Jump to content
Brasil Abaixo de Zero
Carlos Dias

Astronomia e astrofotografia

Recommended Posts

Cacella, Parabéns.

 

Sobre estrelas, pouco conhecimento.

 

Sobre espectros digamos é minha praia,

 

O espectro de Hidrogênio me parece muito acentuado para ser uma supernova tipo 1A.

 

Que diabos é nova del 2013?

 

 

Abraços curiosos e grata surpresa...muito trampo

Share this post


Link to post
Share on other sites

Certamente não é uma super nova.

 

Em português muito difícil achar material,

 

Muito bom...essa do G1.

 

Uma nova estrela surge no céu? Sim, mas também não. Na quarta-feira (14), o astrônomo japonês Koichi Itagaki obteve a imagem de uma região na constelação do Delfim (Golfinho). Nessa região, vários objetos de interesse podem ser observados, como nebulosas planetárias, aglomerados abertos ou globulares. Comparando com uma imagem que ele havia obtido na noite anterior, Itagaki notou uma estrela brilhante, que não estava lá antes…

 

Após conferir com cuidado, ele se deu conta que havia descoberto uma estrela Nova. Veja bem, uma estrela da categoria de Nova! Novas formam uma categoria de estrelas velhas, na realidade. Um sistema binário, composto por uma anã branca e uma estrela fria, como uma anã vermelha, por exemplo.

 

Uma anã branca é como um “cadáver estelar”, resultado da evolução de uma estrela de pouca massa, como o Sol. Uma anã branca tem, tipicamente, 60% da massa do Sol, mas tudo confinado em um volume comparável ao volume da Terra.

 

O par de estrelas está tão próximo, que a anã branca rouba matéria de sua companheira. O gás da secundária (a anã branca é chamada de primária) vai se acumulando em um disco, chamado disco de acreção, ao redor da primária.

 

De tempos em tempos (dezenas, centenas ou mesmo milhares de anos), esse disco de acreção se desestrutura e “desaba” sobre a estrela primária. A alta temperatura na superfície de uma anã branca e a enorme densidade do gás que se comprime fazem com que haja uma explosão nuclear de forma descontrolada, da mesma natureza que uma bomba H.

 

Nesse evento de Nova, o sistema brilha intensamente, e dependendo do caso chega a ser visível a olho nu! Vários casos são conhecidos na história, e é daí que vem seu nome: “uma estrela nova surgiu no céu”.

 

Apesar de ser uma explosão violenta, a anã branca permanece intacta, e o processo todo se repete ao logo dos anos. Em alguns casos, quando a anã branca está próxima de um limite de massa conhecido como Limite de Chandrasekhar, com cerca de 1,4 vez a massa do Sol, o acúmulo de matéria pode fazer a anã branca colapsar em uma estrela de nêutrons. Nesses eventos, muito mais energéticos, ocorre uma supernova de tipo Ia.

 

Na nossa galáxia, a média prevista de explosões de Novas é de 40 por ano – apesar disso, em torno de 10 são detectadas. Isso acontece por que as Novas estão em partes fortemente obscurecidas pela Via Láctea, dificultando sua detecção. Eventos como esse, em que a Nova se torna visível a olho nu são ainda mais raros, talvez um a cada 10 ou 15 anos.

 

Para quem quiser tentar observa a Nova, vai aí um mapa de onde olhar no céu. Ele se refere à posição das constelações por volta das 19h30, pelo horário de Brasília. Olhe para a direção nordeste – para horários mais adiantados, a constelação estará mais alta e mais para o norte. Ela se põe por volta das 4h da manhã.

 

Para localizar a estrela em si, vai ser preciso um mapa mais detalhado. Esse abaixo, da revista “Sky & Telescope”, foi feito para o Hemisfério Norte, mas funciona perfeitamente para o Sul também: basta virá-lo de cabeça para baixo.

 

Mais difícil que localizar a Nova, será o tempo colaborar, mas quem sabe no fim de semana? Vamos torcer!

 

http://g1.globo.com/platb/observatoriog1/2013/08/16/nova-stella/

Share this post


Link to post
Share on other sites
Pode ser vista com um binoculo. Magnitude 6.5 hoje.

 

CACELLA, vai conseguir fotografar hoje?

 

pergunta tola... teu endereço quase remete para Tycho...coincidência???

Share this post


Link to post
Share on other sites

29/08/2013

 

Hello everyone, Astronomers from Brazil have discover a ancient sun nearly 4 billion years old. The oldest sun in the solar system may be host to a rocky planet. give me your thoughts.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Também é conhecida uma irmã gêmea do Sol mais novinha.

 

Mudando de assunto, conhecem o site Planet Hunters? Site que usa dados do Kepler para que as pessoas analisem as variações de brilho das estrelas em busca de exoplanetas, qualquer um pode ajudar analisando os dados.

 

Abraços

Share this post


Link to post
Share on other sites
Também é conhecida uma irmã gêmea do Sol mais novinha.

 

Mudando de assunto, conhecem o site Planet Hunters? Site que usa dados do Kepler para que as pessoas analisem as variações de brilho das estrelas em busca de exoplanetas, qualquer um pode ajudar analisando os dados.

 

Abraços

 

Reade, [pessoal o nome dele é inglês....soa como a capital da Arabia Saudita falada por um piracicabano]

 

Pelo tempo que o pessoal procura ET acho sensato procurar as residências dos mesmo.

 

Vou dar uma olhada no Planet Hemp. [hunters]

 

A irmão gêmea mais novinha do Sol,

Wiki para referências rápidas,

Parece que ela tem um cadim a mais de lítio.

É razoavelmente longe mas pode ser um bom endereço daqui uns séculos [vídeo]

 

18 Scorpii is a solitary star located at a distance of some 45.3 light-years (13.9 parsecs) from Earth at the northern edge of the Scorpius constellation. It has an apparent visual magnitude of 5.5,[2] which is bright enough to be seen with the naked eye outside of urban areas.

18 Scorpii has many physical properties in common with the Sun. Cayrel de Strobel (1996) included it in her review of the stars most similar to the Sun,[10] and Porto de Mello & da Silva (1997) identified it as a solar twin.[11] Some scientists therefore believe the prospects for life in its vicinity are good. However, no planet has yet been discovered orbiting this star.

 

2gmKB30iuKs

Share this post


Link to post
Share on other sites
Também é conhecida uma irmã gêmea do Sol mais novinha.

 

Mudando de assunto, conhecem o site Planet Hunters? Site que usa dados do Kepler para que as pessoas analisem as variações de brilho das estrelas em busca de exoplanetas, qualquer um pode ajudar analisando os dados.

 

Abraços

 

Reade, [pessoal o nome dele é inglês....soa como a capital da Arabia Saudita falada por um piracicabano]

 

Pelo tempo que o pessoal procura ET acho sensato procurar as residências dos mesmo.

 

Vou dar uma olhada no Planet Hemp. [hunters]

 

A irmão gêmea mais novinha do Sol,

Wiki para referências rápidas,

Parece que ela tem um cadim a mais de lítio.

É razoavelmente longe mas pode ser um bom endereço daqui uns séculos [vídeo]

 

18 Scorpii is a solitary star located at a distance of some 45.3 light-years (13.9 parsecs) from Earth at the northern edge of the Scorpius constellation. It has an apparent visual magnitude of 5.5,[2] which is bright enough to be seen with the naked eye outside of urban areas.

18 Scorpii has many physical properties in common with the Sun. Cayrel de Strobel (1996) included it in her review of the stars most similar to the Sun,[10] and Porto de Mello & da Silva (1997) identified it as a solar twin.[11] Some scientists therefore believe the prospects for life in its vicinity are good. However, no planet has yet been discovered orbiting this star.

 

2gmKB30iuKs

 

Boa explicação do meu nome, Mafili :D

 

Já a gêmea idosa está "prestes" a virar uma Gigante Vermelha e posteriormente uma Anã Branca, triste fim!

Share this post


Link to post
Share on other sites

Marte: Curiosity registra lua Phobos eclipsando o disco solar

 

Ninguém, até agora, observou um eclipse solar em Marte, mas com ajuda das câmeras do jipe-robô Curiosity dá para ter uma pequena ideia de como é esse espetáculo celeste. O evento registrado foi muito rápido e só cobriu a parte central do Sol, mas permitiu contemplar como é um eclipse visto do Planeta Vermelho.

 

eclipse_phobos.gif

 

As cenas foram obtidas no dia 17 de agosto de 2013 pelo instrumento óptico MastCam no topo do jipe-robô Curiosity e retrata em três frames a passagem da lua Phobos na frente do disco solar. O evento ocorreu próximo ao meio dia local, de modo que a câmera precisou ser apontada quase na direção vertical.

 

Diferente dos eclipses aqui na Terra onde o disco lunar pode encobrir totalmente o Sol, em Marte as coisas são um pouco diferentes. Lá, o tamanho angular de Phobos é bem menor que o do Sol, o que impede que o disco estelar fique totalmente encoberto pela passagem da lua marciana. Neste caso, o eclipse "total" do Sol por Phobos se assemelha a um eclipse do tipo anular, quando o Sol toma a forma de anel ou arco luminoso.

 

Além disso, devido à distância e velocidade orbital de Phobos, o eclipse registrado não é tão longo como na Terra. Nesta sequência, os frames foram obtidos com apenas três segundos de intervalo entre cada um.

 

phobos_nov_2009.jpg

 

Phobos

 

Phobos é a maior e mais próxima das duas luas marcianas. Orbita o planeta a apenas 5980 km de altitude e completa cada volta em 07h39m. Assim, Phobos nasce três vezes por dia no horizonte.

 

É um mundo bastante irregular, com 26 km de diâmetro e devido à baixa altitude orbital despenca sobre Marte cerca 2 metros por século. Neste ritmo, em 50 milhões de anos as forças gravitacionais romperão o satélite produzindo um anel de rochas e poeira em volta do planeta. Mas até lá, muitos eclipses ainda virão

 

Arte: Animação de três frames registrados pelo jipe-robô Curiosity mostram a lua Phobos cruzando o disco solar. Na sequência, Phobos visto pela Sonda de Reconhecimento Marciano MRO. A cena mostra uma das faces do satélite, marcada pela presença indisfarçável da grande cratera Stickney, de 9 km de diâmetro. Créditos: Nasa/JPL, Apolo11.com

 

logo_apolo11_licenciamento.gif

 

"Apolo11.com - Todos os direitos reservados"

 

http://www.apolo11.com/spacenews.php?titulo=Marte_Curiosity_registra_lua_Phobos_eclipsando_o_disco_solar&posic=dat_20130829-101926.inc

Share this post


Link to post
Share on other sites

Por detrás das Cirrus é possível observar a lua sorrindo (literalmente) e uma estrela (Vênus?) na ponta do lábio direito do sorriso!

Linda visão!

Alguém mais estaria vendo?

Mafili?

Vitor?

Estão vendo?

Share this post


Link to post
Share on other sites

CARLOS, sim,

Para os habitantes da latitude de Florianópolis haverá o ocultamento de Vênus pela Lua 80%

e em Porto Alegre ocultamento total

Em Florianópolis, das 19h24 e às 19h36 ficará 80% ocultado pela Lua, só ressurgindo completamente às 19h52.

 

Em Porto Alegre o evento será ainda mais intenso. A borda do disco venusiano tocará o limbo da Lua às 19h11 e as 19h18 será totalmente ocultado. O planeta permanecerá oculto por 34 minutos e as 19h52 ressurgirá lentamente já na área iluminada da Lua. A ocultação termina as 19h57 quando Vênus estará novamente visível.

 

300x209x4-522ccf37662dee622ada80a0d569d8330b62b329a3454.jpg

 

MAIS AQUI

Share this post


Link to post
Share on other sites
Por detrás das Cirrus é possível observar a lua sorrindo (literalmente) e uma estrela (Vênus?) na ponta do lábio direito do sorriso!

Linda visão!

Alguém mais estaria vendo?

Consegui ver numa frestinha das nuvens. Mas do jeito que está fechado acho que não vejo mais.

Share this post


Link to post
Share on other sites
Por detrás das Cirrus é possível observar a lua sorrindo (literalmente) e uma estrela (Vênus?) na ponta do lábio direito do sorriso!

Linda visão!

Alguém mais estaria vendo?

Mafili?

Vitor?

Estão vendo?

 

Eu estou vendo.. É Vênus, aqui ele será ocultado.

 

Na realidade do centro de Floripa ao sul será ocultação completa, no norte da ilha será um rasante de Vênus.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Daqui dá pra ver também da pra ver Vênus bem do ladinho da lua... SHOW! Só não vai ser ocultado por ela. Mas já vale.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Imagem de Floripa...

 

1175683_552964021418378_1545316151_n.jpg

 

Tá Mafili, e de Julho e Agosto 2013 x Julho e Agosto de 2012, como é que fica ???(Toma essa)

 

Estás a cada postagem ficando mais cego.

Edited by Guest

Share this post


Link to post
Share on other sites
CARLOS, sim,

Para os habitantes da latitude de Florianópolis haverá o ocultamento de Vênus pela Lua 80%

e em Porto Alegre ocultamento total

Em Florianópolis, das 19h24 e às 19h36 ficará 80% ocultado pela Lua, só ressurgindo completamente às 19h52.

 

Em Porto Alegre o evento será ainda mais intenso. A borda do disco venusiano tocará o limbo da Lua às 19h11 e as 19h18 será totalmente ocultado. O planeta permanecerá oculto por 34 minutos e as 19h52 ressurgirá lentamente já na área iluminada da Lua. A ocultação termina as 19h57 quando Vênus estará novamente visível.

 

300x209x4-522ccf37662dee622ada80a0d569d8330b62b329a3454.jpg

 

MAIS AQUI

Agradecido!

Agora Vênus já "encostou" na Lua e nem vejo mais nada...

Sinto q virão coisas boas nesta semana q se inicia...

Abraços lunáticos!

 

Abraços e boa semana ao Coutinho

 

Abraços à todos os amigos bazianos amantes das manifestações da natureza!

 

Abraços aos apaixonados pelo frio...

 

Abraços aos q odeiam o frio, mas amam tempestades, chuvas de granizo, vendavais, tornados, furacões, ciclones, tempestades de areia, maremotos, tsunamis, maré alta, maré baixa, de ma(rr)é decí...

 

Abraços ao Igor, ao Carlos Dias, Artur, Bettega, Bruno, Renan, Murilo, Troyano,

Ismar,

PHP, AAA, Clóvis, Rodrigo da baixada,

Aldo, Nani, Diego Soares, Vitinho, João Tur, RodrigoGO, Vinicius, Maurício Schwartz, Caio César, Anselmi, Lá lá Lages, Hedsgpa,

Marcos, Gamboa, Jacobsen, Feltrim, Sérgio Moreira,

Melo, Moisés, Colletti,

meu "sobrinho" (de brincadeirinha) William Siqueira de Campos,

Gustavo,

Luiz (pai d tds), Jean, Thiago, Marcelo, Rodolfo, Frost,

Michel Amaro....

 

Tantos....

Eskeci mtos nomes, abraços tbm!

 

Estou feliz!

 

Boa noite a tds!

Edited by Guest

Share this post


Link to post
Share on other sites

Então

peguei minha câmera profissional e tirei uma linda foto da lua com Venus ao lado

se quiserem me contratar é só manter contato comigo :hi:

 

 

64132_510699429021581_310555374_n.jpg

Share this post


Link to post
Share on other sites

Simplesmente perfeito! Que presentão de Deus para nós ontem!

Share this post


Link to post
Share on other sites

Nasa afirma que sonda Voyager 1 finalmente saiu do Sistema Solar

 

Ela se tornou a primeira nave espacial a cruzar a fronteira do Sistema Solar, 36 anos após seu lançamento

A Agência Espacial Norte Americana (Nasa) informou, nesta quinta-feira (12), que a sonda Voyager 1 cruzou uma nova fronteira, se tornando a primeira nave espacial da história a deixar o Sistema Solar.

 

6mqze59zn3dxlfxl7is22o2w1.jpg

 

Trinta e seis anos depois de ter sido lançada, para um tour em outros planetas, a nave espacial movida a plutônio está a mais de 18 bilhões de quilômetros distante do Sol, entrando no espaço fora do Sistema Solar, o que os cientistas chamam o espaço interestelar - o vasto e gélido vazio entre as estrelas.

 

Na verdade, de acordo com a Nasa, a Voyager 1 saiu do Sistema Solar há mais de um ano. No entanto, como ele não tem uma fronteira clara, até recentemente a Nasa não tinha uma prova para embasar o que a equipe de cientistas havia afirmado anteriormente : a sonda finalmente se livrou da fervente bolha de plasma que envolve os planetas e também escapou da influência do Sol

 

IG

Share this post


Link to post
Share on other sites

METEO NOTIZIE: DAL MONDO ARRIVA UNA CLAMOROSA NOTIZIA UN ASTEROIDE IN DIREZIONE VERSO LA TERRA RISCHIO ALTO DI IMPATTO...Appena scoperto asteroide potenzialmente pericoloso per la Terra

30 settembre 2013 - 00:06

Lo riportano dall’osservatorio russo

Il sistema di osservazione di oggetti pericolosi intorno al nostro Pianeta, denominato ‘Master’, ha appena rilevato un asteroide cui diametro risulta tra 15 e 20 metri. Si tratta di un oggetto potenzialmente pericoloso per il nostro Pianeta in quanto si trova a soli 11.000 chilometri di distanza. A rivelarlo è poche ore fa Vladimir Lipunov, della Lomonosov. Secondo questo, la roccia spaziale ”si sta muovendo nella direzione della Terra’. Non vengono tuttavia forniti ulteriori dettagli, se non che le sue dimensioni sono simili a quello che cadde negli Urali nel mese di febbraio...

Share this post


Link to post
Share on other sites

.Não sei se é o mesmo....céus agitados...

=================

Meteoro Explode nos Céus, Acima do Oeste dos EUA - 27 de Setembro de 2013 !

fireball+meteor+meteorite+US+2013_497x373.jpg

Um meteoro explodiu nos céus da midwest EUA sexta-feira, 27 de setembro de 2013.Witnesses comentaram sobre sombras no chão, sons incomuns.

Uma câmera NASA todo o céu em Hiram, Ohio, gravou a bola de fogo às 11:33 pm EDT: "Este foi um evento muito brilhante", relata Bill Cooke do Office Environment Meteoroid da NASA. "Flares saturando nossas câmeras que monitoram meteoros, e fez determinação do ponto final (o terminal do vôo da bola de fogo através da atmosfera) praticamente impossível. Julgar pelo brilho, estamos lidando com um objeto de classe do medidor." Os dados de múltiplas câmeras mostra que o meteoro atingiu a atmosfera da Terra que viajava 51 km / s (114.000 mph) e passou quase diretamente sobre Columbus, Ohio. Cooke preparou um mapa preliminar da faixa de terra. Segundo a Sociedade Americana o meteoro, a bola de fogo era visível de pelo menos 14 estados dos EUA

 

gA5zd-TIjLk

 

MJl4gOs6N3k

 

http://ufosonline.blogspot.com.br/2013/09/meteoro-explode-nos-ceus-acima-do-oeste.html

Share this post


Link to post
Share on other sites

http://gaea-astronomia.blogspot.com

 

 

04/10 /2013

às 10:45

 

Meteorito continua

preso nas águas de

Chebarkul

(Voz da Rússia) Mergulhadores

continuam a levantar fragmentos

de pedra do fundo do lago de

Chebarkul na região de

Chelyabinsk. Cientistas terão de

estabelecer, se sejam estilhaços do

meteorito que havia caído no lago

em fevereiro deste ano.

Ontem, um grande fragmento foi

encontrado no fundo do lago.

Passado um tempo, a pedra foi

levantada para a superfície. Será

que ela chegou a partir do

espaço? Os resultados de uma

investigação mostram que é pouco

provável que a pedra tenha

relação com o meteorito. Então,

por que razão não é possível

descobrir em 20 dias de trabalhos

interrompidos uma pedra de quase

500 quilogramas? Chuvas e ventos

fortes põem equipamentos fora do

serviço, mas o mais difícil são a

submersão e os trabalhos em lodo,

explica um mergulhador, Maxim

Shipulin:

“No fundo não se vê nada. Dez

metros de água turva e quatro

metros de camadas de lodo. O

mergulhador não vê mesmo

indicações dos aparelhos que deve

controlar – da profundidade e da

pressão. É necessário orientar-nos

só por sensações. Todos os

trabalhos são executados com as

mãos. Os mergulhadores

trabalham sem luvas, avançado às

apalpadelas, e se tocarem em algo

sólido, deverão retirá-lo.”

Agora, a temperatura de água é de

10 graus positivos. Na superfície

faz mais frio, cerca de três graus

positivos, continua o especialista:

“Quando os mergulhadores sobem,

eles metem as mãos em água, para

aquecê-las. No fundo, a

temperatura é ainda mais alta.”

Não apenas equipamentos de

precisão e cientistas de vários

países, mas também pessoas extra-

sensíveis ajudam os mergulhadores

a encontrar a pedra no fundo do

lago. Um deles chegou da Índia.

Não conseguiu ajudar, mas a

conversa com ele foi interessante,

diz Shipulin:

“O extra-sensível viajou conosco

para o lago, deu uma vista ao local

da queda e analisou a trajetória

do voo. Naquela altura, tivemos

dificuldades de definir a

localização do fragmento.

Perguntamos ao indiano, se ele

está sentindo alguma energia do

meteorito. Mas ele não sentia

nada. Contudo, conseguiu livrar de

um resfriado um dos nossos

especialistas. Foi um choque. O

homem saltou da cama, sentindo-

se absolutamente sadio.”

Apesar de as buscas do corpo

celeste de quase meia tonelada de

peso não terem levado ao

resultado almejado e o contrato

assinado com mergulhadores

terminar em 04 de outubro, ainda

há esperanças. Falta investigar

apenas alguns metros de camadas

de lodo. É possível que mais cedo

ou mais tarde o visitante espacial

seja levantado para a superfície.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Resfriamento global?

 

O aquecimento global tem sido objeto de muitas discussões nos últimos anos, mas os cientistas dizem agora que o mundo não está aquecendo, mas está a cada dia se tornando mais frio!

De acordo com os cientistas do Observatório de Pulkovo, em São Petersburgo - Rússia, a atividade solar está diminuindo significativamente, assim sendo a temperatura média anual cairá em uma taxa muito rápida.

Cientistas da Grã-Bretanha e os EUA estão prevendo de -12.22 °C à -15 °C na queda das temperaturas globais ao longo dos próximos cinco anos!

"Isso é catastrófico para o planeta", disse o Dr. John Malley, o chefe do painel da ONU sobre resfriamento global.

“As Nações Unidas estão na emissão de soltar um alerta para todos os países do planeta informando também que o mundo poderá muito bem congelar completamente até 2100”.

Os cientistas ainda preveem que a maioria das grandes cidades litorâneas congelarão nos próximos trinta anos. "E não há nada que possamos fazer para deter tal anomalia. Credita-se o motivo pelo fato de o sol não é tão forte como costumava ser ", disse o Dr. Malley.

Especialistas dizem que o gelo do Ártico está ficando mais espesso a cada dia.

"Mesmo os lugares como Jamaica terá uma temperatura média diária de apenas +4,44 °C e isto no prazo de cinco anos."

A atividade solar segue ciclos diferentes, incluindo um ciclo de 11 anos, um ciclo de 90 anos e um ciclo de 200 anos. Cientistas ainda preveem que esta "onda de frio" vai durar 200-250 anos e por esse tempo, toda a vida na Terra terá sido extinta.

"Estamos em um período de resfriamento que vai durar de 200 a 250 anos. E este período de baixa atividade solar não vai acabar até cerca do ano 2280.”

Fonte: Weekly World News.

 

Acredito ser exagerado, como pode ser capaz de chegar a +4,44 °C de temperatura média diária na Jamaica? Pode ser aceitável, mas não nos próximos 5 anos....

Share this post


Link to post
Share on other sites

Opa vamos jogar gás carbônico na atmosfera pra resfriala mais kkk , penso ser muito difícil isso acontecer esse frio todo , mais se metade acontecer ta ótimo , e se a média global cair uns 4C ta perfeito

Share this post


Link to post
Share on other sites

parece mais uma gozação este site. nao vejo algo tão catastrófico assim. Nem quando entramos na pequena era do gelo ocorru algo assim, imediato. acho isso uma piada tão grande quanto aos defensores da tese do aquecimento.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Explosão de estrela 4D pode ser origem do universo, diz estudo

 

supernova-origem-universo-eso-div.jpg

 

Os restos da supernova SN 1006, que explodiu há 1 mil anos. Segundo estudo, uma supernova 4D pode ter dado origem ao nosso universo

Foto: ESO / Divulgação

 

No início, tudo era uno, pequeno e muito denso. Após um evento cósmico, ocorrido há 13 bilhões de anos, essa energia concentrada começou a se expandir rapidamente, dando origem ao universo como o conhecemos hoje. Essa teoria da criação do universo, chamada de Big Bang, costuma ser bem aceita no meio acadêmico. Mas uma pesquisa canadense, publicada em setembro, sugere um início diferente para a história

 

Cosmologistas do Instituto Perimeter de Física Teórica, da Universidade de Waterloo, no Canadá, especularam que nosso universo pode ter se formado a partir da explosão de uma estrela de quatro dimensões espaciais (4D), originando um buraco negro. Após essa supernova, os restos de matéria podem ter formado uma membrana em 3D, que está em constante expansão – ou seja, o nosso universo.

 

Adeus, singularidade

 

Em um primeiro momento, pode-se pensar que a grande novidade seria a possibilidade de nosso universo ser apenas uma pequena camada de algo muito maior. Mas, até aí, não há nada que confronte o Big Bang, que apenas explica a expansão do universo, e não o que há antes e além dele. O ponto central é a origem dessa expansão. Enquanto a nova teoria defende que o início foi a explosão da estrela 4D, a teoria que conhecemos hoje diz que tudo começou a partir de um ponto infinitamente denso – o conceito de singularidade – que começou a se expandir.

 

Segundo o astrofísico Niayesh Afshordi, do Instituto Perimeter de Física Teórica, o ponto de partida da pesquisa não foi a supernova, mas sim a possibilidade de pertencermos a uma fatia de um universo 4D, como propunha um trabalho publicado em 2000 por físicos da Universidade Ludwig Maximilians, de Munique. “A origem da pesquisa foi verificar se a ideia de vivermos em uma membrana de uma dimensão maior poderia lançar luz à natureza do Big Bang”, explica. A partir daí, chegou-se a um novo cenário. “Começamos com a hipótese de que nosso universo é uma membrana 3D em volta de um buraco negro 4D, mas fomos levados à possibilidade de que essa membrana tenha emergido a partir do colapso de uma estrela 4D, como uma supernova”.

 

Assim como em um universo 3D existem objetos bidimensionais, no horizonte de eventos de um buraco negro 4D pode haver objetos tridimensionais – hiperesferas. Tendo em vista isso, a equipe de Afshordi se deu conta de que esse buraco negro poderia se originar a partir da explosão de uma estrela 4D. O passo seguinte foi simular esse colapso, e o resultado foi que o material ejetado formou a membrana 3D na qual supostamente vivemos. A membrana é um conceito da Teoria-M – que foi pensada a partir da Teoria das Cordas –, na qual o universo possui 11 dimensões - não apenas as quatro que conhecemos -, e tudo é formado por membranas.

 

Além de ter realmente lançado luz à gênese do universo em expansão, como a ideia que motivou o estudo propunha, a teoria de Afshordi e seus colegas também pode ajudar a responder outra questão controversa do Big Bang. Hoje, nosso universo tem uma temperatura relativamente uniforme, o que alguns cientistas consideram contraditório, considerando que ele começou a partir de uma caótica explosão. Segundo eles, não teria havido tempo suficiente para que todas as partes desse universo tivessem equilibrado suas temperaturas.

 

A maioria dos cosmologistas defende que essa expansão não começou a partir de uma grande explosão, e sim de uma desconhecida forma de energia que fez com que a matéria, densa e homogênea, inflasse em uma velocidade superior à da luz. Sendo o universo uma membrana surgida a partir de uma estrela 4D, de acordo com Afshordi, dela foi herdada a condição homogênea. “A temperatura uniforme poderia existir porque a estrela, antes do colapso, teve um longo tempo para alcançar o equilíbrio”, pontua.

 

Terra

Share this post


Link to post
Share on other sites
Aos mais "experientes", o eclipse solar do dia 3 de Novembro vai poder ser visto totalmente aqui no RN?
Não, apenas de forma parcial.

O eclipse solar se iniciará às 07:51:20, atingirá seu ápice às 08:52:53 e terminará às 10:01:22 no RN.

Share this post


Link to post
Share on other sites

ufo-islandia.jpg

 

OVNI parece aterrissar sobre cidade da Islândia

 

Um objeto voador não identificado (OVNI), o que não significa que seja uma nave ET, desce do céu repentinamente e parece aterrissar sobre a cidade de Akureyri na Islândia. O mais interessante é que o objeto desce sobre uma área povoada, desta formas ficamos na expectativa de mais informações sobre este objeto ou até mesmo mais vídeos do objeto, se é que trata-se de algo inusitado como, no vídeo, aparenta ser. Qualquer nova informação, postaremos aqui.

 

etseetc

Share this post


Link to post
Share on other sites

Create an account or sign in to comment

You need to be a member in order to leave a comment

Create an account

Sign up for a new account in our community. It's easy!

Register a new account

Sign in

Already have an account? Sign in here.

Sign In Now

×

Important Information

By using this site, you agree to our Guidelines.