Jump to content
Brasil Abaixo de Zero
Sign in to follow this  
William Siqueira

Serra da Mantiqueira - A serra que chora

Recommended Posts

Algumas fotos e um pouquinho da historia da serra onde tenho orgulho de morar , espero qu gostem

 

 

A serra da mantiqueira é uma serra na região sudeste do Brasil, está localizada entre os estados de São Paulo, Minas Gerais e Rio de Janeiro, sendo que 30% da serra está localizada em São Paulo, 10% no Rio de Janeiro e 60% em Minas Gerais, a capital brasileira mais próxima da serra da mantiqueira é São Paulo que está à 90KM de distância da serra.

 

O nome mantiqueira vem do tupi-guarani e significa, "serra que chora", os índios deram esse nome à serra, devido a grande quantidade de rios que nascem na serra.

 

Eu esperei conseguir um número razoavel de fotos, para poder criar esse thread aqui no forum português, espero que gostem.

 

1-serra da mantiqueira, vista da cidade de pindamonhangaba.

 

pinda08.jpg

 

Foto: prefeitura de pindamonhangaba

 

2-vista da serra da mantiqueira

 

fotomarcelobrotto.jpg

Foto: Marcelo Brotto

 

3-

fotojohnygenvensis.jpg

Foto: Johny Genvensis

 

4-

fotorotaturismocombr.jpg

Foto: fototurismo.com.br

 

5-

orlandomantiqueira03.jpg

Foto: Orlando

 

6-

taciophiliptaciocombr.jpg

Foto: Tacio Philip

 

7-

fotogrisigrisiblablabla.jpg

 

tentpeakwordpresscom.jpg

 

tentpeakwordpresscom2.jpg

 

marinsfotoaugusto.jpg

 

fototaciophiliptaciocom.jpg

 

marinsfotoaugusto2.jpg

 

18-Pedra da Mina 2797 metros de altitude

 

pedradamina2797msummitp.jpg

 

19- Agulhas Negras 2791 metros de altitude

 

agulhasnegras2791msummi.jpg

 

20-Morro do Couto 2789 metros de altitude

 

morrodocouto2789msummit.jpg

Foto: summitpost.org

 

21-Pedra Furada 2498 metros de altitude

 

pedrafurada2498msummitp.jpg

 

22-Pico do Marins 2421 metros de altitude

 

picodomarins2421msummit.jpg

 

centro-40265.jpg

 

1075178.jpg

 

geada01kaduschiavo.jpg

 

geada05kaduschiavo.jpg

 

A região da serra da Mantiqueira tem altitudes média de 1200 a 2800 metros. A serra e popular por prática de alpinismo por ter picos elevados, e o rally, e durante o inverno por ser a estação seca aumente a procura desse esporte na serra.

 

Picos mais altos da Mantiqueira:

Pedra da Mina: 2798,39 m

Pico das Agulhas Negras: 2791,55 m

Pico das Agulhas Negras

Morro do Couto: 2680,99 m

Pedra do Sino de Itatiaia: 2670 m

Pico dos Três Estados: 2665 m

Pedra do Altar: 2665 m

Pico do Maromba: 2619 m

Morro do Massena: 2609 m

Pedra Furada: 2589 m

Maciço das Prateleiras: 2548 m

Pico Dois Irmãos: 2500 m

Pico dos Marins: 2420,7 m

Pico Cabeça do Leão: 2408 m

Pico do Garrafão: 2359 m

Pico do Bandeira: 2357 m

Alto Campim Amarelo: 2352 m

Pico do Itaguaré: 2308 m

Pedra do Picu: 2151 m

Mitra do Bispo: 2149 m

Pico do Papagaio: 2100 m

Pico do Selado: 2080 m

Pedra do Campestre: 2050 m

Pedra de São Domingos: 2050 m

Pedra Partida: 2046 m

Pico do Ataque: 2030 m

Pico do Itapeva: 2030 m

Pico do Chapéu: 2005 m

Pedra do Baú: 1950 m

Morro Pelado: 1410 m

 

Localidades mais elevadas da Mantiqueira

 

Campos do Jordão: 1628 m

Monte Verde: 1555,5 m

Morangal: 1515 m

Senador Amaral: 1505 m

Bom Repouso: 1360 m

Gonçalves: 1350 m

Virgínia: 1290 m

Marmelópolis 1277 m

Maria da Fé: 1258 m

Bom Jardim de Minas: 1250 m

Munhoz: 1235 m

Bocaina de Minas: 1210 m

Delfim Moreira: 1207 m

Bueno Brandão: 1204 m

Ipuiuna: 1201 m

Andradas: 1200 m

Visconde de Mauá 1200 m

Poços de Caldas: 1198 m

Barbacena: 1164 m

Liberdade: 1152 m

Alagoa: 1132 m

Toledo: 1128 m

Pedra Bela: 1120 m

Caldas: 1100 m

Santa Rita de Caldas: 1095 m

Carvalhos: 1092 m

Paraisópolis: 1090 m

Santo Antônio do Pinhal: 1080 m

Divinolândia: 1058 m

Muzambinho: 1054 m

Conceição das Pedras: 1050 m

Arantina: 1050 m

Tocos do Moji: 1027 m

Cristina: 1025 m

Camanducaia: 1015 m

Cruzília: 1010 m

Wenceslau Braz: 1005 m

São Vicente de Minas: 1000 m

 

 

Clima

 

Devido à altitude, o inverno na Serra da Mantiqueira tem temperaturas baixas, com a ocorrência da névoa no começo da manhã e geada frequentes, dando à paisagem a aparência das regiões de clima frio. É comum os termômetros registrarem temperaturas que chegam perto de 0°C ou menos, sendo que a menor temperatura registrada numa cidade da serra foi de -7,3°C em Campos do Jordão - SP , em 1º de junho de 1979. Ocorrem geadas nas cidades da região.

Nos picos mais elevados da serra, o frio pode ser mais intenso e as temperaturas podem ser negativas. Há registros de precipitações de neve em picos.

 

 

Registros de Neve

 

 

 

Em 2000, foram 120 dias no ano com média das mínimas variando entre 1,5ºC a 2,1ºC. Cerca de 7°C na média anual no ano 2000. 2004/2005 tiveram 8,4°C e 8,5°C anuais respectivamente. São Joaquim/SC, a cidade mais fria do Brasil, por exemplo, tem uma temperatura média anual de 13°C. Talvez, junto com o Morro da Igreja em SC, é o lugar mais frio do País. Menor temperatura registrada foi de -17°C em 1985. Anos de nevasca segundo a Wikipedia: 1867 houve a primeira nevasca que se tem notícia em Itatiaia, Em anos mais recentes: 1972, 1976, 1977, 1978, 1979, 1981, 1982, 1983, 1984, 1985, 1988, 1999, 2000, 2001, 2004.

 

Itatiaia16.jpg

 

Itatiaia33.png

 

9836202.jpg

 

neveitatiaia85om2.png

 

Neve%20no%20Rebou%C3%A7as.jpg

 

neve1cv7.jpg

 

Essas são da nevasca de Itamonte em 1985 ainda no pé do Pico as Agulhas Negras perto da divisa entre RJ/MG:

 

Itatiaia147.png

 

Itatiaia146.png

 

Itatiaia144-2.jpg

 

Itatiaia141-2.jpg

 

Itatiaia60.png

 

Itatiaia11.png

 

neveserrinharesendeoi3.png

 

0001.png

 

2648926704_3bdaf4a7a0.jpg?v=0

 

itatiaiageada500bv6.jpg

 

Itatiaia50.jpg

 

 

Sobre o Pico das Agulhas Negras:

 

O Pico das Agulhas Negras, com 2.792,66 metros de altura, é o ponto culminante do estado do Rio de Janeiro e a oitava montanha mais alta do Brasil. O cume das Agulhas Negras está situado na parte alta do Parque Nacional do Itatiaia, na divisa entre os estados de Rio de Janeiro e Minas Gerais, nas coordenadas 22°22'47"S, 44°39'40"W, fazendo parte da Serra da Mantiqueira. O Pico das Agulhas Negras era considerado a quarta montanha em altitude no Brasil, até o início do ano de 2000. Numa medição realizada pelo geógrafo Lorenzo Baggini, da USP, foi verificado que, na verdade, a Pedra da Mina, localizada a poucos quilômetros dali, na divisa entre os municípios de Queluz, (São Paulo) e Passa-Quatro(Minas Gerais), era mais alta. Depois, através de medições feitas em 2004 pelo IME (Instituto Militar de Engenharia), confirmou-se, através de estudos topográficos as altitudes oficiais das montanhas, oficializadas pelo IBGE. As medidas oficiais foram obtidas pelo Projeto Pontos Culminantes do Brasil. O pico é localizado no Parque Nacional do Itatiaia, o mais antigo do Brasil, fundado em 1937 pelo presidente Getúlio Vargas. O parque possui montanhas acima de dois quilômetros de altura e mantém uma fauna e flora bastante diversificada devido a altitude e ao clima que variam. As temperaturas beiram os -10°C. Nos meses de junho a agosto (no inverno austral), a temperatura diminui em demasia e a pluviosidade também, deixando o clima seco e muito frio, garantido ao visitante, num país com praticamente 93% de área localizada na zona tropical, a observação de fenômenos como o da geada sobre os campos e as plantas do parque e também os das precipitações de neve nos dias mais frios do local, ocorrência rara nos últimos anos. Em junho de 1985, ocorreu uma intensa e memorável precipitação de neve, de proporções incomuns para a região, sendo a 3ª maior precipitação de neve do Brasil. A flora da região apresenta plantas de florestas tropicais e temperadas, como a conífera denominada Araucaria angustifolia (pinheiro-do-paraná ou pinheiro-nacional). Acima dos dois mil metros de altitude, a paisagem é convertida de florestas para campos de altitude, vegetação típica de regiões de latitudes médio-altas. No Pico das Agulhas Negras nasce o rio Preto, que possui 200 km de extensão e faz a divisa natural dos estados do Rio de Janeiro e Minas Gerais. Pode ser acessado pela estrada federal mais alta do Brasil, a BR-354, que chega a uma altitude de 1.670 m na entrada do parque nacional e faz divisa entre os estados do Rio de Janeiro e de Minas Gerais, num ponto chamado de Garganta do Registro. Essa estrada liga o distrito de Engenheiro Passos, localizado no município de Resende, ao município de Itamonte (Minas Gerais). É visível ao noroeste de Resende ao se viajar pela Via Dutra. De seu cume é possível avistar vários pontos da região, tais como a Represa do Funil, a Serra Fina, a região de Visconde de Mauá, a vasta região do Vale do Paraíba, onde estão localizadas as cidades do eixo mais populoso do Brasil, o eixo Rio-São Paulo, e o Rio Paraíba, do qual origina o nome do vale. A região é muito procurada por turistas que procuram se hospedar nos hotéis-fazenda próximos ao parque nos meses de inverno e por aventureiros que se instalam em acampamentos próximos ao pico para a prática de esportes radicais como o alpinismo, o trekking e o rapel, naquilo que é conhecido como turismo de aventura.

 

Sobre o Parque Nacional do Itatiaia:

 

O Parque Nacional do Itatiaia é o mais antigo parque nacional do Brasil, fundado em 14 de junho de 1937, pelo então presidente Getúlio Vargas através do Decreto Federal nº 1713, com uma área atual de 30.000 hectares (300 km2). O parque possui montanhas com quase 3.000 metros de altitude e mantém uma fauna e flora bastante diversificada devido à altitude e ao clima variado. O nome Itatiaia é de origem tupi e significa "penhasco cheio de pontas". Situa-se geograficamente entre os paralelos 22º19’ e 22º45’ latitude sul e os meridianos 44º15’ e 44º50’ de longitude oeste. O parque está localizado no Maciço do Itatiaia, na Serra da Mantiqueira na divisa entre os estados do Rio de Janeiro e Minas Gerais. Fica ao sul do estado do Rio de Janeiro, nos municípios de Itatiaia e Resende, e a sul do Estado de Minas Gerais, abrangendo os Municípios de Itamonte (MG), Alagoa (MG) e Bocaina de Minas (MG). No parque localiza-se a estrada mais alta do Brasil, pois atinge 2.450 m de altitude.

 

O parque divide-se em dois ambientes distintos:

 

* Sede do Parque (parte baixa): Saindo do Rio de Janeiro ou São Paulo, segue-se pela Rodovia Presidente Dutra (BR 116) até a cidade de Itatiaia, altura do km 316. O Centro de Visitantes, localizado na parte baixa do parque, possui um museu com informações básicas sobre a fauna e a flora da região, com animais empalhados e uma biblioteca.

* Planalto (parte alta): Saindo do Rio de Janeiro ou São Paulo, segue-se pela Rodovia Presidente Dutra (BR 116) até Engenheiro Passos, altura do km 330, seguindo pela rodovia BR-354.

 

A área pertencia ao Visconde de Mauá e foi adquirida pela Fazenda Federal em 1908, para a criação de dois núcleos coloniais destinados ao cultivo de frutas. Foi em 1913 que o botânico Alberto Loefgren solicitou ao Ministério da Agricultura a criação de um Parque Nacional no maciço do Itatiaia. No mesmo ano a idéia de um parque nacional recebeu apóio de geologistas, botânicos e geógrafos numa conferência realizada na Sociedade de Geografia do Rio de Janeiro. Com a criação do parque em 1937, muitas áreas do atual parque foram desapropriadas, motivo pelo qual até hoje, existem diversos sítios, hotéis e fazendas particulares na área. As formações rochosas são consideradas raras, pouco encontradas no resto do país, parecido com granito, porém tratando-se de nefelino sienito. Encontram-se também rochas alcalinas e de origem eruptiva. Nascem no parque vários rios integrantes das bacias hidrográficas do Rio Paraíba do Sul e do Rio Grande. A rede hidrográfica é formada por rios de águas cristalinas, que formam piscinas naturais e cachoeiras de tirar o fôlego. Seus principais rios são: Campo Belo, Maromba, Flores, Marimbondo, Preto e Aiuroca. No planalto (parte alta) existem vários lagos, como por exemplo a lagoa Bonita ou a lagoa Dourada, entre outros menores, que podem ter a superfície congelada durante invernos rigorosos. Durante o inverno brasileiro, nos meses de julho e agosto, a temperatura diminui em demasia e a pluviosidade também, deixando o clima seco e muito frio. Em consequência, num país com praticamente 93% de área localizada na zona tropical, podem ocorrer fenômenos como o da geada sobre os campos e as plantas do parque e também os das precipitações de neve nos dias mais rigorosos do local, ocorrência, contudo, rara nos últimos anos. Na encosta voltada para o Vale do Paraíba predomina a Mata Atlântica com fauna e flora ricas e exuberantes, herbácea e possui o maior indíce de endemismos, ou seja, é composta por espécies que só ocorrem ali, como bromélias e orquídeas entre outras. É uma das quatro únicas localidades onde pode ser encontrada uma árvore ameaçada de extinção, a Buchenavia hoehneana. A fauna da parte baixa é mais rica, propicia mais abrigo para mamíferos, como a paca, o quati e algumas espécies de maior porte, como porcos-do-mato e queixadas. Com grande diversidade de pássaros, como o beija-flor (colibri, beija-flor-de-cor-roxa entre outros), assim como tucanos-de-bico-verde e guachos. A importância do Itatiaia para a conservação de espécies de aves é grande tendo em vista os frugívoros de grande porte e as espécies habitantes das partes altas.

 

Sobre a Serra da Mantiqueira:

 

A Serra da Mantiqueira tem seu nome originado do 'Amantikir' e significa "montanha que chora". Trata-se de uma formação geológica datada da era Arqueozóica que compreende um maciço rochoso que possui grande área de terras altas, entre mil e quase três mil metros de altitude, ao longo das divisas dos estados de Minas Gerais,São Paulo e Rio de Janeiro. Na Serra da Mantiqueira existem diversas unidades de conservação, como a Área de Proteção Ambiental Serra da Mantiqueira, dividida entre os três estados, o Parque Nacional do Itatiaia, dividido entre Minas e Rio, e os Parques Estaduais Serra do Brigadeiro e Serra do Papagaio (Minas) e Campos do Jordão (São Paulo). 10% da serra é circunscrita nas terras fluminenses, onde exatamente se localiza o parque. 30% da serra está localizada no estado de São Paulo e 60% está localizada no estado de Minas Gerais, onde possui a sua maior porção (provém da região onde está o município de Barbacena e de lá inclina-se para o sudoeste até se encontrar com as fronteiras com o Rio de Janeiro e logo após, com São Paulo, onde torna-se uma fronteira natural com o estado de Minas Gerais até as mediações finais de Joanópolis/SP e Extrema/MG e, por fim, esta termina na cidade de Bragança Paulista. A capital mais próxima da Serra da Mantiqueira é São Paulo, justamente por estar a 90 quilômetros da primeira cidade situada na Serra da Mantiqueira, Bragança Paulista, a segunda é Belo Horizonte que está situada a 170 quilômetros da primeira cidade onde a Serra da Mantiqueira está situada: Barbacena e a terceira é o Rio de Janeiro que se localiza a 198 quilômetros do mais próximo povoado na Serra da Mantiqueira Visconde de Mauá, Distrito do Município de Resende. O maciço da Serra da Mantiqueira possui aproximadamente 500 km de extensão e se inicia próximo à cidade paulista de Bragança Paulista e segue para o leste delineando as divisas dos três estados brasileiros até a região do Parque Nacional do Itatiaia onde adentra Minas Gerais até a cidade de Barbacena. A partir daí, uma continuação pode ser considerada, pois a mesma desvia para o norte até a Serra do Brigadeiro, no leste de Minas Gerais, chegando a aproximar-se do Parque Nacional do Caparaó. Seu ponto culminante é a Pedra da Mina com 2.798 m na divisa dos estados de Minas Gerais e São Paulo e seu ponto de transposição mais baixa é a Garganta do Embaú por onde passaram os bandeirantes durantes suas incursões ao interior do Brasil. Informaçoes sobre a Serra da Mantiqueira: O nome Mantiqueira se origina de uma transcrição do tupi para “Montanha que chora”, devido à grande quantidade de nascentes, cachoeiras e riachos vistos em suas encostas. O nome dá uma idéia da grande importância da serra como fonte de água potável formação de rios que abastecem um grande número de cidades do Sudeste brasileiro. Seus riachos formam o Rio Jaguary, responsável pelo abastecimento da região norte da Grande Rio de Janeiro, o Rio Paraíba do Sul que corta uma região densamente habitada e altamente industrializada no eixo Rio-SP, o Rio Grande que é parte integrante do maior complexo hidroelétrico do país. Nos planaltos ao norte da Serra que adentram ao terrritório de Minas Gerais estão localizadas as fontes de águas minerais em Caxambu, São Lourenço, Passa-Quatro, Pouso Alto e Poços de Caldas. Em sua face sul temos as fontes de Águas da Prata, localizadas na Serra do Cervo, em sua grande parte Resende e Itatiaia. A serra da Mantiqueira fecha sua cadeia nos ultimos contrafortes do Ouro Branco, no centro do estado de Minas. Principia na serra do Espinhaço, a chamada Serra Geral ou serra de Minas e se estende no sentido de Sul a Norte até além da Bahia. Seu sistema assume para o norte os topônimos dos lugares por onde passa, Serra do Ouro Preto, do Batatal, do Capanema, do Ouro Fino, do Gongo Soco, do Garimpo, da Mutuca, do Cipó, da Pedra Redonda, ao pé da qual nasce o rio Jequitinhonha. Um de seus contrafortes é a serra do Caraça, em curva quase perfeita, uma das maiores eminências da Serra Geral, o cabeço mais alto de sua linha dorsal. Os picos do Sol e do Carapuça, frequentemente enevoados, altaneiros, erguem-se a 2.100 metros o primeiro e a 1.955 metros o segundo. Avistam-se a noroeste a serra da Piedade, além a serra da Lagoa Santa; a leste as serras que abrem permeio para os rios Piracicaba e de Santa Bárbara se ligarem ao rio Doce; a oeste o Rio das Velhas e seu vale, a serra do Curral del Rei e o vale do rio Paraopeba; a sudeste os dois matacões caracteristicos do Itacolomi e o declive sombrio onde corre o ribeirão do Carmo. Devido à altitude, o inverno na Serra da Mantiqueira tem temperaturas baixas, com a ocorrência da névoa no começo da manhã e geada frequentes, dando à paisagem a aparência das regiões de clima frio. É comum os termômetro registrarem temperaturas chegando perto de 0°C ou menos, sendo que a menor temperatura registrada numa cidade da serra foi de -7,3°C em Campos do Jordão, em 1º de junho de 1979. Ocorrem geadas nas cidades da região. Nos picos mais elevados da serra, o frio pode ser mais intenso e as temperaturas podem ser negativas. Há registros de precipitações de neve em picos, algo não muito freqüente na região. A Serra da Mantiqueira integra o ecossistema da mata Atlântica e mata de araucárias, apresentando manchas remanecentes dessas matas bem como campos de altitude em seus picos mais elevados. Aliado a isso, uma vasta fauna nativa ainda pode ser encontrada nela, da qual podemos citar: veado campeiro, lobo-guará, onça parda, cachorro-vinagre, jaguatirica, paca, bugio, macaco sauá, mono, tucano, esquilo e ouriço-caixeiro.

 

Medias do PNI ou do PIco das Agulhas Negras , carece de fontes , tiradas do skyscrapercity

 

Em 2000, foram 120 dias no ano com média das mínimas variando entre 1,5ºC a 2,1ºC.

 

Jan = min - 9,5°C / max. -17,5°C

Fev = min - 8,2°C / max. - 17,3°C

Mar = min - 9,0°C / max. - 16,5°C

Abr = min - 3,8°C / max. - 15,7°C

Mai = min - 2,1°C / max. - 13,5°C

Jun = min - 1,6°C / max. - 14°C

Jul = min - 1,5°C / max. - 12°C

Ago = min - 1,5°C / max. - 13°C

Set =

Out = min - 6,5°C / max. - 17°C

Nov = min - 7,3°C / max. - 15,3°C

Dez = min - 8,9°C / max. - 12°C

 

 

Pelo Usuarios BUCS Skyscrapercity

 

2004 foi o último registro de neve forte com acumulação em Itatiaia:

 

O fenômeno foi precedido por um temporal de granizo que começou por volta das 16hrs e durou 30 minutos. Logo depois, os flocos de neve começaram a cair e durante 10 minutos foi apreciado principalmente pelos funcionários do Hotel Alsene, a 2.338 metros de altitude.

 

O Alsene fica a quatro quilômetros do Pico das Agulhas Negras, de 2.787 metros de altitude, ponto culminante do Estado do Rio, no Sul Fluminense, na divisa com os estados de Minas Gerais e São Paulo. A administração do Parque Nacional de Itatiaia, que fica do lado sul da montanha, no Estado do Rio, a 1.200 metros de altitude, confirmou o fenômeno.

 

-No momento que começaram a cair os flocos de neve, a temperatura no termômetro do lado de fora do hotel registrava zero grau. Por volta das 16 horas, quando ocorreu a chuva de granizo, a temperatura era de sete graus, caiu para quatro e 20 minutos depois de uma garoa veio a neve. Foi um espetáculo interessante. Formou uma camada de neve de mais de cinco dedos sobre a lataria dos carros que estavam aqui em frente - descreveu a gerente.

Um pouco depois que a neve parou de cair, o tempo abriu e o céu ficou estrelado, segundo contou a mulher. Esta não foi a primeira vez que Sônia viu neve na serra. Em agosto de 1999, nevou na região durante dois dias.

 

 

Mais algumas fotos de neve :

 

ccf0309201100010.jpg

 

itanev380g.jpg

 

ccf0309201100001.jpg

 

ccf0309201100003.jpg

 

ccf0309201100004.jpg

 

ccf0309201100000.jpg

 

itanev280g.jpg

Share this post


Link to post
Share on other sites
Algumas fotos e um pouquinho da historia da serra onde tenho orgulho de morar , espero qu gostem

 

 

A serra da mantiqueira é uma serra na região sudeste do Brasil, está localizada entre os estados de São Paulo, Minas Gerais e Rio de Janeiro, sendo que 30% da serra está localizada em São Paulo, 10% no Rio de Janeiro e 60% em Minas Gerais, a capital brasileira mais próxima da serra da mantiqueira é São Paulo que está à 90KM de distância da serra.

Quando eu estava no antigo ginásio (Atual 5ª a 8ª séries) , a gente aprendia nas aulas de Geografia que as serras da Cantareira, Itaberaba (Ou do Gil) e da Pedra Branca eram prolongamentos da serra da Mantiqueira.

 

Atualmente, não sei se os Geógrafos ainda consideram assim.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Em setembro de 2013, voltando de férias em Fortaleza, fiz essa foto em que aparecem as elevações mais altas da Serra da Mantiqueira.

 

O avião estava à 230 km de distância, quando sobrevoava a região de Poços de Caldas e São João da Boa Vista.

 

Da esquerda para direita os seguintes maciços: Itatiaia (MG-RJ), Serra Fina (MG-RJ-SP) e Marins (SP-MG):

 

21.jpg

Share this post


Link to post
Share on other sites

Belo texto, lindas imagens!

 

Mas só uma pequena correção, a menor mínima já registrada na mantiqueira foi de -8.4 em Maria da Fé/MG, no dia 21/07/1981 (tem no BDMEP).

Nova+Imagem+(22).bmp

 

Entretanto, esse site fala de uma mínima de -9 em Muzambinho/MG, mas quanto a essa não dá pra provar a veracidade... http://meteorologiaeclima1.blogspot.com.br/2010/06/forte-onda-de-frio-em-1918.html#uds-search-results

Share this post


Link to post
Share on other sites
Belo texto, lindas imagens!

 

Mas só uma pequena correção, a menor mínima já registrada na mantiqueira foi de -8.4 em Maria da Fé/MG, no dia 21/07/1981 (tem no BDMEP).

Nova+Imagem+(22).bmp

 

Entretanto, esse site fala de uma mínima de -9 em Muzambinho/MG, mas quanto a essa não dá pra provar a veracidade... http://meteorologiaeclima1.blogspot.com.br/2010/06/forte-onda-de-frio-em-1918.html#uds-search-results

 

heheh interessante recorte de jornal e que sensacional essa mínima de Maria da Fé!!

 

Saindo um pouco do tópico, só uma observação, o recorte fala que a neve não ocorreu na capital paranaense neste evento de 81!

 

Houve sim precipitação de neve, porém em determinados bairros, de forma isolada.

 

Voltemos ao foco do tópico.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Create an account or sign in to comment

You need to be a member in order to leave a comment

Create an account

Sign up for a new account in our community. It's easy!

Register a new account

Sign in

Already have an account? Sign in here.

Sign In Now
Sign in to follow this  

×

Important Information

By using this site, you agree to our Guidelines.