Jump to content
Brasil Abaixo de Zero

Leaderboard


Popular Content

Showing content with the highest reputation on 07/23/19 in all areas

  1. 10 points
    Sem exagero, um espetáculo o lugar! Fui peskisar e me interei um pouco sobre a área onde ficam essas montanhas. Encontrei tbm muitas imagens lindas iguais as q vc fez.. Selecionei 2 bem bacanas tbm:
  2. 8 points
    A boa notícia é que após esse frio, o Atlântico parece que deu uma refrescada:
  3. 6 points
    Olá Carlos, aquela foto foi tirada numa espécie de crista entre os picos do Pires e do Cavalo Russo, os pontos mais altos da Serra da Beleza. A altitude dos picos é de aproximadamente 1300 metros (não é uma serra alta para um estado que tem vários picos acima de 2000 metros distribuídos entre as serras do Mar e Mantiqueira, mas é uma serra bem isolada e não há nenhum ponto mais alto nas proximidades). O local onde tirei a foto deve estar a uns 1150/1200 metros acima do nível do mar. Poucas pessoas já visitaram este picos, quase todas as fotos que você encontra da Serra Beleza (nome famoso também entre os ufólogos) serão de um mirante na beira da estrada que passa por ali, a uns 900 m de altitude. Com tempo aberto e boa visibilidade, a vista do alto dos picos alcança de áreas próximas como partes de Conservatória e Barra do Piraí (só poucos bairros mais altos, não ocultos pelo mar de morros da região) a pontos bem distantes como as serras de Petrópolis, o Tinguá, toda a área das Agulhas Negras (alto Itatiaia), Pedra Selada, a cidade de Volta Redonda, parte do Vale do Paraíba (da região de Quatis até a divisa com SP), a encosta norte da Serra do Mar (até a Bocaina) e a divisa com MG que fica próxima, com as serras que neste ponto separam as terras mais baixas da divisa RJ/MG de municípios como Passa Vinte, Carvalhos, Bocaina de Minas, Bom Jardim de Minas e Lima Duarte ao fundo enfeitando o horizonte de nordeste a noroeste. A foto abaixo foi tirada no alto do pico do Cavalo Russo olhando para o pico do Pires (ligeiramente à dir do centro), este ligeiramente mais alto segundo algumas medições. No canto esquerdo está Volta Redonda e no direito Resende já oculta pela névoa e luz solar (a olho nu dava para ver alguma coisa); havia um pouco de cinzas vulcânicas na atmosfera no momento da foto (tarde de sábado, pouco mais de uma hora antes da outra).
  4. 5 points
    Tarde muito quente hoje no extremo oeste catarinense, no vale do Uruguai as temperaturas dispararam e tive máxima de 31,6C na minha estação da Linha Catres/Mondaí: Rio Uruguai no fim da tarde: Minha WS: Neste momento 24,5C 69% e sem vento
  5. 4 points
  6. 3 points
    Em BH ainda sentimos frio. O dia foi nublado, com poucas aberturas de sol. Miníma de 12.5 em Cercadinho e 14.5 na Pampulha. Máxima em torno de 22oc. A sensação foi de frio o dia todo, resquício da mp velha e de ventos úmidos do oceano. Um padrão perfeito, tivemos frio seco no início do mês e agora o frio úmido. Agora as 21.20 temos : Bh 16oc Cwb 17oc Poa 18oc Bsb, Fln 19oc Sp 20oc Rio 22oc Bh parece ser a capital mais beneficiada nas mps oceânicas, o frio costuma estender por aqui nesses eventos.
  7. 3 points
    Modelos começam a projetar uma sequência de MPs 25-28/07 ; outra 30/07-02/08 e outra 04/08-06/08; Também há projeção pra possibilidade de precipitação de inverno 31/07 e 01/08. Em Lages tempo nublado, vento O, temperatura em 18C
  8. 2 points
    Impressionante essa previsão, 41°C pra Paris. Se as informações da Wikipédia estiverem certas, seria quebra do recorde absoluto de calor na capital francesa.
  9. 2 points
    Para aqui no lado bem mais continental do Paraná tbm terá frio com essa MP, mas tbm bem fraco
  10. 2 points
    EPS indicando mês de agosto abaixo na média no sul, destaco a bomba de 10/08. Veremos.
  11. 2 points
    Apenas uma correção: Deve sobrar algo de frio para o Centro-oeste também, porém a MP está muito bloqueada, será frio fraco para os padrões regionais.
  12. 2 points
    Céu de Fortaleza no momento. No aguardo da chuva.
  13. 2 points
    A primeira alta derivada do ASPS transpôs os Andes na tarde do dia 26: Ao longo do dia 27, a alta transiente permaneceu no sul do continente, só recebendo suporte dinâmico do cavado em 500 e provavelmente de outro em altos níveis (o Jato Polar em geral acompanha a linha de 5520 mgp em 500 hPa). Ou seja, a alta estava lá só sendo alimentada por mais ar frio. O que impedia ali um avanço maior do ar frio era justamente a orientação do cavado, quase zonal. Ao fim do dia, as bordas da alta já tinham alcançado o RS e o ar frio já era sentido em SC também. Durante todo o dia 28, o cavado continuou praticamente estacionado, ainda quase zonal, mantendo o ar frio preso na Argentina e porções mais ao sul do Brasil. Em razão do ar frio ser pesado e não haver nada impedindo seu avanço pelo interior do continente, penso que o oeste do MS e sudoeste do MT já estavam gelando nesse dia. A partir da tarde, houve um discreto deslocamento do cavado para nordeste, e a alta acompanhou. O avanço da alta de fato ocorreu no dia 29, com atuação bem continental e atmosfera extremamente fria do Paraná para baixo. Reparem na imagem das 12Z, que há um reforço do ar frio sendo advectado pela interação entre uma nova transposição do ASPS bem no sul do continente com a baixa logo acima das Malvinas. Notem também que há um novo cavado sendo formado empilhado na baixa das Malvinas. Observem seu desenvolvimento nas imagens do dia 30. Dia 30, com ar muito frio atuando e solo já bastante resfriado pelo estabelecimento prolongado do ar polar não só nessa onda, mas em todo o mês de julho de 1955, a nova alta transiente recém-transposta começa a subir junto com um novo e intenso cavado, prolongando ainda mais a onda de frio. Durante o dia 31 houve a progressão dessa nova alta, junto com seu cavado, ainda com deslocamento lento pois o cavado continua transversal, de noroeste-sudeste, quase zonal. No dia 01/08, o Jato Polar passa sobre a região Sul e a alta é bem intensa. A configuração presente no Pacífico, sem a desagregação do ASPS no litoral do Chile, permite constante advecção de ar polar desde o dia 26 até o dia 2, sem interrupção, só com sua manutenção. Dia 2, com o gradual enfraquecimento do cavado, a tropicalização da alta está em curso, mas não sem antes provocar mínimas baixíssimas no leste da região Sul e Sudeste por conta do estabelecimento do núcleo da alta sobre estas regiões. CONCLUSÃO: Não havia um bloqueio no Atlântico, uma alta em 500hPa, impedido o avanço do ar frio. O que dificultou seu avanço, mas ao mesmo tempo provocou uma onda de frio espetacular no Sul, na Argentina e Uruguai foi a posição do cavado e sua orientação. Sem sair de lá, o ASPS também não saiu de lá, mas na tentativa de seguir seu curso natural como alta migratória foi mandando seus 'braços' para a América do Sul. Houve, muito provavelmente, uma frente secundária atuando no Sul durante o dia 30, que possivelmente provocou um segundo episódio de neve mais amplo, enquanto já havia ar frio atuando. Então, houve DOIS pulsos de frio durante o evento, mas bem pouco perceptível pelos dados pois não houve aquecimento algum entre eles.
  14. 2 points
    Caos na Patagônia Andina: 60 cm de neve (na área urbana) de La Angostura e San Martin de Los Andes...
  15. 1 point
    Wallace Rezende, essa mínima de 11,1 em maio de 1990 e a de 11,6 em julho de 1989, foram registradas no Aterro do Flamengo. Lá esfriava mais do que no antigo local da estação no alto do prédio ao lado da Praça XV/Barcas. A massa polar de maio de 1990, foi muito forte no Rio e Minas A massa polar de julho de 1989, foi forte também com máximas muito baixas por 2 dias e após um bom resfriamento quando o tempo limpou.A estação do Aterro, ficava numa área ampla e gramada, longe de prédios, eu já visitei a estação em 1985.
  16. 1 point
    Máximas entre 23 e 27 graus no Vale do Itajaí após mínimas entre 13 e 16. Notável que ontem e hoje esquentou mesmo nas áreas bastante sombreadas fazendo passar de 20°C graus nestas áreas, coisa que provavelmente não acontecia desde que começou a esfriar. As médias estão subindo bastante nesta reta final de Julho.
  17. 1 point
    Céu nublado e 22.7°C no meu termômetro aqui em Londrina. O vento faz com que a sensação seja de um certo friozinho.
  18. 1 point
    Verdade. Já vi neve em 5 oportunidades, e apenas 2 vezes com acumulação. Mas 2013 valeu por uma vida inteira.
  19. 1 point
    Uma curiosidade sobre Fortaleza é que a média de chuva do segundo semestre na capital cearense é de apenas 176,1mm, esse é o menor valor das capitais no segundo semestre(o maior é em Belém, com 941,7mm; e também é em Belém a capital com a maior média de chuva do primeiro semestre, com 2142,3mm, enquanto o menor é em Vitória com 599,1mm). Ou seja, até o final do ano, chove muito pouco em Fortaleza, só um ou outro evento de chuva forte(como esse previsto amanhã) pode ocorrer, o resto é no máximo uma chuva fraca/isolada. Outra curiosidade do segundo semestre, é que as capitais Porto Alegre e Vitória possuem o segundo semestre mais chuvoso que o primeiro, e são as únicas nessa situação, o restante das capitais a maior parte da chuva anual é no primeiro semestre.
  20. 1 point
    O sábado foi agradável com bastante sol entre algumas nuvens em Conservatória (distrito de Valença, RJ). A tarde foi amena com máxima provavelmente na casa dos 23 graus, mas em compensação o friozinho noturno deixou a desejar na madrugada de sábado, justo a minha primeira por aqui (a mínima na estação mais próxima, Valença, subiu de 7,9 para 14,8 graus da madrugada de sexta para a de sábado). Conservatória é em média um pouco maia fria mas não deve ter baixado muito de 12 graus, se é que baixou disso. Na noite de ontem esfriou um pouco mais, mas hoje de madrugada veio o vento e estancou a queda, só fez um friozinho gostoso. Hoje o dia está com mais nuvens altas e ameno com vento, mas o sol aparece. Mais tarde volto para Niterói. Deixo vocês com o pôr do sol de ontem no alto da Serra da Beleza:
  21. 1 point
    Bom dia... Ontem constatei algo interessante: pouco antes de deitar, por volta das 23h00 notei q havia uma fina camada de poeira sobre alguns móveis, principalmente nos quartos q ficam na parte de cima da casa. Achei estranho a princípio mas depois lembrei do post do amigo Everton dos Santos, com imagens vistas do alto, mostrando cinzas vulcânicas sobre o nordeste paranaense e sudeste paulista. Provavelmente sobrou um pouco aki para o leste do Paraná, até pq os ventos sopraram do norte durante todo o dia de ontem.. Hoje, talvez ainda com algum efeito dessas cinzas, tivemos um amanhecer muito colorido e o ar estava impregnado de cheiro de fumaça. Como se o nevoeiro q se formou estivesse composto com 80% de fumaça e apenas 20% gotículas de água. A temperatura despencou ao longo da noite e madrugada afora, atingindo 4,4°C por volta do "nascer do sol". Na primeira imagem, o horizonte colorido ao leste/nordeste hoje às 7h10.. Na segunda, o "smog" ou nevoeiro de fumaça, disposto em camadas, pouco antes das 7h.. Terceira imagem, visibilidade bem reduzida na área mais baixa da vila, com destake ao mato amarelado pelas geadas. Acho muito bacana!...
  22. 1 point
    Helsinque com julho mais frio em 23 anos.
  23. 1 point
    Ontem Israel registrou seu recorde de calor para Julho, com a temperatura máxima chegando a 49,9ºC na cidade de Sedom. O recorde do país era de 48,8ºC registrados em 1945.
  24. 1 point
    Verkhoyansk, Rússia Latitude: 67°33'N Longitude: 133°23'E Altitude: 127m Período: 1890 - 2019
  25. 1 point
    Furacão Barry. Maior preocupação vai ser a chuva.
×

Important Information

By using this site, you agree to our Guidelines.