Jump to content
Brasil Abaixo de Zero

klinsmannrdesouza

Members
  • Content count

    919
  • Joined

  • Last visited

  • Days Won

    1

klinsmannrdesouza last won the day on April 27 2019

klinsmannrdesouza had the most liked content!

Community Reputation

1424 Excellent

About klinsmannrdesouza

  • Birthday 11/20/1998

Location

  • Location
    Rua Dulcinopolis, 186 bairro Jardim Aeroporto

Recent Profile Visitors

The recent visitors block is disabled and is not being shown to other users.

  1. 2020 não está sendo o ano dos sonhos se tratando de climatologia, porém até agora já foi melhor do que 2019 pelo verão chuvoso no centro-norte do Brasil e pelos meses de abril/maio dentro da média, que é o gradual resfriamento pelas massas polares cada vez mais intensas. Por enquanto somente junho foi ruim, se comparado com o ano passado onde de janeiro a abril o padrão foi de verão total, a primeira massa polar mais ampla só foi aparecer em maio, julho foi o único mês de frio intenso porque depois o maçarico foi acendido em agosto e setembro.
  2. 2008 não foi ruim, somente julho foi acima da média o resto dos meses foram normais, foi um ano generoso em termos de chuva pra muitas áreas do país e com frio mediano; 2012 o que estragou foram agosto e outubro, extremamente secos e quentes, fora isso até que tivemos ondas de frio moderada/forte intensidade, julho foi o mês mais frio do ano com dois eventos de frio amplo, um no começo e outro na metade do mês (este foi o mais intenso pro Sudeste). Agora depois de 2013 concordo que a dinâmica atmosférica desandou bastante, primeiro pela falta de chuvas na primavera/verão depois a falta de frio no outono/inverno, pra completar o Atlântico na costa sul-americana tem apresentado desvios de temperatura cada vez mais altos, ajudando a formar bloqueios secos sobre o continente. 2014 e 2015 que o digam, conseguiram ser piores do que outros anos quentes, traumatizaram até quem gosta do calor.
  3. Pela cor branca opaca e o modo como caem no chão tenho 95 por cento de certeza que é neve, ainda mais analisando o frio intenso presente em todas as camadas da atmosfera.
  4. Esse giro fica mais evidente quando atravessa pela fila de postes da iluminação, que chegam a estourar e emitir clarões de luz, típico de tornados que passam por linhas de alta tensão.
  5. O problema é se a ASAS durar mais de uma semana e faltar uma massa polar intensa o suficiente pra devolvê-la no meio do oceano Atlântico.
  6. 1965 nem tanto pois foi bloqueado na metade do Sudeste, 2013 idem; o melhor para todos é um evento semelhante a 1984 ou 1988, que provocaram neve nas serras do Sul do país e frio seco e amplo nas demais regiões. Esses dois anos foram interessantes para quem gosta de frio porque as massas polares eram completas, vinham com um pacote cavado+ciclone extratropical+neve ampla+frio amplo e seco+geadas+mínimas muito baixas.
  7. Falando nisso, este ano está um pouco parecido com 1965 na dinâmica das massas de ar. O outono daquele ano foi normal com algumas ondas de frio intensa principalmente em maio, junho foi muito quente em quase todo o país, que depois foi compensado por julho normal e agosto pintando de branco as serras sulinas. O frio mais significativo de 65 ocorreu na metade do mês de julho em grande parte da América do Sul, porém foi sem neve, que só deu as caras na outra massa polar do mês seguinte. Esta última teve maior destaque pela precipitação invernal intensa e ampla, em termos de mínima não foi lá essas coisas.
  8. Bom dia Não existe na meteorologia esse termo Ciclone-Bomba, a mídia colocou este nome nele por causa do seu tamanho e da força dos ventos provocados por ele. Uma pitada de sensacionalismo e um jeito diferente de alertar as pessoas.
  9. Você acesso aos radares do Mato Grosso do Sul? Por aqui aparentemente as rajadas não chegaram ao patamar de outros locais.
  10. Aqui no Brasil a maioria dos tornados ocorrem em regiões rurais ou cidades pequenas, o que dificulta a visualização dos mesmos e a emissão de alertas, nos EUA o Corredor dos Tornados é muito mais povoado (há inclusive algumas metrópoles que são atingidas pelos tornados). A quantidade de radares no território brasileiro é pouca para obter mais informações.
  11. Essa baixa pressão pode trazer tempo severo sobre os estados do Mato Grosso do Sul e São Paulo? Quando o tempo muda no Paraná geralmente influencia nas áreas mais ao norte
  12. Na segunda massa polar de julho 2000 o geopotencial ficou muito baixo sobre o centro-sul do Brasil, os subtropical e polar ondularam até o sul do estado de SP, impulsionando o anticiclone frio para as baixas latitudes. Apesar de ter apenas 1022/1025 hpa (valor comum para uma alta polar, todo ano temos dessas), a engrenagem atmosférica junto com a maior permanência do seu centro sobre o continente favoreceu um resfriamento intenso sobre o Sudeste. A cidade de São Paulo registrou mínima de 4 graus no centro da cidade, a capital Rio de Janeiro 7 graus nas partes elevadas e Belo Horizonte também ficou nesse valor. A de junho 2016 foi parecida, porém menos intensa como um todo.
  13. Foi neste evento que ocorreu o tornado F3 em Indaiatuba SP, na época tido como o segundo mais intenso já registrado no Brasil. Pra ter acontecido esses acumulados elevados de precipitação mais o tornado toda essa região deveria estar muito quente para o mês de maio e chegou uma frente fria, este choque de massas de ar ocasionou tudo isso num único dia. Alguém tem imagens de satélite deste dia?
  14. Será que esta massa polar tem suporte em altura? Se sim, deve estar nevando lá.
  15. Sem os Andes e as regiões serranas do Sul e Sudeste o aquecimento na primavera e verão seriam muito maiores nessas áreas, porém a dinâmica da troca de massas de ar também seria intensa. Basta compararmos os estados de Minas Gerais e São Paulo com o Mato Grosso do Sul e Paraguai, estes últimos esquentam muito na época de valor mas podem registrar temperaturas baixíssimas para suas latitudes. É uma via de dois lados, os picos de calor seriam mais prolongados e as medias mensais mais elevadas, enquanto no outono e inverno o frio se espalharia mais sobre o Sudeste.
×

Important Information

By using this site, you agree to our Guidelines.