Jump to content
Brasil Abaixo de Zero

jrmartinisp

Members
  • Content count

    165
  • Joined

  • Last visited

Community Reputation

158 Excellent

Recent Profile Visitors

The recent visitors block is disabled and is not being shown to other users.

  1. A umidade se faz presente o ano todo. O mês com menos chuvas é Agosto, com média de 36mm (Mirante), a questão é que a chuva das FF's de inverno caem no litoral e áreas do extremo sul da cidade, só FF's mais estruturadas conseguem trazer chuvas mais abrangentes e atingir o Mirante, mas pela cidade estar do lado do Atlântico é muito comum vários dias de infiltração marítima aonde a umidade fica alta com tempo nublado. E ainda bem que é assim, quando um bloqueio se estabelece com força e a secura do interior do país se expande por aqui e fica por vários dias problemas começam a aparecer como excesso de ozônio na superfície, material particulado, poeira e aí é um terror (pelo menos para mim).
  2. No boletim técnico do CPTEC INPE, não há indicação de sistema frontal, é informando sobre divergência nos altos níveis que irá instabilizar a atmosfera especialmente sobre o CO e acredito que é isto que poderá trazer alguma chuva para SP, tanto é que há indicação de maior quantidade de chuva justamente para áreas do norte/ nordeste do Estado
  3. A imagem do radar de São Roque esta há horas mostrando chuva no litoral, que nas últimas horas expandiu sobre areas capital e a região do ABC também.
  4. A chuva está se espalhando para outras regiões da capital também, fui em um compromisso na região da Lapa e peguei chuva moderada.
  5. Extraoficialmente pode ser que o maior acumulado foi o da tragédia de Caraguatatuba no litoral de SP em Março de 1967. Um pluviômetro chegou a marcar mais de 800mm por volta do dia 18, mas parou de funcionar, pode ter chovido 1 metro , mas é muito difícil mensurar, primeiro pela época, não havia muita informação como hoje, as anotações eram manuais, além do que a região foi simplesmente varrida do mapa, oficialmente foram 436 mortes, mas acredita-se que este número pode ter sido até 3x mais que isto
  6. Show as informações nos últimos dias por aqui, uma verdadeira aula sobre o entendimento da dinâmica atmosférica na América do sul. Eu sempre tive muita curiosidade sobre os eventos do passado que propiciaram neve na região de Campos do Jordão como em 1964 ou 1966 (que eu acho que foi a última vez) . Tem um tópico no Baz sobre CDJ mas não se fala muito tecnicamente dos eventos se foram causados por Mp's oceânicas ou continentais e o cavado que propiciou isto se foi associado a algum ciclone extratropical como foram muitos dos episódios do sul Tem um blog de um rapaz que junta vários fatos históricos e o pouco que se fala de um dos eventos percebe se que houve frio em altura porque a Ponte aérea na época precisou ser fechada. http://meteorologiaeclima1.blogspot.com/2010/08/nevou-por-uma-hora-em-campos-do-jordao.html
  7. Interessante observar que de 1945 para cá o recorde é batido várias vezes praticamente após os anos 2000.
  8. Se eu não me engano a previsão estendida deles é basicamente feita encima do GFS, então provavelmente são devaneios de fim de grade do modelo, que a partir de agora começam a ficar mais frequentes. É comum nos meses de inverno aparecer temperaturas de 5 graus ou menos de mínima na estendida que no fim vira 12.
  9. Acho que no pacífico sul só teve 1 perto da costa chilena e foi subtropical.
  10. Na última reunião climática do CPTEC INPE que fizeram no último dia 28 com o prognóstico para o trimestre AMJ, os modelos de chuva para a região nordeste estão divergentes, alguns dão chuvas acima da média, outros abaixo. O El nino se fortaleceu um pouco ao longo de março , (porém ainda se mostra fraco) mas em contrapartida o Atlântico sul também está mais quente posicionando a ZCIT mais ao Sul, e acredito que os modelos não estão sabendo lidar muito bem com estas variáveis o que deixa uma baixa previsibilidade. Opinião minha, eu apostaria que apenas o litoral norte do nordeste ficará com chuvas acima da média, de resto não há como saber.
  11. Pelo formato, tamanho e posição dele, eu diria um belo CCM, temperaturas de topo das nuvens é bem típico e estações de transição como o Outono e Primavera são mais propícios a formação deste tipo de sistema.
  12. Eu ja vi sobre isto há algum tempo atrás e foi em uma materia, nao lembro se de tv ou alguma coisa que li, mas se for verdade mesmo então na próxima retomada de atividade solar haveria uma disparada do aquecimento.
  13. Na última reunião climática do CPTEC INPE, todos os modelos indicam temperaturas acima ou na média no país, o Cfs era o único que estava com a mancha azul sobre a região do Chaco inclusive até mais acentuada do que agora, mas no geral nada de prognóstico de frio e apesar de não se falar sobre a Argentina os que mostram a América do sul, não vi nada abaixo por lá tbm, curioso para ver como será isso.
  14. Para o norte/ nordeste me parece ok, o dipolo está puxando a zcit mais para o sul, mas de resto, sei não, diria que está com cara de bloqueio entre PR e SP, ja de temperatura não faz muito sentido, esta mancha azul parece estar relacionado a área de chuva acima do normal e não de ar frio, na Argentina se o norte fica quente o sul deveria estar mais frio e esta quente tudo. A partir de Abril temos que voltar a monitorar a AAO. Sinceramente, não espero nada este ano, está década está tão bizarra que postaram aqui que o análogo deste inverno será 2015, então não duvido nada acontecer de ser mais um inverno ruim. Se pelo menos chover com alguma regularidade, já fico feliz porque sofro com ar empoeirado.
  15. Pau quebrando em parte do norte / nordeste do país, alguns núcleos chegaram na coloração amarela que é a extrema.
×

Important Information

By using this site, you agree to our Guidelines.