Jump to content
Brasil Abaixo de Zero
Sign in to follow this  
Joao

Monitoramento e Previsão Internacional - Novembro 2012

Recommended Posts

O outono vai dar o ar da graça em boa parte dos EUA nos próximos dias. :good2:

 

Quem sabe não temos um inverno típico nos E.U.A nos próximos meses. Digo típico, referindo-me a um inverno na média, com bons eventos de frio, como foi em 2007/2008, 2008/2009 e 2009/2010. Quem sabe não pinta um inverno típico dos anos 80.

 

O ponto que quero chegar é: mesmo em épocas quentes no passado, e com temperatura global em elevação(como o atual per.), após um período muito quente vem um arrefecimento, ou uma mudança no padrão, mesmo que seja provisória. Mesmo em gráficos ascendentes, o gráfico mostra os picos ou topos de alta, intercaladas com "vales" ou mínimos mais pronunciados.

Uma mudança no padrão na Am. do Norte, com um clima mais ameno e mais úmido no próximo ano, pode significar o mesmo para a Am. do Sul ano que vem!

 

Vamos aguardar os próximos meses.

 

Sds.

Share this post


Link to post
Share on other sites
Eu vi esse artigo e até pensei em postá-lo, mas como vai contra o posicionamento da maioria das pessoas

do fórum, preferi não fazê-lo.

Michel, isso aqui não é um partido político, mas um fórum!

 

:good:

Share this post


Link to post
Share on other sites

Bruno, Coletti e Mafilli, obrigado pelo apoio.

Vocês têm toda razão, mas é que apenas tenho tomado

cuidado para não passar a impressão de que eu sou

um aquecimentista, e portanto, parcial.

Mas, para ser sincero, a cada ano que passa, fico mais incrédulo

quanto a uma reversão no quadro recente de mudanças climáticas.

Abraço!

Share this post


Link to post
Share on other sites
Bruno, Coletti e Mafilli, obrigado pelo apoio.

Vocês têm toda razão, mas é que apenas tenho tomado

cuidado para não passar a impressão de que eu sou

um aquecimentista, e portanto, parcial.

Mas, para ser sincero, a cada ano que passa, fico mais incrédulo

quanto a uma reversão no quadro recente de mudanças climáticas.

Abraço!

 

Michel, sinta-se livre para postar qualquer tipo de conteúdo que achares importante, tanto o lado aquecimentista antropológico quanto o natural, ambos os lados precisam de argumentos e dados :good:

Share this post


Link to post
Share on other sites

Sobre aquecimento, acredito no aquecimento local, em grandes metrópoles. Não à toa que a Normal de 61-90 em cidades como São Paulo, Curitiba e Belo Horizonte foram para as cucuias em relação aos dia de hoje. Acho só curioso o caso de PoA, que se não me engano tem as mesmas médias da Normal 61-90. Acho que nesse caso é mais em relação ao frio de advecção ser mais forte. Cidades de altitude alta com frio de advecção menos forte vão tendo suas médias mínimas aumentadas com o aumento do concreto, poluição (ação antropogênica).

 

No caso aqui da Granja Viana (está a 25 Km da Pça da Sé - marco zero de São Paulo) é uma região de muito verde, sem muito concreto, as médias mínimas são de 2,5º/3ºC abaixo do Inmet com ar seco e frio, chegando à 4ºC de diferença com MP forte. Asv máximas se equivalem. Imagino que SP deevria ter o mesmo clima daqui há 50 anos atrás.

 

Agora, que o homem possa aumentar a temperatura do planeta em termos globais, não acredito. Se pegar todas as metrópoles do mundo, é fichinha em relação à extensão do planeta inteiro.

 

É o que eu falo, basta se deslocar 30 Km da metróple que terá o mesmo clima de 50 anos atrás.

 

Mas há questões não esclarecidas ainda, como a possível mudança na nossa dinâmica no inverno: menor número de ciclones e consequente menor número de nevadas nas serras de SC e RS, além de mínimas significativas do PR para cima.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Mas se houve uma mudança na dinâmica, o máximo que se poderá afirmar é que a 30 km da área urbana de uma metrópolee

haverá as mesmas MÉDIAS térmicas de 50 anos atrás, mas não o mesmo CLIMA, do qual a dinâmica é elemento de caracterização.

No RS não houve alteração nas médias térmicas, porém, nos últimos anos, não neva como antes...isso é uma mudança climática,

ainda que possa ser temporária; e tomara mesmo que seja...

Share this post


Link to post
Share on other sites

É o que eu falo, basta se deslocar 30 Km da metróple que terá o mesmo clima de 50 anos atrás.

 

Mas há questões não esclarecidas ainda, como a possível mudança na nossa dinâmica no inverno: menor número de ciclones e consequente menor número de nevadas nas serras de SC e RS, além de mínimas significativas do PR para cima.

 

Caco, agosto e setembro estão tórridos porque ao invés de estarmos sob influência de ar polar, estamos sob ar quente TROPICAL!!! Bloqueios intermináveis. Isso é macro, infelizmente!!!

 

As metrópoles estão causando os bloqueios?? Não tem mais geada nos cafezais do sul de Minas por causa das metrópoles? Anomlia de +5 em Caxias do Sul por causa da ilha de calor? Tem cidadezinha na Serra Gaúcha com 10.000 hab. e está com as mesmas anomalias.

A coisa desandou depois de 2001, os bloqueios ficaram mais longos e frequentes. São Paulo e Curitiba já eram enormes em 96, 99, 2000 e tiveram grandes eventos de frio, e médias condizentes com a normal 61/90.

Pra mim não dá pra culpar a urbanização pelo que está acontecendo nos últimos anos.

 

Sds.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Na minha opnião é um conjunto de ilha de calor(o que não envolve só urbanzação), que é mais importante em alguns locais e menos importantes em outros, mas também mudança na dinâmica atmosferica nos últimos anos, acho que um só não explica tudo. Por que eu penso isso? Bom como bem disse o caco ali, perda radioativa em altitude é mais intensa do que nas áreas mais baixas, com o aumento dos bloqueios, desvios e afins, o resfriamento por perda radiotiva se torna muito mais importante para que haja um resfriamento e quando isso é afetado a anomalia positiva se torna ainda maior, claro que tem que se levar em consideração a mudança de localização de algumas estações como ocorreu com Curitiba.

 

Vou dar um exemplo desse ano mesmo:

 

São Lourenço da Serra teve média compensada em junho e julho de 15,4°C e 14,0°C respectivamente, já no mirante de santana foi 17,5°C e 17,5°C.

 

São cidades vizinhas com praticamente as mesmas influências climáticas, diferença latitudinal desprezível e na mesma altitude, apenas mudando a urbanização e se forem ver a média, vão ver que a diferença foi maior na minima(a média minima em julho em São Lourenço foi 7,7°C).

Share this post


Link to post
Share on other sites

Estranhamente estão todos os comentários corretos.

 

veja essa quadrinha de Nostradamus; Alguns atribuem ao aquecimento global para 2012.

 

Que também pode servir para qualquer ano entre 1550 a 2732.

 

A quarenta e oito grau climatérico,

Em fim de Câncer tão grande secura,

Peixe no mar, rio, lago cozido héctico,

Bearn, Bigorre por fogo céu em aflição.

 

A leitura é direta em 2012 uma seca enorme na latitude 48N;

Share this post


Link to post
Share on other sites
Estranhamente estão todos os comentários corretos.

 

veja essa quadrinha de Nostradamus; Alguns atribuem ao aquecimento global para 2012.

 

Que também pode servir para qualquer ano entre 1550 a 2732.

 

A quarenta e oito grau climatérico,

Em fim de Câncer tão grande secura,

Peixe no mar, rio, lago cozido héctico,

Bearn, Bigorre por fogo céu em aflição.

 

A leitura é direta em 2012 uma seca enorme na latitude 48N;

ISTO DÁ NO CANADÁ, QUE NÃO FOI TÃO SEVERO COMO NOS USA, 3 A 10 GRAUS ABAIXO.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Setembro vai chegando a metade, o inverno mais legal do mundo começa a dar as caras. Hoje, geada na Dakota do Norte já. No Colorado, as montanhas que circundam Aspen estão marrons, mas nao deve durar muito mais.

Abs

Share this post


Link to post
Share on other sites
ISTO DÁ NO CANADÁ, QUE NÃO FOI TÃO SEVERO COMO NOS USA, 3 A 10 GRAUS ABAIXO.

 

Ronaldo, Tenho a impressão que por ser francês e Paris está a 48N esta centuria se refere a França.

 

Um pouco de humor, :heart: :heart:

 

a- Talvez Nostradamus utilize o padrão EUROPEU.

 

b- O nome da tua bela filha lembra neve,

 

Pergunto?

 

Se você tiver um filho.

 

Ele se chamará NIVALDO ou GEALDO;

 

Abração, tu és phod@ talvez negative em breve no teu quintal com essas instabilidades só faltava essa agora.

Share this post


Link to post
Share on other sites
Setembro vai chegando a metade, o inverno mais legal do mundo começa a dar as caras. Hoje, geada na Dakota do Norte já. No Colorado, as montanhas que circundam Aspen estão marrons, mas nao deve durar muito mais.

Abs

 

Vamos prestar muita atenção no próximo inverno na América do Norte, para sabermos

se poderemos ter alguma esperança para o ano que vem...

Share this post


Link to post
Share on other sites
Setembro vai chegando a metade, o inverno mais legal do mundo começa a dar as caras. Hoje, geada na Dakota do Norte já. No Colorado, as montanhas que circundam Aspen estão marrons, mas nao deve durar muito mais.

Abs

 

 

O Clima dessas cidades altas das Rochosas do Colorado é simplesmente incrível!

Share this post


Link to post
Share on other sites

Radar mostra precipitação de neve hoje em Montana, North Dakota, South Dakota e Minnesotta. Poucos fluries ocorreram tambem no norte do Nebraska, e montanhas do Colorado. No final de semana, alguma neve prevista para os apalaches do norte, PA para cima.

Cool

Share this post


Link to post
Share on other sites

Por falar nisso João, percebe-se que esta semana o outono virá com tudo em boa parte dos EUA. Teremos frio intenso,

geada e precipitação de neve em muitos locais.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Denver é fantástica. Mal começou o outono e lá está a neve.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Accuweather calling por um inverno mais nivoso que o normal no Sudeste e mid Atlântico americanos, com previsão de muita neve nos Apalaches Sul. Creio que é a neve que mais gostamos de ver aqui, latitudes parecidas com a nossa, ao norte, num clima mais continental.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Verao ingles foi o mais chuvoso nos ultimos 100 anos....e o menos ensolarado

desde 1987.

 

 

Summer 2012 was the wettest in 100 years

Met Office figures for this summer show that it was the second wettest across the UK in the national record that goes back to 1910 and the wettest since 1912.

 

 

Figures for June, July and August show that 370.7 mm of rain fell across the UK, making it the second wettest summer on record since the 384.4 mm of rain seen in the summer of 1912.

 

These latest figures follow a record wet April, and an April to June period that was also the wettest recorded in the UK.

 

August 2012 was the driest and sunniest of the three summer months across the UK with 109.5 mm of rain and 154 hours of sunshine. The mean temperature for August was 15.3 °C, in a month that also saw the hottest day of the year so far, reaching 32.4 °C at Cavendish, Suffolk on the 18th.

 

Summer 2012 was also one of the dullest summers on record with just 413 hours of sunshine. This makes it the dullest summer since 1987 when the UK saw only 402 hours of sunshine.

 

To complete the disappointing picture, it has also been a relatively cool summer with a mean temperature of 13.9 °C, some 0.4 °C below the long term average. Despite this it was a little warmer than the summer of 2011 which saw a mean temperature of only 13.7 °C.

 

Unsettled weather has never been far from the UK during the past three months. Movements in the track of the jet stream, a narrow band of fast flowing westerly winds high in the atmosphere, have contributed to the weather we have seen. This summer has seen periods of heavy and prolonged rain, as well as short but exceptionally heavy thundery downpours and only brief warm sunny spells.

 

Looking at the individual countries of the UK, it was the second wettest summer on record in England, third wettest in Wales, eighth in Northern Ireland, and the sixth wettest in Scotland. For sunshine it was the fourth dullest summer in England, the fifth dullest in Wales, ninth in Scotland and the 15th in Northern Ireland.

http://www.metoffice.gov.uk/news/releases/archive/2012/second-wettest-summer

 

.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Mais ou menos comum para outubro, mas vale o registro:

 

11a-1.jpg

As a cold front continues to march east, more severe thunderstorms are expected to flare up in the Tennessee and Ohio Valleys. Damaging straight-line winds and hail will make up the majority of severe reports. However, a few tornadoes are possible either embedded within a line of severe storms, or as discrete supercell thunderstorms.

 

Sds.

Share this post


Link to post
Share on other sites
Accuweather calling por um inverno mais nivoso que o normal no Sudeste e mid Atlântico americanos, com previsão de muita neve nos Apalaches Sul. Creio que é a neve que mais gostamos de ver aqui, latitudes parecidas com a nossa, ao norte, num clima mais continental.

 

João, foi esta previsão que você viu?

 

10-9.jpg

 

11-6.jpg

 

Sds.

Share this post


Link to post
Share on other sites
Accuweather calling por um inverno mais nivoso que o normal no Sudeste e mid Atlântico americanos, com previsão de muita neve nos Apalaches Sul. Creio que é a neve que mais gostamos de ver aqui, latitudes parecidas com a nossa, ao norte, num clima mais continental.

 

João, foi esta previsão que você viu?

 

10-9.jpg

 

11-6.jpg

 

Sds.

 

Isso ai! Tá em SP esses dias? Vamos marcar alguma....

Share this post


Link to post
Share on other sites

Primeira nevada deste Outono em território português.

 

neveu.png

 

A estrada que dá acesso ao ponto mais alto da Serra da Estrela (Torre) encontra-se, esta manhã, cortada devido à neve.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Muito bom! Minha mãe esteve recentemente aí em Portugal a passeio. Conheceu diversos lugares

e passou perto da serra da estrela. E pensar que se a viagem fosse hoje ela teria visto neve. A viagem

foi no início de Outubro, e naquela oportunidade Portugal ainda estava mais para verão do que para outono.

Share this post


Link to post
Share on other sites
Mesmo em se tratando de terras altas, deve ser um tanto precoce nevar por lá já no início de outubro, será que não?

 

Sim, às vezes é mais tarde. No ano passado e em 2010, as primeiras neves apareceram só no inicio de Novembro.

Share this post


Link to post
Share on other sites
Mesmo em se tratando de terras altas, deve ser um tanto precoce nevar por lá já no início de outubro, será que não?

 

Sim, às vezes é mais tarde. No ano passado e em 2010, as primeiras neves apareceram só no inicio de Novembro.

 

Eu tenho reparado que nos últimos anos os invernos na Europa e na América do Norte, mas principalmente na primeira,

têm se tornado mais estremados, isto é, me parece estar mais frequentes eventos de calor atípico, mas trambém de

frio extremo. Um bom exemplo foi o último inverno na Europa. Dezembro e Janeiro uma nulidade (tal qual toda a estação

no outro lado do Atlântico), e fevereiro rigorosíssimo!

Já aqui no Brasil, apenas os eventos de calor estão mais extremados. Os eventos de frio são, de modo geral, mais fracos

do que há 20 anos, tanto no que se refere a temperaturas, quanto à incidência de neve. A onda de frio do final do último

outono e a do início da nossa primavera, foram felizes exceções!

Share this post


Link to post
Share on other sites
Mesmo em se tratando de terras altas, deve ser um tanto precoce nevar por lá já no início de outubro, será que não?

 

Sim, às vezes é mais tarde. No ano passado e em 2010, as primeiras neves apareceram só no inicio de Novembro.

 

Eu tenho reparado que nos últimos anos os invernos na Europa e na América do Norte, mas principalmente na primeira,

têm se tornado mais estremados, isto é, me parece estar mais frequentes eventos de calor atípico, mas trambém de

frio extremo. Um bom exemplo foi o último inverno na Europa. Dezembro e Janeiro uma nulidade (tal qual toda a estação

no outro lado do Atlântico), e fevereiro rigorosíssimo!

Já aqui no Brasil, apenas os eventos de calor estão mais extremados. Os eventos de frio são, de modo geral, mais fracos

do que há 20 anos, tanto no que se refere a temperaturas, quanto à incidência de neve. A onda de frio do final do último

outono e a do início da nossa primavera, foram felizes exceções!

 

NOS ÚLTIMOS 25 ANOS, REGIÃO DE S.JOAQUIM, OS INVERNOS ESTÃO MAIS FRIOS E LONGOS, APENAS A NEVE (QTIDADE) AINDA ESTÁ FORA DO PADRÃO.

Share this post


Link to post
Share on other sites

GRITANTEMENTE FORA DO PADRÃO, não é?

E se SJ está realmente tendo invernos mais frios e longos, PENSO EU, COMO LEIGO QUE SOU,

ser justamente porquê o ASAS está mais forte, e o ar frio está cada vez mais represado em SC e RS.

Tanto que ainda que esteja mais frio na média, a neve quase acabou, e os extremos estão bem mais

fracos. Além disso, no Brasil, da latitude 27º para cima, não se verifica essa tendência de esfriamento

nas médias, mas sim de inequívoco aquecimento.

A diminuição das médias em RS e sul de SC, nada mais é do que um fenômeno LOCAL, que antes de refletir

uma tendência de resfriamento a nível geral, reflete o aquecimento que tem se verificado no

mundo (de uma maneira geral) nas últimas décadas.

No Hemisfério Norte sim os extremos de frio estão se acentuando (tanto de FRIO, quanto de CALOR),

mas possivelmente isto está se dando em razão de alterações nas correntes marítimas causadas

pela aceleração do degelo no ártico, nos últimos anos.

Veja que o recorde de 2007 levou apenas 5 anos para ser batido, pois 2012 teve a

menor área coberta de gelo no verão, já registrada.

Não entro no mérito se o aquecimento é antropolópico ou natural (creio ser ambos),

se é de curto, médio ou longo prazo, simplesmente porque sou um simples leigo,

não tenho conhecimento científico e tudo que escrevo

decorre das minhas próprias conclusões que tiro de tudo o que observo e leio, não valendo

a pena entrar em discussões políticas e ideológicas.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Nem preciso falar do que eu acho da GRITANTE mudança dos invernos aqui em MG, certo? Basta

dizer que os agricultores estão cada vez mais confiantes em plantar café aonde na década de 90

o prejuízo era certo com a geada, fenômeno este que atualmente só tem acontecido nas áreas mais

altas (+ de 1000m) aqui no estado.

 

Quanto ao tema do tópico, vejo que o GFS está apontando uma forte MP para todo o centro-leste

dos EUA. Será a primeira incursão tipicamente invernal da temporada. Muitas nevascas à caminho.

Share this post


Link to post
Share on other sites

O GFS diminuiu consideravelmente a amplitude do anticiclone polar desta semana nos EUA. Mesmo assim, vai

fazer um bom frio outonal no norte do país, região dos grandes lagos e em estados como Nebraska, Kansas, Colorado

e Oklahoma.

Share this post


Link to post
Share on other sites

O europeu esta mostrando uma gaita tempestade de neve para esse final de mês na costa leste americana, totalmente fora de época e bem pior que a do ano passado!

Share this post


Link to post
Share on other sites
Nem preciso falar do que eu acho da GRITANTE mudança dos invernos aqui em MG, certo? Basta

dizer que os agricultores estão cada vez mais confiantes em plantar café aonde na década de 90

o prejuízo era certo com a geada, fenômeno este que atualmente só tem acontecido nas áreas mais

altas (+ de 1000m) aqui no estado.

 

Quanto ao tema do tópico, vejo que o GFS está apontando uma forte MP para todo o centro-leste

dos EUA. Será a primeira incursão tipicamente invernal da temporada. Muitas nevascas à caminho.

 

Mas o café não é forte já em Minas? Eu sempre compro aqueles cafés especiais da Melita, e o meu favorito é o Sul de Minas, tem também o Cerrado que é plantado aí no oeste do estado.

Share this post


Link to post
Share on other sites
Nem preciso falar do que eu acho da GRITANTE mudança dos invernos aqui em MG, certo? Basta

dizer que os agricultores estão cada vez mais confiantes em plantar café aonde na década de 90

o prejuízo era certo com a geada, fenômeno este que atualmente só tem acontecido nas áreas mais

altas (+ de 1000m) aqui no estado.

 

Quanto ao tema do tópico, vejo que o GFS está apontando uma forte MP para todo o centro-leste

dos EUA. Será a primeira incursão tipicamente invernal da temporada. Muitas nevascas à caminho.

 

Mas o café não é forte já em Minas? Eu sempre compro aqueles cafés especiais da Melita, e o meu favorito é o Sul de Minas, tem também o Cerrado que é plantado aí no oeste do estado.

 

Sim, já é forte, mas como o Beto bem explicou, o cultivo do café em Minas Gerais dava-se tradicionalmente

nas áreas com altitude menores que 1000 metros, em razão das geadas nessas terras mais altas. Ocorre que nos últimos anos

a incidência de geadas têm diminuído muito ali. Em contrapartida, complementando o que o Beto havia postado, eu li em uma

revista que o café não pode ter mais de três dias seguidos com máximas superiores a 34ºC na época de sua florada, pois o calor

excessivo também lhe aborta os frutos; o artigo ressaltava que tal fenômeno tem se tornado mais frequente nas regiões onde

tradicionalmente se cultiva o café. Assim, a linha de terras adequadas ao cultivo do café em Minas Gerais tenderá a subir

em altitude se nos próximos anos o clima continuar a se comportar como nos últimos doze anos.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Acho que você quis dizer Renan, Michel. ^^

 

Bem, e o seu complemento é perfeito. Antes não plantavam café nas

cidades mais frias por causa da geada, agora começaram a plantar

pra fugir do calor das altitudes menores. Sinas do pós-2000.

Share this post


Link to post
Share on other sites
Acho que você quis dizer Renan, Michel. ^^

 

Bem, e o seu complemento é perfeito. Antes não plantavam café nas

cidades mais frias por causa da geada, agora começaram a plantar

pra fugir do calor das altitudes menores. Sinas do pós-2000.

 

Opa, enfim posso dar um pitaco em alguma coisa aqui, hehehe.

 

Renan, acho que você quis dizer que agora começam a plantar café em altitudes superiores, não é isso?

 

Mas a razão para isso, me parece que também é a busca por uma melhor qualidade dos grãos, que se desenvolvem melhor e mais lentamente em climas onde as noites tendem a ser mais frescas à semelhança do que acontece com as uvas nos planalto de Santa Catarina.

 

Abraço!

Share this post


Link to post
Share on other sites

É verdade, Melo. ^^

 

SÍLVIO, estamos com saudades dos seus "updates" aqui no tópico. Teremos uma MP adentrando o interior dos USA

nos próximos dias. E então, o que os meteorologistas estão falando deste outono/inverno?

Share this post


Link to post
Share on other sites

Inverno mostrando mesmo as garrinhas na Alemanha!

 

Em Berlin devem ter -2C e máximas de 5°C na segunda metade da semana, na costa norte dve ter neve granular com trovoadas, e sexta neve no sul do país!

 

Alguém sabe de tendências pro inverno europeu? E como fecharam as médias outonais lá?

 

abraços

Share this post


Link to post
Share on other sites
Guest
This topic is now closed to further replies.
Sign in to follow this  

×

Important Information

By using this site, you agree to our Guidelines.