Jump to content
Brasil Abaixo de Zero

klinsmannrdesouza

Members
  • Content count

    620
  • Joined

  • Last visited

Community Reputation

466 Excellent

Recent Profile Visitors

The recent visitors block is disabled and is not being shown to other users.

  1. E um pouco para o pessoal do MS, aqui está quente e pegajoso, a máxima por aqui no Texas brasileiro vai chegar aos 31 graus.
  2. Infelizmente a bonita massa polar com trajetória continental que traria as priimeiras minimas realmente baixas do ano se transformou numa patética marítima que trará um tempo modorrento; se isto ocorrer o pessoal do Sul, Centro-Oeste e Norte já pode jogar este mês na privada e dar descarga.
  3. klinsmannrdesouza

    O Tempo Antigamente

    Nos anos recentes houveram massas polares até com suporte em altura, porém eram muito secas, a Mantiqueira é grande não se resume a Campos do Jordão.
  4. klinsmannrdesouza

    O Tempo Antigamente

    É um sonho de muitos, mais interessante ainda seria ver algum frio extremo sendo indicado pelos modelos numéricos, o BAZ ficaria congestionado rs.
  5. klinsmannrdesouza

    O Tempo Antigamente

    Nos anos recentes, 2010, 2011 e 2013, Cuiabá registrou mínimas de 8/9 graus e no Pantanal chegou a 5 graus em algumas áreas, isso em massas polares bem mais fracas do que as do século XIX ou mesmo comparado com a de 1975; imagina naqueles tempos em que o frio era tão corriqueiro. Tem uns textos aqui nesta aba de relatos de expedições científicas aonde o frio tirou o sono dos viajantes, isto no centrão brasileiro em lugares muito quentes.
  6. klinsmannrdesouza

    O Tempo Antigamente

    Alguns desses registros provavelmente foram feitos por leigos que tinham alguma estação meteorológica mas sem conhecimento dos órgãos oficiais de previsão do tempo; por isso são tidos como extraoficiais.
  7. klinsmannrdesouza

    O Tempo Antigamente

    Foi o último evento extremo de frio que tivemos; as geadas chegaram até o sul de Rondônia e a todo o Pantanal, ainda teve a bizarrice de nevar em Curitiba, Ponta Porã e em algumas cidades do interior/sul paulista.
  8. O GFS indica uma massa polar intensa e muito ampla, por ele esfriaria até mesmo no norte de Minas/sul da Bahia, com grande suporte em altitude e bom frio em 850 hpa. E o Europeu também indica um cenário parecido, porém esfriaria mais no estado de São Paulo, Rio de Janeiro e sul de Minas, ao passo que os ventos frios chegariam no Amazonas, mas por ele o sistema frontal seria mais organizado, formando um canal de umidade fora de época sobre o Sudeste.
  9. A boa notícia é que tanto o ECMWF quanto o GFS concordam com este forte resfriamento na América do Sul a partir do dia 19 sendo de trajetória continental; a diferença fica por conta da maior abrangência do frio sobre o Sudeste indicado pelo GFS e o maior avanço sobre o interior proposto pelo ECMWF, bloqueando a frente fria na região de Belo Horizonte. Mesmo assim pelos dois modelos, poderemos ter a primeira grande onda de frio do ano e a Argentina o primeiro evento significativo de neve na Terra do Fogo/Patagônia.
  10. Buenos Aires e São Paulo tem climas totalmente confusos; São Paulo como disse uns posts atrás é subtropical nas temperaturas e tropical nas chuvas, praticamente todo ano ocorre geadas nas áreas pouco urbanizadas da cidade. Em Buenos Aires as mínimas anuais ficam entre 1/2 graus no centro e por vezes menores que 0 nos lugares mais afastados, mas a neve é rara apesar do frio abundante entre abril e setembro e do suporte em altura, é um mistério. Mas para o interior, o clima tropical típico ocorre até o paralelo 18, ao sul deste até o paralelo 22 ocorre um mix de tropical com subtropical, como por exemplo Campo Grande, Pantanal sul- matogrossense e cento-norte do Paraguai. Nesta região ocorre quedas significativas nas temperaturas no outono e Inverno, que são potencializadas pela continentalidade, mas também ocorre uma redução moderada das chuvas no meio do ano, que é mais suave do que no Sudeste por estar numa área de grande movimentação das massas de ar.
  11. O clima de São Paulo, em essência, é húmido ou não? É uma dúvida que eu tenho, porque no verão a dinâmica das chuvas é totalmente tropical, mas no inverno frequentemente a capital paulista registra baixas temperaturas em conjunto com alta umidade e tempo nublado, com diferenças quase nulas entre a mínima e a máxima, destoando das outras capitais do Sudeste.
  12. klinsmannrdesouza

    O Tempo Antigamente

    Sim, o que eu disse foi que temperaturas menores que -5 no estado do Mato Grosso são muito improváveis de ocorrer, mesmo nas altitudes elevadas. Agora mínimas de-2/0 graus são plausíveis para o século XIX, considerando o maior rigor dos invernos da época.
  13. klinsmannrdesouza

    O Tempo Antigamente

    Em abril de 1971 houve uma onda de frio digna de inverno em quase toda a América do Sul, as mínimas em muitos locais foram muito abaixo da média, este valor perfeitamente pode ser verdadeiro.
  14. klinsmannrdesouza

    O Tempo Antigamente

    Tirando este pequeno erro das temperaturas mínimas inferiores a -5 no Mato Grosso, concordo com este mapa, estes valores mínimos de temperatura deveriam ser corriqueiros no Brasil durante o século XIX; aqui no BAZ inclusive há informações concretas de uma onda de frio extrema em pleno verão no ano de 1819, quando no mês de janeiro ocorreu geada intensa no estado de Goiás numa localidade em baixa altitude, bem como outra que fez nevar em Ouro Preto, região centro-oriental de Minas Gerais. Como na época não haviam os recursos de monitoramento meteorológico que disponhamos hoje, é plausível afirmar que mais de 60% do país registrava anualmente temperaturas mínimas menores que 10 graus, e que recordes abaixo dos dois dígitos negativos faziam parte da rotina dos invernos nas serras sulinas e na Mantiqueira.
  15. Mas não foi a TSM do Atlântico mais aquecida que o normal que causou os grandes bloqueios secos nos verões de 2014 e 2015? Neste ano, as águas dos dois oceanos estão acima da média, porém bem distante do verificado nos anos anteriores, por isso as chuvas no Nordeste estão satisfatórias.
×

Important Information

By using this site, you agree to our Guidelines.