Jump to content
Brasil Abaixo de Zero

Caio César

Advisors
  • Content count

    12264
  • Joined

  • Last visited

  • Days Won

    3

Caio César last won the day on July 2

Caio César had the most liked content!

Community Reputation

360 Excellent

6 Followers

About Caio César

  • Birthday 01/26/1982

Recent Profile Visitors

The recent visitors block is disabled and is not being shown to other users.

  1. O GFS deu uma ligeira reduzida no potencial do frio nas camadas, o que por hora foi tirando a chance de precipitação invernal na grande POA. Ontem o modelo estava mais forte e com cenário bem mais próximo do que aponta agora.
  2. Deixando aqui o meteograma previsto para Pelotas para a posteridade. Batendo quase -31oC em 500mb, um absurdo! GFS 12Z 04/07/2019 FIELD TEMPERATURE TEMPERATURE TEMPERATURE TEMPERATURE TEMPERATURE TEMPERATURE TEMPERATURE ACCUM PRECIPIT LEVEL 950 MB 925 MB 850 MB 800 MB 750 MB 700 MB 500 MB UNITS DEGC DEGC DEGC DEGC DEGC DEGC DEGC MM HR + 0. 2.3 1.2 -1.4 -3.8 -5.7 -8.9 -19.3 0.00 + 3. 3.6 1.6 -1.2 -3.2 -6.1 -9.2 -20.5 0.00 + 6. 4.9 2.7 -2.7 -4.0 -6.3 -8.8 -21.7 0.00 + 9. 4.4 2.4 -3.7 -4.4 -7.0 -9.7 -22.2 0.00 + 12. 3.0 0.9 -4.6 -5.7 -7.9 -10.5 -22.8 0.00 + 15. 1.7 0.1 -4.7 -6.7 -9.2 -11.9 -23.9 0.00 + 18. 1.3 -0.1 -4.5 -7.3 -9.6 -13.1 -25.5 0.00 + 21. 0.4 -0.4 -4.9 -8.1 -10.3 -13.6 -28.3 0.00 + 24. -0.2 -1.5 -5.1 -7.7 -9.4 -13.4 -30.8 0.00 + 27. 1.5 -0.5 -4.7 -7.3 -8.9 -11.6 -30.1 0.00 + 30. 1.9 0.2 -3.9 -6.0 -7.5 -9.9 -28.5 0.99 + 33. 2.4 0.7 -2.3 -5.2 -6.5 -9.1 -28.1 0.05
  3. Convergência impressionante entre Mbar/Cosmo e CMC para maior influência do cavado sobre as serras do RS e SC. GFS 12Z também aproximou a baixa pressão da costa, gerando maior instabilidades nas Hortênsias e Serra Geral.
  4. Atualizando sobre a neve: - Esta erupção apresenta valores extraordinários nos níveis das camadas. Posso considerar como histórica, para ser guardada e comparada futuramente, a rodada das 00Z. Pegando a coordenada de São Francisco de Paula é possível observar a potência do ar frio que se aproxima: FIELD TEMPERATURE TEMPERATURE TEMPERATURE TEMPERATURE TEMPERATURE TEMPERATURE ACCUM PRECIPIT LEVEL 850 MB 800 MB 750 MB 700 MB 650 MB 500 MB UNITS DEGC DEGC DEGC DEGC DEGC DEGC MM HR + 0. 1.5 2.4 2.9 1.0 -3.1 -13.5 0.00 + 3. 2.1 3.8 2.9 0.8 -2.2 -13.6 0.00 + 6. 1.7 3.8 2.4 -0.1 -3.6 -13.7 0.00 + 9. 2.9 3.7 1.9 -0.5 -4.0 -15.9 0.00 + 12. 1.9 2.8 1.1 -0.7 -3.7 -15.6 0.00 + 15. 0.7 0.6 1.0 -0.4 -4.8 -16.5 0.00 + 18. 1.7 -0.7 0.4 -1.2 -5.7 -17.4 0.00 + 21. 0.8 -0.6 0.1 -1.8 -6.2 -17.8 0.00 + 24. -0.1 -1.1 -0.8 -3.0 -7.6 -18.9 0.00 + 27. -0.9 -1.6 -2.6 -5.1 -8.9 -20.5 0.00 + 30. -2.2 -1.4 -3.4 -6.7 -10.3 -22.6 0.00 + 33. -3.5 -3.4 -5.1 -8.2 -11.3 -25.4 0.00 + 36. -5.0 -5.5 -8.0 -10.7 -13.1 -26.6 0.00 + 39. -4.3 -7.7 -9.8 -12.6 -15.5 -27.0 0.21 + 42. -3.6 -7.6 -9.5 -12.6 -16.5 -27.4 0.00 + 45. -4.5 -7.7 -8.5 -11.1 -13.5 -27.9 0.00 + 48. -4.7 -3.9 -5.2 -7.7 -11.7 -27.2 0.00 + 51. -3.2 -3.2 -4.3 -7.3 -11.6 -26.3 0.00 + 54. -1.9 -3.0 -3.8 -7.0 -11.2 -23.0 1.00 + 57. -1.4 -2.4 -3.8 -7.3 -11.1 -19.4 0.00 + 60. -0.6 -2.1 -4.0 -7.2 -9.8 -18.6 0.00 + 63. -0.4 -1.6 -4.0 -6.6 -7.8 -17.7 0.00 + 66. 0.5 -2.0 -3.6 -4.7 -6.1 -17.3 0.01 + 69. -0.2 -1.4 -3.0 -4.1 -6.0 -17.0 0.00 + 72. -0.2 -0.9 -2.0 -3.5 -4.7 -16.4 0.00 + 75. 0.7 0.3 -0.9 -2.1 -3.2 -15.2 0.01 - É um frio muito duradouro, o que o modelo Europeu já vinha apontando a frente do GFS, que agora parece prolongar a advecção da isoterma de 850mb. - Os valores de temperatura em todas as camadas são raríssimos, comuns aos grandes eventos de frio que ficam para história. - O valor que deve alcançar próximo a -28oC em 500mb (possivelmente -30oC no sul gaúcho) é extremamente raro, o que também é apresentado pela espessura da camada chegando a patamares abaixo dos 5200 em grande parte do RS por um breve momento. - Os valores de espessura estão projetados na passagem deste sistema são dignos de regiões de latitude muito elevadas e/ou polares. O que denota a carcaterística absolutamente POLAR do ar que irá adentrar ao Brasil. - Os valores indicados para a espessura da camada, associada alta vorticidade que acompanha a entrada deste ar polar, indica que haverá alta instabilidade nos níveis médios da atmosfera. Fatores que em tese sugerem a possibilidade de ocorrência de perturbações ainda maiores das que estão sendo projetadas em acompanhamento a chegada do grosso do frio. - Dito isso é preciso observar que a maioria dos modelos secou demais a atmosfera, mas tanto GFS quando outros, continuam indicando a entrada de umidade entre a noite de sexta e a madrugada de sábado, com precipitações esparsas ocorrendo sobre as Hortênsias e algumas cidades da Serra Geral. - Esses indicativos de frio e instabilidade dão sustentação há uma alta probabilidade da ocorrência de neve nessas regiões. Porém ainda com muita dificuldade de se apontar a perspectiva de intensidade. - Nesse contexto chama a atenção o modelo Mbar/Cosmo, que indica os maiores volumes de precipitação, convergindo para a potência indicada tanto para a espessura como pela intensidade do cavado que vai atravessar a serra geral. - Embora tanto Europeu quanto GFS não suportem ou projetem as instabilidade verificadas por outros indicadores, e secam demais a atmosfera, é importante ressaltar a formação de uma baixa secundária em superfície, que acompanha a passagem do cavado. - Pessoalmente eu vejo um desenho sinótico muito favorável, com índices de vorticidade em altura e espessura da camada que sugerem volumes maiores do que os dois principais modelos apontam para as regiões favoráveis a observação da neve. - Dadas as divergências quanto ao volume precipitado e infinidade de projeções, a neve deve ocorrer. Porém o nowcast, a intensidade e posição de formação da baixa secundária, devem ser os fatores determinantes para indicar a expressividade ou não deste evento que se aproxima. - Ainda devo destacar comentário do Alexandre Aguiar à pouco que dados os índices de espessura e potência do ar frio, associado a instabilidade MUITO mais atuante nas cidades costeiras, a exemplo do que ocorreu hoje ao sul da Pca. Buenos Aires, algumas cidades mesmo ao nível do mar na costa do RS podem experimentar situação limítrofe ou até mesmo com neve por breves momentos. Nesta lista eu incluiria aí os pontos mais altos de Porto Alegre, que não estão imunes a precipitações na forma sólida na passagem deste incrível sistema entre a noite e madrugada de sábado. - O mais impressionante é observar o frio projetado para as camadas sobre Porto Alegre no momento da passagem das instabilidade e verificar a NÍTIDA chance de neve para a cidade/arredores, quando comparando os dados da sondagem da última neve ocorrida com mais intensidade na capital gaúcha. 83971 SBPA Porto Alegre (Aero) Observations at 12Z 08 Jul 1994 ----------------------------------------------------------------------------- PRES HGHT TEMP DWPT RELH MIXR DRCT SKNT THTA THTE THTV hPa m C C % g/kg deg knot K K K ----------------------------------------------------------------------------- 1020.0 3 7.4 2.5 71 4.51 290 15 279.0 291.6 279.7 1000.0 165 4.6 1.9 83 4.41 280 21 277.8 290.0 278.5 983.6 300 3.3 1.4 88 4.33 280 25 277.8 289.8 278.5 953.0 557 0.8 0.5 98 4.18 276 29 277.7 289.4 278.4 948.0 600 0.6 -0.0 96 4.05 275 30 277.9 289.2 278.6 925.0 798 -0.5 -2.4 87 3.48 275 34 278.8 288.6 279.4 913.0 900 -1.1 -2.9 88 3.40 275 34 279.2 288.8 279.7 850.0 1461 -4.7 -5.7 93 2.95 285 38 281.2 289.7 281.7 783.3 2100 -8.7 -8.9 98 2.50 290 41 283.6 290.9 284.0 774.0 2194 -9.3 -9.4 99 2.43 290 42 283.9 291.1 284.3 753.6 2400 -10.0 -17.4 55 1.30 290 44 285.3 289.2 285.5 752.0 2417 -10.1 -18.1 52 1.23 290 44 285.4 289.2 285.6 700.0 2965 -14.9 -18.8 72 1.24 290 50 286.0 289.8 286.2 657.0 3441 -19.1 -19.3 98 1.27 292 58 286.4 290.4 286.7 618.0 3900 -15.5 -30.5 26 0.49 294 67 295.6 297.3 295.7 593.9 4200 -16.1 -31.1 26 0.48 295 72 298.3 300.0 298.4 572.0 4483 -16.7 -31.7 26 0.47 293 80 300.8 302.5 300.9 545.0 4849 -13.3 -28.3 27 0.69 290 89 309.1 311.5 309.2 500.0 5500 -17.5 -31.5 28 0.55 285 107 311.6 313.6 311.8 GFS 00Z 03/07/2019 - SBPA T 950, 925, 850, 800, 750, 700, 650, 500 + 33. 1.3 -0.3 -4.2 -6.0 -8.8 -11.7 -13.5 -25.9 0.00 + 36. 0.3 -0.8 -5.1 -7.5 -10.1 -13.2 -16.4 -27.6 0.00 + 39. 1.7 -0.4 -5.8 -8.1 -10.2 -13.8 -17.4 -28.3 0.00 + 42. 3.1 1.1 -5.3 -8.6 -9.4 -12.9 -16.9 -28.5 0.00 + 45. 3.3 1.1 -5.3 -7.7 -8.6 -10.7 -13.6 -28.1 0.00 + 48. 1.6 -0.3 -3.2 -4.9 -5.9 -8.6 -13.0 -26.9 0.00 + 51. 0.5 -0.4 -2.1 -4.0 -4.8 -8.5 -12.7 -26.9 0.00 + 54. 0.4 0.7 -0.9 -4.3 -5.3 -8.6 -12.6 -21.9 1.00 + 57. 0.9 2.6 -0.8 -4.1 -5.0 -8.6 -11.7 -19.3 0.00 + 60. 0.4 1.8 -0.7 -3.1 -5.0 -7.6 -9.1 -18.6 0.00 + 63. 1.1 2.0 -0.6 -2.5 -4.6 -6.1 -7.4 -17.8 0.00 - Observem que o GFS 00Z sugere 1mm de precipitação sobre Porto Alegre com a atmosfera completamente congelada, chegando a linha de 0oC próximo a superfície (500m). O que na minha opinião coloca as chances de Porto Alegre e/ou suas partes altas observarem alguma precipitação invernal como relativamente ALTAS. - De maneira geral teremos um dos eventos meteorológicos mais interessantes e curiosos de se observar na história recente do BAZ.
  5. Mais um comparativo interessante. Talvez um dos eventos e projeções mais curiosas que se tem notícia. abaixo a rodada 18Z para a coordenada de São Francisco de Paula em 26/08/2013, quando já nevava intensamente nas Hortênsias. A projeção do modelo, porém, não indicava nenhum parâmetro que sustentasse a neve naquela região, por conta da altitude e das temperaturas projetadas, zerando apenas em 800mb, mais de 1.000 metros acima das cidades aonde o fenômeno já ocorria. 18Z 26/08/2013 FIELD TEMPERATURE TEMPERATURE TEMPERATURE TEMPERATURE TEMPERATURE TEMPERATURE PRECIPITATION LEVEL 900 MB 850 MB 800 MB 750 MB 700 MB 650 MB UNITS DEGC DEGC DEGC DEGC DEGC DEGC MM HR + 0. 4.8 2.0 -0.2 -1.6 -2.8 -4.2 5.69 + 3. 4.9 2.4 0.2 -1.9 -3.6 -5.6 2.49 + 6. 4.7 2.4 0.0 -2.2 -4.4 -6.8 2.97 + 9. 4.7 2.4 0.1 -2.2 -4.6 -7.4 2.59 + 12. 4.3 2.1 -0.1 -2.4 -4.9 -7.9 2.26 + 15. 3.4 1.3 -0.7 -2.8 -5.2 -8.4 2.88 + 18. 3.0 1.3 -0.7 -2.5 -5.0 -8.4 0.41 + 21. 4.0 1.5 -0.6 -3.0 -5.5 -8.0 0.00 + 24. 5.0 2.0 -0.1 -2.9 -5.2 -7.6 0.00 + 27. 4.6 1.9 0.1 -2.8 -4.9 -6.6 0.00 + 30. 4.3 2.1 -0.4 -2.6 -4.3 -5.1 0.00 + 33. 4.4 2.3 -0.2 -1.5 -2.0 -3.5 0.00 + 36. 4.5 2.3 0.7 -0.1 -0.7 -2.8 0.00 + 39. 4.6 2.8 1.9 1.3 0.4 -1.4 0.00 + 42. 5.0 4.0 3.3 2.6 1.6 -0.3 0.00 + 45. 7.1 5.2 4.2 3.0 1.5 -0.5 0.00 + 48. 9.4 7.0 6.1 4.7 2.6 0.2 0.00 12Z 02/07/2019 T850, T800, T750, T700, T650, T500, Prec. + 54. 1.2 -0.8 -1.1 -3.0 -6.5 -18.8 0.05 + 57. 0.4 -1.1 -2.0 -3.5 -7.1 -19.0 0.00 + 60. -1.0 -2.5 -2.6 -4.3 -8.1 -18.5 0.00 + 63. -2.2 -3.1 -3.8 -6.1 -9.7 -19.8 0.00 + 66. -3.7 -3.8 -5.1 -7.4 -10.0 -21.3 0.00 + 69. -4.7 -5.6 -7.2 -9.0 -11.3 -23.2 0.05 + 72. -5.6 -6.9 -9.1 -11.9 -13.5 -24.9 0.05 + 75. -4.8 -8.5 -10.9 -13.8 -16.0 -26.8 0.05 + 78. -4.1 -7.7 -11.4 -13.4 -15.7 -28.1 0.00 + 81. -4.5 -5.9 -7.7 -10.8 -13.6 -27.6 0.05 + 84. -3.4 -3.0 -5.2 -8.0 -11.8 -26.6 1.61 + 87. -1.4 -3.3 -5.2 -7.2 -10.8 -26.4 0.33 + 90. -0.5 -3.0 -4.6 -7.0 -10.7 -23.0 0.39 + 93. -0.9 -2.2 -3.7 -7.3 -10.8 -18.8 0.00 + 96. -0.5 -0.8 -4.1 -7.3 -8.8 -15.2 0.00 + 99. 1.2 -1.1 -3.8 -4.9 -5.4 -15.1 0.00 +102. 2.1 -1.1 -2.9 -2.3 -3.3 -15.3 0.00 +105. 2.0 -0.3 -0.7 -0.8 -2.2 -14.9 0.00 Olhem o absurdo de frio que está projetado sobre a região de São Chico para este event, com traços de precipitação e frio suficiente em todas as camadas desde o início da manhã. É meteograma de BOMBA com neve!
  6. Exatamente, coordenada de lá que acompanho há muitos anos.
  7. Comparando esta nova saída das 12Z do GFS com os dados de uma saída próxima ao evento de 2013, é possível notar que esta erupção se equipara e até supera aquele memorável evento em algumas camadas, dando conta de uma magnitude bastante excepcional da massa de ar que está prestes a atingir o Brasil. Rodada 18Z de 21/07/2013 T850, T800, T750, T700, T650, T500, Prec + 21. -1.1 -1.6 -2.5 -3.1 -5.0 -11.7 0.73 + 24. -0.7 -2.3 -2.6 -3.8 -5.7 -11.7 0.32 + 27. -0.8 -3.8 -4.1 -6.3 -8.2 -13.2 0.28 + 30. -1.9 -4.0 -5.0 -7.3 -9.6 -13.4 0.00 + 33. -3.4 -4.7 -6.2 -8.5 -10.1 -13.6 0.00 + 36. -4.8 -6.2 -7.9 -9.9 -11.7 -15.1 0.00 + 39. -5.1 -6.4 -8.3 -11.5 -14.4 -15.1 0.00 + 42. -5.1 -7.4 -9.1 -12.2 -16.2 -19.3 0.00 + 45. -3.6 -7.4 -9.1 -12.1 -15.9 -25.6 0.00 + 48. -1.2 -4.7 -5.2 -8.2 -11.4 -24.4 0.00 + 51. -1.6 -4.1 -3.5 -5.6 -9.2 -18.6 0.00 + 54. -2.8 -2.8 -2.4 -5.2 -8.7 -16.6 0.00 + 57. -2.5 -0.6 -1.8 -5.0 -8.5 -17.8 0.00 Rodada 12Z de 02/07/2019 T850, T800, T750, T700, T650, T500, Prec + 60. 1.1 -0.3 -0.3 -3.1 -6.4 -17.3 0.00 + 63. -0.3 -1.2 -1.5 -4.3 -7.3 -18.2 0.00 + 66. -2.2 -1.4 -2.7 -5.2 -7.3 -19.3 0.00 + 69. -3.6 -3.0 -4.2 -6.2 -8.5 -21.3 0.00 + 72. -4.4 -5.2 -6.6 -8.2 -10.4 -20.8 0.06 + 75. -2.5 -6.9 -10.3 -11.6 -12.9 -23.5 0.06 + 78. -2.3 -6.8 -11.3 -14.1 -15.1 -26.1 0.00 + 81. -3.7 -7.0 -10.0 -12.4 -14.3 -27.3 0.06 + 84. -4.4 -6.2 -6.6 -8.3 -11.4 -26.3 0.49 + 87. -3.5 -3.3 -4.4 -6.4 -10.1 -25.7 0.00 + 90. -1.4 -3.2 -2.7 -5.6 -10.0 -22.0 0.06 + 93. -1.9 -1.3 -2.4 -6.1 -10.1 -17.8 0.00 + 96. -1.7 -0.2 -2.8 -6.4 -8.3 -14.3 0.05 + 99. 2.1 -0.4 -2.9 -4.6 -5.1 -14.5 0.00 +102. 4.1 -0.2 -2.4 -2.4 -2.9 -14.8 0.00 Sinóticamente elas se diferenciam bastante, pois em 2013 a frente ficou semi estacionária e o frio avançou "por dentro" das instabilidades, com um cavado associado a frente e perturbações que cruzaram SC e PR de oeste a leste. Agora temos um cavado avançando de maneira mais usual, em interação e acompanhando a baixa-pressão na costa, o que deve formar um vórtice ciclônico a atingir a região das Hortênsias e Serra Geral do RS e SC. Se o vórtice deste sistema tiver força o bastante, pode jogar mais umidade e aumentar a expectativas de precipitação de forma mais intensa e generalizada.
  8. Ótima análise! Corroborando com tudo o que fora apontado, sigo destacando que: - O cenário para a neve foi incrementado na 06Z do GFS. - Todos os modelos apontam alguma chance do fenômeno, sendo o CMC no momento o com o episódio mais relevante. - De maneira geral não aparenta ser um episódio significativo. - O que vai mandar nesta oportunidade será a passagem do vórtice ciclônico da baixa, que deve raspar principalmente na região entre as Hortênsias e Ausentes. - Esses vórtices costumam a trazer nebulosidade também pelo levantamento do ar frio quando encontram as maiores altitudes da serra geral. São Joaquim tende a ter uma sexta inteiramente nublada ou a partir da tarde em diante. - Chama a atenção as temperaturas em 500mb que voltaram a projeções próximas a -26oC/-28oC, o que é muito raro. - Associando as temperaturas projetadas em 500mb a alta vorticidade neste mesmo nível da atmosfera, é possível sugerir que a instabilidade atmosférica verificada pelo nowcast seja maior do que uma mera cobertura de nuvens sem precipitação que algumas projeções sugerem. - Como de costume, a neve brasileira será decidida aos 48 minutos do segundo tempo e com o auxílio do VAR.
  9. Algumas atualizações dos modelos: - A neve que era uma certeza nos mapas com grandes acumulados, passou ser uma questão de análise mais apurada das variáveis disponíveis. - Isso mostra que logicamente as chances foram reduzidas, porém permanece o cenário favorável a ocorrência, de difícil previsão de acumulados. - O CMC é o modelo que aponta o cenário mais favorável, cavado mais ativo, maior proximidade do vórtice ciclônico e por consequência mais umidade e precipitação sobre a serra geral. - O GFS 06Z melhorou o cenário de umidade sobre a serra, especialmente a região das hortênsias. - O Europeu ainda aponta a neve, como menores indicadores de umidade sobre a serra. De maneira geral o frio será intenso, tiro curto, com chance de neve e geadas generalizadas no sul do Brasil no domingo. Uma erupção polar intensa clássica, mas longe de caraterísticas históricas por conta das sucessivas reduções e ajustes que veio sofrendo nos modelos desde o final de semana.
  10. De modo geral destacaria das rodadas da 00Z: - Toda a mecânica do sistema permanece favorável a tão esperada neve. - Porém, houve sensível redução no potencial nas camadas mais altas (700 a 500mb) e uma diminuição na janela da isoterma em 850mb. - De modo geral passa a ser uma erupção um tanto quanto rápida, que perde de longe em duração para 2013, mas pode se equiparar em intensidade no auge do frio. - Por isso ainda merece atenção pois os detalhes de mínimas absoluta e neve ainda carecem de novos ajustes que os modelos estão fazendo a medida que se aproxima o grosso do frio. Rodada 18Z de 21/07/2013 T850, T800, T750, T700, T650, T500, Prec + 21. -1.1 -1.6 -2.5 -3.1 -5.0 -11.7 0.73 + 24. -0.7 -2.3 -2.6 -3.8 -5.7 -11.7 0.32 + 27. -0.8 -3.8 -4.1 -6.3 -8.2 -13.2 0.28 + 30. -1.9 -4.0 -5.0 -7.3 -9.6 -13.4 0.00 + 33. -3.4 -4.7 -6.2 -8.5 -10.1 -13.6 0.00 + 36. -4.8 -6.2 -7.9 -9.9 -11.7 -15.1 0.00 + 39. -5.1 -6.4 -8.3 -11.5 -14.4 -15.1 0.00 + 42. -5.1 -7.4 -9.1 -12.2 -16.2 -19.3 0.00 + 45. -3.6 -7.4 -9.1 -12.1 -15.9 -25.6 0.00 + 48. -1.2 -4.7 -5.2 -8.2 -11.4 -24.4 0.00 + 51. -1.6 -4.1 -3.5 -5.6 -9.2 -18.6 0.00 + 54. -2.8 -2.8 -2.4 -5.2 -8.7 -16.6 0.00 + 57. -2.5 -0.6 -1.8 -5.0 -8.5 -17.8 0.00 00Z 01/07/2019 105. 2.1 0.3 -2.8 -5.7 -9.1 -17.9 0.06 +108. 0.1 -1.5 -4.5 -7.8 -9.5 -18.4 0.12 +111. 0.6 -3.7 -7.7 -8.8 -10.3 -19.1 0.13 +114. -0.5 -4.7 -8.4 -12.2 -13.5 -20.4 0.06 +117. -3.0 -6.7 -9.8 -13.3 -15.0 -21.9 0.06 +120. -5.0 -7.9 -9.0 -12.2 -15.8 -20.9 0.00 +123. -5.6 -7.2 -7.7 -10.8 -14.5 -17.5 0.00 +126. -5.1 -5.5 -5.7 -9.3 -11.9 -13.4 0.00 +129. -4.6 -1.7 -4.4 -6.8 -9.2 -13.0 0.00 +132. -2.0 0.2 -2.8 -5.7 -7.2 -12.6 0.06 +135. 1.2 -0.0 -2.2 -4.0 -4.0 -13.4 0.00 +138. 3.0 -1.2 -2.5 -2.3 -2.0 -13.7 0.00
  11. Obrigado pela compreensão. O compromisso "científico-amador" (aonde alguns investem pesado em acurácia dos registros) deste espaço agradece.
  12. Embora tendo reduzido o potencial de pressão do anticiclone, a 12Z continua um petardo ao nível ou ligeiramente superior a 2013. E com uma neve certa e de acumular na cidade que está devendo há anos, SJ. Segue o baile.
  13. Moisés, é preciso ter mais responsabilidade e senso de realidade antes de postar dados e projeções inexistentes. Fica até parecendo ironia com os colegas essas mensagens que projetam cenários quase que fantasiosos ao se confrontar com os dados disponíveis.
  14. Comparação: Rodada 18Z de 21/07/2013 T850, T800, T750, T700, T650, T500, Prec + 21. -1.1 -1.6 -2.5 -3.1 -5.0 -11.7 0.73 + 24. -0.7 -2.3 -2.6 -3.8 -5.7 -11.7 0.32 + 27. -0.8 -3.8 -4.1 -6.3 -8.2 -13.2 0.28 + 30. -1.9 -4.0 -5.0 -7.3 -9.6 -13.4 0.00 + 33. -3.4 -4.7 -6.2 -8.5 -10.1 -13.6 0.00 + 36. -4.8 -6.2 -7.9 -9.9 -11.7 -15.1 0.00 + 39. -5.1 -6.4 -8.3 -11.5 -14.4 -15.1 0.00 + 42. -5.1 -7.4 -9.1 -12.2 -16.2 -19.3 0.00 + 45. -3.6 -7.4 -9.1 -12.1 -15.9 -25.6 0.00 + 48. -1.2 -4.7 -5.2 -8.2 -11.4 -24.4 0.00 + 51. -1.6 -4.1 -3.5 -5.6 -9.2 -18.6 0.00 + 54. -2.8 -2.8 -2.4 -5.2 -8.7 -16.6 0.00 + 57. -2.5 -0.6 -1.8 -5.0 -8.5 -17.8 0.00 Rodada 06Z 20/06/2019 +144. 1.2 0.7 -2.3 -5.7 -6.9 -18.4 0.06 +147. -1.7 -1.6 -4.2 -5.9 -7.9 -19.4 0.06 +150. -2.6 -4.1 -6.0 -7.7 -10.2 -20.4 0.06 +153. -2.3 -6.1 -9.1 -10.6 -12.3 -22.3 0.06 +156. -2.3 -6.1 -9.8 -13.4 -17.3 -24.7 0.00 +159. -4.1 -7.8 -10.7 -14.5 -18.6 -26.8 0.06 +162. -4.8 -7.6 -8.8 -11.8 -16.1 -25.3 0.06 +165. -5.4 -7.7 -7.9 -10.2 -13.4 -25.2 0.06 +168. -5.9 -7.6 -6.4 -8.7 -12.7 -25.1 0.06 +171. -5.7 -5.9 -4.8 -6.9 -10.1 -25.2 0.00 +174. -4.4 -5.6 -3.9 -5.9 -9.5 -21.8 0.12 +177. -1.9 -4.4 -4.0 -4.7 -8.4 -18.4 0.06 +180. -0.1 -3.0 -4.5 -5.4 -9.0 -15.0 0.00 +183. 0.8 -2.2 -5.2 -4.6 -6.6 -13.2 0.00 +186. 0.7 -2.5 -1.8 -3.1 -3.1 -12.7 0.00 +189. 1.1 -0.9 -1.1 -1.1 -1.0 -12.0 0.00 Observem: 1 - Esta rodada das 06Z mostra uma bomba mais potente que era mostrado em 2013 há menos de 24h para o evento. 2 - O perfil das camadas para a mesma coordenada é mais frio em todas elas para este próximo pulso. 3 - O perfil em 500mb é muito mais frio e duradouro agora, convergindo com traços de precipitação, o que faz supor uma atmosfera muito mais instável e sujeita a precipitação. 4 - Em 2013 a atmosfera era mais seca pra região de SJ, nevando apenas na entrada da frente, o que de fato ocorreu. 5 - Em confirmando este potencial nas próximas rodadas, algo histórico se aproxima. 6 - Muita água ainda pra passar, observaremos variações, mas a tendência está consolidada de frio ao menos MUITO intenso, com potencial pra fazer história.
×

Important Information

By using this site, you agree to our Guidelines.