Jump to content
Brasil Abaixo de Zero
Sign in to follow this  
Marcos

Monitoramento e Previsão - Brasil - Junho 2012

Recommended Posts

Combinado. Darei um pulo em SJ ou MT dando chance de neve e numa dessas nos encotramos. :good:

 

Aproveite, Jefferson. Será uma viagem marcante.

 

No MBAR dá para ver a janela da neve do dia 7, que o Ronaldo disse. A linha de 0ºC em 700 vai pro meio de SC, além de boa umidade. É singelo, mas é um indicativo.

Share this post


Link to post
Share on other sites
-8 na fronteira Sul do Rio Grande ? Delírio !!! Será uma massa de ar polar linda, maravilhosa, mas já andei lendo pelas redes sociais (aqui não) comparações com julho de 2000 e o escambau. Menos, menos.....

 

Caio, acrescenta o ponto 4. Dois ciclones tropicais no Atlântico Norte antes do começo da temporada. Modo Niña na atmosfera favorece aumento de tempestades na região. Niño desfavorece. Acrescenta o ponto 5 agora. Se estudada a correlação entre eventos extremos e históricos de frio no nosso inverno climático e a condição ENSO do começo do ano se encontrará muita coisa interessante.

 

 

Isso mesmo Alexandre! Sem comparação com 2000, quando a massa de ar tinha valores de espessura patagônicos e até -8oC em 850 pelo sul do Brasil, com valores ainda mais bizzaros nos mais altos níveis. Pra se ter uma idéia a MP de fins de abril tinha mais sustentação em altura para São Joaquim e região do que a desta semana. Que é sim muito intensa, seca e com possibilidade de mínimas extraordinárias. Mas sem aquele puro sangue em altura, superfície, máximas negativas e neve generalizada como em 2000, muito longe.

 

Ponto 4 - obrigado, perfeito e sem reparos.

 

Ponto 5 - preciso. Merece um estudo mais aprofundado sobre os eventos extremos. Sob a condição de ENSO acrescentando que atmosfera apresenta um conhecido delay, o que é no metier é tratado como a máxima: "global temperatures lag ENSO by about 7 months".

Share this post


Link to post
Share on other sites

Shima,

Além do frio, a companhia dos amigos também justifica o sacrifício. :laugh: :laugh: :laugh:

Já combinei com o Caio e daqui a pouco emitirei as passagens. Chegamos na 4ª feira. E claro, tomaremos aquele bom vinho.

Grande abraço

 

A patroa que já queria dar uma subida na serra antes do nascimento da pequena (depois será tecnicamente impossível neste ano) para aproveitar o friozinho, aliada a minha mesma intenção e a vontade de acompanhar um evento que pinta ser interessantíssimo, não hesitou quando disse que seria o momento exato para irmos. Semana mais mansa por conta do feriado, há quase um mês da pequena ainda permite a viagem, friozão a caminho, vaga no SJ Park e o espírito aventureiro do Rodrigo não me fizeram tomar outra decisão.

 

Rodrigo, o que espero nessa trip?

 

- Muito frio entrando na tarde de quarta, subindo a serra olhando o termômetro do carro desabando será interessante.

 

- Pequena janela de neve de quarta para quinta. Expectativa acompanhada de um bom jantar no Pequeno Bosque saboreando um autêntico vinho joaquinense.

 

- Quinta-feira gélida, mas com sol e bom para um passeio pela região. Porque não almoçar no maravilhoso restaurante do Rio do Rastro Eco Resort? O mais aconchegante local com a melhor comida da serra catarinense.

 

- Antes de dormir na noite de quinta uma passadinha básica no Cetrejo e verificar a quantos anda o frio seco de baixada.

 

- Sexta-feira, uma passada por Urupema bem cedinho para verificar o tamanho do congelamento. Fotos no Morro das Torres e na cascata provavelmente beeeeeem congelada, não conheço e estou curioso.

 

- Volta pra Floria acompanhando as belíssimas paisagens de serra até chegar em casa.

 

Tá de bom tamanho o roteiro?

Share this post


Link to post
Share on other sites

Intensas tempestades avançam sobre o sul, sudoeste e parte do oeste do Paraná nesta manhã. Há muitos raios associados ao sistema. Esse vento norte logo cedo não indica outra coisa! Faz 18,8°C agora.

 

Capturar.JPG.49fc3d16fa74bd3debfde0ece106ec4b.JPG

Share this post


Link to post
Share on other sites

Shima, vou falar com o Alessandro e ver se ele conegue algo mais próximo da base do MT. Se você conseguir tente reforçar esta "necessidade".

 

Quanto mais para dentro na estradinha, mais afunilada a baixada. Apesar de que o local escolhido fica na "boca da garrafa". Pelo que indiquei é um pouco mais para dentro, no ponto em que o riozinho cruza a estradinha se juntando ao que passa nos fundos do terreno. Veja no GE. E que pela imagem do GE é uma plantação de maçãs, e não aquele campo das suas fotos. Vou falar e azeitar melhor com ele.

Share this post


Link to post
Share on other sites
Shima, vou falar com o Alessandro e ver se ele conegue algo mais próximo da base do MT. Se você conseguir tente reforçar esta "necessidade".

 

Quanto mais para dentro na estradinha, mais afunilada a baixada. Apesar de que o local escolhido fica na "boca da garrafa". Pelo que indiquei é um pouco mais para dentro, no ponto em que o riozinho cruza a estradinha se juntando ao que passa nos fundos do terreno. Veja no GE. E que pela imagem do GE é uma plantação de maçãs, e não aquele campo das suas fotos. Vou falar e azeitar melhor com ele.

 

Sim, claro. Locais viáveis não faltam. Vou tirar mais fotos e verificar locais ideais. :good2:

 

O roteiro está perfeito. Se tudo sair nos conformes, jantamos na quarta a noite, ao sabor de um genuíno vinho serrano. :hi:

Share this post


Link to post
Share on other sites

Pessoal, tenho que admirar a coragem de vocês em enfrentar esse friozão, he he. Também teria vontade de fazer essas aventuras, mas com criança pequena, fica inviável. Bom passeio a vocês e batam muitas fotos para apreciarmos depois. Ah, em tempo ainda, de ontem pra hoje tivemos impressionantes 90 mm de chuva com vento e tormenta quase a madrugada inteira. Acho que a seca está se despedindo...

Share this post


Link to post
Share on other sites

Ronaldo, deu trabalho mas veja lá.

 

Nino 3.4, SOI negativa e em menor grau PDO positiva - os vilões dos invernos joaquinenses e muito provavelmente de boa parte do Sul do Brasil.

 

ONI JJA / PDO jul / MEI Jun-Jul / SOI jul / Condição de ENSO no ano

 

67; 12,3 / +0.1, -0.89, -0,654, +0.30, NEUTRO

77; 12,1 / +0.4, +0.19, +0.852, -1.90, NINO P/ WARM NEUTRAL

72; 11,9 / +1.1, -0.83, +1.897, -2.40, NINO MODERADO P/ NINO FORTE

82; 11,7 / +0,7, +0,58, +1,630, -2.50, NINO MODERADO P/ NINO FORTE

95; 11,6 / -0.1, +1.71, +0.177, +0.70, NINO MODERADO P/ NINA

94; 11,3 / +0.4, +0.06, +0.807, -2.20, WARM NEUTRAL P/ NINO MODERADO

65; 11,3 / +1.2, -0.47, +1.399, -3.00, NEUTRO P/ NINO FORTE

58; 11,3 / +0.5, +0.89, +0.745, +0.70, NINO FORTE P/ WARM-NEUTRAL E NINO FRACO

02; 11,1 / +0.8, -0.31, +0.576, -0.80, NEUTRO P/ NINO MODERADO

Share this post


Link to post
Share on other sites

Pois vou me somar na aventura dos caçadores de frio intenso. Sim, de frio intenso, pois acredito que nevar é uma possibilidade muito pequena. Acho que existe.

Mas, não consigo sair daqui na quarta. somente na quinta de madrugada. Aqui o tempo abriu e facilitou a maratona de Porto Alegre.

Share this post


Link to post
Share on other sites
Ronaldo, deu trabalho mas veja lá.

 

Nino 3.4, SOI negativa e em menor grau PDO positiva - os vilões dos invernos joaquinenses e muito provavelmente de boa parte do Sul do Brasil.

 

ONI JJA / PDO jul / MEI Jun-Jul / SOI jul / Condição de ENSO no ano

 

67; 12,3 / +0.1, -0.89, -0,654, +0.30, NEUTRO

77; 12,1 / +0.4, +0.19, +0.852, -1.90, NINO P/ WARM NEUTRAL

72; 11,9 / +1.1, -0.83, +1.897, -2.40, NINO MODERADO P/ NINO FORTE

82; 11,7 / +0,7, +0,58, +1,630, -2.50, NINO MODERADO P/ NINO FORTE

95; 11,6 / -0.1, +1.71, +0.177, +0.70, NINO MODERADO P/ NINA

94; 11,3 / +0.4, +0.06, +0.807, -2.20, WARM NEUTRAL P/ NINO MODERADO

65; 11,3 / +1.2, -0.47, +1.399, -3.00, NEUTRO P/ NINO FORTE

58; 11,3 / +0.5, +0.89, +0.745, +0.70, NINO FORTE P/ WARM-NEUTRAL E NINO FRACO

02; 11,1 / +0.8, -0.31, +0.576, -0.80, NEUTRO P/ NINO MODERADO

 

Interessante traçar um paralelo com este ano.

95? bah. se bem me lembro foi uma porcaria. Embora eu tenha pegado uma cemana inteira de frio intenso na serra, quando estava a trabalho por lá.

lembro eu "quase" nevou em Vacaria, onde eu estava. a Temperatura era de 2°C e chegou a negativar na ocasiao. Uma chuva fina. Provavelmente, faltou frio em altitude para nevar. Era uma quirela.

Caio, vou até São Joca na quinta.

Share this post


Link to post
Share on other sites
Ronaldo, deu trabalho mas veja lá.

 

Nino 3.4, SOI negativa e em menor grau PDO positiva - os vilões dos invernos joaquinenses e muito provavelmente de boa parte do Sul do Brasil.

 

ONI JJA / PDO jul / MEI Jun-Jul / SOI jul / Condição de ENSO no ano

 

67; 12,3 / +0.1, -0.89, -0,654, +0.30, NEUTRO

77; 12,1 / +0.4, +0.19, +0.852, -1.90, NINO P/ WARM NEUTRAL

72; 11,9 / +1.1, -0.83, +1.897, -2.40, NINO MODERADO P/ NINO FORTE

82; 11,7 / +0,7, +0,58, +1,630, -2.50, NINO MODERADO P/ NINO FORTE

95; 11,6 / -0.1, +1.71, +0.177, +0.70, NINO MODERADO P/ NINA

94; 11,3 / +0.4, +0.06, +0.807, -2.20, WARM NEUTRAL P/ NINO MODERADO

65; 11,3 / +1.2, -0.47, +1.399, -3.00, NEUTRO P/ NINO FORTE

58; 11,3 / +0.5, +0.89, +0.745, +0.70, NINO FORTE P/ WARM-NEUTRAL E NINO FRACO

02; 11,1 / +0.8, -0.31, +0.576, -0.80, NEUTRO P/ NINO MODERADO

 

pessoal: cemana=semana. bah, que erro!!!

 

Interessante traçar um paralelo com este ano.

95? bah. se bem me lembro foi uma porcaria. Embora eu tenha pegado uma cemana inteira de frio intenso na serra, quando estava a trabalho por lá.

lembro eu "quase" nevou em Vacaria, onde eu estava. a Temperatura era de 2°C e chegou a negativar na ocasiao. Uma chuva fina. Provavelmente, faltou frio em altitude para nevar. Era uma quirela.

Caio, vou até São Joca na quinta.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Caius Caesar & Shimutz, atentem a possibilidade de não haver internet quanto mais perto do MT. PS. Ainda sem note....

Share this post


Link to post
Share on other sites

GFS 00z indica neve para o sul gaúcho e serras SC/RS (quarta/quinta).

 

Eta15 e CMC não acompanham (eta15 antes apontava).

 

Penso que poder vir umidade do quadrante norte nas serras (chutando...).

Share this post


Link to post
Share on other sites

 

A patroa que já queria dar uma subida na serra antes do nascimento da pequena (depois será tecnicamente impossível neste ano) para aproveitar o friozinho, aliada a minha mesma intenção e a vontade de acompanhar um evento que pinta ser interessantíssimo, não hesitou quando disse que seria o momento exato para irmos. Semana mais mansa por conta do feriado, há quase um mês da pequena ainda permite a viagem, friozão a caminho, vaga no SJ Park e o espírito aventureiro do Rodrigo não me fizeram tomar outra decisão.

 

Rodrigo, o que espero nessa trip?

 

- Muito frio entrando na tarde de quarta, subindo a serra olhando o termômetro do carro desabando será interessante.

 

- Pequena janela de neve de quarta para quinta. Expectativa acompanhada de um bom jantar no Pequeno Bosque saboreando um autêntico vinho joaquinense.

 

- Quinta-feira gélida, mas com sol e bom para um passeio pela região. Porque não almoçar no maravilhoso restaurante do Rio do Rastro Eco Resort? O mais aconchegante local com a melhor comida da serra catarinense.

 

- Antes de dormir na noite de quinta uma passadinha básica no Cetrejo e verificar a quantos anda o frio seco de baixada.

 

- Sexta-feira, uma passada por Urupema bem cedinho para verificar o tamanho do congelamento. Fotos no Morro das Torres e na cascata provavelmente beeeeeem congelada, não conheço e estou curioso.

 

- Volta pra Floria acompanhando as belíssimas paisagens de serra até chegar em casa.

 

Tá de bom tamanho o roteiro?

 

Ótimo roteiro.

Share this post


Link to post
Share on other sites
Muito melhor que procurar explicação em um La Niña que acabou digamos há muito tempo.

3 - Forte evento de chuva e a maior enchente da história da bacia do rio Amazonas, situação associada historicamente a eventos de La Nina.

De modo que com aspectos macroclimáticos tão aparentes a eventos típicos da influência do fenômeno, fica difícil descartar por completo que a atmosfera continua respondendo a aspectos de La Nina. Ainda mais vindo de um La Nina de dois anos consecutivo - a two year event - o segundo mais intenso já registrado, junto com 74-75.

 

Caio, fique em paz. Estou na fase paz e amor.

 

Como o Rio Negro tem algo de 1700Km de extensão e suas nascentes estão na Colômbia.

 

Vou ficar com a estação de Manaus.

 

Observe eu fiz a correlação com vários aspectos de ENSO (as regiões Niño e SOI) no intervalo (AMJ) por um período de 102 a 104 anos. Ressaltando que para as regiões Niño os dados anteriores a 1950 são reconstruções.

 

Fica evidente a forte correlação (anticorrelação) das regiões NIño3, Niño 3.4 e Niño 4 com a precipitação em Manaus.

 

Conclusão nesse caso posso afirmar de forma contundente que a formação dos centros de convecção sobre o norte da Amazônia estão diretamente relacionados com a SST das regiões Niño e também que Niño 1+2 não é tão importante e que a participação da SOI é consequência direta do fato dela estar correlacionada com a região Niño 3.4.

 

Nesse ponto ainda tenho duas considerações,

 

a- O posicionamento dos centro de convecções são pouco alterados em relação a La Niña ou Neutralidade (aqui e somente aqui considero La Niña um extremo de Neutralida).

 

b- Posso admitir uma "mamória" climática de eventos recentes.

 

Caso muito diferente de Santa Vitória onde não é possível fazer tais afirmações com consistência.

 

Ainda temos tempo para esperar a mp que se aproxima.

 

Veja a tabela abaixo,

MANAUSENSO.png

Share this post


Link to post
Share on other sites
Caio, vou até São Joca na quinta.

 

Ótimo Gamboa, mini-encontro na pizzaria? Ronaldo, esperamos a honra da presença do ilustríssimo.

 

Mas sobre ir até SJ para procurar neve eu não indicaria este evento, apenas para o frio.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Previsao de maxima sub-10 aqui e regiao de curitiba no dia 07! Infelizmente acho q as minimas nao vao impressionar :(

Share this post


Link to post
Share on other sites

Também estou paz e amor, Mafili. Apenas discordei do fato que este La Nina não deve ser levado em consideração, e como muito bem mostrastes ele tem importância sobre o norte da Amazônia. Porém, não sobre Manaus, que é influenciada diretamente pelas águas que vem descendo de looooonge.

 

Para correlações de Nino com Santa Vitória do Palmar, eu não levaria muito ao pé da letra por SVP sofre muita influência marítima, diferentemente das regiões tradicionalmente mais afetadas pelas estiagens no RS.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Interessante traçar um paralelo com este ano.

95? bah. se bem me lembro foi uma porcaria. Embora eu tenha pegado uma cemana inteira de frio intenso na serra, quando estava a trabalho por lá.

lembro eu "quase" nevou em Vacaria, onde eu estava. a Temperatura era de 2°C e chegou a negativar na ocasiao. Uma chuva fina. Provavelmente, faltou frio em altitude para nevar. Era uma quirela.

Caio, vou até São Joca na quinta.

 

Saudades docê homem. Obrigado pelo carinho.

 

Realmente JJA de 1995 é para esquecer. Um cadinho acima da média.

 

Caio, O fato de eu ter ficado isolado um tempo e ser uma pessoa essencialmente urbana de grandes centros me levou a um problema que eu nunca pensei ONDE HÁ SINAL DE CELULAR? (às vezes perto do banheiro tinha sinal na cama não havia sinal e por ai foi).

 

Essa situação me levou a compreender o trabalho acadêmico do Drº Huug. Ele percebeu, por exemplo, que a Califórnia tem uma resposta as condições ENSO, porém, também percebeu que localidades próximas tinham respostas diferentes ou não respondiam. Esse tem sido o trabalho acadêmico dele; Monitorar uma área relativamente grande com uma rede de estações separadas em 10 km o objetivo deve ser ajustar a variabilidade local com a influência da variabilidade ENSO e talvez com a variabilidade global.

 

1896920415015474810.png

Share this post


Link to post
Share on other sites

Comparar esta MP com julho de 2000? Não, por favor!

 

Obs: Para clarear o cenário dos boatos e exageros de algumas discussões na net.

 

 

1 - Em 2000 o anticiclone atingiu algo entre 1045hpa e 1050hpa ao sul do continente. Esta não passa de projeções de pico 1038hpa nos principais modelos e 1040hpa nos mais otimistas.

 

2 - Em 2000 a espessura da camada chegou a níveis patagônicos. Nas projeções de agora não passa de 5400 no RS.

 

3 - Em 2000 o frio em 850 atingiu níveis próximos a -8oC sobre POA. Nas melhores projeções de agora indica -3,5oC mínimo

 

4 - Em 2000 a linha de 850 abaixo de zero varreu o Sul do Brasil de fora a fora, entrando no dia 11 e terminando o ciclo no dia 14. Desta vez a linha de 0oC em 850 pega apenas parte do RS e o extremo sul de SC por um curtíssimo período entre quinta e sexta.

 

5 - Em 2000 com o frio extremo em 850 e nas camadas mais altas algumas cidades de topo da serra tiveram máxima negativa e ou próxima de 0oC por dois dias consecutivos (12 e 13). Desta vez as máximas nas cidades mais altas devem bater a casa dos 5oC apenas em um dia.

 

6 - Em 2000 o ciclone era mais intenso e próximo da costa, trazendo neve primeiro as cidades mais altas a oeste do Sul do Brasil. A neve foi ampla e atingiu até POA e pegou os três estados do sul entre 11 e 13 de julho. Agora o ciclone está distante e a torcida fica por conta de a formação de um inesperado cavado. A janela da neve é reduzidíssima, e se der alguma quirera entre o RS e SC já é lucro.

 

7 - Em 2000 o frio avançou por todo o centro-sul do Brasil. Desta vez o grosso fica mais restrito apenas ao sul e partes do MS.

 

8 - Não são esperadas geadas amplas e severas com potencial de altos danos aos cafezais até o momento. Em 2000 tivemos a última grande alta do café com geadas atingindo boas porções das regiões de cultivo.

 

9 - Em 2000 São Joaquim atravessou longos períodos abaixo de zero (quase 48h, o Ronaldo pode confirmar). Agora o frio abaixo de zero ficará restrito as madrugadas e amanhecer.

 

10 - Em 2000 o Inmet de SJ atingiu -9oC. Desta vez o frio vai escorrer para as baixadas que podem se aproximar deste valor registrado a época em topo.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Twitter - CLIMATERRA ‏@Climaterra

O frio continua mantido, especialmente entre quarta a sábado, o pico será quinta e sexta, entre -8/-13°C no topo da serra/baixadas e vales.

 

-13?????? Próximo ao recorde oficial estadual/nacional?

Share this post


Link to post
Share on other sites

Certo, esta MP não pode ser comparada com a de 2000. Simplesmente porque Julho-2000 é INCOMPARÁVEL, é extraordinário.

 

Os cafezais daqui de MG estão rindo desta MP da semana que vem, pois a chance de geada no Sul de Minas me parece ser de zero.

 

O Ronaldo projeta mínimas impressionantes para o feriado em Urupema...por conta de suas estimativas é que eu sigo confiante

em nossos -10C.

Share this post


Link to post
Share on other sites
Comparar esta MP com julho de 2000? Não, por favor!

 

Obs: Para clarear o cenário dos boatos e exageros de algumas discussões na net.

 

 

1 - Em 2000 o anticiclone atingiu algo entre 1045hpa e 1050hpa ao sul do continente. Esta não passa de projeções de pico 1038hpa nos principais modelos e 1040hpa nos mais otimistas.

 

-AS: -13ºC em Urupema não me comovem acredito que seja possível abaixar de -17ºC (um dia....)

 

Bom, se hay boato conte comigo, exageros são divertidos.

 

Item 1 absolutamente correto, o GFS está indicando algo entre 1033 e 1035 no momento talvez 1038 dependendo do modelo ou leitura.

 

Esse fato ajuda a esclarecer as diferenças mas deve não ser o grande impeditivo para que essa incursão se torne uma onda de frio de proporções memoráveis.

 

Aqui, 11 de julho de 2000. Ambas cruzam os Andes abaixo de 40S BOM RESSALTAR para evitar mais boatos

compday189692041501548258.gif

 

 

Ué, acabou a memória do La Niña? (* espero que entendam essa ironia dentro do contexto das minhas recentes trocas de mensagens com o Caio ou se preferirem até 31 de maio era uma coisa dia 02 de junho outra e como esse é um ano bissexto.....)

 

CHUVA ALIVIA ESTIAGEM NO NORTE DO ESTADO

 

Por Meteorologista Luiz Fernando Nachtigall / MetSul Meteorologia

 

A passagem de uma frente fria entre a segunda metade do sábado e a madrugada deste domingo trouxe chuva forte para vários pontos da Metade Norte do Rio Grande do Sul, trazendo alívio para diversos municípios, inclusive alguns que enfrentam racionamento de água. Em Passo Fundo, onde há racionamento, a precipitação somou 51,2 mm na estação automática do Instituto Nacional de Meteorologia e 58,0 mm na estação convencional. Foi o maior volume de chuva no período de 24 horas na cidade do Planalto Médio desde o dia 1º de março.

Edited by Guest

Share this post


Link to post
Share on other sites
Twitter - CLIMATERRA ‏@Climaterra

O frio continua mantido, especialmente entre quarta a sábado, o pico será quinta e sexta, entre -8/-13°C no topo da serra/baixadas e vales.

 

-13?????? Próximo ao recorde oficial estadual/nacional?

 

Me parece que 3 modelos em 00z "esquentaram" o frio, mas o Coutinho não tira os 2 dígitos negativos... :russian:

Share this post


Link to post
Share on other sites
Twitter - CLIMATERRA ‏@Climaterra

O frio continua mantido, especialmente entre quarta a sábado, o pico será quinta e sexta, entre -8/-13°C no topo da serra/baixadas e vales.

 

-13?????? Próximo ao recorde oficial estadual/nacional?

 

Me parece que 3 modelos em 00z "esquentaram" o frio, mas o Coutinho não tira os 2 dígitos negativos... :russian:

 

E de previsão do tempo em SC ele "comanda" :laugh:

Share this post


Link to post
Share on other sites
Guest
This topic is now closed to further replies.
Sign in to follow this  

×

Important Information

By using this site, you agree to our Guidelines.