROS MENOS EM RELAÇÃO A FRIO/CALOR, POIS A DIFERENÇA ENTRE O POLO/EQUADOR SERÁ SEMPRE GRANDE EM RELAÇÃO A MÉDIA (POR SINAL, QUAL MÉDIA?)

 

Apesar do aquecimento, já li alguns estudos defendendo além de verões mais quentes, invernos mais frios, no geral...

 

NO TOPO DA SERRA;

 

VERÕES MAIS CURTOS, NA MÉDIA SEM ALTERAÇÃO, MAS COM PERÍODOS CURTOS DE FORTE CALOR (7/12 DIAS), FEVE ATÉ FICOU UM POUCO MAIS FRIO, TALVEZ PELA CHUVA.

 

INVERNOS MAIS LONGOS E FRIOS, QUEDA MAIOR EM MAIO, JULHO E SETEMBRO, QUASE NEUTRO EM JUNHO E AGOSTO (+0,1/+0,2), NA MÉDIA O INVERNO ESTÁ MAIS FRIO E LONGO E O VERÃO MAIS CURTO E GROSSO.

 

ISTO VALE MAIS PARA PARTE ACIMA DOS 900/1000 DO PLANALTO CENTRO-SUL/sc E TOPO DO RS, JÁ NO LITORAL E OUTRAS ÁREAS, TERIA QUE TER OS DADOS, FORA ISTO TEMOS MUITO ACHISMO DISTO OU DAQUILO.

 

UM FATO QUE VEM CHAMANDO A ATENÇÃO SÃO AS GEADAS DANOSAS NA PRIMAVERA, DE 2004 PARA CÁ TEM COLHIDO MAIS QUE O NORMAL.

 

DESDE QUE VIM PARA CÁ, OUT. DE 98, DUAS COISAS; UM VERÃO QUE TEVE 13 DIAS COM GEADA E EM TODOS OS MESES E ESTE INVERNO SEM NEVE NO QUINTAL

 

NA MÉDIA A CHUVA AUMENTOU, SE NÃO ME FALHA A MEMÓRIA ALGO ENTRE 150/200 MM/ANO.

 

PENA NÃO TERMOS UM WOLFGANG POR MUNÍCPIO, UMA VEZ ELE COMENTOU AS VARIAÇÕES DA MÉDIA POR DÉCADA, CHEGA A + DE 2°C P/+ OU -, LÁ JÁ TEVE PERÍODOS DE INTENSO FRIO E OUTROS DE CALOR, ISTO ANOS A FIO P/UM E OUTRO E SÃO SÓ 80 ANOS DE DADOS. LÁ VOLTOU A CAIR A TEMPERATURA E AUMENTOU A CHUVA.

 

GRAÇAS A PESSOAS COMO ELE, INFELIZMENTE MUITO RARAS, É QUE TEMOS NOÇÃO MELHOR DO CLIMA EM PARTE DE SC E NOROESTE DO RS, A TÃO FALADA ONDA DE CALOR DE 2014 NEM CHEGOU PERTO DA DE 1958. TEMOS MUITA FALTA DE DADOS.

 

ESTE SENHOR, HOJE COM MAIS DE 70 ANOS, COMEÇOU COM O PAI DELE, DÁ GOSTO DE TROCAR IDEIAS, SABE MUITO BEM O QUE FALA, POIS ESTÁ EMBASADO EM DADOS CONCRETOS E TEM UMA NOÇÃO DE CLIMA MUITO ALÉM DA SUA INSTRUÇÃO FORMAL (4 SÉRIE), DÁ UM BANHO EM MUITOS LETRADOS, INCLUSIVE É FONTE DE CONSULTA, A PETROBRAS JÁ CONSULTOU TEMPOS ATRÁS SOBRE A CHUVA POR LÁ.

 

EM RELAÇÃO AOS PESQUISADORES OS RUSSO FORAM OS QUE MAIS SE APROXIMARAM DA REALIDADE 24 ANOS DEPOIS. DEVEM SER LEVADOS MAIS A SÉRIOS. EMBORA TANTO FAZ AQUECER OU ESFRIAR OU FICAR NA MESMA, NÃO MUDAREMOS ATÉ QUE A "NATUREZA" NOS DÊ UM ULTIMATO BEM RADICAL (FOME, FALTA DE ÁGUA POTÁVEL A CONTENTO, ÁREA AGRÍCOLA, COISAS DO TIPO).

 

Acho que pessoas como o Wolfgang que você falou são bastante difíceis de encontrar. Com certeza o pessoal mais ligado ao campo tem uma percepção bem melhor do clima. Como você escreveu, cada década com suas variações.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Apesar do aquecimento, já li alguns estudos defendendo além de verões mais quentes, invernos mais frios, no geral...

 

No HN a era glacial "deve" ser caracterizada por invernos curtos e verões longos.

 

Ronaldo, O topo da Serra, é uma coisa local.

 

As variações decadais são comuns no clima local e decorrência das variações decadais de grande escala.

 

Assim é normal períodos um pouco mais frio e períodos um pouco mais quente.

 

Se estamos em um período interglacial....

 

E dentro do período interglacial tivemos períodos longos de temperatura em queda ou em elevação.

 

E dentro desses períodos longos também tivemos invernos mais frios alternando com invernos mais quentinhos.

 

São alterações dentro mesmo regime....talvez na linguagem do Anderson "sazonais" sem volume suficiente para "alterar tendências".

Share this post


Link to post
Share on other sites

A título de curiosidade, ocorrências conhecidas de seca no Nordeste.

 

A existência das secas mais antigas vai sendo conhecida principalmente pela pesquisa de documentos históricos: relatos de cronistas e viajantes (Estudiosos e cientistas incluídos), relatórios que governadores e/ou representantes da Coroa Portuguesa enviavam para seus superiores ou para o rei, etc, etc.

 

Anos em que hoje se tem documentação suficiente para afirmar que houve seca no NE:

1564, 1583

1603, 1605-07, 1614, 1645, 1652, 1692

1710-11, 1723-27, 1736-37, 1744-45, 1766, 1777-78, 1790-93

1808-09, 1816-17, 1824-25, 1835-37, 1844-45, 1877-79, 1888

1915, 1919, 1932, 1958, 1979-84 e esta última.

 

A seca de 1877-79 passou para a história como a que teve mais mortes (Foi a 1ª razoavelmente documentada).

Calcula-se que morreram mais de 500.000 pessoas, direta e indiretamente devido à seca.

Isto numa época em que o Brasil tinha cerca de 12 milhões de habitantes, apenas. :shok:

 

Mas há autores que afirmam que a seca de 1824-25 foi até pior.

A diferença é que a população do sertão era muito menor do que em 1877-79, logo o impacto também foi bem menor.

Houve um grande incremento populacional naquelas regiões durante o século XIX.

 

Lembrando que os índios da região conviviam com a seca há milênios, mas eram uma população muito rarefeita.

Share this post


Link to post
Share on other sites

O AQUECIMENTO GLOBAL é um problema mundial e inegável. Afeta não somente o Brasil, onde o clima anda "doido" ultimamente, com extremos prejudicando a fauna e a flora inclusive.

Vejam essa notícia abaixo do ano passado, sobre a proliferação de mosquitos na Alemanha! Cada vez mais os invernos são mais frios na Europa. Eu senti isso na pele no ano passado, quando fui ao Leste Europeu! Era para estar bem mais frio. Em Praga, onde é minha foto do BAZ, ainda fez frio com sol, no final de outubro/inicio de novembro, mas nada demais. Em Budapeste o povo estava impressionado com a temperatura amena para novembro, quando já é normalmente gelado, principalmente pela manhã e à noite. Conversei com nossa guia, Edith, e ela AFIRMOU que os invernos não são nem parecidos com os de antigamente.

E quando faz um frio forte, é rápido. Pelo jeito, de um modo geral, o calor está predominando no mundo. Isso é perceptível.

Abraços a todos.

http://www.dw.de/condi%C3%A7%C3%B5es-clim%C3%A1ticas-favorecem-adapta%C3%A7%C3%A3o-de-mosquitos-tropicais-na-alemanha/a-16958516

Share this post


Link to post
Share on other sites
O AQUECIMENTO GLOBAL é um problema mundial e inegável. Afeta não somente o Brasil, onde o clima anda "doido" ultimamente, com extremos prejudicando a fauna e a flora inclusive.

Vejam essa notícia abaixo do ano passado, sobre a proliferação de mosquitos na Alemanha! Cada vez mais os invernos são mais frios na Europa. Eu senti isso na pele no ano passado, quando fui ao Leste Europeu! Era para estar bem mais frio. Em Praga, onde é minha foto do BAZ, ainda fez frio com sol, no final de outubro/inicio de novembro, mas nada demais. Em Budapeste o povo estava impressionado com a temperatura amena para novembro, quando já é normalmente gelado, principalmente pela manhã e à noite. Conversei com nossa guia, Edith, e ela AFIRMOU que os invernos não são nem parecidos com os de antigamente.

E quando faz um frio forte, é rápido. Pelo jeito, de um modo geral, o calor está predominando no mundo. Isso é perceptível.

Abraços a todos.

http://www.dw.de/condi%C3%A7%C3%B5es-clim%C3%A1ticas-favorecem-adapta%C3%A7%C3%A3o-de-mosquitos-tropicais-na-alemanha/a-16958516

 

Infelizmente, João.

 

Isto não é perceptível em termos de temperatura pelo ser humano.

As pessoas não tem essa hipersensibilidade.

 

Muitas pessoas [ em geral leigos] confundem variações decadais com mudanças climáticas.

 

O aquecimento efetivo desde 1850 é de aproximadamente 1ºC com uma incerteza de 0,4ºC.

 

A década mais quente no planeta foi a década de 30 do século passado. [ isto é de 1850].

 

Porém, dentro da escala do tempo de vida humano....memórias de 90 anos....[ o que eu comi hoje mesmo?]

 

Y7hGC9PaXQk

Share this post


Link to post
Share on other sites

Apesar do aquecimento, já li alguns estudos defendendo além de verões mais quentes, invernos mais frios, no geral...

 

No HN a era glacial "deve" ser caracterizada por invernos curtos e verões longos.

 

Ronaldo, O topo da Serra, é uma coisa local.

 

As variações decadais são comuns no clima local e decorrência das variações decadais de grande escala.

 

Assim é normal períodos um pouco mais frio e períodos um pouco mais quente.

 

Se estamos em um período interglacial....

 

E dentro do período interglacial tivemos períodos longos de temperatura em queda ou em elevação.

 

E dentro desses períodos longos também tivemos invernos mais frios alternando com invernos mais quentinhos.

 

São alterações dentro mesmo regime....talvez na linguagem do Anderson "sazonais" sem volume suficiente para "alterar tendências".

 

Cada período é bastante particular mesmo... A temperatura global durante o período Cretáceo é estimada de 6 a 8 ºC acima da média atual. O nível de CO2 nesse período era por volta de 1700 ppm, 4x maior do que os 400 ppm de hoje.

Sob essas condições havia rica biodiversidade, grandes áreas cobertas com florestas...

"Tempos interessantes" hein Mafili? :sarcastic:

u06zk.jpg

http://www.bbc.co.uk/nature/history_of_the_earth/Cretaceous - wattsupwiththat

Share this post


Link to post
Share on other sites

Sou apenas um curioso em meteorologia, mas não posso deixar de externar o meu agradecimento pela riqueza de informações disponibilizada pelos senhores.

 

:clapping:

Share this post


Link to post
Share on other sites
Sou apenas um curioso em meteorologia, mas não posso deixar de externar o meu agradecimento pela riqueza de informações disponibilizada pelos senhores.

 

:clapping:

 

Bazooka, Como não sei tua formação. Vamos pegar o exemplo abaixo.

 

Parece-me um tema popular e uma matemática do ensino fundamental.

 

Descobri aqui [no fórum] que não é composto por pessoas leigas que a maior dificuldade minha é não conseguir de forma adequada o que realmente é a hipótese do aquecimento global antropogênico. [ vulgo CO2]

 

Se alguém não entender é só perguntar.

 

Abraços

 

Exemplo 1

 

Paulo aplicou R$ 800,00 num investimento que rende 3% a.m., a juros compostos. Quanto tempo após a aplicação o saldo será de R$ 1.200,00?

 

eqz51v.png

Share this post


Link to post
Share on other sites

Gozado,

 

Acho que nenhum membro do fórum guardou dinheiro.

 

well, isto responde parte das minha dúvidas.

 

Estranho

Share this post


Link to post
Share on other sites
hrmyiq.png

(bob tidsdale)

 

Land Ocean Temperature Index (LOTI)...[ tão útil como geladeira para esquimó]

 

A ideia geral no gráfico é que o modelos de circulação global do IPCC não são capazes de prever nada.

 

Ou seja se você entrar com os dados disponíveis até 1940 [ 1940/41 enigmático é um shift inesplicável] você não chega a 1979 nem vagamente.

 

Os modelos partem da mesma premissa.

 

Como dito na minha penúltima mensagem....

 

Logaritimo.

 

Abraços

Share this post


Link to post
Share on other sites

 

Land Ocean Temperature Index (LOTI)...[ tão útil como geladeira para esquimó]

 

A ideia geral no gráfico é que o modelos de circulação global do IPCC não são capazes de prever nada.

 

Ou seja se você entrar com os dados disponíveis até 1940 [ 1940/41 enigmático é um shift inesplicável] você não chega a 1979 nem vagamente.

 

Os modelos partem da mesma premissa.

 

Como dito na minha penúltima mensagem....

 

Logaritimo.

 

Abraços

 

Se o aumento de temperatura projetada dependesse da [CO2/outros gases] a taxa de elevação deveria ser bem maior no segundo período, o que não ocorre... grande falha na hipótese de aquecimento antropogênico/modelos.

abs

Share this post


Link to post
Share on other sites

 

Se o aumento de temperatura projetada dependesse da [CO2/outros gases] a taxa de elevação deveria ser bem maior no segundo período, o que não ocorre... grande falha na hipótese de aquecimento antropogênico/modelos.

abs

 

Anderson, O quadro é pior.

 

A ausência de aquecimento já é um leve transtorno para os modelos.

 

O quadro que eles não suportam ....QUALQUER TENDÊNCIA DE RESFRIAMENTO [no sentido Dow....by Anderson da palavra]

 

aBraços....to be continues....

Share this post


Link to post
Share on other sites

 

Anderson, O quadro é pior.

 

A ausência de aquecimento já é um leve transtorno para os modelos.

 

O quadro que eles não suportam ....QUALQUER TENDÊNCIA DE RESFRIAMENTO [no sentido Dow....by Anderson da palavra]

 

aBraços....to be continues....

 

vejo muitos comentários que cada vez que uma nova versão desses modelos é lançada, os ajustes dessa última sempre aquecem os dados anteriores...

Share this post


Link to post
Share on other sites

ORAS BOLAS, O CO2 SUBIU PORQUE A TERRA AQUECEU, LOGO ELE COMEÇARÁ A CAIR, BEM SIMPLES.

 

PLANTE MEIO BRASIL NO MUNDO COM PLANTAS DE REFLORESTAMENTO E O CO2 ESTARIA TODINHO PRESO.....DEVE TER ALGO ESTRANHO NO AR...

Share this post


Link to post
Share on other sites
ORAS BOLAS, O CO2 SUBIU PORQUE A TERRA AQUECEU, LOGO ELE COMEÇARÁ A CAIR, BEM SIMPLES.

 

PLANTE MEIO BRASIL NO MUNDO COM PLANTAS DE REFLORESTAMENTO E O CO2 ESTARIA TODINHO PRESO.....DEVE TER ALGO ESTRANHO NO AR...

 

No so far,

 

São tres os isótopos de carbono,

 

C¹² = carbono 12 [ 6 prótons e 6 neutrons]

C¹³ = carbono 13 [ 6 prótons e 7 neutrons]

C¹ = carbono 14 [ 6 prótons e 8 neutrons] formado pela colisão de raios cósmicos com Nitrogênio e em experiências nucleares [não é importante para o tema].

 

Por razões biológicas a concentração de carbono 13 e carbono 12 nas plantas são diferentes daquelas encontradas na atmosfera [referência]

 

Agora, Os combustíveis são de origem biológica, portanto, a queima de combustíveis fósseis e queima de vegetação deve alterar a relação de C¹³/C¹² para menor.

 

E é exatamente aquilo que é observado.

 

Assim as emissões antrópicas de CO2 são significativas para o aumento da concentração de CO2 observado na atmosfera.

 

Neste ponto a luz dos conhecimentos atuais os aquecimentistas estão certos. As emissões humanas são significativas.

 

Abraços

 

Atualmente, o 13CO2 está em uma concentração de aproximadamente 1,1% em relação ao 12CO2 na atmosfera. A ocorrência do 13C na massa vegetal é baixa, porque durante a carboxilação o 12C é favorecido pelas enzimas

 

referência: LEIA

 

http://www.rimaeditora.com.br/pagecofisio.pdf

Share this post


Link to post
Share on other sites

ESTAMOS INDO PARA

 

OUTRA IDADE DO GELO

 

O padrão de tempo bizarro e imprevisível dos últimos anos.

 

Há um perigo mais imediato do que a perspectiva de uma outra era do gelo. Mesmo que os padrões de temperatura e precipitação alterar apenas ligeiramente no futuro próximo em um ou mais dos três principais países exportadores do grão dos EUA, Canadá e Austrália. Acredita-se que a seca contínua e o recente fracasso da colheita russo deu ao mundo uma premonição sombria do que poderia acontecer.

 

O homem, também, pode ser um pouco responsável pela tendência de arrefecimento. A Universidade de Wisconsin Reid A. Bryson e outros climatologistas sugerem que a poeira e outras partículas liberadas na atmosfera como resultado da agricultura e da queima de combustíveis pode estar bloqueando mais e mais luz solar de alcançar e aquecimento da superfície da terra.

 

Vejam as evidências,

 

1- Na África a seca persiste por 6 anos consecutivos trazendo uma terrível fome para aquela sofrida população.

 

2- As maiores chuvas e inundações em séculos nos EUA, Paquistão e Japão.

 

3- O cinturão do trigo no Canadá foi especialmente frio e chuvoso atrasando o plantio e trazendo uma colheita decepcionante.

 

4- A chuvosa Grã-Bretanha sofreu com um período prolongado seco.

 

5- Uma sequência de excepcionalmente frios invernos tem assolado o Velho Oeste Americano.

 

6- A Nova Inglaterra e o Norte da Europa tem sido observado os invernos mais amenos desde sempre.

 

7- Aumento do gelo na Islândia.

 

8-Migração para o sul de criaturas adaptadas a climas quente [ como o Tatu do Meio-Oeste]

 

9-Aumento de 12% na cobertura de gelo e neve. Áreas de Ilha de Baffin, no Ártico canadense, por exemplo, já foram totalmente livre de qualquer neve no verão; agora eles estão cobertos ano.

Share this post


Link to post
Share on other sites

 

Atualmente, o 13CO2 está em uma concentração de aproximadamente 1,1% em relação ao 12CO2 na atmosfera. A ocorrência do 13C na massa vegetal é baixa, porque durante a carboxilação o 12C é favorecido pelas enzimas

 

referência: LEIA

 

http://www.rimaeditora.com.br/pagecofisio.pdf

 

a velocidade das reações são maiores com carbono 12 do que com seu isótopo, o famoso efeito isotópico cinético...

Share this post


Link to post
Share on other sites

Create an account or sign in to comment

You need to be a member in order to leave a comment

Create an account

Sign up for a new account in our community. It's easy!

Register a new account

Sign in

Already have an account? Sign in here.

Sign In Now

×