Jump to content
Brasil Abaixo de Zero

Klinsmann

Members
  • Content count

    107
  • Joined

  • Last visited

Community Reputation

0 Neutral

Recent Profile Visitors

The recent visitors block is disabled and is not being shown to other users.

  1. Essa próxima massa polar poderia ter um ciclone extratropical ai largo da costa da região Sul e ter seu centro passando entre o MS e São Paulo, aí sim causaria um forte resfriamento no interior do Brasil e provocaria chuvas fortes em grande parte de Minas Gerais e do Espírito Santo; o que ajudaria esses estados que sofreram com a seca no último verão.
  2. Poderiam atualizar as temperaturas dos ninhos por favor?
  3. Esta frente fria teria de ser muito intensa para provocar bons.volumes de chuva sobre o Sudeste e Centro Oeste, além de ter um avanço amplo sobre o nosso país. Na ultima massa polar, a que teve um trajeto bem mais ao norte que o habitual, o desenho sinótico facilitou a trajetória; agora, esta possui bons valores isobáricos mas a configuração sinótica não ajudará. Se houvesse um ciclone extratropical e ela possuísse uma trajetória mais ao norte, com o centro passando sobre o norte do Paraná, MS e São Paulo, seria capaz de provocar chuvas fortes até em Belo Horizonte e Brasília, beneficiando, assim, as represas do Sudeste, e, depois disso, causaria um resfriamento significativo. Mas, nas atuais previsões, sera como as outras frentes frias bloqueadas sobre São Paulo, causando fortes chuvas apenas nesse estado.
  4. Klinsmann

    Astronomia e astrofotografia

    Esta lua cheia é a segunda Lua Azul do ano? Haverá outras ainda esse ano?
  5. Klinsmann

    Padrão em ondas de frio

    Vinicius, o primeiro pulso; que foi mais intenso e amplo, provocou as nevascas em Campos do Jordão este segundo foi mais fraco
  6. E, no Oceano Pacífico, o el niño cada vez mais ganhando força.
  7. Klinsmann

    Padrão em ondas de frio

    Percebe-se que a onda de frio de julho de 1928 foi mais ampla que a de julho de 1975, pois a primeira influenciou todas as regiões do nosso país, e a segunda foi bloqueada no Sul de Minas Gerais; pode ser que essa que ocasionou forte nevasca em Campos do Jordão, seja a segunda mais intensa do seculo passado; a primeira acredito que foi a de junho de 1918. Alguém teria uma reanálise sinótica dessa onda de frio de julho de 1928?
  8. Klinsmann

    Padrão em ondas de frio

    Pensei que esse relato de neve na capital paulista era verdadeiro, dada a amplitude da massa polar, ainda assim, se ocorreu nevoeiro congelado, também seria histórico, outro acontecimento raro. Porém não duvido que, num passado remoto, tenha ocorrido precipitação nivosa na cidade de São Paulo ou arredores. Nas ondas polares de 1923 e 1928 há relatos de precipitações semelhantes a de 1918 ( que “ pareciam neve mas não eram)? Pergundo me baseando das poucas análises,, que relataram que a alta polar de 1928 era muito intensa e úmida.
  9. Klinsmann

    Padrão em ondas de frio

    Vinícius, deu pra perceber que foi um evento amplo e intenso, além de ter bom suporte em altitude. Impressiona essa análise; visto que foram dois sistemas frontais, e um deles influencios todo o nosso país e grande parte da América do Sul , com certeza nevou em vastas áreas do continente sul americano talvez até áreas incomuns ( a abrangência da neve deve ter sido maior que a de 1975). Outra coisa: Por favor, saberia me responder se há cartas sinóticas dessa onda frontal e de outras antes de 1948? Nas reanálises, as cartas sinóticas começam em 1948 e também, o registro de neve na cidade de São Paulo é verdadeiro ou foi nevoeiro congelado?
  10. O auge do Verão já passou no Hemisfério Norte, findando na primeira quinzena do mês. Através de alguns modelos meteorológicos, é perceptível o recuo do calor na Ásia, America do Norte e Europa; tendo até a formação das primeiras altas polares, algumas com mais de 1020 hPa.
  11. Klinsmann

    Recordes históricos de frio no Brasil

    Penso que esses recordes de temperaturas registrados há décadas atras são difíceis de contestação, pois faz muito tempo e não temos muita noção da dinâmica das massas polares no passado. Para sabermos realmente do potencial de frio dos estados brasileiros, teremos que esperar aluns anos, até que ocorram novamente massas polares fortes, amplas e com bom suporte em altura.Só assim chegaremos a conclusão de que tais temperaturas eram possíveis.
  12. Klinsmann

    Padrão em ondas de frio

    Neve em Ouro Preto tem relatos no século XIX, naqueles textos postados no tópico O Tempo Antigamente; que possui uma frase dizendo que houve uma bela queda de neve. Então possivelmente, deve ter ocorrido alguma precipitação invernal nos arredores de Belo Horizonte. Infelizmente,, nossos registros meteorológicos são recentes, pois, com certeza, ocorreram massas polares mais amplas e intensas que a de julho de 1975. E na Serra da Mantiqueira e no PNI, tiveram abuntante precipitação de neve.
  13. Klinsmann

    Padrão em ondas de frio

    Talvez ocorreu com a mesma intensidade que a de 1975, porém a de 1928 deve ter sido mais ampla sobre o Sudeste. Em julho de 1975, houve precipitação invernal na cidade de São Paulo? Se “ quase nevou em Campo Grande, poderia ter ocorrido o mesmo na capital paulista? E outra, também há registro de precipitação invernal em Belo Horizonte? Pois a cidade está a mais de 800 metros de altitude e possui uma serra ao seu redor (A Serra do Currau é mais alta que a cidade).
  14. Klinsmann

    Padrão em ondas de frio

    Vinícius, a neve em Ponta Porã foi vista e confirmada pelos próprios meteorologistas; em Campo Grande não houve essa confirmação, mas pelas temperaturas, deve ter ocorrido graupel misturado com poucos flocos de neve. Talvez, foi a nevada mais ampla que se teve registro. Se tivessem confirmado a ocorrência de precipitação invernal em Campo Grande, seria a capital maos ao norte do país a aconterer tal fato. Qual è a temperatura ideal em todas as camadas atmosféricas para nevar?
  15. Klinsmann

    Padrão em ondas de frio

    Alguém sabe da amplitude da ocorrência de neve na onda de frio de julho de 1975?
×

Important Information

By using this site, you agree to our Guidelines.