Jump to content
Brasil Abaixo de Zero

jrmartinisp

Members
  • Content count

    185
  • Joined

  • Last visited

Everything posted by jrmartinisp

  1. Climatempo coloca mínima de 10, máxima de 19 no sábado com Sol. Eu arriscaria dizer pelas previsões de hoje que há uma boa chance de mínima sub 10 em muitos bairros, o ar extremamente seco vai ajudar e quem sabe até o Mirante entre na lista, ja a máxima eu tenho minhas dúvidas porque em dias ensolarados as ilhas de calor vão agir
  2. Mirante teve falta de sorte, se os temporais de ontem tivessem acertado lá, já estaria acima da média.
  3. Atinge também áreas do vale do Paraíba. Região de São José dos Campos com chuva forte neste momento.
  4. Então é Por isto que as Mp's continentais daqui tem estes formatos estranhos fugindo do padrão mais circular que se observa sobre os oceanos.
  5. Manhã chuvosa na faixa leste de SP, principalmente no litoral
  6. 2019 sendo muito marcante com este tipo de chuva, desde fevereiro o litoral anda sofrendo com eventos assim após passagens de FFs. Sem contar que além de afetar também a zona sul de SP e o ABC até outras regiões da cidade aonde geralmente sob infiltração ficam com tempo nublado ou com garoa andam tendo estas chuvas oriundas de leste.
  7. Com o tempo as diferenças vão aparecendo, apesar de ser a mesma cidade a estação da zona Sul deverá ter um acumulado de chuvas mais alto no outono - inverno.
  8. Avanço de frentes frias pelo oeste estão associados a grandes eventos continentais como 1975, 2013, a última grande frente fria a atingir o estado de Roraima foi a do final de abril de 2016. Aquela que colocou fim na onda de calor que assolou o mês de Abril. Já do lado leste a dinâmica é diferente, o caminho precisa estar livre, precisa de uma boa MP, mas mais que isto, o ciclone extratropical precisa estar posicionado mais a norte, tipo no litoral de SP e não na altura do Uruguai ou do Rs como a maioria. Eu devo ter guardado em algum HD uma carta sinótica de um evento que ocorreu em Junho de 2010 (se não me falha a memória) quando uma FF conseguiu avançar até o estado do RN. Algo bem raro, mas lembro que a região de Porto seguro teve uma sub 15, João Pessoa teve mínima de 18 ou 19 graus neste evento e deve ter sido recorde.
  9. Penso assim também e tento ser mais otimista, 2013 estava indo mal já era meados de julho e o inverno estava bem fraquinho, de repente tudo mudou, ...mas meu medo é um outro 2015.
  10. Uma expressão que não se fala aqui faz um tempo, é uma baleia polar. O que vai ditar a quantidade de frio vai ser a baixa que acompanha isso. Já tivemos baleias de até 1040 ou mais nesta posição sem esfriar muito, seria o tal do desperdício de frio.
  11. Sim, a analogia deste inverno inclusive está sendo com 2015. Mas eu particularmente ainda acho que não está perdido visto que já tivemos invernos bons com outonos ruins.
  12. Pois é, lá atrás quando estávamos discutindo aqueles mapas do Cfs que mostravam toda a América do Sul quente a gente achava que tava bugado pois como ficava a questão da correlação? tipo como pode um lugar estar quente e outro também, mas parece que o modelo estava certo.
  13. Eu estava na rua em SP hoje e em absolutamente nada, lembrou um dia de Maio. Um dia abafado com cara de verão, (exceto pela inclinação do sol) muitas nuvens ameaçando formar cbs. É realmente diferente do calor no inverno sob bloqueio seco. Observando as imagens de satélite hoje, não me lembro da termodinâmica ter alcançado um período tão tardio. Não me lembro disso passar da primeira quinzena de Abril. Quanto mais chegar em Maio. Lá no final de Março até parecia que este ano isso ia terminar mais cedo, veio aquela polêmica se começamos uma transição ou um Outono de fato, mas......parece que só nas terras altas do sul que se sente algum sinal de Outono.
  14. Já saiu a reunião climática CPTEC INPE. Há um mapa mostrando a chuva de Abril bem distribuída pelo país o que não é comum. A temperatura que ficou acima da média, destaque para Roraima que ficou bem quente por conta da falta de chuva. No mais , bate com o que disseram aqui. El Nino já deu sinais de enfraquecimento, mas ainda continuará ativo. Modelos divergem quanto a chuva no nordeste como já aconteceu mês passado, colocam chuva acima da media no sul, alguma coisa acima da média no sudeste e centro-oeste porém com baixa confiabilidade. Já Temperaturas todos os modelos são unânimes no acima da média exceto o Cfs que insiste com aquela mancha azul na região do Paraguai.
  15. Curioso que pela previsão da Climatempo, tirando hoje, tem previsão de pancadas de chuvas isoladas nos próximos dias para SP dando a entender que teremos suporte de umidade e termodinâmica atuando, até aí ok, mas.... estamos em Maio. 🙄
  16. Eu estou naquela do não espero nada demais, mas no fundo sei que grandes invernos como 1994, 2000, 2013 tiveram outonos ruins, no de 2013 mais recente, todo mundo reclamava e já dava como um ano perdido por aqui e deu no que deu. Com este resfriamento se desenhando no pacífico vamos ver se sobra inverno de Julho em diante, ou sera isso ou será outro 2015.
  17. Esta semana deve sair a reunião climática do CPTEC INPE, vamos ver o que dizem. Uma curiosidade que pode parecer besta, antigamente chegava meados de Abril e era hora de cobrir a piscina, mantendo só a manutenção mínima até meados de Setembro, mas desde 2016 está sendo possível estender seu uso para o resto do mês aqui em SP sem problemas, ano passado rolou até no feriado de primeiro de Maio, o que nunca aconteceu antes pois aquela MP chegou por volta do dia 7/8, se no final de semana que vem continuar assim , vai ser o uso mais tardio que já fiz antes da primavera.
  18. As Ilhas Malvinas tem pouca variação de temperatura entre verão e inverno, é cercada por correntes marítimas muito frias, além de muito ventosa por conta do Jato polar, sem contar os inúmeros sistemas frontais e ciclones extratropicais que passam por ali.
  19. Aqui em SP eu diria que este mês se pareceu mais com um mês de março das antigas.
  20. Concordo com a transição Inverno -Primavera, para mim é a fase mais chata do ano, sempre que posso tiro férias nesta época para fugir deste terror, já que por causa de alergias respiratórias sempre fico doente nesta época, ar empoeirado, cheio de queimadas o céu chega a ficar com um aspecto de "bruma" por causa da fumaça dessas queimadas. O calor apesar de seco é forte e geralmente como estamos vindo de meses frios o aquecimento abrupto deixa uma sensação bem ruim por estar desacostumado. Há anos em que esta transição foi mais longa como no terrível 2014 aonde se estendeu pelo mês de outubro e em outros ela não ocorre, como em 2009 que não teve estação seca sobre sp. Ano passado pela antecipação das chuvas em Agosto foi bem discreta.
  21. A umidade se faz presente o ano todo. O mês com menos chuvas é Agosto, com média de 36mm (Mirante), a questão é que a chuva das FF's de inverno caem no litoral e áreas do extremo sul da cidade, só FF's mais estruturadas conseguem trazer chuvas mais abrangentes e atingir o Mirante, mas pela cidade estar do lado do Atlântico é muito comum vários dias de infiltração marítima aonde a umidade fica alta com tempo nublado. E ainda bem que é assim, quando um bloqueio se estabelece com força e a secura do interior do país se expande por aqui e fica por vários dias problemas começam a aparecer como excesso de ozônio na superfície, material particulado, poeira e aí é um terror (pelo menos para mim).
  22. No boletim técnico do CPTEC INPE, não há indicação de sistema frontal, é informando sobre divergência nos altos níveis que irá instabilizar a atmosfera especialmente sobre o CO e acredito que é isto que poderá trazer alguma chuva para SP, tanto é que há indicação de maior quantidade de chuva justamente para áreas do norte/ nordeste do Estado
  23. A imagem do radar de São Roque esta há horas mostrando chuva no litoral, que nas últimas horas expandiu sobre areas capital e a região do ABC também.
  24. A chuva está se espalhando para outras regiões da capital também, fui em um compromisso na região da Lapa e peguei chuva moderada.
  25. Extraoficialmente pode ser que o maior acumulado foi o da tragédia de Caraguatatuba no litoral de SP em Março de 1967. Um pluviômetro chegou a marcar mais de 800mm por volta do dia 18, mas parou de funcionar, pode ter chovido 1 metro , mas é muito difícil mensurar, primeiro pela época, não havia muita informação como hoje, as anotações eram manuais, além do que a região foi simplesmente varrida do mapa, oficialmente foram 436 mortes, mas acredita-se que este número pode ter sido até 3x mais que isto
×

Important Information

By using this site, you agree to our Guidelines.