Jump to content
Brasil Abaixo de Zero

fsorf9rj

Members
  • Content count

    321
  • Joined

  • Last visited

Everything posted by fsorf9rj

  1. Situação no Rio muito monótona. Um calor do caramba mas sem extremos e sem chuva, confirmando minha desconfiança de uma mudança nos últimos anos. Nem aquelas chuvas de final de tarde têm aparecido. Esses dois últimos dias a temperatura diminuiu um pouco. Pelo Santos Dumont as máximas ficaram abaixo de 30º, com o amanhecer desse dia 20 registrando a mínima do mês por lá até agora, com 22 º. Segunda tivemos um pico mais alto de calor com o dia mais quente do verão e consequentemente do ano com 34,5º e a segunda maior mínima, com 26,5º (perdendo pro dia 08/01 que teve 28,7 de mínima). Pelo Santos Dumont já vamos de 16 dias sem chuva. Houve chuva isolada na cidade por esse período mas tá sendo um verão seco, o que não é normal por aqui, que costuma ser a época mais chuvosa. Aqui em Vila Isabel início de madrugada mais uma vez abafada, com céu claro, sem vento e registro de 27º externo e 30º no interno. Haja ar condicionado.
  2. 10 dias depois da nevasca histórica Madrid continua com gelo acumulado nas ruas, mesmo com a elevação das temperaturas. Muita lama pode ser vista pelas câmeras de monitoramento pela cidade. Hoje já chove novamente, temperatura baixa mas dentro dos padrões. Pergunta de quem não conhece neve: numa situação dessa, pós nevasca, com a neve derretendo bem lentamente depois de virar gelo, essa chuva de hoje, com temperatura menor que 10 graus, ajuda ou atrapalha o derretimento da neve? E porque mesmo passados 10 dias o gelo acumulado continua? Pela temperatura baixa? Porque chegou a fazer sol alguns dias nesse intervalo, mesmo num período curto do dia, que não consegue aquecer tanto.
  3. Mais uma madrugada extremamente abafadana zona norte do Rio de Janeiro. Tenho 30 graus no meu termômetro dentro de casa (minha casa é bem quente) e a estação Alerta Rio mais próximo tem 28º. Os dias tem sido muito quentes, com máximas na casa dos 35º por aqui mas dentro de casa, com a sequência de dias quentes, o calor acumula e fica insuportável. Alto verão veio com tudo. Tem me chamado atenção a falta dos temporais de verão. E não só esse ano, tem uns dois ou três anos isso. Acontece mas bem menos. Pelo menos tenho essa percepção. Não conferi a média pra ver exatamente mas me parece que as chuvas ocorrem mais espaçadas, sem o grandes temporais de verão. Muitas vezes as chuvas se formam na região serrana mas não chegam até a capital.
  4. Paris tem um dia bem gelado nesse sábado. Tarde com temperatura de 0°. Assim como foi durante todo dia. Cai neve desde o fim da manhã e acumulou em alguns pontos. Foi um episódio isolado, amanhã as temperaturas devem subir novamente, pra até acima da média. Imagens do entorno da Torre Eiffel e da escadaria da Basílica de Sacré Cœur.
  5. Obrigado pela explicação. O que você citou da França passou despercebido por mim. A região de Provence, incluindo áreas de Marseille, teve neve na última semana. Marseille Marignane inclusive começou o ano com temperatura abaixo da média (-2,3 nas mínimas e -4,7 nas máximas), passando dos 10º somente ontem (12/01). Portugal, da mesma forma, vem passando por uma onda ligeira de frio porém duradoura. Num boletim divulgado pela IPMA dia 08/01 (que não pegou o frio dos últimos dias) mostrou que a média de temperatura em Portugal continental está abaixo da normal climatológica 1971-2000 desde o Natal, situação que deve continuar, pelo menos até dia 17/01. Nada mal. Nesse período inclusive houve quebra de recordes para Janeiro em algumas estações. Chaves registrou -8,3º em 08/01 (recorde anterior de -8,1º em 17/01/17, série iniciada em 1999). Covilhã teve -6,4 em 06/01 (recorde anterior em 19/01/17, série iniciada em 1993). Pelas imagens de webcam disponíveis em Madrid é impressionante a quantidade de gelo acumulado ainda. Vários carros afundandos no gelo. Nos próximos dias vai derreter porque já vai haver aquecimento mas impressiona.
  6. Não teve recorde mas foi um evento marcante. Não diria nem muito pelo frio mas pela nevasca que pegou em cheio grandes cidades da Espanha, obviamente chamando atenção o caso de Madrid. Ruas estão com gelo até hoje. E não é todo inverno que Barajas desce a -10º. Sobre a questão do que você citou de ser um evento particular num local, não pegou Paris por exemplo. Não foi porque a tempestade teve origem no oceano Atlântico e foi em direção ao continente? Perdeu força na Espanha. Pergunto porque não sei mesmo a dinâmica. Acompanho mas não entendo muito como os eventos se desenvolvem. Aeroporto de Lisboa registrou 0º hoje as 5 da manhã. Também é não todo inverno que chega nesse patamar.
  7. Leitura das 5 horas da manhã no aeroporto de Barajas registrando -12º. O aeroporto costuma registrar temperatura mais baixas que o centro da cidade, que é afastado. Mais centrais temos -9,5º na estação Ciudad Universitária, -8º no Parque Del Retiro, estas nas leituras das 04:00 AM. Muito frio em outras áreas da Espanha também. Locais com até -18º. Portugal tem na leitura das 3 da madrugada 2º no Aeroporto de Lisboa, 3º no Porto e temperatura negativa em Coimbra. De uma forma geral as temperaturas estão entre 7 (Cabo da Roca, região de Lisboa) e -5,3º em Carrazeiras de Ansiães, no distrito de Bragança. As duas últimas na leitura das 02:00 AM, hora local. A previsão mostrava essa madrugada como a mais fria na Península Ibérica e está se confirmando na maior parte do território. Vale destacar aqui o acerto dos modelos, tanto GFS, quanto Europeu previam a neve, a onda de frio pesada subsequente, com uma semana de antecedência. Acertaram em cheio. Esses valores são de agora de madrugada. Até o início da manhã, a hora mais fria do dia por lá, poderemos ter bem mais frio. A manhã tem potencial pra quebra de recordes.
  8. Início de madrugada bem abafado aqui no Rio. Áreas de instabilidade se espalharam por boa parte do território Fluminense no final da tarde de hoje mas pelo menos aqui em Vila Isabel ficou só nas trovoadas e alguns leves pingos. Tenho 26 graus no momento.
  9. Nesse fim de noite na Europa janela de neve está aberta do Leste de Portugal (Beira alta, Beira Baixa, Alentejo, Trás-os-Montes) passando por grande parte do território espanhol e indo até o Sul/Sudoeste francês. Tempestade forte essa! Tanto Espanha quanto Portugal estão tendo um início de 2021 extremamente frio, um contraste com, pelo menos, os últimos dois invernos que não apresentarem ondas de frio, minimamente contínuas. Os países têm registrado temperaturas baixas (e agora com a neve e o gelo) desde o Natal, ou seja, há mais de 15 dias. Essa semana o frio se intensificou. Temperaturas atuais neste momento (22:45 UTC): Faro, aberto - 4º Beja, com nuvens - 2º Lisboa, aberto - 6º Viseu, nublado - 0º Porto, aberto - 6º Madrid, com nuvens - entre 1º Barcelona, com vento e chuva - 8º Zaragoza, nublado - 0º Sevilha, com nuvens - 7º Bilbao, nublado - 3º Vigo, com nuvens - 7º Próxima semana há possibilidade cada vez mais real de quebra de temperatura mínima oficial em Madrid. Depois da nevasca histórica não se pode duvidar dessa hipótese.
  10. Boa noite a todos. Estou em Silva Jardim desde ontem. Tempo nublado, com poucas aberturas de sol. Tempo bem abafado, inclusive de madrugada, com a temperatura variando entre 23º e 32º, dentro da média de verão. Como sempre ocorre nesse período, quase todo dia chove. Ontem cheguei sob chuva que ao final acumulou 25mm. Hoje na parte tarde caiu um temporal, com muito trovoada, que acumulou 76mm até agora, 67 em um hora, entre as 15:00 e as 16:00. Agora segue tempo nublado nesse início de noite, 24º mas com sensação de mais. Previsão para amanhã é a repetição de hoje e de ontem, tanto na temperatura quanto na possibilidade precipitação.
  11. Lendo e vendo o noticiário espanhol antes da chegada da neve se falava na nevasca do século. Pois bem, ela tá tão forte que tá perigando ser a maior já registrada na capital da Espanha. Impressionante. E continua nevando. Madrid é costumada com frio, principalmente noturno, mas seco. Neve não é rara mas nevascas como essa são raríssimas e a cidade não tem a menor estrutura pra um evento desses. Daí a cidade colapsa. Olhando de fora algumas imagens são lindas (pra mim que nunca vi neve é encantador). Mas os problemas advindos dessa tempestade são incalculáveis. Congelamento de encanamento, árvores caídas, interdição de ruas e estradas, queda de telhados, enfim, uma série de coisas. Fora o lamaçal que vai ficar quando a neve derreter. Já podemos tratar como um evento histórico e único. Sobre os voos, conforme colocado pelo colega ai encima me pergunto: desde o início sabia-se dessa nevasca, talvez não dessa forma, mas sabia-se mas mesmo assim permitiram os voos das Américas rumo a Madrid. Sabia-se do risco né? Arriscaram.
  12. Poucas vezes vi algo parecido. Pelo google maps e o trânsito na região metropolitana de Madrid dá pra ter noção do que tá acontecendo por lá. A rede de transportes está em colapso com a neve. Evento forte, impactando demais a região. Atualização: alguns locais de Madrid já superaram os 20cm previstos. AEMET confirma ao menos 22cm. A conferir até que ponto vai a nevasca.
  13. Pela primeira vez desde que existe os níveis de alerta do AEMET, serviço meteorológico espanhol, a área metropolitana de Madrid foi colocada em alerta vermelho para neve, o maior de todos. A agência sugere 20 cm acumulados em 24 horas na capital espanhola, o que não é nada comum. Já nevou nesta quinta na capital mas sem grandes acumulações, principalmente no período da tarde. Observado o fórum espanhol de climatologia muitos usuários se dizendo surpresos, que nunca viram nada parecido, que Madrid tem chance de bater o recorde oficial de mínima. Albacete registrou neve durante praticamente 24 horas seguidas nesta quinta-feira, o que deve continuar ocorrendo ao longo de toda a sexta-feira e algumas horas de sábado. Grande onda de frio. A tempestade que leva neve a Espanha, passou pelas ilhas da Madeira e das Canárias, em direção ao continente. Na Madeira as chuvas fizeram bastante estragos e houve até cancelamento da partida Nacional x Sporting, pelo campeonato português, que aconteceria nessa quinta, 07/01. O estádio da Choupana, onde seria realizado o jogo (que foi remarcado para esta sexta-feira), fica numa zona extremamente suscetível a formação de neblina, que gera cancelamentos frequentes de jogos, o que aconteceu mais uma vez. Foto do Estádio Santiago Bernabéu, em Madrid, que se encontra em obras pra modernização. Uma foto simbólica do gramado nevado, já que ao fim da obra o estádio terá um teto retrátil e essa cena não deve se repetir.
  14. Relatos de possível recorde nacional na Espanha, numa estação não oficial mas que segue os requisitos da Agência Nacional de Meteorologia Espanhola, situada a 2.300 metros na Catalunha. De olho nos próximos dias na Espanha. Mais da metade do país vai ser atingida pela tempestade Filomena, que pode trazer nevascas históricas em alguns locais, principalmente em áreas mais altas. Há condições para surpresas, neve em terras mais baixas. Início de 2021 sendo bem gelado na Península Ibérica, tanto em Portugal quanto na Espanha, com inverno compensando um pouco a falta frio no último. https://www.elespanol.com/sociedad/20210106/clot-tuc-llanca-alcanza-nacional-historico-pirineo/549195687_0.html
  15. Ali chove demais no verão. Muitas vezes a chuva que vem pela serra vai enfraquecendo e não chega no centro da cidade.
  16. Boa noite a todos e um excelente 2021! Noite agradável aqui em Vila Isabel, com 24º e céu nublado mas sem chuva no momento. Choveu nesses três primeiros dias do ano, sendo a mais volumosa a do dia 02, como já informado pelos colegas.
  17. Europeu chutou o balde e colocou mais de 40cm de neve acumulados no centro de Madrid nos próximos 10 dias. Neve em Zaragoza e por 80% do território espanhol, com exceção do litoral. A janela de acumulo de neve alcançaria em Portugal até a região central. Alcançaria cotas baixas nos distritos de Aveiro e Coimbra. Europeu prevê neve até próximo ao litoral centro-norte em Portugal. Já aconteceu mas é bem raro. Por ser uma saída longínqua acho difícil de acontecer. Mas ao que parece a neve em Madrid, mesmo que pouca, está garantida. Há convergências no modelos mostrandos qua a janela se abre na madruga de quinta. Portugal ainda temos que esperar.
  18. 2020 definitivamente não é um ano comum. Está fresco, pra alguns até "frio" no Rio de janeiro em plena véspera do Natal. 22º em média, com os lugares mais frios com 20. Belo refresco depois de uns dias bem quentes. E a tendência que continue o refresco ainda até sábado, com a temperatura subindo depois. Um Feliz Natal a todos!
  19. O meu mínimo foi -2º também, com tempo limpo em Madrid, com ar extremamente seco. Foi tranquilo, bem agasalhado mas como você falou, 5º com chuva ou com vento é bem pior. Os povos originários de locais com climas extremos (frio, calor, chuvoso, seco) são adaptados culturalmente e acredito eu, até mesmo corporalmente, não sei até que ponto a ciência sustenta essa minha percepção. Mas sempre tive essa curiosidade, se nas temperaturas negativas a diferença é igual, maior ou menor do que as diferenças entre as positivas.
  20. Pois é. Na gestão anterior eram 3 estágios; agora são 5. Creio que piorou o entendimento pra população em geral. De novo, o COR foi um avanço importantíssimo, não só pelo clima, mas pro trânsito, pras câmeras, por avisos em geral, enfim. Mas está sendo mal utilizado. Tomara que melhore e tenha uma integração maior com os demais órgaos, de todos os níveis federativos.
  21. Sempre que vejo esses lugares que registram temperaturas tão baixas (abaixo de -10º) me pergunto: como será a diferença de sensação entre -10º e -40, -50ºº? Será é comparável a diferença entre 10 e 40? Menos sensível ou mais? Melhor ou pior? Um dia pretendo visitar o Canadá só pra experimentar isso. Já saí de calor de 35º do RJ pra 0º em Paris. É uma brutal diferença mas perfeitamente suportável desde que com a vestimenta correta. Será que de -10º pra -40 a diferença sentida é tanta? Deve ser né. Canadá é um bom lugar pq faz frio assassino no inverno e calor no verão, uma bela de uma amplitude.
  22. Tenho recebido alerta todos os dias do Centro de Operações do Rio. Parece copia e cola: "Alerta para chuva moderada a forte no dia x". Sei que desde semana passada estamos num período de instabilidades e que pode realmente causar pancadas de chuva, até mesmo forte, mas de forma isolada. Só que, penso eu, não pode um órgãos como esse, de auxílio a população, utilizar avisos indiscriminados assim, mesmo sabendo-se que não é necessário tal aviso. Criam uma histeria em momentos que não é necessário e quando acontecem estragos são os últimos a informar a real situação, aqui no caso específico da cidade do RJ. Por vezes, quando ocorrem as tempestades de verão, chuva abundante, a cidade fica uma bagunça e eles não colocam a cidade em alerta máximo. Só fazem isso quando o caos já está instalado, quando todo mundo já viu a desgraça acontecer. Parece exagero meu mas não é. Repito, falo especificamente do COR RIO, não sei como são os das outras cidades. O Centro de Operações aqui na cidade foi um enorme avanço mas precisa ser ajustado pra um funcionamento mais eficaz, em conjunto com os outros órgãos municipais e também os estaduais e federais. Pra não fugir muito do tópico, informo que aqui no Centro do RJ segue céu entre nuvens, como nos últimos dias. Calor mas nada absurdo. Por aqui a máxima do mês está em 32,4º no Aeroporto Santos Dumont. Hoje estamos na faixa dos 27º. Poderemos ter chuva nos finais de tarde de hoje e amanhã.
  23. Como já esperado, houve bastante precipitação em Portugal. As regiões do litoral estão em alerta pela agitação marítima e tiveram bastante chuva no decorrer dessa sexta, com temperaturas bem baixas, em muitos lugares sub10. No interior, em locais acima de 200m nevou e em alguns lugares mais do que de costume, como em Montalegre, onde neva todo ano mas essa nevasca foi bem forte. Nevou também em praticamente toda região mais alta do eixo centro-norte português, como em Viseu, Vila Real e, claro, em toda região da Serra da Estrela. Nevou com relativa força nas regiões mais altas de Guimarães e houve relato de água neve no centro da cidade, assim como em regiões mais altas da cidade de Braga. Porto teve chuva com 4º e pode ter havido alguma precipitação invernal. Chuva com temperatura na casa dos 5º também em Coimbra, bem mais abaixo. Surpresa foi a neve forte que caiu em Fafe, no Minho. Tudo isso é causado pela Depressão Dora, que estava na França mas levou muita instabilidade pra Península Ibérica. No fim de semana a precipitação diminui mas o frio se acentua, com mínimas mais baixas. Foto de Vila Pouca de Aguiar, no Distrito de Vila Real.
  24. Todos os modelos aumentaram o frio previsto para Portugal a partir de amanhã, até domingo, pelo menos. Poderá haver neve no centro norte do país em altitudes de até 200m, o que não ocorre todos os anos. Porto, Guimarães, Braga e Coimbra poderão ter chuva com temperatura en torno de 5°. Lisboa poderá ficar os próximos três dias sub 10. Poderá nevar até no distrito de Lisboa. Grande possibilidade de boa acumulação nas já tradicionais Bragança, Vila Real, Viseu, Montalegre e toda área acima dos 200 na região do Minho, Douro e Alto Alentejo. Evento bastante significativo, tanto pela duração quanto pela intensidade. Vai ser bom se acompanhar. E outros lugares da Europa começam a esfriar bem. Madrid terá temperaturas baixíssimas mesmo durante o dia nos próximos dias, havendo pequena possibilidade de neve. Da mesma forma Paris. O inverno ainda não começou oficialmente mas as temperaturas dele chegaram antecipadas. Nesse início de madrugada já neva na região de Vila Real. Amanhã várias áreas devem amanhecer cobertas de branco.
  25. E a Europa Ocidental terá bastante frio nos próximos dias. Previsão de neve, podendo haver boa acumulação até no Norte de Portugal nos distritos de Viseu e Guarda . Frio continuará forte também e deverá se acentuar nos próximos dias em Turim (onde já nevou hoje e deve nevar mais), Milão e restante do Norte italiano, toda Suíça, grande parte da Aústria, Centro Sul da Alemanha e boa parte dos balcãs. Pode até não significar que o inverno será forte mas perto do que foi o último no Hemisfério Norte mas essas temperaturas, apesar de não serem raras, são bem boas, melhores do que a maior parte do último período frio na Europa.
×

Important Information

By using this site, you agree to our Guidelines.