Jump to content
Brasil Abaixo de Zero
Sign in to follow this  
Rafael Angelo

Vegetação, Botânica e Jardinagem

Recommended Posts

Diego Costa disse:

Gostaria de saber o que eu devo ficar fazendo pra que ela permaneça crescendo de forma saudável. Sei que o fator solo e clima não irá ajudar muito, mas pelo fato de já existir uma Araucária adulta na cidade (acho que a única), resolvi investir também! Ehehehe!

 

Olá Diego!

Duas dicas:

 

1) Evitar a insolação excessiva. O sol forte não faz bem as araucárias novas, lembre-se que eles nascem no meio de bosques fechados. Aqui no sul se costuma usar um anteparo ao norte da planta para sombreá-la nos momentos de sol forte. Porém, na sua latitude, o truque provavelmente não funcionará. Terá que ser criativo para resolver o problema, talvez um sombrite.

 

2) Evitar o pisoteio de pessoas e animais.

 

Torcendo pelo crescimento da pequeninha!

Share this post


Link to post
Share on other sites

minhas espécies favoritas brasileiras não necessariamente nesta ordem

árvores: palmeiras e arvores floriferas lenhosas ornamentais e pouco difundidas e também frutiferas:

-Ipê todas as cores

-Araucaria

-manacá da serra *

-quaresmeira*

-juçara (ornamental)

-jerivá

-CACTUS

 

Palmeiras , lenhosas e frutiferas,floríferas exóticas (gringas)

-cerejeira

-cica

-Phoenix

-Pata de elefante

-resedá

-Pinus

-Eucalipto

-CACTUS

 

 

 

possuo quase todas as espécies que citei, menos araucaria pinus eucalipto etc..

*tenho um manacá da serra de 4 anos , mas nunca imaginei qual a diferença de manacas e quaresmeiras..sei que ambos possuem caule favoravel a cupins ,os galhos são favoraveis a queda porem apenas os galhos doentes,meu manaca floresceu agora em julho e agosto e ja tem algumas sementes, e as quaresmeiras taparam de roxo as montanhas entre maio e junho.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Olá, Rafael!

 

Poxa, obrigado pelas dicas! Graças a ajuda de vocês a minha menina está crescendo bem! E é bem isso mesmo, Rafael! Das 3 sementes que plantei, a única que nasceu foi justamente a que ficou o tempo todo na sombra, numa parte em que o gramado fica úmido o dia todo, não deu outra! Ehehehe!

 

Olhem como ela já cresceu, pessoal! :D

 

20130829_153210.jpg

Share this post


Link to post
Share on other sites

Gostaria de saber o que eu devo ficar fazendo pra que ela permaneça crescendo de forma saudável. Sei que o fator solo e clima não irá ajudar muito, mas pelo fato de já existir uma Araucária adulta na cidade (acho que a única), resolvi investir também! Ehehehe!

 

Olá Diego!

Duas dicas:

 

1) Evitar a insolação excessiva. O sol forte não faz bem as araucárias novas, lembre-se que eles nascem no meio de bosques fechados. Aqui no sul se costuma usar um anteparo ao norte da planta para sombreá-la nos momentos de sol forte. Porém, na sua latitude, o truque provavelmente não funcionará. Terá que ser criativo para resolver o problema, talvez um sombrite.

 

2) Evitar o pisoteio de pessoas e animais.

 

Torcendo pelo crescimento da pequeninha!

 

Uma dúvida: se a araucária angustifolia é uma planta pioneira, colonizadora primária de áreas de campo, e depois acaba perdendo a guerra da sucessão ecológica exatamente por causa do sombreamento excessivo causado por outras árvores, então por que ela teme o sol quando nova?

Share this post


Link to post
Share on other sites
primavera em pleno vigor.

 

dia com vento e tudo que se tem direito em Porto Alegre.

Na terça-feira da semana passada foi o primeiro canto de quero-quero que ouvi depois do miolo do inverno. Agora a pouco tinha um aqui perto de casa cantando. Confesso que esse canto é muito animador, traz uma sensação de alegria e vitalidade. Esse é o melhor lado da primavera, pessoalmente falando.

 

Hoje o dia foi relativamente frio, mas nada de mais. Máxima de 18,1° à meia-noite e sem passar dos 17,2° às 15:30. Agora caio rápido e tenho 13,9° com 68%. Vento S a 8,1 km/h. Mais uma mínima de um dígito amanhã. Frio tipicamente setembrino.

 

Abraços primaveris!

Share this post


Link to post
Share on other sites
primavera em pleno vigor.

 

dia com vento e tudo que se tem direito em Porto Alegre.

Na terça-feira da semana passada foi o primeiro canto de quero-quero que ouvi depois do miolo do inverno. Agora a pouco tinha um aqui perto de casa cantando. Confesso que esse canto é muito animador, traz uma sensação de alegria e vitalidade. Esse é o melhor lado da primavera, pessoalmente falando.

 

Hoje o dia foi relativamente frio, mas nada de mais. Máxima de 18,1° à meia-noite e sem passar dos 17,2° às 15:30. Agora caio rápido e tenho 13,9° com 68%. Vento S a 8,1 km/h. Mais uma mínima de um dígito amanhã. Frio tipicamente setembrino.

 

Abraços primaveris!

 

Boa noite!

 

É a Primavera "dando as caras" aqui em Curitiba também.

 

Pela manhã, os sabiás já cantam faceiros desde às 05:30 da manhã...

 

Na cidade, alguns ipês amarelos florescendo...

 

De tarde, temperaturas acima dos 20ºC...

 

E, agora de noite, pancadas de chuva e trovoadas!

 

No momento, 15ºC.

 

Abraços

Share this post


Link to post
Share on other sites

Na cidade, alguns ipês amarelos florescendo...

 

 

Abraços

 

O Ipê começou a florescer aqui na Granja Viana bem no início de agosto. Agora, no início de setembro, as flores amarelas já estão caindo todas. O plátano começou a florescer novamente no finalzinho de agosto.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Gostaria de saber o que eu devo ficar fazendo pra que ela permaneça crescendo de forma saudável. Sei que o fator solo e clima não irá ajudar muito, mas pelo fato de já existir uma Araucária adulta na cidade (acho que a única), resolvi investir também! Ehehehe!

 

Olá Diego!

Duas dicas:

 

1) Evitar a insolação excessiva. O sol forte não faz bem as araucárias novas, lembre-se que eles nascem no meio de bosques fechados. Aqui no sul se costuma usar um anteparo ao norte da planta para sombreá-la nos momentos de sol forte. Porém, na sua latitude, o truque provavelmente não funcionará. Terá que ser criativo para resolver o problema, talvez um sombrite.

 

2) Evitar o pisoteio de pessoas e animais.

 

Torcendo pelo crescimento da pequeninha!

 

Uma dúvida: se a araucária angustifolia é uma planta pioneira, colonizadora primária de áreas de campo, e depois acaba perdendo a guerra da sucessão ecológica exatamente por causa do sombreamento excessivo causado por outras árvores, então por que ela teme o sol quando nova?

 

Luciano,

 

Não há contraindicação em deixar a pequena muda sob o sol, na verdade o sol estimula o crescimento desta conífera, tanto em altura quanto em volume do tronco.

Em ambiente natural a pequena cresce em meio ao bosque e à meia luz, o que retarda o crescimento, porém como esta espécie é altamente heliotropista ela acaba ganhando a guerra na busca ao sol, formando um telhado verde na floresta ombrófila mista.

Share this post


Link to post
Share on other sites
Olá, Rafael!

 

Poxa, obrigado pelas dicas! Graças a ajuda de vocês a minha menina está crescendo bem! E é bem isso mesmo, Rafael! Das 3 sementes que plantei, a única que nasceu foi justamente a que ficou o tempo todo na sombra, numa parte em que o gramado fica úmido o dia todo, não deu outra! Ehehehe!

 

Olhem como ela já cresceu, pessoal! :D

 

20130829_153210.jpg

 

Diego,

 

A indicação do sol pleno no sul do Brasil não se aplica no teu caso, devido à inclinação média dos raios solares ao longo do ano.

 

Conforme orientação do colega Rafael, o sombrite ajudará bastante a controlar a quantidade de radiação recebida pela planta.

 

Ademais, fora o descanso hibernal, a araucária necessita de solo bastante profundo e com pluviosidade média (de 1500 a 2.000mm/ano) e bem distribuída ao longo do ano para se desenvolver bem.

 

No teu caso como o inverno praticamente inexiste, com a presença de período seco, tu vais ter controlar a umidade, plantando a muda em local úmido e na época de seca, sempre molhando bem o solo no final do dia. O importante é que o solo permaneça úmido SEMPRE, só cuidado para não encharcar.

 

Apesar da boa tolerância ao calor equatorial, infelizmente as altas temperaturas trarão consequências ao desenvolvimento, por este motivo é importante plantá-la em um local que seja o mais fresco possível e com certo sombreamento.

 

O solo deve ser de preferência rico em matéria orgânica, com boa atividade biológica e ricos em nitrogênio e fósforo.

 

É evidente que os cuidados acima não farão com que a tua árvore fique igual a um espécime sulista, porém vai reduzir a possibilidade da muda morrer precocemente e do desenvolvimento da mesma acontecer de forma mais saudável.

 

Abraços e boa sorte!!

Share this post


Link to post
Share on other sites
Uma dúvida: se a araucária angustifolia é uma planta pioneira, colonizadora primária de áreas de campo, e depois acaba perdendo a guerra da sucessão ecológica exatamente por causa do sombreamento excessivo causado por outras árvores, então por que ela teme o sol quando nova?

 

Luciano, tua dúvida mui pertinente me deixou inquieto.

Li alguns artigos que mostram que a araucária se desenvolve tanto ao sol quanto à sombra, porém de modo diferenciado.

Recomendo a leitura:

http://www.lume.ufrgs.br/bitstream/handle/10183/26170/000757315.pdf?sequence=1

http://www.scielo.br/pdf/hoehnea/v34n2/v34n2a02.pdf

 

Começo a pensar que o problema de deixá-la ao sol não é o excesso de luz. E sim o de perda da umidade do solo, concordando com o que Giulliano escreveu acima.

 

Quanto a classificar como planta pioneira não há consenso entre os pesquisadores. Recentemte vem sendo considerada como espécie série. Neste ponto recomendo a leitura do tópico 9.2 ECOLOGIA DAS ARAUCÁRIAS desta excelente dissertação de mestrado. http://dspace.c3sl.ufpr.br/dspace/bitstream/handle/1884/20951/dissertacao-mestrado-phauck-final.pdf?sequence=1

Share this post


Link to post
Share on other sites
Uma dúvida: se a araucária angustifolia é uma planta pioneira, colonizadora primária de áreas de campo, e depois acaba perdendo a guerra da sucessão ecológica exatamente por causa do sombreamento excessivo causado por outras árvores, então por que ela teme o sol quando nova?

 

Luciano, tua dúvida mui pertinente me deixou inquieto.

Li alguns artigos que mostram que a araucária se desenvolve tanto ao sol quanto à sombra, porém de modo diferenciado.

Recomendo a leitura:

http://www.lume.ufrgs.br/bitstream/handle/10183/26170/000757315.pdf?sequence=1

http://www.scielo.br/pdf/hoehnea/v34n2/v34n2a02.pdf

 

Começo a pensar que o problema de deixá-la ao sol não é o excesso de luz. E sim o de perda da umidade do solo, concordando com o que Giulliano escreveu acima.

 

Quanto a classificar como planta pioneira não há consenso entre os pesquisadores. Recentemte vem sendo considerada como espécie série. Neste ponto recomendo a leitura do tópico 9.2 ECOLOGIA DAS ARAUCÁRIAS desta excelente dissertação de mestrado. http://dspace.c3sl.ufpr.br/dspace/bitstream/handle/1884/20951/dissertacao-mestrado-phauck-final.pdf?sequence=1

 

O que ser uma "espécie série"?

Share this post


Link to post
Share on other sites

Obrigado pelas explicações, Bettega!

 

No caso, como já disse anteriormente, o solo em que a plantei não é tão profundo como o recomendado, e é aí que o mora o meu maior medo, e acho que não daria certo eu replantar em local mais fundo. Vou deixar assim mesmo. No mais, está tudo certo, foi plantada em local onde o sol aparece pouco durante o dia, o local plantado é o mais úmido do gramado, tanto é que nessa parte a grama cresce mais que nos outros locais e o solo fica mais úmido também do que nos outros locais. Coloco água também todo dia no fim do dia também, só para molhar mesmo, sem encharcar. Quando o sol fica forte, eu coloco uma cadeira de madeira em cima, daí evito a insolação tensa. No mais, ela tá de boa, crescendo bacana e bonita por enquanto.

 

Vamos ver o que vira. :clapping:

Share this post


Link to post
Share on other sites

Salve a todos!

Muito legal este tópico. Eu apenas acho que, quando voltar a Curitiba, não terei um quintal grande o suficiente pra fincar uma araucária, e terei que apelar pra outra conífera nativa, o Podocarpus lambertii.

Abraços apelantes!

Share this post


Link to post
Share on other sites

Na cidade, alguns ipês amarelos florescendo...

 

 

Abraços

 

O Ipê começou a florescer aqui na Granja Viana bem no início de agosto. Agora, no início de setembro, as flores amarelas já estão caindo todas. O plátano começou a florescer novamente no finalzinho de agosto.

 

Que interessante! Na frente do meu prédio tem um Plátano enorme e ele ainda não começou a brotejar. Na casa dos meus pais tem vários ipês amarelos, e eles igualmente ainda não tem flores. Salvo engano, os plátanos estão dentro do normal. Eles realmente "florescem" em setembro. Já os ipês costumam amarelar depois do dia 20 de agosto.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Na cidade, alguns ipês amarelos florescendo...

 

 

Abraços

 

O Ipê começou a florescer aqui na Granja Viana bem no início de agosto. Agora, no início de setembro, as flores amarelas já estão caindo todas. O plátano começou a florescer novamente no finalzinho de agosto.

 

Que interessante! Na frente do meu prédio tem um Plátano enorme e ele ainda não começou a brotejar. Na casa dos meus pais tem vários ipês amarelos, e eles igualmente ainda não tem flores. Salvo engano, os plátanos estão dentro do normal. Eles realmente "florescem" em setembro. Já os ipês costumam amarelar depois do dia 20 de agosto.

 

dependendo da espécie do plátano, pode ser mais exigente em termos de unidades de frio para quebrar a dormência, daí demora mais para iniciar a brotação.

 

Aqui em na RM Curitiba os Platanus acerifolia ainda estão pelados enquanto os Platanus occidentallis já iniciaram a brotação.

Tenho dois belos espécimes em frente a minha casa, um carvalho inglês (Quercus robur) que já está com algumas folhas e uma Maple japonesa (Acer palmatum) que ainda está peladinha!!

 

Os acer negundo são os mais exigentes, estão todos sem folhas por aqui. Como se trata de uma espécie extremamente exigente em frio para quebrar a dormência, demoram muito para rebrotar, por aqui normalmente isso acontece em novembro e não pelo frio mas pelo calor.

 

Acredito que nenhum lugar do Brasil consiga ter um somatório de unidades de frio suficiente para satisfazer a esta espécie que é nativa da faixa nordeste norte-americana!!

Share this post


Link to post
Share on other sites
Obrigado pelas explicações, Bettega!

 

No caso, como já disse anteriormente, o solo em que a plantei não é tão profundo como o recomendado, e é aí que o mora o meu maior medo, e acho que não daria certo eu replantar em local mais fundo. Vou deixar assim mesmo. No mais, está tudo certo, foi plantada em local onde o sol aparece pouco durante o dia, o local plantado é o mais úmido do gramado, tanto é que nessa parte a grama cresce mais que nos outros locais e o solo fica mais úmido também do que nos outros locais. Coloco água também todo dia no fim do dia também, só para molhar mesmo, sem encharcar. Quando o sol fica forte, eu coloco uma cadeira de madeira em cima, daí evito a insolação tensa. No mais, ela tá de boa, crescendo bacana e bonita por enquanto.

 

Vamos ver o que vira. :clapping:

 

Diego,

 

Não tente mudar a muda de lugar. São raros os casos de sucesso no transplante.

A araucaria angustifolia possui raiz profunda e pivotante. Sendo extremamente frágil, se a raiz tiver qualquer dano, a conífera não cresce mais, fica anã ou morre...

O solo tem pelo menos 2m de profundidade? Tem o que embaixo, pedras?

Share this post


Link to post
Share on other sites
Obrigado pelas explicações, Bettega!

 

No caso, como já disse anteriormente, o solo em que a plantei não é tão profundo como o recomendado, e é aí que o mora o meu maior medo, e acho que não daria certo eu replantar em local mais fundo. Vou deixar assim mesmo. No mais, está tudo certo, foi plantada em local onde o sol aparece pouco durante o dia, o local plantado é o mais úmido do gramado, tanto é que nessa parte a grama cresce mais que nos outros locais e o solo fica mais úmido também do que nos outros locais. Coloco água também todo dia no fim do dia também, só para molhar mesmo, sem encharcar. Quando o sol fica forte, eu coloco uma cadeira de madeira em cima, daí evito a insolação tensa. No mais, ela tá de boa, crescendo bacana e bonita por enquanto.

 

Vamos ver o que vira. :clapping:

 

Diego,

 

Não tente mudar a muda de lugar. São raros os casos de sucesso no transplante.

A araucaria angustifolia possui raiz profunda e pivotante. Sendo extremamente frágil, se a raiz tiver qualquer dano, a conífera não cresce mais, fica anã ou morre...

O solo tem pelo menos 2m de profundidade? Tem o que embaixo, pedras?

 

Então, no condomínio em que moro, o solo natural era só barrro/argila, daí a empresa que fez a terraplanagem veio com o cascalho. Nesse local que plantei, a empresa jogou terra preta para plantar a grama. Quando fui plantar a semente, cavei um pequeno buraco de no máximo uns 8 cm e retirei todas as pedras que tinham nele. Cobri com terra preta e pronto, nunca mais mechi, tinha até esquecido da semente. Depois de um mês mais ou menos vi que tinha nascido a bichinha lá. Creio que depois que termina a terra preta e começa o cascalho obviamente tenha muitas pedras, e a camada de terra preta é muito pouca, creio que deva ser coisa de uns 20 cm. Por isso meu medo. :russian:

Share this post


Link to post
Share on other sites

Diego,

Isso é problema, o teu solo é extremamente raso.

Bom, de qualquer modo deixe como está senão corre-se o risco de matar a muda. Pode ser que tenhamos uma surpresa, quem sabe.

 

Sugestão, prepare um outro local com solo bem profundo e terra bem adubada e plante outra muda no próximo ano.

 

Lembre-se, quanto mais profundo e livre de pedras for o solo melhor!

 

Abraços e boa sorte!

Share this post


Link to post
Share on other sites

Na cidade, alguns ipês amarelos florescendo...

 

 

Abraços

 

O Ipê começou a florescer aqui na Granja Viana bem no início de agosto. Agora, no início de setembro, as flores amarelas já estão caindo todas. O plátano começou a florescer novamente no finalzinho de agosto.

 

Que interessante! Na frente do meu prédio tem um Plátano enorme e ele ainda não começou a brotejar. Na casa dos meus pais tem vários ipês amarelos, e eles igualmente ainda não tem flores. Salvo engano, os plátanos estão dentro do normal. Eles realmente "florescem" em setembro. Já os ipês costumam amarelar depois do dia 20 de agosto.

 

Hj fui almoçar na casa dos meus pais e pude tirar algumas fotos dos Ipês Amarelos, assim como do Plátano que também tem na rua. Dos 3 Ipês, apenas uma ou duas flores em um deles. Os outros estão peladinhos, ainda. O Plátano está começando a brotar os verdinhos. Também tirei foto de duas estremosas. Estas ainda peladas. Penso que no máximo em 15 dias estarão todas floridas e verdejantes. A primavera se instalou de vez aqui.

 

Vejam:

 

Ipês

BTfmwN_IcAArqfc.jpg:large

BTfm0vnIYAA7_TD.jpg:large

 

Plátano (última árvore ao fundo)

BTfm4toIMAAYknD.jpg:large

 

Estremosa

BTfm9YJIMAI5-nm.jpg:large

 

Partiu Gramado! fui!

Share this post


Link to post
Share on other sites

Bom dia amigos, alguém sabe que tipo de cogumelo é este, nasceu em cima da lona que fica em cima de uma mesa de madeira, seguem algumas fotos.

 

IMG_3564_zps9074e203.jpg

 

IMG_3565_zpsdf68a25b.jpg

 

IMG_3566_zps15f190b2.jpg

 

IMG_3567_zps54a80cd5.jpg

 

IMG_3569_zpsd8d1af9b.jpg

 

IMG_3572_zpsfade4059.jpg

 

IMG_3571_zpsc26dcc06.jpg

Share this post


Link to post
Share on other sites
Diego,

Isso é problema, o teu solo é extremamente raso.

Bom, de qualquer modo deixe como está senão corre-se o risco de matar a muda. Pode ser que tenhamos uma surpresa, quem sabe.

 

Sugestão, prepare um outro local com solo bem profundo e terra bem adubada e plante outra muda no próximo ano.

 

Lembre-se, quanto mais profundo e livre de pedras for o solo melhor!

 

Abraços e boa sorte!

 

Valew, Bettega!

 

Só pra ficar claro, não foi muda que plantei neste caso, foi a semente mesmo! Mas beleza, caso essa minha araucária morra, tentarei fazer o teste que me disse com outra semente.

 

Obrigado por enquanto! :clapping:

Share this post


Link to post
Share on other sites
Diego,

Isso é problema, o teu solo é extremamente raso.

Bom, de qualquer modo deixe como está senão corre-se o risco de matar a muda. Pode ser que tenhamos uma surpresa, quem sabe.

 

Sugestão, prepare um outro local com solo bem profundo e terra bem adubada e plante outra muda no próximo ano.

 

Lembre-se, quanto mais profundo e livre de pedras for o solo melhor!

 

Abraços e boa sorte!

 

Valew, Bettega!

 

Só pra ficar claro, não foi muda que plantei neste caso, foi a semente mesmo! Mas beleza, caso essa minha araucária morra, tentarei fazer o teste que me disse com outra semente.

 

Obrigado por enquanto! :clapping:

 

independente se foi semente ou muda, morrer ela não vai, só terá dificuldades em se desenvolver, devido ao solo pedregoso.

 

Abraços

Share this post


Link to post
Share on other sites

Create an account or sign in to comment

You need to be a member in order to leave a comment

Create an account

Sign up for a new account in our community. It's easy!

Register a new account

Sign in

Already have an account? Sign in here.

Sign In Now
Sign in to follow this  

×

Important Information

By using this site, you agree to our Guidelines.