Jump to content
Brasil Abaixo de Zero
Sign in to follow this  
Carlos Dias

ENSO, PDO, NAO, MJO (Acompanhamento) 2013-2016

Recommended Posts

..... :heart: :heart: ......

 

Tomás,

 

ENSO: São duas componentes:

 

Oceano: Basicamente Niño 3.4...EN = El Niño

Atmosfera: SOI: Oscilação Sul.

 

ENSO = EN + SOI = ENSO.

 

Não sei das ''''''previsões''''' de ninguém...sem acoplamento>>>>>nem fu nem fa.

 

Há várias mensagens que não há acoplamento. (estatisticamente é um tanto decepcionante....mas ENSO é assim mesmo)

 

Felizmente não estou no ramo das '''previsões''' e muito menos no segmento dos clientes.

 

Abraços

 

 

 

 

 

Share this post


Link to post
Share on other sites

depois de tanto tempo negativa a AAO teve uma subida rápida e nesse momento quebrou até a barreira :shok:

 

 

29498453322_93dc3e6aaa_o.gif

Share this post


Link to post
Share on other sites
depois de tanto tempo negativa a AAO teve uma subida rápida e nesse momento quebrou até a barreira :shok:

 

Talvez compensando a boa queda de meados de agosto, nada demais por hora...

Share this post


Link to post
Share on other sites
Cenário atribuído usualmente a La Niña no Brasil e Pacífico equatorial:

 

FJTRrCj.gif

 

Que mapa perfeito, meu Deus. Chuva é tudo o que precisamos neste momento.

Share this post


Link to post
Share on other sites
depois de tanto tempo negativa a AAO teve uma subida rápida e nesse momento quebrou até a barreira :shok:

 

 

https://c1.staticflickr.com/9/8668/29498453322_93dc3e6aaa_o.gif[/

 

Lembrando que AAO no inverno é uma coisa no verão é outra coisa....até o desvio padrão diferente.

 

Apesar de mesma coisa apresentam algumas sutilezas diferentes.

 

ATENÇÃO com o raciocínio.

Share this post


Link to post
Share on other sites
depois de tanto tempo negativa a AAO teve uma subida rápida e nesse momento quebrou até a barreira :shok:

 

 

https://c1.staticflickr.com/9/8668/29498453322_93dc3e6aaa_o.gif[/

 

Lembrando que AAO no inverno é uma coisa no verão é outra coisa....até o desvio padrão diferente.

 

Apesar de mesma coisa apresentam algumas sutilezas diferentes.

 

ATENÇÃO com o raciocínio.

Desculpe a pergunta, mas quais seriam as diferenças, Mafili?

Share this post


Link to post
Share on other sites

Desculpe a pergunta, mas quais seriam as diferenças, Mafili?

 

Eduardo,

 

Sem problemas.

 

Tente ler o 'paper' do link.

 

Estou pensando um modo simples para explicar ( digamos assim, no verão a AAO é mais grosseira).

 

Bom, tenho as referências no meu pc depois nos ajudamos.

 

Abs

 

6. Properties of extratropical cyclones in the SH and AAO phases

Weather in the subtropics and Polar Regions is systematically affected by propagating

extratropical cyclones. For instance, the rainfall regime over southeastern South America during

summer can be influenced by these systems as they modulate the SACZ activity over the

subtropical Atlantic Ocean (Carvalho et al. 2004). In this regard, the previous discussion raised

some important questions: can contrasting AAO phases during DJF modulate properties of

extratropical cyclones in the SH? If so, what properties are most sensitive to these changes? To

objectively address these issues we used an automated procedure developed by Murray and

Simmonds (1991) (hereafter referred to as MS). A thorough discussion on the MS method can be

found in Murray and Simmonds (1991).

 

http://www.icess.ucsb.edu/gem/AAO_paper_vrevised.JCL4809.august2004vsent.pdf

Share this post


Link to post
Share on other sites

Desculpe a pergunta, mas quais seriam as diferenças, Mafili?

 

Eduardo,

 

Sem problemas.

 

Tente ler o 'paper' do link.

 

Estou pensando um modo simples para explicar ( digamos assim, no verão a AAO é mais grosseira).

 

Bom, tenho as referências no meu pc depois nos ajudamos.

 

Abs

 

6. Properties of extratropical cyclones in the SH and AAO phases

Weather in the subtropics and Polar Regions is systematically affected by propagating

extratropical cyclones. For instance, the rainfall regime over southeastern South America during

summer can be influenced by these systems as they modulate the SACZ activity over the

subtropical Atlantic Ocean (Carvalho et al. 2004). In this regard, the previous discussion raised

some important questions: can contrasting AAO phases during DJF modulate properties of

extratropical cyclones in the SH? If so, what properties are most sensitive to these changes? To

objectively address these issues we used an automated procedure developed by Murray and

Simmonds (1991) (hereafter referred to as MS). A thorough discussion on the MS method can be

found in Murray and Simmonds (1991).

 

http://www.icess.ucsb.edu/gem/AAO_paper_vrevised.JCL4809.august2004vsent.pdf

Entendi mais ou menos, rs. Mas obrigado, Mafili!

Share this post


Link to post
Share on other sites

Até quando vai continuar essa palhaçada ???!!!

 

http://noticias.uol.com.br/meio-ambiente/ultimas-noticias/ag-estado/2016/09/15/terra-bate-recorde-de-calor-pelo-11-mes-em-agosto.htm

 

Não aguento mais ler essa notícia de que o mês "X" foi o mais quente já registrado na história. Prato cheio pra quem acredita que o homem é o responsável pelo aquecimento global.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Olha aí Mafili que interessante:

 

Chinese Scientists Claim: Peak Solar Activity Drove 2015/16 El Niño

 

Chinese Academy of Science physicists find link between solar peaks and strong El Niños

 

solar-elnino.png

 

Abstract

Recent SST and atmospheric circulation anomaly data suggest that the 2015/16 El Niño event is quickly decaying. Some researchers have predicted a forthcoming La Niña event in late summer or early fall 2016. From the perspective of the modulation of tropical SST by solar activity, the authors studied the evolution of the 2015/16 El Niño event, which occurred right after the 2014 solar peak year. Based on statistical and composite analysis, a significant positive correlation was found between sunspot number index and El Niño Modoki index, with a lag of two years. A clear evolution of El Niño Modoki events was found within 1–3 years following each solar peak year during the past 126 years, suggesting that anomalously strong solar activity during solar peak periods favors the triggering of an El Niño Modoki event. The patterns of seasonal mean SST and wind anomalies since 2014 are more like a mixture of two types of El Niño (i.e., eastern Pacific El Niño and El Niño Modoki), which is similar to the pattern modulated by solar activity during the years following a solar peak. Therefore, the El Niño Modoki component in the 2015/16 El Niño event may be a consequence of solar activity, which probably will not decay as quickly as the eastern Pacific El Niño component. The positive SST anomaly will probably sustain in the central equatorial Pacific (around the dateline) and the northeastern Pacific along the coast of North America, with a low-intensity level, during the second half of 2016.

 

Fonte: http://dx.doi.org/10.1080/16742834.2016.1231567

Share this post


Link to post
Share on other sites
Olha aí Mafili que interessante:

 

Chinese Scientists Claim: Peak Solar Activity Drove 2015/16 El Niño

 

Chinese Academy of Science physicists find link between solar peaks and strong El Niños....

 

Aqui um ponto interessante Flávio,

 

NA discussão ENSO x PDO um dos entraves aos progressos seria admitir uma variação decadal de ENSO. E admitir variação decadal das fases quente ou fria não é um exercício que os aquecimentistas juramentados ousam praticar. (São adeptos da hipótese nula).

Entendi mais ou menos, rs. Mas obrigado, Mafili!

BEM INTERESSANTE

 

Eduardo, não te preocupes é ''má o meno''.....mesmo....essas coisas do clima.

 

E sobre o ''o má o meno'' que pode ser possível a possibilidade que tal o padrão USA que na verdade seja um padrão ASIÁTICO (sempre existe uma paternidade política nas coisas do clima os simples modelos numéricos são tratados pela intimidade geopolítica como o Europeu, Americano, Japonês, Australiano etc...nós como colocamos as coisas na forma do Global do INPE ou semelhantes.

 

A SAM (south annular mode), já discutida, e podemos revisitá-la se necessário mostra '''estranhas teleconexões''' entre os hemisférios.

 

Padrão CHINÊS:

 

https://www.researchgate.net/publication/268152072_Some_advances_in_studies_of_the_climatic_impacts_of_the_Southern_Hemisphere_annular_mode

 

''Abstrato

O modo Hemisfério Sul (SH) anular (SAM) é o modo dominante de circulação atmosférica nos extratrópicos SH. O SAM regula climáticas em muitas regiões devido à sua grande escala espacial. Exploração dos impactos climáticos da SAM é um novo campo de pesquisa que tem se desenvolvido rapidamente nos últimos anos. Este artigo revisa os estudos do impacto climático do SAM no SH e do Hemisfério Norte (NH), enfatizando as ligações entre o SAM e clima na China. Também são discutidos os estudos relativos a SAM para as alterações climáticas. Um levantamento geral desses estudos mostra que os sinais do SAM no clima SH foram sistematicamente investigados. Em escalas interanuais, o SAM pode influenciar a posição de faixas de tempestade e a circulação vertical, e modular os efeitos de condução dinâmicas e termodinâmicas do vento de superfície na superfície subjacente, influenciando, assim, o ar-sea-ice sistema acoplado SH. Estas influências geralmente mostram características zonal simétricas, mas com características locais. Em escalas de mudanças climáticas, os impactos da SAM sobre a mudança climática SH mostram uma distribuição espacial semelhante àqueles em escalas interanuais. Há também resultados significativos sobre a relação entre a SAM e o clima NH. A SAM é conhecido por afetar o Leste Asiático, Oeste Africano, e as monções de verão da América do Norte, bem como a monção de inverno na China. interacção Ar-mar desempenha um papel importante nestes ligações em termos de armazenamento do sinal de SAM e a sua propagação do SH ao NH. No entanto, em comparação com o conhecimento considerável do impacto do SAM no clima SH, a resposta do clima NH para o SAM merece mais estudo, incluindo tanto uma profunda compreensão do mecanismo de propagação do sinal SAM do SH O NH eo estabelecimento de um modelo de previsão sazonal baseado no SAM.''

 

1.png

Share this post


Link to post
Share on other sites

Com a alta média de agosto ao redor do mundo, temos os últimos 13 meses com a maior anomalia positiva desde o início das medições do satélite(linha vermelha) :heat:

 

BefQwVm.png

 

o próximo mês tende a aumentar essa anomalia, já que setembro do ano passado não foi lá esse calor todo....

Share this post


Link to post
Share on other sites

Recordes sucessivos de calor na média global e estamos sem El Niño. O que está explicando esse aquecimento global ?

Share this post


Link to post
Share on other sites

Sera que esses recordes sao verdadeiros ? ....

 

Por que a mídia nao compartilha esse aumento do gelo ? Por que nao gera dinheiro ? Aquecimento global roda a maquina todos ganham dinheiro , esfriamento global nao da lucro pra ninguém

Share this post


Link to post
Share on other sites
Sera que esses recordes sao verdadeiros ? ....

 

Por que a mídia nao compartilha esse aumento do gelo ? Por que nao gera dinheiro ? Aquecimento global roda a maquina todos ganham dinheiro , esfriamento global nao da lucro pra ninguém

 

Engraçado, no artigo sobre aquecimento global na Wikipédia diz que a mídia dá muito lugar aos dois lados da história enquanto deveria dar muito mais peso ao lado que diz que o aquecimento é real e causado pelo homem, pois isso seria "consenso cientifico" e o resto é controvérsia polular.

Acho que o artigo foi traduzido do americano meio ao pé da letra, já que isso não acontece aqui. E a Wikipédia supostamente deveria ser isenta (esse artigo é completamente parcial e tendencioso.)

 

https://pt.m.wikipedia.org/wiki/Aquecimento_global

Share this post


Link to post
Share on other sites
Sera que esses recordes sao verdadeiros ? ....

 

Por que a mídia nao compartilha esse aumento do gelo ? Por que nao gera dinheiro ? Aquecimento global roda a maquina todos ganham dinheiro , esfriamento global nao da lucro pra ninguém

 

Engraçado, no artigo sobre aquecimento global na Wikipédia diz que a mídia dá muito lugar aos dois lados da história enquanto deveria dar muito mais peso ao lado que diz que o aquecimento é real e causado pelo homem, pois isso seria "consenso cientifico" e o resto é controvérsia polular.

Acho que o artigo foi traduzido do americano meio ao pé da letra, já que isso não acontece aqui. E a Wikipédia supostamente deveria ser isenta (esse artigo é completamente parcial e tendencioso.)

 

https://pt.m.wikipedia.org/wiki/Aquecimento_global

Com relação ao aumento de gelo, obviamente terá pouco destaque da mídia, visto que o assunto aquecimento global é predominante; sendo assim, mesmo que não seja verdade, notícias destacando recordes de calor mensal serão frequentes, infelizmente.

Share this post


Link to post
Share on other sites
Sera que esses recordes sao verdadeiros ? ....

 

Por que a mídia nao compartilha esse aumento do gelo ? Por que nao gera dinheiro ? Aquecimento global roda a maquina todos ganham dinheiro , esfriamento global nao da lucro pra ninguém

 

Creio que é porque seja um pouco inconclusivo.

 

O gelo aumentou.

 

e ... ...

 

Ok, não temos el nino, mas os oceanos ainda estão muito aquecidos, então o 'calor' continua:

 

viq3aXG.png

 

Acho que o certo seria esperar mais um pouco antes de afirmar que o aquecimento não existe, se os dados têm dito o contrário.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Concordo plenamente, Felipe.

 

Estamos num período climático de muitas incertezas e poucas previsões confiáveis a longo prazo.

 

- Por um lado, a emissão de gases do efeito estufa pelo homem segue a pleno vapor;

- Por outro, a atividade vulcânica encontra-se estável;

- E finalmente, a atividade solar está em queda acentuada desde alguns anos.

 

O que esperar de toda essa mistura ? O homem não sabe ! Quem sabe ? Só ELE sabe !

Share this post


Link to post
Share on other sites
Perfeito, Renan. Veremos quais fatores "vencem"

 

TIRANDO A GUERRA NUCLEAR, A NATUREZA COM CERTEZA!

Share this post


Link to post
Share on other sites

Começando pela conclusão:

Inverno no Brasil ,onde tem inverno, fundamentalmente onde tem algo parecido com inverno de verdade no Brasil temos:

Pelo Padrão USA modificado,

Temperatura ligeiramente acima de média no trimestre JJA 2017.

E neve acima dos padrões 2016 em locais onde o fenômeno ocorre no Brasil.

Vejamos a previsão assinada por Joe Bastardi (não gosto dele ''como pessoa'' e como métodos...felizmente é um bom comunicador para seus admiradores que nem vagamente é o meu caso apenas não gosto do estilo....

 

Abraços

 

 

 

Winter Seasonal Forecast Update. (weatherbell)

 

October 27, 2016

 

Extreme cold December possible

Analog technique favors back and forth with leftover colder than normal January/February

Still relatively high uncertainty

Swath of above normal snows over Pacific Northwest to western High Plains and in the Great Lakes and Northeast

Texas, southern Plains and Southeast look milder

Core of cold should stay mainly to the north

 

December_2016_February_2017_Update.png

 

Our snowfall forecast has changed, relying on the cold to produce both Lake Effect and large scale storms over the interior Northeast. The big news is that the core of the heaviest snow is back to the northwest but the big cities should be above normal anyway. While there should be a western ridge, there is likely to be enough coming through the ridge to enhance snows in the Pacific Northwest into the High Plains, where we think precipitation will be above normal overall.

 

Winter_2016_17_Snowfall_Oct.png

 

Discussion

 

The WeatherBELL team has settled on the strongest analogs of 1966-67, 1983-84 and 1995-96 with 2013-14 double-weighted and single weights to 1960-61, 2005-06, 2008-09 and 2014-15. The pure analog is colder, but to adjust for modeling that is warmer and a more modern climatology, a degree was added across the board.

 

The analog:

 

DEC_FEB.png

 

We think that December has a chance to be very cold, but we are not ready to go the most extreme solution at this time.

 

December_2016_Update(1).png

 

December Analog:

 

DEC(2).png

 

Things should be fairly seasonable, on average, for January in much of the East:

 

January_2017(1).png

 

Analog:

 

JAN(2).png

 

I think the mid and late winter will be back and forth, still biased cold over the Northeast, Great Lakes and Midwest.

 

February_2017.png

 

Analog:

 

FEB(1).png

 

The years in question have an SST pattern like this (every 0.2°C):

 

prUWtd2C_z.png

 

We do not believe the La Niña will be this strong, but you can see the warm ring in the Pacific (even with the La Niña seen here) gives a cold result in the analogs. Again, we have adjusted the temperatures up a degree, given the uncertainty. If you combine the pure analogs with the idea the La Niña may be a non issue, you can see an equal chance for a colder and a warmer scenario than we have depicted.

 

Essentially, we are in the middle but are worried about the kind of major cold we are now seeing in Asia showing up for late November and December.

 

The current SST analog winds up with this for its SST projection:

 

casst_anom_2(6).gif

 

The JMA forecast:

 

Screen_Shot_2016_10_26_at_7_32_02_PM.png

 

JAMSTEC:

 

ssta_glob_DJF2017_1oct2016.gif

 

The CFSv2 seems to again be trying to push cold to the West Coast and is much stronger with its La Niña forecast:

 

glbSSTSeaInd2(8).gif

 

The Euro has a less robust La Niña:

 

ps2png_atls20_95e2cf679cd58ee9b4db4dd119a05a8d_g7Du4J.png

 

The WeatherBELL Pioneer model, which takes into account the SSTs but many other variables, has done a great job at 500 mb in recent years. This year there is no Super Niño to distort low level temperatures like last year. The 500 mb for the winter gives us this and looks much like the Euro, which is perhaps a bit farther to the west):

 

_1(20).png

 

Temperatures:

 

_2(10).png

 

Texas looks to be a major temperature headache, as the battle goes on between the cold that is aimed into the East and the western warmth. I have enough back and forth for a normal winter but am worried it could be warmer there, even as it's colder farther to the northeast.

 

The Verdict

 

A colder and snowier winter is on the way for the Great Lakes, Northeast, much of the Midwest and Mid-Atlantic, with warmth centered in the West. The warmth could also extend across the South. There is a danger of major cold from Thanksgiving to New Year's. As far as later in the winter, we will evaluate that as we get closer. Given the worry about December, it has been made the coldest month, with some backing off in January. February is bound by a greater uncertainty with how far out it is.

 

Overall in terms of the last 8 seasons, this would be the fifth coldest out of the eight. The worst case it could wind up in the top 3, though. I seriously doubt it would be warmer than the warmest three.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Ou seja: O oeste americano, MAIS UMA VEZ, vai ficar chupando o dedo. Qual foi o último inverno com temperaturas abaixo da média lá ?

Share this post


Link to post
Share on other sites
Ou seja: O oeste americano, MAIS UMA VEZ, vai ficar chupando o dedo. Qual foi o último inverno com temperaturas abaixo da média lá ?

 

Não sei.

 

A vantagem é que não HÁ sinal do bloqueio resiliente dos anos anteriores.

Share this post


Link to post
Share on other sites
Ou seja: O oeste americano, MAIS UMA VEZ, vai ficar chupando o dedo. Qual foi o último inverno com temperaturas abaixo da média lá ?

 

Não sei.

 

A vantagem é que não HÁ sinal do bloqueio resiliente dos anos anteriores.

 

Menos mal. Pelo menos as chuvas normalizaram.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Segundo o NOAA, habemos La Niña

 

[align=center]EL NIÑO/SOUTHERN OSCILLATION (ENSO)

DIAGNOSTIC DISCUSSION

issued by

CLIMATE PREDICTION CENTER/NCEP/NWS

and the International Research Institute for Climate and Society

10 November 2016[/align]

[align=center]ENSO Alert System Status: La Niña Advisory[/align]

 

Synopsis: La Niña conditions are present and slightly favored to persist (~55% chance) through winter 2016-17.

 

La Niña conditions were observed during October, with negative sea surface temperature (SST) anomalies in early November stretching across most of the eastern and central equatorial Pacific Ocean [Fig. 1]. With the exception of the Niño1+2 region, the Niño region indices remained negative over the last month, with the latest weekly value of the Niño-3.4 index at -0.8°C [Fig. 2]. The upper-ocean heat content also remained below average during October [Fig. 3], reflecting below-average temperatures at depth [Fig. 4]. Convection was suppressed over the central tropical Pacific and enhanced over Indonesia [Fig. 5]. The lower-level easterly winds were weakly enhanced near and west of the International Date Line, and anomalously westerly upper-level winds were mainly west of the International Date Line. Overall, the ocean and atmosphere system reflected weak La Niña conditions.

(Continua em: http://www.cpc.ncep.noaa.gov/products/analysis_monitoring/enso_advisory/ensodisc.shtml)

Share this post


Link to post
Share on other sites

November 2016 La Niña update: Hello, lady!

Author: Emily Becker

November 10, 2016

 

Laninana_zpssqf0zjg3.png

Is the sea surface temperature in the Niño3.4 region more than half a degree cooler than average? Yes! (It was about -0.7°C below average during October.) Do forecasters think it will stay cooler than that threshold for several overlapping three-month periods? Yes! (But just barely.) Finally, are there signs that the atmospheric circulation above the tropical Pacific is stronger than average? Yes! This all means that La Niña has officially arrived. (Continua em: https://www.climate.gov/news-features/blogs/enso/november-2016-la-ni%C3%B1a-update-hello-lady)

Share this post


Link to post
Share on other sites

Klaus Wolter:

 

"...The August-September 2015 MEI of +2.53 represents the peak of the 2015-16 event, and was exceeded only during the 1982-83 and 1997-98 events..."

 

Alguma dúvida da FORTE influência de ENSO em nosso inverno?

Share this post


Link to post
Share on other sites

SSTa (anomalia de temperatura superficial do oceano) no mundo se reduziu bastante na última semana.

 

I3UXAVd.png

 

7YqYcsI.png

 

Parece que finalmente o ENSO resolveu dar um "basta na palhaçada" :laugh:

Share this post


Link to post
Share on other sites

Equanto o NOAA afirmou que temos La Niña, do outro lado do planeta....

 

 

[align=center]BUREAU OF METEOROLOGY

ENSO Wrap-Up

Current state of the Pacific and Indian oceans

6 December 2016 Next issue 20 December 2016

La Niña no longer likely in the coming months[/align]

 

The El Niño–Southern Oscillation (ENSO) in the tropical Pacific Ocean remains neutral (neither El Niño nor La Niña). Although some very weak La Niña-like patterns continue (such as cooler than normal ocean temperatures and reduced cloudiness in the central and eastern Pacific), La Niña thresholds have not been met. Climate models and current observations suggest these patterns will not persist. The likelihood of La Niña developing in the coming months is now low, and hence the Bureau’s ENSO Outlook has shifted from La Niña WATCH to INACTIVE.

The Indian Ocean Dipole (IOD) also remains neutral (neither positive nor negative), as is typical at this time of year. When ENSO and the IOD are neutral they have limited impact on Australian climate.

The climate of Australia, and other countries around the tropical Indian Ocean and western Pacific Ocean, has been strongly influenced during the second half of 2016 by both a strong negative IOD in the tropical Indian Ocean (that ended in November) and the weak La Niña-like pattern in the tropical Pacific (which has eased). This combination of climate drivers contributed to Australia observing its wettest May to September on record in 2016.

 

http://www.bom.gov.au/climate/enso/

Share this post


Link to post
Share on other sites

30 NOV 2016 - NOAA

NINO 1+2: +0,1ºC

NINO 3: -0,5ºC

NINO 3.4: - 0,4ºC

NIÑO 4: -0,2ºC

 

cdas-sflux_ssta_global_1_zps9vyw0i7q.png

Share this post


Link to post
Share on other sites

Tivemos ano passado o El Niño mais forte que se tem registros confiáveis, então era natural que ocorressem todos esses recordes consecutivos de "mês mais quente já registrado", como anunciado pela NASA.

 

No entanto, agora a Terra está num processo de arrefecimento, e penso que os recordes de calor não prosseguirão em 2017. Creio que vamos voltar ao padrão que estávamos entre os anos de 2000 até 2014, ou seja, uma completa parada do aquecimento global !

Share this post


Link to post
Share on other sites
Tivemos ano passado o El Niño mais forte que se tem registros confiáveis, então era natural que ocorressem todos esses recordes consecutivos de "mês mais quente já registrado", como anunciado pela NASA.

 

No entanto, agora a Terra está num processo de arrefecimento, e penso que os recordes de calor não prosseguirão em 2017. Creio que vamos voltar ao padrão que estávamos entre os anos de 2000 até 2014, ou seja, uma completa parada do aquecimento global !

 

Eu também acredito que 2017 e 2018 serão mais frescos, a exemplo de 1999-2000, depois o ciclo de aquecimento deve se repetir, com um pouquinho a mais de intensidade que o último até o próximo pico de el nino :negative:

Share this post


Link to post
Share on other sites

Sim, tivemos anos bem extremados, porém pendendo mais para o calor. Os anos de 2010, 2011, 2012, 2014 e 2016 configuram entre os 10 verões mais quentes da cidade! Porém, todos estes anos tiveram invernos (bimestre junho/julho) entre normais a frios.

Share this post


Link to post
Share on other sites
Sim, tivemos anos bem extremados, porém pendendo mais para o calor. Os anos de 2010, 2011, 2012, 2014 e 2016 configuram entre os 10 verões mais quentes da cidade! Porém, todos estes anos tiveram invernos (bimestre junho/julho) entre normais a frios.

 

Por aqui 2012 foi exceção em relação à POA, verão normal, assim como 2014 com um JJ bem quente.

 

Em Resumo, Verões quentes: 2010, 2011, 2014, 2015 e 2016 Invernos normais a frios: 2010, 2011, 2012, 2013 e 2016

 

Pra mim pior seria se fosse o contrário :mosking:

Share this post


Link to post
Share on other sites
Guest
This topic is now closed to further replies.
Sign in to follow this  

×

Important Information

By using this site, you agree to our Guidelines.