Jump to content
Brasil Abaixo de Zero
Sign in to follow this  
Rodolfo Alves

Furacões no Atlântico Norte e Pacífico Leste - 2014

Recommended Posts

Genevieve se enfraqueceu para depressão tropical e não se espera o fortalecimento.

A área a oeste de Genevieve tem agora 10% de chances de formação nas próximas 48h.

 

Depressão tropical 8 se formou e pode se intensificar para tempestade tropical ainda hoje, o próximo nome na lista é Hernan.

Mais duas áreas estão sendo observadas no Pacífico Leste, uma com 70% e outra com 20% de chances de desenvolvimento nos próximos 5 dias.

 

WPI2nCX.gif

 

NqzbzJf.png

Share this post


Link to post
Share on other sites

Uma onda tropical está sendo observada neste momento próximo de Cabo Verde.

Assim como TD2, o ar seco pode atrapalhar o desenvolvimento.

 

DN82nTM.png

 

JhYsCmu.jpg

Share this post


Link to post
Share on other sites

Pacífico Leste bem ativo essa noite, com a Depressão Tropical Genevieve já se enfraquecendo, um distúrbio com 50% de chances de desenvolvimento, e uma nova tempestade tropical. "Henry".

 

Tudo acontece em alto-mar e não há ameaças para os países da região.

 

hUXfEBl.png

Share this post


Link to post
Share on other sites

No Atlântico tudo tranquilo por enquanto, porém um novo padrão meteorológico começará a entrar em vigor, que é a maior incursão de ondas tropicais vindas da África.

 

Como já mostrado pelo Felipe, uma onda tropical está sendo monitorada pelo NHC, e no momento tem 20% de chances de desenvolvimento nos próximos 5 dias. O desenvolvimento desta parece ser improvável a esta altura pela incursão de ar seco vindo do Saara, mas a cada passagem de uma onda, a atmosfera se umidifica um pouco, e abre maiores janelas para desenvolvimento das ondas seguintes.

 

Agora, além desta onda tropical, temos a incursão de um distúrbio (cavado em baixos/médios níveis) sobre o oeste da África, provocando pancadas e trovoadas naquela área...

 

fOIBJxN.jpg

 

Esse é o desenho sinótico simulado pelo GFS para agora a noite, com a atual onda tropical, e o distúrbio sobre continente africano.

 

E3xV9jL.gif

 

Esse distúrbio irá emergir no Atlântico Norte, e irá gerar a próxima onda tropical (de número 2) nessa contagem no início da próxima semana, enquanto a primeira onda seguirá um pouco a frente.

 

KrZ9dEN.gif

 

No decorrer da semana, as duas ondas seguirão caminhando pelo Atlântico, e enquanto a primeira seguirá mais fraca, a segunda é simulada pelo GFS com algum desenvolvimento mais robusto, inclusive com a formação de um sistema de baixa pressão aclopado a onda na sexta da próxima semana. Enquanto isso, outra onda tropical irá partir da costa africana.

 

YfornR4.gif

 

No próximo final de semana, a primeira onda irá se enfraquecer, enquanto a segunda ainda apresentaria uma circulação robusta, enquanto avança sobre as Pequenas Antilhas. Enquanto isso, uma quarta onda tropical surgiria no leste do Atlântico.

 

nPmlMpZ.gif

 

Na primeira semana de agosto, a segunda onda avançaria pelo Caribe (pelo GFS) e ainda seguiria com uma circulação boa. Poderia ser questionável a evolução ou não dessa onda em um sistema tropical daqui a 1/2 semanas na medida que ela avançasse sobre o México ou os EUA.

 

Enquanto isso, outras 2 ondas tropicais são vistas, e mais um distúrbio prestes a emergir no Atlântico, poderão acontecer na primeira segunda de Agosto.

 

A chamada "Cape Verde Season" irá começar no Atlântico!

 

Yf7gy4h.gif

Share this post


Link to post
Share on other sites

Genevieve segue sendo uma depressão tropical.

A área a oeste de Genevieve tem agora 30% de chances de formação nas próximas 48h.

 

Hernan se fortaleceu para furacão de categoria 1 e não se espera que se fortaleça mais.

Mais duas áreas estão sendo observadas no Pacífico Leste, uma com 30% e outra com 20% de chances de desenvolvimento nos próximos 5 dias.

O GFS mostra o desenvolvimento de uma dessas áreas.

 

PR6ivVn.gif

 

sbjFARw.png

 

Hernan

123bdwx.gif

 

Com exceção do modelo europeu, todos os demais modelos mostram a formação de um ciclone tropical no Atlântico nos primeiros dias de Agosto.

 

mh6FJmI.png

Share this post


Link to post
Share on other sites

Distúrbio no leste do Atlântico agora tem 70% de chances de desenvolvimento em 5 dias, e já é classificado de INVEST 93L. Acompanhando...

 

83QYxiQ.png

Share this post


Link to post
Share on other sites

93L parece ter uma circulação fechada de acordo com a última passagem da ASCAT.

A vorticidade está ficando mais forte.

 

VDZoWSV.gif

 

O sistema pode se tornar depressão tropical 3 amanhã na minha opinião.

Agora todos os modelos mostram a formação desse sistema, sendo o HWRF o modelo mais extremado, indicando a possibilidade desse sistema se tornar um furacão.

 

Possíveis trajetórias de acordo com o GFS, mostram o sistema fazendo recurvo.

nzjblv.jpg

Share this post


Link to post
Share on other sites

Hernan se enfraqueceu para tempestade tropical.

Uma área está sendo acompanhada e tem 30% de chances de se tornar um ciclone tropical nos próximos 5 dias, alguns modelos desenvolvem esse sistema.

 

vbimz3v.png

 

No Pacifico Central três áreas sendo observadas neste momento.

Os restos de Genevieve tem atualmente 30% de chances de se regenerar, outra área a oeste tem 20% de chance de se tornar um ciclone tropical nas próximas 48 horas e uma área a leste tem 0% de chances.

 

b6oHgih.gif

Share this post


Link to post
Share on other sites

A advecção de ar mais seco e o cisalhamento retardaram o desenvolvimento de 93L.

O cisalhamento parece já estar diminuindo, pois há uma menor quantidade de cirrus ao redor de 93L.

93L precisa aumentar a convecção ao redor do centro para poder ser classificado pelo menos como uma depressão tropical.

 

TcHsCqN.gif

 

Possíveis trajetórias

2l884cg.jpg

Share this post


Link to post
Share on other sites

O NHC emitiu seu último aviso para Hernan.

Uma área segue sendo acompanhada e tem 30% de chances de se tornar um ciclone tropical nos próximos 5 dias.

 

Rqj1Kgb.png

 

No Pacifico Central quatro áreas sendo observadas neste momento.

Os restos de Genevieve tem atualmente 60% de chances de se regenerar, outra área a oeste tem 20% de chance de se tornar um ciclone tropical nas próximas 48 horas e duas áreas tem 0% de chances.

 

gdu0H7L.gif

Share this post


Link to post
Share on other sites

No Pacifico Leste três áreas sendo monitoradas neste momento.

O GFS e ECMWF mostram uma dessas áreas se formando e passando muito próximo do Havaí como tempestade tropical na segunda semana de Agosto.

O CMC mostra a formação de pelo menos três tempestades nomeadas, uma delas impactando o Havaí.

NAVGEM mostra a formação de duas tempestades nomeadas, sem impactos a qualquer localidade.

 

fN9aq6f.png

 

No Pacifico Central, Genevieve está de volta e neste momento é uma depressão tropical.

A previsão do CPHC e que se fortaleça para tempestade tropical e mantenha essa intensidade até o final de semana sem ameaçar nenhuma localidade.

 

ekCxh9n.gif

Share this post


Link to post
Share on other sites

93L tem uma boa estrutura, porém falta convecção.

 

25zte2g.jpg

 

GFS não mostra mais o sistema chegando a força de tempestade tropical.

CMC, ECMWF e NAVGEM mostram o sistema se tornando pelo menos uma tempestade tropical.

 

GFS

44Ttx1M.png

 

CMC

EGmmQFM.png

 

ECMWF

0Df5GSF.gif

 

NAVGEM

UUSVFko.png

Share this post


Link to post
Share on other sites

Convecção aumentando ao redor do centro.

Hurricane Hunters está programado para investigar 93L hoje.

 

mGyWKEn.jpg

Share this post


Link to post
Share on other sites

Hurricane Hunters está voando em direção a 93L, para investigar o sistema.

Apesar do aumento de convecção ocorrido durante a madrugada, o centro está exposto novamente.

 

EFhL4a6.gif

 

Ar seco (cor amarela) é o principal motivo de 93L, não estar conseguindo se organizar.

 

U6faDFV.gif

Share this post


Link to post
Share on other sites

Hurricane Hunters encontrou ventos com força de tempestade tropical e pressão de 1007 mb, porém falta convecção.

Apesar de não ser classificado, existe a possibilidade do NHC emitir avisos e alertas de tempestade tropical para as Pequenas Antilhas.

 

23pufk.jpg

Share this post


Link to post
Share on other sites

No Pacifico Leste a tempestade tropical Iselle se formou e está prevista para se intensificar para furacão de categoria 1 no final de semana.

Por enquanto não ameaça nenhuma localidade.

Outras duas áreas estão sendo monitoradas neste momento.

 

2yRwfOC.png

 

No Pacifico Central, Genevieve ao contrário do que era previsto pelo NHC não conseguiu se intensificar para tempestade tropical e ainda é uma depressão tropical.

O NHC segue acompanhando a área a oeste de Genevieve, que segue com 20% de chances se tornar um ciclone tropical nas próximas 48 horas.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Tempestade tropical Bertha se formou.

Avisos e alertas de tempestade tropical estão em vigor para as Pequenas Antilhas e Porto Rico.

Essa é a pior tempestade tropical em aparência que já vi.

 

ozLYsZ4.gif

 

Tp2ymu0.gif

Share this post


Link to post
Share on other sites

Bertha, A feia! kkkkkkkkkkkkkk

 

Ah! Sei lá, o ano passado que foi o mais fraco em muitas décadas, já estava na letra D nessa altura da temporada. E também nomearam cada sistema nada a ver. Mas eles é que entendem dos paranauê, eles sabem o que fazem.

Share this post


Link to post
Share on other sites

E feio por feio, eu acho que no processo de reposição do olho do ciclone, ele fica horroroso, desfigurado, em alguns dá a impressão que tem um ciclone dentro do outro.

Share this post


Link to post
Share on other sites
Bertha, A feia! kkkkkkkkkkkkkk

 

Ah! Sei lá, o ano passado que foi o mais fraco em muitas décadas, já estava na letra D nessa altura da temporada. E também nomearam cada sistema nada a ver. Mas eles é que entendem dos paranauê, eles sabem o que fazem.

:laugh: :laugh:

 

Verdade, ano passado só tivemos tempestades feias, porém elas pelo menos tinham convecção.

Bertha vai enfrentar agora fortes ventos de cisalhamento (30 Knots) e sua melhor chance de fortalecimento deve ser depois de passar por Porto Rico e a Ilha de São Domingos.

Espero que cause bastante chuva em Porto Rico, pois o país deve entrar em racionamento de água no dia 06 de Agosto devido a forte seca.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Bertha está neste momento próximo de Martinica e mantém ventos sustentados em 80 km/h.

O cisalhamento de vento ao redor de 20 knots e o ar seco, segue afetando o desenvolvimento e a organização do sistema.

A combinação de cisalhamento, ar seco e a interação com terra, podem fazer Bertha se degenerar para uma onda tropical nas próximas 48 horas de acordo com o NHC, porém existe a possibilidade de ocorrer a regeneração entre 72-120 horas, quando o ambiente se tornar um pouco mais favorável.

 

cc2Wnhp.gif

 

mLMUuCe.gif

Share this post


Link to post
Share on other sites

No Pacifico Leste, Iselle poderia se tornar furacão no final da noite de hoje.

Outra área está sendo monitorada e tem boas chances de se tornar um ciclone tropical nos próximos 5 dias.

O próximo nome na lista é Julio.

 

NbX4J1C.png

 

A página do CPHC, que monitora os sistemas formados no Pacifico Central, está fora do ar neste momento.

Porém mais cedo, havia três áreas sendo observadas, porém ambas com poucas chances de se tornar ciclone tropical nas próximas 48 horas.

Uma das áreas que está sendo monitorada são os "restos" de Genevieve, que é novamente uma onda tropical.

Share this post


Link to post
Share on other sites
Bertha está neste momento próximo de Martinica e mantém ventos sustentados em 80 km/h.

O cisalhamento de vento ao redor de 20 knots e o ar seco, segue afetando o desenvolvimento e a organização do sistema.

A combinação de cisalhamento, ar seco e a interação com terra, podem fazer Bertha se degenerar para uma onda tropical nas próximas 48 horas de acordo com o NHC, porém existe a possibilidade de ocorrer a regeneração entre 72-120 horas, quando o ambiente se tornar um pouco mais favorável.

 

:good2:

 

Bertha aparecendo na Carta Sinótica da Marinha Brasileira as 12z.

 

RypfCWm.png

Share this post


Link to post
Share on other sites
:good2:

 

Bertha aparecendo na Carta Sinótica da Marinha Brasileira as 12z.

 

RypfCWm.png

Parabéns pela previsão, acertou praticamente em cheio. :friends:

 

nPmlMpZ.gif

Share this post


Link to post
Share on other sites

Iselle se fortaleceu para furacão de categoria 1.

Segundo o NHC, Iselle pode se intensificar um pouco mais.

 

xeiry9z.gif

 

Avisos e alertas de tempestade tropical estão em vigor para Porto Rico, parte das Pequenas Antilhas, República Dominicana e Bahamas.

De acordo com o NHC existe a possibilidade de se tornar um furacão de categoria 1 na terça.

 

DDSsEe9.gif

 

ddOAoqr.gif

Share this post


Link to post
Share on other sites

Tava vendo no GFS que Júlio, a tempestade que se formara logo após Iselle no Pacífico pode atinir o Havaí ainda com força de furacão. Tem alguns anos que o Havaí não é atingido por um furacão. Mas aê é previsão pra 200 horas e esses ciclones tem morte súbita em 150W, gostaria de saber o porquê? Com todo um oceano na mesma temperatura e mesma latitude.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Bertha segue muito desorganizada, enquanto se aproxima de Porto Rico. Persiste o shear elevado, e o ar seco afetando o sistema. Para não ajudar, a SST no Caribe não está muito elevada, o que não cria suporte para sua intensificação.

 

Pelo menos o estado americano será beneficiado pela chuva.

 

fPcG0N6.gif

 

Após passar o Caribe, Bertha poderia encontrar uma atmosfera melhor, e pode haver uma pequena janela para evolução em um furacão, daqui a 4-5 dias, como sugerido pelo NHC. Por enquanto a posição de um Anticiclone no centro do Atlântico, e um cavado em altitude sobre os EUA, evita Bertha de ou fazer landfall nos EUA, ou passar sobre as Bermudas. Menos mal!

 

VyDK7th.gif

 

Enquanto isso, no Pacífico vários sistemas estão ativos, e nas 3 bacias (Leste/Central/Oeste), algo raro de se ver... Já no Atlântico, nada de mais, além de Bertha.

 

VVVTCiq.png

Share this post


Link to post
Share on other sites
Tava vendo no GFS que Júlio, a tempestade que se formara logo após Iselle no Pacífico pode atinir o Havaí ainda com força de furacão. Tem alguns anos que o Havaí não é atingido por um furacão. Mas aê é previsão pra 200 horas e esses ciclones tem morte súbita em 150W, gostaria de saber o porquê? Com todo um oceano na mesma temperatura e mesma latitude.
O Rodolfo, deve saber lhe responder melhor, mas acredito que seja devido ao cisalhamento.

 

Genevieve pela terceira vez está de volta e alguns modelos mostram a tempestade atravessando a linha internacional da data e se tornando um tufão.

Existe a possibilidade de Iselle afetar o Havaí daqui 6 dias e logo depois, outra tempestade tropical chegar ao estado norte-americano, como já foi dito pelo Lucas.

 

3K6SM3o.png

 

uk83F4y.png

Share this post


Link to post
Share on other sites
Tava vendo no GFS que Júlio, a tempestade que se formara logo após Iselle no Pacífico pode atinir o Havaí ainda com força de furacão. Tem alguns anos que o Havaí não é atingido por um furacão. Mas aê é previsão pra 200 horas e esses ciclones tem morte súbita em 150W, gostaria de saber o porquê? Com todo um oceano na mesma temperatura e mesma latitude.
O Rodolfo, deve saber lhe responder melhor, mas acredito que seja devido ao cisalhamento.

 

Boa pergunta. Vamos a resposta.

 

Como sabemos, não é só um oceano quente e latitudes baixas, que ajudam a formar e manter Ciclones Tropicais. Há outros dois fatores muito importantes também, que são o cisalhamento (shear) e a quantidade de vapor umido na atmosfera. Os dois são tão ou mais importantes que a temperatura do oceano para formar estes sistemas.

 

No caso da observação do Tavares, além do cisalhamento que é um fator que enfraquece os furacões, há um padrão climatologico na região que é o principal fator para o enfraquecimento, que é o de uma área semi-permanente de ar seco que se extende desde a Baixa Califórnia até o Havaí.

 

Sendo assim, muito dos Invest's que se formam no Pacífico Leste, e migram para o oeste, tem que atravessar esse cinturão de ar seco, o que faz suprimir as trovoadas, causando o eventual falecimento dos furacões e tempestades tropicais, antes de chegar ao Havaí, principalmente em torno de 150W. É o mesmo efeito que a poeira do Saara faz com as ondas tropicais vindas da África no Atlantico. No Pacífico Central, os Invest's se formam normalmente ao sul do Havaí, fora do cinturão de ar seco semi-permanente. Neste caso, quando evoluem em furacão, tendem a atingir o arquipelágo com a mesma força, por sofrer pouca ou nenhuma influência deste ar seco.

 

A ilustração abaixo, ajuda a explicar:

 

Nh8lc2O.png

 

Não a toa, veja o histórico de climatologia dos principais furacões que atinge o Havaí. Note que, todos os furacões (linhas vermelhas) que atingiram o Havaí, partiram do sul, para o noroeste, e não do leste para o oeste (da onde viriam os furacões do Pacífico Leste), este último vindos do leste, chegavam geralmente com força de depressão tropical ou menos (linhas verdes pontilhadas).

 

LmACRHX.gif

 

Mas então porque os modelos projetam a futura tempestade Júlio chegando ao Havaí com força de furacão??

 

Simples, Iselle que está logo a frente, fará o trabalho de umidificar a atmosfera, diminuindo o impacto do ar seco sobre Júlio, e com isso colaborará para manter a força do sistema, sobre um oceano aquecido e com pouco shear.. Será interessante de acompanhar!

 

Espero ter elucidado a questão.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Aparentemente, Bertha está se intensificando novamente. Dá pra notar um crescente número de trovoadas em torno do seu centro, melhor organizadas, nas últimas 6h.

 

Por ora, NHC afirma que Bertha tem ventos de 75km/h com pressão de 1012hpas. Isso as 15h em Brasília.

 

gAPCQbR.gif

Share this post


Link to post
Share on other sites

Genevieve, como já dito pelo Felipe, poderá se reorganizar novamente e até virar um tufão ao longo da semana. Pelo menos ainda nas próximas 96h, enquanto ele não cruzar a Linha Internacional de Data, será monitorado ainda pelo CPHC. Após cruzar a linha, cairá na área responsável pelo JMA.

 

Q4h7uOr.png

7FcqxmX.png

 

Enquanto isso, Iselle continua um furacão bem organizado na imagem de satelite.

 

3JYdwJ4.gif

 

Modelos continuam levando o sistema para o Havaí em 120h.

 

5DXjBOf.png

 

Sua força, segue uma icgonita. NHC por enquanto prefere adotar uma tempestade tropical fraca ao atingir o Havaí, mas é uma previsão que pode sofrer grande mudança, pela discrepancia dos modelos.

 

FbDly2F.png

 

Enquanto isso, INVEST 97E no Pacífico Leste, já tem uma circulação vísivel na imagem de satelite. Só faltam as trovoadas para ser oficializada depressão. Mera formalidade que irá ocorrer a qualquer momento. Mais para frente quando virar Furacão Júlio será bastante acompanhado, especialmente pelos moradores do Havaí no final dessa semana...

 

trGmvqO.gif

Share this post


Link to post
Share on other sites

Iselle se enfraqueceu para categoria 2.

Depressão tropical 10 se formou e deve se intensificar para tempestade tropical ainda hoje.

 

No Atlântico, Bertha está rapidamente se intensificando e neste momento mantém ventos sustentados em 104 km/h.

A tempestade pode se tornar furacão nesta segunda.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Iselle parece ser um furacão anular neste momento, o que é uma péssima notícia para o Havaí, pois furacões anulares costumam se enfraquecer lentamente.

A tempestade se fortaleceu para categoria 3 novamente.

 

xFYGN2K.gif

Share this post


Link to post
Share on other sites

Iselle se fortaleceu para categoria 4.

Depressão tropical 10 se fortaleceu para tempestade tropical Julio.

 

Iselle

d2eGVIM.gif

 

Julio

FfGAp9j.gif

 

No Atlântico, Bertha se fortaleceu para furacão de categoria 1.

O furacão mais feio que já vi.

 

Bertha

JwhvmY4.gif

Share this post


Link to post
Share on other sites

Os modelos erram muito a previsão de intensidade de furacão.Arthur foi um exemplo.Tavam prevendo somente categoria 1, e conseguiu chegar à categoria 3.

Share this post


Link to post
Share on other sites
Os modelos erram muito a previsão de intensidade de furacão.Arthur foi um exemplo.Tavam prevendo somente categoria 1, e conseguiu chegar à categoria 3.

O modelo europeu e o HWRF acertaram a trajetória e intensidade de Arthur, que chegou a categoria 2.

O que fez os outros modelos errarem a intensidade, foi o fato deles preverem uma trajetória mais próxima da costa, o que atrapalharia o fortalecimento.

 

Tem quase 10 anos que nenhum furacão fez landfall na Flórida tb.

Sim, desde Wilma (2005) nenhum furacão fez landfall na Flórida.

Share this post


Link to post
Share on other sites
O que seria um furacão anular?
Ciclones tropicais anulares, normalmente tem um olho grande e simétrico e há ausência de bandas de tempestade.

Não costuma ocorrer grandes variações em sua intensidade e mesmo quando entram em ambientes não favoráveis, que provocariam um enfraquecimento rápido do ciclone, eles mantém a intensidade por algum tempo.

"Bandas de tempestade (rainband) são bandas de nuvens que produzem tempestades e trovoadas que se movem de forma ciclonicamente e em espiral em direção ao centro do sistema."

 

UqKv6f5.png

 

Rodolfo e Lucas que entendem mais sobre o assunto, fiquem a vontade para corrigir caso tenha algum erro. :good2:

Share this post


Link to post
Share on other sites

Iselle segue sendo um furacão de categoria 4.

Na imagem de microondas, a quase total ausência de bandas de tempestade.

 

UIUwNC7.jpg

 

7DBJUuq.jpg

Share this post


Link to post
Share on other sites

Por ser uma ameaça ao Havaí, o Hurricane Hunters está previsto para investigar Iselle na quarta e quinta.

 

140804_goes15_visible_Iselle_mesovortices_anim.gif

Share this post


Link to post
Share on other sites
Por ser uma ameaça ao Havaí, o Hurricane Hunters está previsto para investigar Iselle na quarta e quinta.

 

Hurricane Hunters vão partir do Havaí??

 

Não me lembro de voo de reconhecimento para sistemas no Pacífico Central... Isso mostra a ameaça que Iselle (e futuramente Júlio) trazem ao Havaí.

Share this post


Link to post
Share on other sites
Hurricane Hunters vão partir do Havaí??

 

Não me lembro de voo de reconhecimento para sistemas no Pacífico Central... Isso mostra a ameaça que Iselle (e futuramente Júlio) trazem ao Havaí.

Pelo que li em fóruns americanos o Hurricane Hunters vai amanhã para a Base Aérea de Hickam.

Acho que é a primeira vez que fazem isso.

 

 

 

II. PACIFIC REQUIREMENTS

1.HURRICANE ISELLE

FLIGHT ONE -- NOAA 49 FLIGHT TWO -- TEAL 71

A. 06/0000Z A. 06/0530Z

B. NOAA9 0109C ISELLE B. AFXXX 0209C ISELLE

C. 05/1730Z C. 06/0001Z

D. NA D. 17.1N 142.9W

E. NA E. 06/0515Z TO 06/0830Z

F. 41,000 TO 45,000 FT F. SFC TO 10,000 FT

 

2. SUCCEEDING DAY OUTLOOK:

A. BEGIN 6-HRLY FIXES AT 06/1800Z

B. A G-IV MISSION DEPARTING PHNL AT 06/1730Z

FOR 07/0000Z.

http://www.nhc.noaa.gov/recon.php

Share this post


Link to post
Share on other sites

Obrigado, Felipe :good2:

 

Vamos então monitorar este furacão ameaçador que pode tocar o Havaí.

Share this post


Link to post
Share on other sites
Guest
This topic is now closed to further replies.
Sign in to follow this  

×

Important Information

By using this site, you agree to our Guidelines.