Jump to content
Brasil Abaixo de Zero

Leaderboard


Popular Content

Showing content with the highest reputation since 06/12/20 in all areas

  1. 45 points
    Como vem sendo discutido já pelos usuários, a partir dos próximos dias as fortes anomalias positivas devem sofrer reversão com a virada de chave (que pode ser alucinante). Vejam as anomalias das próximas 2 pêntadas pelo euro das 00Z: Apesar do Sudeste aparecer ainda quente na segunda pêntada, é provável que isso mude na primeira semana de julho com o ingresso de ar mais frio em boa parte do país. Prefiro usar palavras que não exprimem certeza pois ainda temos uma boa instabilidade para os pulsos de frio do início do próximo mês. Por ora, temos uma maior confiabilidade nos próximos dois pulsos que devem congelar a Argentina. Abaixo, picos em 850 hPa e 700 hPa: Como podem bem observar, temperaturas na casa de -15/-18°C em 850 hPa na Patagônia e em torno de -25°C em 700 hPa. Estes valores são extraordinários. Portanto, a Argentina deve se preparar para um longo período de frio intenso e que pode trazer problemas para o país. Boa parte do país deve ter temperaturas (muito) abaixo de 0°C e a neve deve ser ampla. Ok, mas por que esse porrete todo? Vocês vão achar irônico, mas: bloqueio. Sim, bloqueio. Explico: a partir do dia 24, uma alta pressão vai se estabelecer no Oceano Antártico, entre a Terra do Fogo e a Península Antártica, pouco a oeste, e deve permanecer ali por vários dias. Empilhada a esta alta em superfície tem outra em médios níveis, o que é característico de bloqueios de alta. (Observem no topo da imagem). Ela não apenas vai ficar semiestacionada como vai ganhar muita força. Essa configuração de bloqueio permite que a circulação anticiclônica advecte ar gelado de forma contínua e espessa (por conta da alta empilhada) diretamente da Península Antártica e do Mar de Weddel. Sobre a onda de frio do início de julho, EU considero altamente provável, mas olhando os modelos o cenário ainda é aberto e está distante. O mais certo no momento é o congelamento na Argentina. Vamos acompanhando.
  2. 33 points
    Bom dia a todos, Muita geada em pontos da Serra da Mantiqueira hoje Registros nessa manhã: • -5,1°C PNI/INMET • -4,8°C Bairro do Charco/ Delfim Moreira - MG • 0,5°C Bairro Reserva/Maria da Fé - MG • 0,9°C Vila Inglesa/Campos do Jordão - SP • 1,4°C Melhoramentos/Camanducaia - MG • 1,7°C Sitio da Lage /Maria da Fé - MG • 2,0°C Fazenda Cambaú/Delfim Moreira - MG • 3,2°C Santo Antônio do Pinhal - SP • 4,7°C São Bento do Sapucaí - SP Fonte: PWS/INMET OBS: Procurei e achei o fenomeno do Needle Ice, fiquei encantado 🤩 Imagens que fiz por aqui hoje: 20200624_064438.mp4 20200624_064446.mp4
  3. 33 points
  4. 31 points
    NOVO RECORDE HISTÓRICO DE CHUVA NO MIRANTE DE SANTANA. O ACUMULADO DE CHUVA DAS ÚLTIMAS 24 HORAS (9h DE ONTEM AS 9h DE HOJE), FOI DE 89,6mm NA ESTAÇÃO AUTOMÁTICA. ESSE VALOR É O MAIOR EM 24h NA ESTAÇÃO DESDE 1945 PARA JUNHO. O RECORDE ANTERIOR PERTENCIA A 1987, QUANDO O ACUMULADO FOI DE 74,0mm NO DIA 15/06 ACUMULADO MENSAL: ATÉ AS 10:00 DE HOJE JÁ HAVIA CHOVIDO EM JUNHO 140,2mm NA ESTAÇÃO AUTOMÁTICA. POR ENQUANTO ESTE É O 7º JUNHO MAIS CHUVOSO NO MIRANTE DE SANTANA DESDE 1945. JUNHOS MAIS CHUVOSOS DO MIRANTE DE SANTANA: 2012: 233,7mm 1983: 220,7mm 2016: 206,8mm 1987: 195,9mm 1982: 161,9mm 2013: 143,2mm 2020: 140,2mm (AUT) 1974: 123,5mm OUTRO DADO INTERESSANTE. AS 10:00 DE HOJE, O MIRANTE DE SANTANA CHEGOU A BARREIRA DOS 1000mm EM 2020
  5. 31 points
    A FORMAÇÃO DE UM FORTE CICLONE EXTRATROPICAL NA COSTA DE SC NA PRÓXIMA SEMANA, INDICADA PELOS MODELOS, ALÉM DE TRAZER UMA POSSIBILIDADE DE NEVE PARA AS SERRAS GAÚCHA E CATARINENSE EM ESPECIAL, TAMBÉM TRARÁ FORTES RAJADAS DE VENTO POR TODA A COSTA DO CENTRO-SUL DO BRASIL. ABAIXO A PROJEÇÃO DA FORMAÇÃO DA BAIXA PELO MODELO EUROPEU. SAÍDA DESTA TARDE DO ECMWF SUGERE RAJADAS DE VENTO MUITO INTENSAS NO DECORRER DA QUARTA DA PRÓXIMA SEMANA COM ESTE CENÁRIO. PODENDO CHEGAR AOS 110-120km/h NAS SERRAS DO RS/SC, 80-100km/h ENTRE PR/SC (INCLUINDO CURITIBA), E 60-80km/h ENTRE SP/RJ/MG (INCLUINDO CAPITAL PAULISTA). EM ALTO-MAR AS RAJADAS PODEM IR A QUASE 200km/h. TRATA-SE DE UM CICLONE EXTRATROPICAL FORTE POR ORA.
  6. 31 points
  7. 30 points
    Variação hoje 5,6°C/24,8°C Tempo bom até o início da tarde, com fortes rajadas de vento norte/noroeste após às 9h da manhã, chegando aos 65/70 km/h em vários momentos, tanto antes da chegada da instabilidade (9-14h) qto durante a passagem das nuvens de chuva. O vídeo abaixo da uma idéia de como foi a maior parte do dia de hoje. A força dos ventos secos é impressionante 👇 VID_20200625_123153064.mp4
  8. 30 points
    Mínima de 10,4,C hoje em casa (Barra do Laju/Mondaí) 11,2C em Iporã do Oeste/Wickert 16,8 em Iporã do Oeste/Aparecida De tarde ainda esquenta bastante mas o tempo vai mudando ao longo do dia e noite. Amanhecer fotogênico de hoje 20200624_083944.mp4 video_2020-06-24_10-55-16.mp4
  9. 29 points
    Precipitação nas últimas 24 horas em SP - acumulados importantes e históricos Evento extremamente importante de chuvas no estado de SP. Apesar do norte do estado e extremo leste não ter sido tão favorecidos, os acumulados da região central ao sul foram impressionantes, inclusive de causar inveja a grandes eventos convectivos mesociclônicos do alto verão ou mesmo uma ZCAS (se não for exagerar demais). São muitas estações com mais 100mm nas últimas 24hr. Em Cafelândia o acumulado total foi de 55mm (no mapa aparece em laranja 42mm por não ter contabilizado a chuva que caiu ontem de manhã). Alguns acumulados estações Cemaden: 169,91mm São Vicente (Jd Rio Branco) 165,45mm São Sebastião (Boicucanga2) 161,2mm Santos (Morro Marapé) 133,2mm Avaré (Centro) 122mm Pirapora do Bom Jesus (Centro) 120,96mm São Paulo (Centro) 119,4mm Porangaba (Centro) 114,2mm Itapetininga (Bairro do Alto) 110,71mm Registro (Jd Caicara) 103,4mm Barra do Chapéu (Centro) 78,4mm Marília (Realengo) 73mm Bauru (Vila Nova Esperança) 55mm Cafelândia (Av. Jacob Zucchi) 40,2mm Jaú (Jd Pedro Ometto) 31,4mm Jundiaí (Jd Florestal) 24,58mm Campinas (Sousas) 23,6mm São Carlos (Jd São Paulo) 22,6mm Bragança Paulista (Jd São Miguel) 19,4mm Pracicaba (Jd Inocoop) 16,6mm Araraquara (Centro) 15,8mm Limeira (Distrito tatu) 13,6mm São José do Rio Preto (Jd. Nazareth) 12,6mm Araras (Vila D. Rosa Zurita) 11,2mm Lindóia (Jd Lindóia) 9,6mm Campos do Jordão (Jd. Frei Orestes) 5mm São José dos Campos (Parque Tecnológico) 2,2mm Ribeirão Preto (Bonfim) 2,2mm Fernandópolis (Centro)
  10. 29 points
    Está bem parecido: Mudando de assunto, não vejo a hora de chegar um "restô" desse frio aqui🤲
  11. 28 points
    Mais algumas fotos da nevada de hoje em Neuquén/General Roca :
  12. 28 points
  13. 28 points
    O dia está lindo hoje no estado do Rio, segundo a climatempo a máxima hoje chega aos 28 graus na minha região, as tardes tem sido moderadamente quentes e as noites frias. Na ultima imagem podemos ver as cerejeiras florescendo em Petrópolis, uma pena não poder ir pessoalmente ver.
  14. 28 points
    Rio Turbio, Santa Cruz, Argentina Próximos 8 dias serão frios lá :
  15. 28 points
    Só para deixar registradas estas belíssimas imagens:
  16. 27 points
    Para animar a turma: Como foi Maio - Junho - Julho no saudoso ano 2000. As coincidências são interessantes: Então, quem se atreve a dizer que 2020 terá um inverno fracassado ??
  17. 26 points
    Vamos a alguns esclarecimentos. Segundo Espinoza et al. (2012), que estudaram ondas de frio a leste dos Andes e sua propagação da Argentina até a Amazônia peruana durante o inverno climático, as ondas de frio em geral seguem três trajetórias principais pela América do Sul: ao longo da costa Atlântica (o que a gente aqui no BAZ conhece por mp marítima), seguindo o curso do Rio Paraná, e por último pelo caminho entre os Andes e o Planalto Brasileiro. Se não há boi na linha, o caminho é livre para o ar frio na passagem mais fácil, entre o Planalto Brasileiro e os Andes. Ar frio é denso, prefere regiões mais baixas, não é comum ele ser espesso em latitudes menores. Pode notar que a "forçante" para uma onda de frio tipicamente oceânica é a presença de sistemas semiestacionários no Chaco que impedem a passagem de ar mais frio. Em meados de 2019, eu, minha orientadora (Drª. Michelle Reboita) e nosso estimado @Marcelo publicamos um artigo na Revista Brasileira de Climatologia com o objetivo de identificar picos intensos de frio sobre o nordeste do estado de SP e estudar suas características sinóticas médias. Identificamos o clássico padrão da interação entre alta com centro no norte da Argentina/oeste do Paraguai e uma zona de mais baixa pressão no Atlântico, próxima da costa, além de um cavado em médios níveis que acompanha ondulação em altos níveis com eixo de orientação predominantemente meridional. Um dos precursores das invasões frias é a aproximação da Alta Subtropical do Pacífico Sul (ASPS) por leste e que encontra os Andes no caminho. O ASPS interage com baixas no Atlântico, impulsionando ar frio para norte. Ao encontrar os Andes, parte da circulação anticiclônica transpõe a cordilheira numa porção de menores altitudes. Esta nova alta, transiente, ganha força devido ao ar frio em superfície e suporte dinâmico de sistemas em médios e altos níveis (os cavados). Então aqui vamos desfazer uma confusão comum: o ar frio não vem do Pacífico. O nosso ar frio pode vir do Mar de Bellingshausen (mais comum) ou do Mar de Weddel, ele é impulsionado pela circulação dos sistemas. Este padrão é médio, são características compostas de 12 casos específicos, obviamente ocorrem variações. Uma das variantes que podemos encontrar é a entrada e fortalecimento de uma alta transiente mas pelo sul do continente, sem passar pela barreira dos Andes. Isso em geral acontece devido ao impedimento causado por outros sistemas no caminho. Girardi (1983) descreveu a possibilidade de se prever geadas no Sul e Sudeste do país a partir de imagens de satélite, e neste trabalho analisou o caso de julho de 1975, bem emblemático, em que identificou a presença de uma região sem nuvens e bastante escura nas imagens, caracterizada por grande estabilidade e subsidência (fluxo de cima para baixo), típico de regiões de alta pressão. O nome "Poço dos Andes", que deu o título ao seu trabalho, foi dado em virtude da escuridão observada nas imagens. Um fato que quase ninguém conhece é que neste mesmo trabalho ele analisa outro caso em abril de 1971 e julho de 1982. Poço dos Andes não é raro, ele na verdade é bem presente em grande parte das invasões de ar frio nas quais há presença de alta semiestacionada no litoral do Chile. As referências que utilizei, além do meu artigo: (1) Espinoza, J. C., Ronchail, J., Lengaigne, M., Quispe, N., Silva, Y., Bettolli, M. L., ... & Llacza, A. (2013). Revisiting wintertime cold air intrusions at the east of the Andes: propagating features from subtropical Argentina to Peruvian Amazon and relationship with large-scale circulation patterns. Climate dynamics, 41(7-8), 1983-2002. https://doi.org/10.1007/s00382-012-1639-y (2) Girardi, C. (1983) O Poço dos Andes. Meteorologia, 39. http://www.repositorio.furg.br/bitstream/handle/1/1122/PESQUECLIMA Vulnerabilidade das Comunidades Pesqueiras à Variabilidade Climática, na Região Estuarina da Lagoa dos Patos.pdf?sequence=1#page=41 (3) Lucyrio, V., Reboita, M. S., & Albieri, M. C. G. (2019). Ondas de frio intensas sobre o Centro-Norte do Estado de São Paulo de 1961 a 2017. Revista Brasileira de Climatologia, n.15, v.25. https://revistas.ufpr.br/revistaabclima/article/view/68125/39661
  18. 26 points
    Tem tudo pra ser o período mais frio do ano em duração. E em intensidade talvez também. O CFS que mostrava um julho acima da média, agora já sinaliza um mês abaixo em muitas áreas.
  19. 26 points
    Imagen de la tarde del dia de ayer en Montevideo; harian unos 12°C, me gusto para compartirla; es bastante grafica y representativa, la niebla a sido casi una constante en este junio. Hoy la niebla se transformo en garua fina que no se detiene, temperatura a las 13hrs 13,5°C y llovizna sin parar....
  20. 26 points
    SAÍDA DESSA MANHÃ DO MODELO EUROPEU É MUITO BOA. ALTA CONVERGÊNCIA DENTRO DO ENSEMBLE PARA DIAS FRIOS EM BOA PARTE DO CENTRO-SUL ENTRE O FINAL DE JUNHO E OS PRIMEIROS 10 DIAS DE JULHO. DESTAQUE TAMBÉM PARA BONS ACUMULADOS ENTRE RS, SC, PR E SP NOS PRÓXIMOS 15 DIAS
  21. 26 points
    No meu ver a região com maior potencial de mínima absoluta (e de frio extremo em geral) é essa: Colan Conhué, Chubut, em 2019, 2018 e 2017 (estação é recente). Pra ter uma noção do potencial, em Esquel (estação com histórico), em 2019 fez -7,2 no dia que fez -18,5 em Colan Conhué. Em 2018 fez -17,0 no dia que em Colan Conhué fez -22,3. E isso foi Esquel, Chubut, em 1965: Da pra imaginar que Colan Conhué por exemplo, teria facilmente um registro de -25/-27 ou algo assim. Se tivesse alguém por lá ou uma instituição que "busca" o frio como o que o Keiser fez no planalto sul em Santa Catarina, provavelemente veríamos lugares registrando -30C pra baixo. Chubut tem vales profundos no meio de montanhas e é um deserto. Claro que não posso deixar de citar San Carlos de Bariloche com seu famoso registro de -25,4°C em 2017, no aeroporto. Fotos muito bacanas deste dia lá...
  22. 26 points
    Só para deixar registrado, não é sempre que vemos uma rodada tão boa assim.. distrito de Horizonte em Palmas PR: E na Argentina, temos a "Minneapolis" sul-americana, Gobernador Gregores:
  23. 26 points
    Apareceu esse padrão diferente nas nuvens durante o pôr do Sol.
  24. 26 points
    GRANDE BUENOS AIRES JÁ NEGATIVOU: -0,2°C ÀS 22H EM EL PALOMAR.
  25. 26 points
    Última saída do CFS indica boas erupções polares entre o final de Junho e início de Julho. Seria uma sequência relativamente grande de dias frios, com direito a uma forte erupção continental.
×

Important Information

By using this site, you agree to our Guidelines.