Jump to content
Brasil Abaixo de Zero
Sign in to follow this  
Rafael Angelo

Vegetação, Botânica e Jardinagem

Recommended Posts

Diego Costa disse:

Gostaria de saber o que eu devo ficar fazendo pra que ela permaneça crescendo de forma saudável. Sei que o fator solo e clima não irá ajudar muito, mas pelo fato de já existir uma Araucária adulta na cidade (acho que a única), resolvi investir também! Ehehehe!

 

Olá Diego!

Duas dicas:

 

1) Evitar a insolação excessiva. O sol forte não faz bem as araucárias novas, lembre-se que eles nascem no meio de bosques fechados. Aqui no sul se costuma usar um anteparo ao norte da planta para sombreá-la nos momentos de sol forte. Porém, na sua latitude, o truque provavelmente não funcionará. Terá que ser criativo para resolver o problema, talvez um sombrite.

 

2) Evitar o pisoteio de pessoas e animais.

 

Torcendo pelo crescimento da pequeninha!

Share this post


Link to post
Share on other sites

minhas espécies favoritas brasileiras não necessariamente nesta ordem

árvores: palmeiras e arvores floriferas lenhosas ornamentais e pouco difundidas e também frutiferas:

-Ipê todas as cores

-Araucaria

-manacá da serra *

-quaresmeira*

-juçara (ornamental)

-jerivá

-CACTUS

 

Palmeiras , lenhosas e frutiferas,floríferas exóticas (gringas)

-cerejeira

-cica

-Phoenix

-Pata de elefante

-resedá

-Pinus

-Eucalipto

-CACTUS

 

 

 

possuo quase todas as espécies que citei, menos araucaria pinus eucalipto etc..

*tenho um manacá da serra de 4 anos , mas nunca imaginei qual a diferença de manacas e quaresmeiras..sei que ambos possuem caule favoravel a cupins ,os galhos são favoraveis a queda porem apenas os galhos doentes,meu manaca floresceu agora em julho e agosto e ja tem algumas sementes, e as quaresmeiras taparam de roxo as montanhas entre maio e junho.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Olá, Rafael!

 

Poxa, obrigado pelas dicas! Graças a ajuda de vocês a minha menina está crescendo bem! E é bem isso mesmo, Rafael! Das 3 sementes que plantei, a única que nasceu foi justamente a que ficou o tempo todo na sombra, numa parte em que o gramado fica úmido o dia todo, não deu outra! Ehehehe!

 

Olhem como ela já cresceu, pessoal! :D

 

20130829_153210.jpg

Share this post


Link to post
Share on other sites

Gostaria de saber o que eu devo ficar fazendo pra que ela permaneça crescendo de forma saudável. Sei que o fator solo e clima não irá ajudar muito, mas pelo fato de já existir uma Araucária adulta na cidade (acho que a única), resolvi investir também! Ehehehe!

 

Olá Diego!

Duas dicas:

 

1) Evitar a insolação excessiva. O sol forte não faz bem as araucárias novas, lembre-se que eles nascem no meio de bosques fechados. Aqui no sul se costuma usar um anteparo ao norte da planta para sombreá-la nos momentos de sol forte. Porém, na sua latitude, o truque provavelmente não funcionará. Terá que ser criativo para resolver o problema, talvez um sombrite.

 

2) Evitar o pisoteio de pessoas e animais.

 

Torcendo pelo crescimento da pequeninha!

 

Uma dúvida: se a araucária angustifolia é uma planta pioneira, colonizadora primária de áreas de campo, e depois acaba perdendo a guerra da sucessão ecológica exatamente por causa do sombreamento excessivo causado por outras árvores, então por que ela teme o sol quando nova?

Share this post


Link to post
Share on other sites
primavera em pleno vigor.

 

dia com vento e tudo que se tem direito em Porto Alegre.

Na terça-feira da semana passada foi o primeiro canto de quero-quero que ouvi depois do miolo do inverno. Agora a pouco tinha um aqui perto de casa cantando. Confesso que esse canto é muito animador, traz uma sensação de alegria e vitalidade. Esse é o melhor lado da primavera, pessoalmente falando.

 

Hoje o dia foi relativamente frio, mas nada de mais. Máxima de 18,1° à meia-noite e sem passar dos 17,2° às 15:30. Agora caio rápido e tenho 13,9° com 68%. Vento S a 8,1 km/h. Mais uma mínima de um dígito amanhã. Frio tipicamente setembrino.

 

Abraços primaveris!

Share this post


Link to post
Share on other sites
primavera em pleno vigor.

 

dia com vento e tudo que se tem direito em Porto Alegre.

Na terça-feira da semana passada foi o primeiro canto de quero-quero que ouvi depois do miolo do inverno. Agora a pouco tinha um aqui perto de casa cantando. Confesso que esse canto é muito animador, traz uma sensação de alegria e vitalidade. Esse é o melhor lado da primavera, pessoalmente falando.

 

Hoje o dia foi relativamente frio, mas nada de mais. Máxima de 18,1° à meia-noite e sem passar dos 17,2° às 15:30. Agora caio rápido e tenho 13,9° com 68%. Vento S a 8,1 km/h. Mais uma mínima de um dígito amanhã. Frio tipicamente setembrino.

 

Abraços primaveris!

 

Boa noite!

 

É a Primavera "dando as caras" aqui em Curitiba também.

 

Pela manhã, os sabiás já cantam faceiros desde às 05:30 da manhã...

 

Na cidade, alguns ipês amarelos florescendo...

 

De tarde, temperaturas acima dos 20ºC...

 

E, agora de noite, pancadas de chuva e trovoadas!

 

No momento, 15ºC.

 

Abraços

Share this post


Link to post
Share on other sites

Na cidade, alguns ipês amarelos florescendo...

 

 

Abraços

 

O Ipê começou a florescer aqui na Granja Viana bem no início de agosto. Agora, no início de setembro, as flores amarelas já estão caindo todas. O plátano começou a florescer novamente no finalzinho de agosto.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Gostaria de saber o que eu devo ficar fazendo pra que ela permaneça crescendo de forma saudável. Sei que o fator solo e clima não irá ajudar muito, mas pelo fato de já existir uma Araucária adulta na cidade (acho que a única), resolvi investir também! Ehehehe!

 

Olá Diego!

Duas dicas:

 

1) Evitar a insolação excessiva. O sol forte não faz bem as araucárias novas, lembre-se que eles nascem no meio de bosques fechados. Aqui no sul se costuma usar um anteparo ao norte da planta para sombreá-la nos momentos de sol forte. Porém, na sua latitude, o truque provavelmente não funcionará. Terá que ser criativo para resolver o problema, talvez um sombrite.

 

2) Evitar o pisoteio de pessoas e animais.

 

Torcendo pelo crescimento da pequeninha!

 

Uma dúvida: se a araucária angustifolia é uma planta pioneira, colonizadora primária de áreas de campo, e depois acaba perdendo a guerra da sucessão ecológica exatamente por causa do sombreamento excessivo causado por outras árvores, então por que ela teme o sol quando nova?

 

Luciano,

 

Não há contraindicação em deixar a pequena muda sob o sol, na verdade o sol estimula o crescimento desta conífera, tanto em altura quanto em volume do tronco.

Em ambiente natural a pequena cresce em meio ao bosque e à meia luz, o que retarda o crescimento, porém como esta espécie é altamente heliotropista ela acaba ganhando a guerra na busca ao sol, formando um telhado verde na floresta ombrófila mista.

Share this post


Link to post
Share on other sites
Olá, Rafael!

 

Poxa, obrigado pelas dicas! Graças a ajuda de vocês a minha menina está crescendo bem! E é bem isso mesmo, Rafael! Das 3 sementes que plantei, a única que nasceu foi justamente a que ficou o tempo todo na sombra, numa parte em que o gramado fica úmido o dia todo, não deu outra! Ehehehe!

 

Olhem como ela já cresceu, pessoal! :D

 

20130829_153210.jpg

 

Diego,

 

A indicação do sol pleno no sul do Brasil não se aplica no teu caso, devido à inclinação média dos raios solares ao longo do ano.

 

Conforme orientação do colega Rafael, o sombrite ajudará bastante a controlar a quantidade de radiação recebida pela planta.

 

Ademais, fora o descanso hibernal, a araucária necessita de solo bastante profundo e com pluviosidade média (de 1500 a 2.000mm/ano) e bem distribuída ao longo do ano para se desenvolver bem.

 

No teu caso como o inverno praticamente inexiste, com a presença de período seco, tu vais ter controlar a umidade, plantando a muda em local úmido e na época de seca, sempre molhando bem o solo no final do dia. O importante é que o solo permaneça úmido SEMPRE, só cuidado para não encharcar.

 

Apesar da boa tolerância ao calor equatorial, infelizmente as altas temperaturas trarão consequências ao desenvolvimento, por este motivo é importante plantá-la em um local que seja o mais fresco possível e com certo sombreamento.

 

O solo deve ser de preferência rico em matéria orgânica, com boa atividade biológica e ricos em nitrogênio e fósforo.

 

É evidente que os cuidados acima não farão com que a tua árvore fique igual a um espécime sulista, porém vai reduzir a possibilidade da muda morrer precocemente e do desenvolvimento da mesma acontecer de forma mais saudável.

 

Abraços e boa sorte!!

Share this post


Link to post
Share on other sites
Uma dúvida: se a araucária angustifolia é uma planta pioneira, colonizadora primária de áreas de campo, e depois acaba perdendo a guerra da sucessão ecológica exatamente por causa do sombreamento excessivo causado por outras árvores, então por que ela teme o sol quando nova?

 

Luciano, tua dúvida mui pertinente me deixou inquieto.

Li alguns artigos que mostram que a araucária se desenvolve tanto ao sol quanto à sombra, porém de modo diferenciado.

Recomendo a leitura:

http://www.lume.ufrgs.br/bitstream/handle/10183/26170/000757315.pdf?sequence=1

http://www.scielo.br/pdf/hoehnea/v34n2/v34n2a02.pdf

 

Começo a pensar que o problema de deixá-la ao sol não é o excesso de luz. E sim o de perda da umidade do solo, concordando com o que Giulliano escreveu acima.

 

Quanto a classificar como planta pioneira não há consenso entre os pesquisadores. Recentemte vem sendo considerada como espécie série. Neste ponto recomendo a leitura do tópico 9.2 ECOLOGIA DAS ARAUCÁRIAS desta excelente dissertação de mestrado. http://dspace.c3sl.ufpr.br/dspace/bitstream/handle/1884/20951/dissertacao-mestrado-phauck-final.pdf?sequence=1

Share this post


Link to post
Share on other sites
Uma dúvida: se a araucária angustifolia é uma planta pioneira, colonizadora primária de áreas de campo, e depois acaba perdendo a guerra da sucessão ecológica exatamente por causa do sombreamento excessivo causado por outras árvores, então por que ela teme o sol quando nova?

 

Luciano, tua dúvida mui pertinente me deixou inquieto.

Li alguns artigos que mostram que a araucária se desenvolve tanto ao sol quanto à sombra, porém de modo diferenciado.

Recomendo a leitura:

http://www.lume.ufrgs.br/bitstream/handle/10183/26170/000757315.pdf?sequence=1

http://www.scielo.br/pdf/hoehnea/v34n2/v34n2a02.pdf

 

Começo a pensar que o problema de deixá-la ao sol não é o excesso de luz. E sim o de perda da umidade do solo, concordando com o que Giulliano escreveu acima.

 

Quanto a classificar como planta pioneira não há consenso entre os pesquisadores. Recentemte vem sendo considerada como espécie série. Neste ponto recomendo a leitura do tópico 9.2 ECOLOGIA DAS ARAUCÁRIAS desta excelente dissertação de mestrado. http://dspace.c3sl.ufpr.br/dspace/bitstream/handle/1884/20951/dissertacao-mestrado-phauck-final.pdf?sequence=1

 

O que ser uma "espécie série"?

Share this post


Link to post
Share on other sites

Obrigado pelas explicações, Bettega!

 

No caso, como já disse anteriormente, o solo em que a plantei não é tão profundo como o recomendado, e é aí que o mora o meu maior medo, e acho que não daria certo eu replantar em local mais fundo. Vou deixar assim mesmo. No mais, está tudo certo, foi plantada em local onde o sol aparece pouco durante o dia, o local plantado é o mais úmido do gramado, tanto é que nessa parte a grama cresce mais que nos outros locais e o solo fica mais úmido também do que nos outros locais. Coloco água também todo dia no fim do dia também, só para molhar mesmo, sem encharcar. Quando o sol fica forte, eu coloco uma cadeira de madeira em cima, daí evito a insolação tensa. No mais, ela tá de boa, crescendo bacana e bonita por enquanto.

 

Vamos ver o que vira. :clapping:

Share this post


Link to post
Share on other sites

Salve a todos!

Muito legal este tópico. Eu apenas acho que, quando voltar a Curitiba, não terei um quintal grande o suficiente pra fincar uma araucária, e terei que apelar pra outra conífera nativa, o Podocarpus lambertii.

Abraços apelantes!

Share this post


Link to post
Share on other sites

Na cidade, alguns ipês amarelos florescendo...

 

 

Abraços

 

O Ipê começou a florescer aqui na Granja Viana bem no início de agosto. Agora, no início de setembro, as flores amarelas já estão caindo todas. O plátano começou a florescer novamente no finalzinho de agosto.

 

Que interessante! Na frente do meu prédio tem um Plátano enorme e ele ainda não começou a brotejar. Na casa dos meus pais tem vários ipês amarelos, e eles igualmente ainda não tem flores. Salvo engano, os plátanos estão dentro do normal. Eles realmente "florescem" em setembro. Já os ipês costumam amarelar depois do dia 20 de agosto.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Na cidade, alguns ipês amarelos florescendo...

 

 

Abraços

 

O Ipê começou a florescer aqui na Granja Viana bem no início de agosto. Agora, no início de setembro, as flores amarelas já estão caindo todas. O plátano começou a florescer novamente no finalzinho de agosto.

 

Que interessante! Na frente do meu prédio tem um Plátano enorme e ele ainda não começou a brotejar. Na casa dos meus pais tem vários ipês amarelos, e eles igualmente ainda não tem flores. Salvo engano, os plátanos estão dentro do normal. Eles realmente "florescem" em setembro. Já os ipês costumam amarelar depois do dia 20 de agosto.

 

dependendo da espécie do plátano, pode ser mais exigente em termos de unidades de frio para quebrar a dormência, daí demora mais para iniciar a brotação.

 

Aqui em na RM Curitiba os Platanus acerifolia ainda estão pelados enquanto os Platanus occidentallis já iniciaram a brotação.

Tenho dois belos espécimes em frente a minha casa, um carvalho inglês (Quercus robur) que já está com algumas folhas e uma Maple japonesa (Acer palmatum) que ainda está peladinha!!

 

Os acer negundo são os mais exigentes, estão todos sem folhas por aqui. Como se trata de uma espécie extremamente exigente em frio para quebrar a dormência, demoram muito para rebrotar, por aqui normalmente isso acontece em novembro e não pelo frio mas pelo calor.

 

Acredito que nenhum lugar do Brasil consiga ter um somatório de unidades de frio suficiente para satisfazer a esta espécie que é nativa da faixa nordeste norte-americana!!

Share this post


Link to post
Share on other sites
Obrigado pelas explicações, Bettega!

 

No caso, como já disse anteriormente, o solo em que a plantei não é tão profundo como o recomendado, e é aí que o mora o meu maior medo, e acho que não daria certo eu replantar em local mais fundo. Vou deixar assim mesmo. No mais, está tudo certo, foi plantada em local onde o sol aparece pouco durante o dia, o local plantado é o mais úmido do gramado, tanto é que nessa parte a grama cresce mais que nos outros locais e o solo fica mais úmido também do que nos outros locais. Coloco água também todo dia no fim do dia também, só para molhar mesmo, sem encharcar. Quando o sol fica forte, eu coloco uma cadeira de madeira em cima, daí evito a insolação tensa. No mais, ela tá de boa, crescendo bacana e bonita por enquanto.

 

Vamos ver o que vira. :clapping:

 

Diego,

 

Não tente mudar a muda de lugar. São raros os casos de sucesso no transplante.

A araucaria angustifolia possui raiz profunda e pivotante. Sendo extremamente frágil, se a raiz tiver qualquer dano, a conífera não cresce mais, fica anã ou morre...

O solo tem pelo menos 2m de profundidade? Tem o que embaixo, pedras?

Share this post


Link to post
Share on other sites
Obrigado pelas explicações, Bettega!

 

No caso, como já disse anteriormente, o solo em que a plantei não é tão profundo como o recomendado, e é aí que o mora o meu maior medo, e acho que não daria certo eu replantar em local mais fundo. Vou deixar assim mesmo. No mais, está tudo certo, foi plantada em local onde o sol aparece pouco durante o dia, o local plantado é o mais úmido do gramado, tanto é que nessa parte a grama cresce mais que nos outros locais e o solo fica mais úmido também do que nos outros locais. Coloco água também todo dia no fim do dia também, só para molhar mesmo, sem encharcar. Quando o sol fica forte, eu coloco uma cadeira de madeira em cima, daí evito a insolação tensa. No mais, ela tá de boa, crescendo bacana e bonita por enquanto.

 

Vamos ver o que vira. :clapping:

 

Diego,

 

Não tente mudar a muda de lugar. São raros os casos de sucesso no transplante.

A araucaria angustifolia possui raiz profunda e pivotante. Sendo extremamente frágil, se a raiz tiver qualquer dano, a conífera não cresce mais, fica anã ou morre...

O solo tem pelo menos 2m de profundidade? Tem o que embaixo, pedras?

 

Então, no condomínio em que moro, o solo natural era só barrro/argila, daí a empresa que fez a terraplanagem veio com o cascalho. Nesse local que plantei, a empresa jogou terra preta para plantar a grama. Quando fui plantar a semente, cavei um pequeno buraco de no máximo uns 8 cm e retirei todas as pedras que tinham nele. Cobri com terra preta e pronto, nunca mais mechi, tinha até esquecido da semente. Depois de um mês mais ou menos vi que tinha nascido a bichinha lá. Creio que depois que termina a terra preta e começa o cascalho obviamente tenha muitas pedras, e a camada de terra preta é muito pouca, creio que deva ser coisa de uns 20 cm. Por isso meu medo. :russian:

Share this post


Link to post
Share on other sites

Diego,

Isso é problema, o teu solo é extremamente raso.

Bom, de qualquer modo deixe como está senão corre-se o risco de matar a muda. Pode ser que tenhamos uma surpresa, quem sabe.

 

Sugestão, prepare um outro local com solo bem profundo e terra bem adubada e plante outra muda no próximo ano.

 

Lembre-se, quanto mais profundo e livre de pedras for o solo melhor!

 

Abraços e boa sorte!

Share this post


Link to post
Share on other sites

Na cidade, alguns ipês amarelos florescendo...

 

 

Abraços

 

O Ipê começou a florescer aqui na Granja Viana bem no início de agosto. Agora, no início de setembro, as flores amarelas já estão caindo todas. O plátano começou a florescer novamente no finalzinho de agosto.

 

Que interessante! Na frente do meu prédio tem um Plátano enorme e ele ainda não começou a brotejar. Na casa dos meus pais tem vários ipês amarelos, e eles igualmente ainda não tem flores. Salvo engano, os plátanos estão dentro do normal. Eles realmente "florescem" em setembro. Já os ipês costumam amarelar depois do dia 20 de agosto.

 

Hj fui almoçar na casa dos meus pais e pude tirar algumas fotos dos Ipês Amarelos, assim como do Plátano que também tem na rua. Dos 3 Ipês, apenas uma ou duas flores em um deles. Os outros estão peladinhos, ainda. O Plátano está começando a brotar os verdinhos. Também tirei foto de duas estremosas. Estas ainda peladas. Penso que no máximo em 15 dias estarão todas floridas e verdejantes. A primavera se instalou de vez aqui.

 

Vejam:

 

Ipês

BTfmwN_IcAArqfc.jpg:large

BTfm0vnIYAA7_TD.jpg:large

 

Plátano (última árvore ao fundo)

BTfm4toIMAAYknD.jpg:large

 

Estremosa

BTfm9YJIMAI5-nm.jpg:large

 

Partiu Gramado! fui!

Share this post


Link to post
Share on other sites

Bom dia amigos, alguém sabe que tipo de cogumelo é este, nasceu em cima da lona que fica em cima de uma mesa de madeira, seguem algumas fotos.

 

IMG_3564_zps9074e203.jpg

 

IMG_3565_zpsdf68a25b.jpg

 

IMG_3566_zps15f190b2.jpg

 

IMG_3567_zps54a80cd5.jpg

 

IMG_3569_zpsd8d1af9b.jpg

 

IMG_3572_zpsfade4059.jpg

 

IMG_3571_zpsc26dcc06.jpg

Share this post


Link to post
Share on other sites
Diego,

Isso é problema, o teu solo é extremamente raso.

Bom, de qualquer modo deixe como está senão corre-se o risco de matar a muda. Pode ser que tenhamos uma surpresa, quem sabe.

 

Sugestão, prepare um outro local com solo bem profundo e terra bem adubada e plante outra muda no próximo ano.

 

Lembre-se, quanto mais profundo e livre de pedras for o solo melhor!

 

Abraços e boa sorte!

 

Valew, Bettega!

 

Só pra ficar claro, não foi muda que plantei neste caso, foi a semente mesmo! Mas beleza, caso essa minha araucária morra, tentarei fazer o teste que me disse com outra semente.

 

Obrigado por enquanto! :clapping:

Share this post


Link to post
Share on other sites
Diego,

Isso é problema, o teu solo é extremamente raso.

Bom, de qualquer modo deixe como está senão corre-se o risco de matar a muda. Pode ser que tenhamos uma surpresa, quem sabe.

 

Sugestão, prepare um outro local com solo bem profundo e terra bem adubada e plante outra muda no próximo ano.

 

Lembre-se, quanto mais profundo e livre de pedras for o solo melhor!

 

Abraços e boa sorte!

 

Valew, Bettega!

 

Só pra ficar claro, não foi muda que plantei neste caso, foi a semente mesmo! Mas beleza, caso essa minha araucária morra, tentarei fazer o teste que me disse com outra semente.

 

Obrigado por enquanto! :clapping:

 

independente se foi semente ou muda, morrer ela não vai, só terá dificuldades em se desenvolver, devido ao solo pedregoso.

 

Abraços

Share this post


Link to post
Share on other sites

Chuvas pode ter prejudicado bananais em Santa Catarina

 

Banana

 

Graças ao clima quente e úmido em regiões do estado , Santa Catarina tem 29mil hectares de área produtora de bananas...

 

Nas áreas mais baixas, vários bananais catarinenses foram alagados, o alagamento de modo geral não deverá ocasionar quedas na produção. Mas nas áreas de morro é comum o tombamento de plantas devido ao encharcamento do solo.

 

0,,1165580,00.jpg

Share this post


Link to post
Share on other sites

Santa Catarina produz 660 mil ton de bananas por ano, que estão plantadas em cerca 30 mil hectares de terra, e é o 3º produtor da fruta no Pais e 1º em exportacao e responde por 65% da exportacao nacional. O Litoral Norte do Estado produz 70% do total estadual e e responsavel por toda a exportacao.

 

Minha pergunta é como pode um estado que tem um inverno climatico tão longo pode produzir tal fruta e em grande quantidade..??

 

Outra , se o inverno atrasar, a safra da nanica deverá se extender pelo mès de maio inteiro o que não é normal..

 

:roll:

Share this post


Link to post
Share on other sites
Santa Catarina produz 660 mil ton de bananas por ano, que estão plantadas em cerca 30 mil hectares de terra, e é o 3º produtor da fruta no Pais e 1º em exportacao e responde por 65% da exportacao nacional. O Litoral Norte do Estado produz 70% do total estadual e e responsavel por toda a exportacao.

 

Minha pergunta é como pode um estado que tem um inverno climatico tão longo pode produzir tal fruta e em grande quantidade..??

 

Outra , se o inverno atrasar, a safra da nanica deverá se extender pelo mès de maio inteiro o que não é normal..

 

:roll:

 

Carlos,esta região é a menos fria do estado. Todo o litoral catarinense produz bananas, mas a maior concentração fica entre o Vale do Itajaí, Vale do Itapocú (o maior produtor) e região de Garuva.

 

Geadas são esporádicas e acontecem de forma fraca geralmente, exceções feitas em alguns ano, como este 2013, que queimou bastante bananais e algumas pencas da fruta (muitos protegem a penca das frutas com sacos para evitar pragas e problemas quanto ao clima).

 

A medida que vai se indo mais ao sul do litoral do estado de SC, as plantações vão saindo da planície e vão indo para os morros, onde a geada é praticamente incerta. Até o litoral norte do RS tem bananais, sobretudo em morros!

 

Abraços

Share this post


Link to post
Share on other sites

Valeu Soares, realmente é interessante termos estados da região sul do Brasil onde o clima é mais frio ter produção de bananas..penso que muita gente deve desconhecer isso...

Share this post


Link to post
Share on other sites

Sim, Diego! Torres tem banana! Mas é bem como vc disse, os bananais ficam nas encostas dos morros. A banana, até onde eu sei (não sou agrônomo nem nada) não morre com geada, ela apenas torra e volta a ficar verde no verão. Conheço uma casa em Gramado que tem uma bananeira. A bixinha fica marrom por 6 meses do ano! Mas no verão até que dá umas bananinhas! Ela não morre no inverno.

Share this post


Link to post
Share on other sites
Valeu Soares, realmente é interessante termos estados da região sul do Brasil onde o clima é mais frio ter produção de bananas..penso que muita gente deve desconhecer isso...

O Brasil é um país onde se plantar, colherá!

 

Macieiras no Ceará:

 

O Ceará comemora a primeira safra

de maçã. O que parecia impossível

virou realidade. A maçã está sendo

cultivada no semi-árido nordestino.

Destaque agora para a produção de

Tianguá, Aracati e Limoeiro do

Norte. A constatação desse feito

aconteceu, semana passada, no I

Dia de Campo sobre a Cultura da

Macieira no Ceará, realizado na

Fazenda Sem Fronteiras, em

Tianguá. O Dia de Campo faz parte

do Projeto de Culturas de Clima

Temperado, que objetiva avaliar o

desempenho agronômico de

culturas como macieira, pereira e

caquizeiro no Estado. A experiencia

está acontecendo em oito fazendas

localizadas nos perimetros

irrigados do Ceará.

Share this post


Link to post
Share on other sites
Sim, Diego! Torres tem banana! Mas é bem como vc disse, os bananais ficam nas encostas dos morros. A banana, até onde eu sei (não sou agrônomo nem nada) não morre com geada, ela apenas torra e volta a ficar verde no verão. Conheço uma casa em Gramado que tem uma bananeira. A bixinha fica marrom por 6 meses do ano! Mas no verão até que dá umas bananinhas! Ela não morre no inverno.

 

 

Aqui em casa eu tenho , e é bem isso mesmo , ela fica marrom mais depiois solta folhas novas e fica verdinha denovo

Share this post


Link to post
Share on other sites

 

Aqui em casa eu tenho , e é bem isso mesmo , ela fica marrom mais depiois solta folhas novas e fica verdinha denovo

Idem, aki!

(não, em cs, mas na região: um pé lá... Outro acolá... Da pra contar nos dedos onde tem bananeiras, tão poucas existem...)

No momento estão todas de pijama marrom...

Share this post


Link to post
Share on other sites
Sim, Diego! Torres tem banana! Mas é bem como vc disse, os bananais ficam nas encostas dos morros. A banana, até onde eu sei (não sou agrônomo nem nada) não morre com geada, ela apenas torra e volta a ficar verde no verão. Conheço uma casa em Gramado que tem uma bananeira. A bixinha fica marrom por 6 meses do ano! Mas no verão até que dá umas bananinhas! Ela não morre no inverno.

 

 

Aqui em casa eu tenho , e é bem isso mesmo , ela fica marrom mais depiois solta folhas novas e fica verdinha denovo

 

Tá explicado o motivo da bananeira que fica no terreno ao lado de casa não ter morrido no rigoroso inverno de 2011 e nem no inverno deste ano. Em meio às folhas mortas, durante o verão surgem folhas novinhas e assim ela continua firme e forte.

 

Tirei essa imagem da internet, mas é mais ou menos assim que estava a bananeira que me incomodava... mais da metade dela foi cortada nesta semana, pelo novo proprietário do terreno:

 

 

7833452830_ccca569ab1_z.jpg

 

 

Ele só não arrancou totalmente porque parte dela fica em um outro terreno, nos fundos de uma casa semi-abandonada. :negative:

Share this post


Link to post
Share on other sites

CAFÉ/CEPEA: Primeiras floradas da safra 14/15 começam a abrir

 

Charles Days; Sem google.....Atriz de Floradas na Serra?

 

Nem um temporalzinho até agora....

 

Com o aquecimento global previsto em 1990 já era para ter vastos cafezais nos pampas porém, a safra de soja apresentou uma curiosidade o início da colheita em Santa Rosa RS coincidiu com o início da colheita de soja no Maranhão [mesmo dia].

A curiosidade é que Santa Rosa é a pioneira no plantio de soja no Brazil em compensação Maranhão é a última fronteira agrícola deste cultivar.

A curiosidade suprema o sotaque de ambos agricultores era o mesmo.

Será que os maranhenses estão plantando soja no RS.

 

É....tem que inventar assunto....até começar pelo menos a chover.

 

Parece que a história dos pinguins no Leblon....ainda não decolou....

 

As primeiras floradas referentes à safra 2014/15 já começam a abrir nas principais regiões produtoras de café robusta e arábica. Com a colheita da temporada 2013/14 praticamente encerrada, agentes voltam suas atenções ao desenvolvimento das flores nas lavouras de robusta e à abertura de novas floradas nas de arábica. No geral, as expectativas iniciais de colaboradores do Cepea são de uma nova safra abundante, mas o clima e os cuidados no campo ainda serão determinantes. No mercado físico, as cotações estão caindo. Entre 18 e 25 de novembro, o Indicador CEPEA/ESALQ do tipo 6, bebida dura para melhor, posto na capital paulista, recuou 0,57%, fechando a R$ 266,63/saca de 60 kg na quarta-feira, 25. Quanto ao mercado de robusta, os preços também têm recuado e a liquidez é baixa. O Indicador CEPEA/ESALQ do tipo 6 peneira 13 acima fechou a R$ 232,00/saca de 60 kg na quarta-feira, 24, queda de 0,57% em relação à quarta anterior – a retirar no Espírito Santo.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Quando estive na serra gaúcha, vi diversas bananeiras na subida da serra, entre Morro Reuter

e Nova Petrópolis. Mas acho que se o frio for persistente demais elas não resistem. Garanto que

já deve ter tido gente plantando bananeira em São Joaquim, mas elas morreram completamente

durante o inverno (não somente as folhas como na foto).

 

Voltando ao tema do tópico, faz 22 graus agora com muito sol. Cara de mínima-sub10 amanhã!

Share this post


Link to post
Share on other sites
.....Aqui em casa eu tenho , e é bem isso mesmo , ela fica marrom mais depiois solta folhas novas e fica verdinha denovo

 

E as oliveiras de MDF???

 

Vocês extraem azeite, certo?

 

Pergunta quase tola.....as azeitonas são plantadas em MDF?

 

Quase piada mas é sério.

 

Wiliam, pergunta off.

 

Quando vc e tua namorada [vascaína] vão conseguir assistir um Palmeiras x Vasco na série A se quando um sobe outro desce.... :mosking:

Share this post


Link to post
Share on other sites

Já q vim parar neste tópico:

Na Mesopotâmia argentina, cultivam diversas variedades de bananas!

 

Abraços!

Edited by Guest

Share this post


Link to post
Share on other sites
Já q bom parar neste tópico:

Na Mesopotâmia argentina, cultivam diversas variedades de bananas!

 

Abraços!

 

Existem diversas espécies de bananeiras.

Já vi fotos de bananeiras em Milão, no Reino Unido e no Himalaia.

 

Aqui em SJP existem alguns poucos pés, porém em todos os invernos elas ficam totalmente torradas e as maiores voltam no verão, como o Bruno relatou. Os pés menores normalmente morrem.

A bananeira é relativamente resistente ao frio, porém se o frio for contínuo e com várias horas de temperaturas subzero, será determinante para a morte da planta.

Ao meu ver, esta condição somente poderá ser atingida planamente no planalto catarinense e campos de cima da serra.

Outra curiosidade, o vento constante a 5ºC ou menos é extremamente prejudicial e fatal às bananeiras. Um dos motivos pelos quais são plantadas em coxilhas protegidas na região sul do Brasil.

Share this post


Link to post
Share on other sites
Valeu Soares, realmente é interessante termos estados da região sul do Brasil onde o clima é mais frio ter produção de bananas..penso que muita gente deve desconhecer isso...

Tem uma cidade chamada Jacinto Machado, no extremo sul de SC, já quase na fronteira com o RS, cujo município é grande produtor de bananas.

 

Fui ficar sabendo que o sul produzia bananas quando fui morar em Tubarão-SC.

Tubarão não é produtora mas, na época da safra, via vários caminhões carregados de banana na BR-101, indo para norte.

Parecia que eu estava no vale do Ribeira, em SP. :mosking:

Share this post


Link to post
Share on other sites
Valeu Soares, realmente é interessante termos estados da região sul do Brasil onde o clima é mais frio ter produção de bananas..penso que muita gente deve desconhecer isso...

 

Carlão, o pessoal acha que aqui é frio o ano todo. O Bruno sabe bem disso, quando o pessoal chega em Porto Alegre no verão e se depara com 35ºC..o litoral catarinense (interior do litoral, longe do mar) e o Vale do Itajaí como o sul de SC são muito quentes no verão! E o Vale do Itajaí, Vale do Itapocú e norte catarinense tem o agravante de ser úmido também.

  • Like 1

Share this post


Link to post
Share on other sites
Já q vim parar neste tópico:

Na Mesopotâmia argentina, cultivam diversas variedades de bananas!

 

Abraços!

 

Existem diversas espécies de bananeiras.

Já vi fotos de bananeiras em Milão, no Reino Unido e no Himalaia.

 

Aqui em SJP existem alguns poucos pés, porém em todos os invernos elas ficam totalmente torradas e as maiores voltam no verão, como o Bruno relatou. Os pés menores normalmente morrem.

A bananeira é relativamente resistente ao frio, porém se o frio for contínuo e com várias horas de temperaturas subzero, será determinante para a morte da planta.

Ao meu ver, esta condição somente poderá ser atingida planamente no planalto catarinense e campos de cima da serra.

Outra curiosidade, o vento constante a 5ºC ou menos é extremamente prejudicial e fatal às bananeiras. Um dos motivos pelos quais são plantadas em coxilhas protegidas na região sul do Brasil.

Sim!

Sobre tua última observação, já constatei q qdo o vento é mto frio as folhas das bananeiras preteiam msmo qdo não ocorre a negativaçao térmica!

 

Abraço

Share this post


Link to post
Share on other sites
Valeu Soares, realmente é interessante termos estados da região sul do Brasil onde o clima é mais frio ter produção de bananas..penso que muita gente deve desconhecer isso...

 

Carlão, o pessoal acha que aqui é frio o ano todo. O Bruno sabe bem disso, quando o pessoal chega em Porto Alegre no verão e se depara com 35ºC..o litoral catarinense (interior do litoral, longe do mar) e o Vale do Itajaí como o sul de SC são muito quentes no verão! E o Vale do Itajaí, Vale do Itapocú e norte catarinense tem o agravante de ser úmido também.

Tubarão, onde morei, e Criciúma são um "forno" no verão.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Exato...qdo se fala e SC aqui em SP..as pessoas dizem, lá faz muito frio e desconhecem mesmo o potencial do verão...sem falar do inferno que fica em Porto Alegre princicipalmente em Jan/Fev....acho que não ficaria sem ar-condicionado de jeito nenhum..

Share this post


Link to post
Share on other sites

Canso de chegar de avião em POA e ver gente de fora pegando casaco na bolsa para poder descer da aeronave. Isso tudo em qualquer época do ano.

 

Sobre o verão de POA, ele está na média de mais de 50% do território do RS.

Share this post


Link to post
Share on other sites

O brasileiro médio desconhece o clima (Para não dizer o resto) de boa parte do país (Onde não tenha estado).

 

No meu tempo, a gente tinha noções básicas nas aulas de Geografia do Brasil.

 

Certa vez, numa empresa em que trabalhei, aqui em Sampa, comentei que Porto Alegre e outras cidades da Campanha Gaúcha tinham dias quase tão quentes como o Rio, no verão.

Vocês precisavam ver as expressões de incredulidade do pessoal... :laugh:

Parecia que eu tinha contado a maior mentira do mundo. :laugh:

 

Até que chegou um colega, que conhecia bem o sul, e confirmou tudo que eu disse.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Pessoal, visitei a Estância Guatambu em Dom Pedrito nesse fim-de-semana. Descobri que a família mantém uma Davis online desde 2004 na fazenda. Ela é completíssima e reporta dados para o site da fazenda, aqui: http://www.estanciaguatambu.com.br/php/tempo.php. Algumas fotos:

 

BWBK_TcIcAEZNrD.jpg:large

BWBLTKDIIAAj1Q8.jpg:large

BWBLNu5IUAAmqgO.jpg:large

 

Para quem um dia pretende fazer turismo pela Campanha visitando Rivera, seus casinos e freeshops, a vinícola deles está há apenas 70 km (40 min de carro) de lá, e oferece cursos, visitação e uma bela infra-estrutura. O vinho ainda está em desenvolvimento. Tem muito a melhorar, mas pela dedicação das filhas do Valter Potter (Presidente do Grupo), que cuidam da parte da Vinícola, acho que pode dar resultado bastante satisfatório. Algumas fotos:

 

Os proprietários

040913093535.jpg

040913101721.jpg

 

A infraestrutura

130813150427.jpg

130813150647.jpg

130813151745.jpg

040913093306.jpg

040913102758.jpg

040913102635.jpg

040913102744.jpg

Share this post


Link to post
Share on other sites

O premiado (e barato) vinho Toro Loco ataca novamente

 

Novo rótulo da marca espanhola começa a ser vendida por aqui

 

São Paulo - Lembra do Toro Loco, o vinho tempranillo espanhol vendido a 3,59 libras na Inglaterra que ganhou medalha de prata na tradicional International Wine & Spirits Competition?

 

Com a conquista, a loja virtual de vinhos wine.com.br decidiu comprar toda a produção – 300 mil garrafas – para revender por aqui. O sucesso foi estrondoso. Agora é a vez do novo vinho da marca desembarcar por aqui: o Toro Loco Crianza 2010.

 

A classificação Crianza faz referência ao tempo de amadurecimento do vinho. A bebida passa por 12 meses na vinícola, sendo seis meses em barricas de carvalho e outros seis armazenado em garrafas.

 

O Toro Loco Crianza é produzido pela Bodegas Coviñas em Utiel-Requena, região espanhol com clima mediterrâneo e altitude que varia de 600 a 900 metros acima do nível do mar. O vinho, que sai por 35 reais, já pode ser reservado pelo site.

 

Mas corra. A julgar pelo sucesso do ano passado, as mais de 28 mil garrafas importadas pela loja podem não durar muito.

 

Abril

 

Estou curioso qto a este vinho...mas que preço , heim..!!

Share this post


Link to post
Share on other sites

Create an account or sign in to comment

You need to be a member in order to leave a comment

Create an account

Sign up for a new account in our community. It's easy!

Register a new account

Sign in

Already have an account? Sign in here.

Sign In Now
Sign in to follow this  

×

Important Information

By using this site, you agree to our Guidelines.