Jump to content
Brasil Abaixo de Zero

Breno Coimbra

Members
  • Content count

    510
  • Joined

  • Last visited

Community Reputation

103 Excellent

About Breno Coimbra

  • Birthday 08/19/1992

Location

  • Location
    Paris, França

Recent Profile Visitors

457 profile views
  1. É simplesmente desoladora a situação no Rio de Janeiro desde o fim da tarde de ontem. Voltou a chover entre forte e muito forte em diversos bairros da cidade durante a madrugada e o começo da manhã trazendo ainda mais transtornos, já chega a 5 o número de mortos na cidade. No entanto, ainda que esse evento tenha tido acumulados até mais expressivos que o de abril de 2010 (analisando as maiores chuvas registradas pelo Alerta Rio desde a abertura em 1997, TODOS exceto o primeiro recorde (de 360 mm no Sumaré justamente em 06/04/2010) foram batidos, as perdas humanas foram infinitamente menores neste evento atual. Naquele de 2010, diante de um cenário de solo já extremamente encharcado por chuvas fortes anteriores, uma maré alta e uma amplitude territorial maior (naquele evento quase todas as estações da cidade bateram os 200 mm - e regiões muito carentes da cidade foram atingidas em cheio, ao contrário desse atual em que os bairros mais pobres no extremo norte da cidade tiveram valores mais "civilizados", com os piores em áreas pouco habitadas e nos bairros abastados da zona sul e região da Barra ) , neste atual de 33 estações "apenas" 10 o fizeram até o momento, o que mostra um evento bem mais concentrado que o anterior) o cenário foi de completa paralisia da cidade, encostas deslizaram com violência por toda a Região Metropolitana e mais de 200 faleceram, não significa que a situação não pode se agravar nas próximas horas (sobretudo pelo fato da continuidade de pancadas moderadas a fortes) mas já é visível que a nível de vidas, tivemos até relativa "sorte" dessa vez.
  2. Infelizmente já foi confirmada a primeira morte: um homem teria morrido afogado ao ficar preso em um carro na Gávea (bairro vizinho ao Jardim Botânico, que registrou o maior acumulado da cidade). No momento chove fraco em Copacabana (mas ainda segue alagado), porém pela primeira vez vi que parte da areia da praia SIMPLESMENTE ESTÁ ALAGADA.
  3. Situação de completo caos em Copacabana no momento. Após uma breve amenizada, voltou a chover EXTREMAMENTE forte por aqui há cerca de 30 minutos. Nos últimos 15 minutos, a estação do bairro acumulou 22 mm. Núcleos intensos atingem também a zona oeste. A Barra da Tijuca chegou a ter 91 mm em 1 hora e Campo Grande teve, nos últimos 15 minutos, 28 mm. Alguns acumulados desta noite: Jardim Botânico 190 mm Barra 180 mm Copacabana 162 mm Alto da Boa Vista 162 mm Rocinha 153 mm Vidigal 130 mm Cidade de Deus 140 mm Urca 106 mm Recreio 98 mm
  4. A duração do temporal já começa a preocupar. Por vezes ele parece querer diminuir, mas logo depois volta a se intensificar, praticamente sem dar tempo para a água escoar. Ainda chove forte aqui em Copacabana mas os núcleos mais fortes no momento se encontram nos arredores do Maciço da Tijuca e também novos núcleos atingem agora a zona oeste (que até então estava quase toda ilesa ao temporal). Já temos 170 mm no Jardim Botânico, 156 mm no Alto da Boa Vista (onde choveu 29 mm nos últimos 15 minutos!), 131 mm na Rocinha, 117 mm aqui em Copacabana, 111 mm no Vidigal, 82 mm na Tijuca, 72 mm na Urca e 64 mm na Barra. Por "sorte", a maior parte das regiões mais atingidas são bairros de classe média e alta, mas que ainda assim possuem comunidades em encostas que podem ter prejuízos mais graves que os alagamentos do momento.
  5. Simplesmente não para o temporal na zona sul do Rio e na Grande Tijuca há quase 2 horas. Aqui em Copacabana, praticamente todas as principais vias (Avenidas Princesa Isabe, Atlântical e Nossa Senhora de Copacabana e Ruas Barata Ribeiro e Tonelero) encontram-se alagadas em quase toda a extensão. A calçada do meu prédio foi tomada pelas águas e muito lixo boia. A estação pluviométrica do bairro já acumula impressionantes 101 mm. No Jardim Botânico o temporal foi ainda mais severo, com já 155 mm acumulados. Outros acumulados que chamam a atenção: 102 mm no Alto da Boa Vista, 79mm na Rocinha, 78 mm na Tijuca, 71 mm no Vidigal , 53 mm na Cidade de Deus, 46 mm na Barra da Tijuca e 43 mm em Laranjeiras.
  6. Chove muito forte em diversos pontos da cidade do Rio de Janeiro nessa noite, sobretudo na zona sul carioca. Na última hora, o acumulado chega a impressionantes 85 mm no bairro do Jardim Botânico e 58 mm em Copacabana. Diversas ruas não só desses dois bairros como também de bairros como Botafogo, Leme, Ipanema, Leblon, Gávea e Lagoa encontram-se completamente intransitáveis. Continua chovendo forte no momento aqui em Copacabana, com muitos raios, relâmpagos e trovões, e a chuva forte começa agora a atingir a zona norte, mais especificamente a região da Tijuca.
  7. A França teve hoje o dia mais quente já registrado num mês de fevereiro em média, com a média nacional de máxima em 21,2°C, superando 28 de fevereiro de 1960 que foi 1°C menos quente. Diversas cidades francesas bateram seus recordes absolutos para o mês, como Carcassone com 25,2°C, Toulouse com 24,1°C e Nantes com 22,6°C, tendo a maior do país incríveis 28,1°C em Aïcirits-Camou-Suhast, na região dos Pireneus franceses. Aqui em Paris a máxima oficial foi de 20,4°C, a apenas 1°C do recorde histórico de 21,4°C em 28/02/1960. No entanto, fez ainda mais nos aeroportos Charles de Gaulle e Orly, com máxima de 21°C em ambos. No momento tenho 17°C por aqui, ainda incrivelmente alto para a época e o horário (20:06). Foi também a primeira máxima 20+ desde o já distante 18 de outubro. No entanto, o tempo muda amanhã com chuva e queda na temperatura que no entanto ainda estará acima da média para essa época do ano, com máximas entre 12 e 15°C nos próximos 4 dias. No domingo volto por um tempo ao Rio de Janeiro e volto também a relatar no tópico de monitoramento do Brasil!
  8. Máxima de 16°C hoje e 17°C ontem aqui em Paris, com mínima de 3 e 5°C respectivamente. No momento 9°C e céu limpo, na quarta podemos atingir até 20°C(sendo o recorde absoluto de fevereiro até hoje 21,7°C)! Que alívio foi esse mês depois da geladeira de janeiro.
  9. Verdadeiro alívio a última semana após um dezembro nublado e frio, um janeiro ainda mais nublado e ainda mais frio e um começo de fevereiro menos nublado mas ainda gelado aqui em Paris. Temperaturas dignas de comecinho de primavera foram registradas nos últimos dias aqui na capital francesa, e melhor ainda: com muto sol e quase nenhuma nebulosidade! Anteontem chegamos a 14°C, ontem a 16°C e hoje a 17°C por aqui, tendo ontem e hoje as maiores temperaturas desde a já distante primeira semana de novembro! As noites e manhãs ainda estão bem frias, com mínimas entre 0 e 2°C, mas é só a tarde começar que o alívio vem. Os parques voltaram a ficar cheios, as pessoas voltaram a ficar do lado exterior de bares e restaurantes, enfim, uma mudança completa no clima e na dinâmica da cidade nos últimos dias. No momento faz 10°C e céu limpo, a mínima vai novamente pra casa dos 2/3°C mas a tarde de amanhã promete repetir os 17°C de hoje ou até mesmo ultrapassar, e apesar da maior nebulosidade entre segunda e terça, não há para pelo menso mais 15 dias nenhuma tendência de máximas abaixo de 10°C por aqui! 😄
  10. Voltou a nevar na noite de ontem e madrugada de hoje aqui em Paris. Às vésperas, a prefeitura alardeou previsões de nevasca e acúmulos de até 15 cm, mas no fim foi bem menos que o previsto, chegando a nevar até menos que na semana passada. O acúmulo hoje dentro de Paris ficou entre 3 e 4 cm mas chegou a 9 cm na periferia (região do aeroporto Charles de Gaulle), contra 6 a 7 cm na semana passada em Paris intra-muros. A neve foi daquela muito "molhada", o que causou um cenário não tão agradável quanto o da semana passada: muita lama e água por todo canto, mas sem transtornos importantes pela cidade. O sol até mesmo apareceu entre o fim da manhã e o meio da tarde com máxima de 4°C e mínima de 0°C, mas voltou a nublar por volta das 16 h e temos agora uma noite nublada com 1°C. Amanhã há uma pequena chance de voltar a nevar ou ocorrer chuva congelada a qualquer hora do dia, mas o resto da semana deve ser sem neve e com pequena elevação da temperatura que pode alcançar até 7°C no sábado ( acreditem: passar de 5°C tem sido motivo de comemoração). No entanto, tudo indica que a neve volta com intensidade entre segunda e terça.
  11. A neve deu espetáculo terça e quarta da semana passada aqui em Paris. Chegou já nas primeiras horas da manhã de terça e caiu sem tréguas até 14h, causando uma considerável acumulação (chegou a até 7 cm em alguns bairros) e muitos transtornos pela cidade, com interrupção do tráfico de ônibus e algumas linhas do trem suburbano(RER) por várias horas. Para mim, que venho das quentes terras do Rio de Janeiro e que só havia visto neve em montanhas andinas e numa breve e fraca queda em SC e Londres anteriormente, o lado ruim nem foi sentido e só pude apreciar a beleza da capital francesa ainda mais realçada com a neve .Por volta das 14h ela parou mas retornou pouco depois das 22h, numa forte mas breve pancada de cerca de 30 minutos. No começo da manhã de quarta ainda caiu mais um pouco, parando depois mas restando acumulada em pontos mais protegidos até a sexta feira! A máxima foi de apenas 1°C nos dois dias com neve, 3°C na quinta e 5°C na sexta, com menor mínima de -3°C na terça. Durante o fim de semana estive em Lisboa, onde as temperaturas tavam bem mais agradáveis e pude até apreciar um sábado de sol e máxima de "quentes" 18°C na charmosa capital portuguesa (no domingo já tinham mais nuvens e paramos nos 13°C). De volta hoje pela manhã à Paris, a segunda foi um raro dia de sol nesse inverno, mas a máxima não passou de 6°C e no momento tenho 2°C com tempo aberto, a madrugada deve ser negativa e há boas chances da neve reaparecer amanhã durante o dia, embora provavelmente mais fraca. Eis algumas fotos que fiz no evento da semana passada:
  12. Breno Coimbra

    Monitoramento e Previsão Europa - 2018

    Após uma semana pré Natal amena, até mesmo acima da média, com máximas atingindo até os 14°C em alguns dias, uma onda de frio chegou no dia 24 e a semana beirou o insuportável por aqui. Dia 25 tivemos um raro dia ensolarado com máxima de 5°C aqui em Paris, mas entre quarta e ontem tivemos três dias completamente nublados, cheios de nevoeiro, máximas entre 1 e 2°C e mínimas entre -3 e -1°C, realmente desagradável ainda mais com a umidade. Hoje segue o tempo fechado (como sempre...) mas subiu um pouquinho, no momento 5°C por aqui.
  13. Breno Coimbra

    Monitoramento e Previsão Europa - 2018

    O frio forte voltou com força total hoje aqui em Paris, após semanas sem grandes novidades (máximas entre 8 e 14°C e mínimas entre 4 e 10°C com quase todos os dias nublado e com chuviscos ocasionais ). A quarta feira começou nublada com 0°C de mínima por volta das 9 h, mas o sol chegou antes do final da manhã e tarde foi ensolarada (como há muito tempo não via por aqui, tava virando vampiro já) mas com máxima de apenas 5°C. Agora, 23 h no horário local faz 0°C aqui na capital francesa com céu parcialmente nublado e amanhã a mínima pode alcançar até -3°C. O frio aumenta ainda mais na sexta, quando podemos atingir até -5°C com máxima de apenas 2°C, ainda que com sol. No domingo, no entanto, as temperaturas voltam a subir, com máximas pouco abaixo de 10°C e mínimas já positivas.
  14. Breno Coimbra

    Monitoramento e Previsão Europa - 2018

    Aqui em Paris chegamos a -2°C essa manhã, a primeira negativa da temporada outono-inverno, as pocinhas da chuva/neve de ontem amanheceram congeladas bem como em cima dos carros e vegetação, durante a tarde o sol predominou mas a máxima não passou de 5°C, ao fim do dia nublou e por isso sigo estacionado em 5°C, os próximos dias serão ainda de muito frio, mas sem novos extremos e nem neve.
×

Important Information

By using this site, you agree to our Guidelines.