Jump to content
Brasil Abaixo de Zero

Allef Caetano

Moderators
  • Content count

    711
  • Joined

  • Last visited

  • Days Won

    4

Allef Caetano last won the day on July 17

Allef Caetano had the most liked content!

Community Reputation

368 Excellent

2 Followers

About Allef Caetano

  • Birthday 03/12/1994

Recent Profile Visitors

The recent visitors block is disabled and is not being shown to other users.

  1. Amanhecer congelante!! Mínima de 4,2ºC aqui em Pelotas. Em Herval 1,0ºC e Pinheiro Machado 1,7ºC. A próxima noite pode ter mínimas ainda menores.
  2. Allef Caetano

    Tempo Severo - Brasil/América do Sul - 2018

    O deslocamento do Bow echo, sobre Pelotas e Capão do leão, provocaram ventos graves! A estação convencional agroclimatológica, no campus Capão do Leão, registrou 119 km/h. O detalhe é que o anemômetro está a uma altura entre 6/7 m, abaixo da altura padrão que é 10 m. Como o vento tem um perfil de escala logarítmica registraria entre 130/140 km/h, a 10 m. Dada a dimensão dos estragos, é possível que pontualmente tenha passado de 140 km/h. Em pouquíssimo tempo de vento, árvores de mais de 20 m de altura foram arrancadas da raiz, algumas decepadas no meio, postes vieram abaixo, várias casas destalhadas (algumas destruídas), cobertura metálica de uma empresa foi arrancada e arremessada vários metros a frente, além de um posto completamente destruído. Foram mais de 150 árvores derrubadas. O Capão do Leão vai registrar situação de emergência. Abaixo uma foto que tirei da janela do meu condomínio: Abaixo uma foto que um colega meteorologista, Guilherme Schild, registrou em campo aberto de sua câmera profissional: Nas bordas laterais destes sistemas, em virtude do influxo contrário a ele (na dianteira) e dos fortes ventos na parte traseira, podem vir a formar vórtices nessas regiões. De um lado anticiclônico e de outro ciclônico. Eventualmente, nesses vórtices, pode vir a ocorrer tornados ou gustnados, especialmente no flanco onde está o vórtice ciclônico (que tende a ser intensificado depois um tempo, pela força de Coriolis). Dito isso houve um gustnado sobre a Lagoa dos Patos, no deslocamento do sistema. WhatsApp Video 2018-09-30 at 23.58.45.mp4 Vídeo de Valdeir Brasil
  3. Depois dos calorões de fins de setembro (máxima de 31,5ºC dia 22 e outras de 25ºC), e duas tempestades severas com prováveis rajadas acima de 120 km/h (uma dia 23 e outra dia 29), que provocaram vários estragos, agora a temperatura baixou, não só aqui, como na região. As temperaturas ontem: 2,3ºC Herval (Passo dos Vimes) 3,5ºC Pinheiro (Passo dos Pires) 6,2ºC Chuí 6,3ºC Santa Vitória 8,2ºC Pelotas Hoje: 2,8ºC Pinheiro (Passo dos Pires) 4,1ºC Canguçu (Solidez) 4,1ºC Herval (Passo dos Vimes) 5,6ºC Pelotas As temperaturas seguem baixas na região. Podem fazer entre -1,x/1,xºC nos Passos (de Herval e Pinheiro) até sábado, e 2,x/3,xºC aqui em Pelotas.
  4. E o inverno de 2018 terminou no sul do RS com temperaturas abaixo da média. Junho abaixo, julho na média, agosto abaixo, trimestre abaixo. É a primeira vez que agosto termina abaixo da média desde 2013, as normais climatológicas agradecem depois de tanta bizarrice que aconteceu. Entretanto o inverno passou sem nenhum evento expressivo de frio, especialmente de mínimas. No geral, as mínimas absolutas médias anuais vão fechar acima do esperado na região. Pelotas vai encerrar com a quinta maior mínima absoluta do seu histórico de dados (desde 1960 pra cá), com 1,6ºC na convencional. Resultado de um inverno úmido, mmzado e com precipitação acima do normal. O mês de agosto na região: E aí está o inverno mais frio do estado neste 2018. Pinheiro Machado: Comparação de Pinheiro com algumas estações do INMET: No geral, gratidão por esse inverno.
  5. O Passo dos Pires está com dados apenas até o dia 25, problemas com internet. Hoje a noite deve voltar, postarei aqui a tabela completa.
  6. Senhoras e senhores, apresento-vos o Junho/Julho da rainha do inverno brasileiro de 2018. A gélida Pinheiro Machado. Médias mensais horárias: Junho: 9,0ºC Julho: 9,3ºC
  7. Na média anual eu nem entro muita na discussão porque as cidades de altitudes tem verão muito frio. Teria que fazer uma análise mais profunda pra saber. Agora na questão de inverno a coisa muda de figura. Aí entra cidades da campanha e sul gaúcho no páreo, e sem dúvida alguma a frente de muitas com altitudes acima de 800 - 1000 m. E falo de estações com representativa para suas cidades e não de realidades microclimáticas, que muitas vezes são particulares daquele local.
  8. Pinheiro deve ficar ali entre 14,8/15,2ºC na média anual. Realmente deve ficar atrás dessas citadas por ti. Na média de inverno (JJA) deve ficar no top-5 na minha opinião.
  9. Pode ser que PM esteja no top 10 do país. Vamos ver com o tempo. Em Pelotas é a nossa PWS. Pelotas é uma realidade totalmente distinta de RG. RG se assemelharia ao Laranjal, com máximas levemente pior.
  10. Todos nós não esperávamos toda essa diferença. Ela certamente entra no páreo duro com Ausentes nas médias de inverno. Na média anual deve estar entre as top 10 do estado. Agora Imagina o PNI na Campanha?
  11. Renan, são dois fatores que pesam muito pra Pinheiro. Primeiro é a questão de ser borda de serra pra sul e sudoeste. Isso em situações de minuano acarreta na formação de cumulus, as vezes até nevoeiros. Ajuda a segurar muito as máximas. Fora que o vento mais constante, por si só desse quadrante, ajuda nesse quesito. Com relação as mínimas PM é um planalto, então além da advecção, consegue reter um pouco de ar frio em situações de estabilidade. Canguçu é um pico, não retém nada de ar frio. É só advecção. Também não tem borda pra sul/sudoeste, só pra leste. Porém PM também tem um pouco de borda pra leste/sudeste, aniquilando essa possível vantagem de Canguçu. Assim PM goza tando dos efeitos da continentalidade, como os da maritimidade. É o melhor dos dois mundos. Resumindo é basicamente efeito de borda de serra e formato do relevo.
  12. O mês de julho vai fechar com temperaturas próximo da média (-0,5/0ºC) e extremamente chuvoso na metade sul gaúcha. O acumulado no geral está entre 150/250 mm, até acima em alguns pontos. Temperaturas médias até o momento: Pinheiro: 6,5/13,1ºC Canguçu: 7,8/14,5ºC Chuí: 9,1/14,4ºC Jaguarão: 8,4/15,8ºC Bagé: 8,3/16,0ºC Pelotas: 8,1/16,2ºC Acumulado: Pelotas: 295,6 mm Jaguarão: 270,6 mm Pinheiro: 264,6 mm Canguçu: 225,2 mm Chuí: 188,2 mm Bagé: 170 mm Enquanto isso boa parte do centro-sul amarga temperaturas acima da média e uma grande secura. Realmente é uma realidade a parte.
  13. No amanhecer deste domingo, eu e o Fernando Rafael fizemos alguns registros da linda geada em Herval. Fomos até uma baixada, 1 km do perímetro urbano, e registramos -1,6ºC. Naquele momento fazia 2,3ºC no topinho, onde estávamos hospedados, próximo ao centro. Mais cedo chegou a fazer 0,5ºC no topinho, subiu devido a chegada da nebulosidade. É possível que tenha dado -3ºC ou -3,xºC na baixada, momentos antes. Em Pinheiro, fez -1,5ºC no Passo dos Pires. E Pelotas teve 0,1ºC. Confesso que tenho me sentido em outro país, em relação a realidade do centro-sul brasileiro. Abaixo algumas fotos que registramos no lindo amanhecer na Sentinela da Fronteira. Topinho/encosta Na baixada: Nas partes mais altas, apesar das leves ondulações: Voltando a cidade. Fazia 1,0ºC na hora dessa foto. Um tanto bucólica:
  14. Há muito o que se discutir sobre mudança e variabilidade climática, mas as discussões como foi dito pelo Vinícius tem que ser feita no seu devido local.
×