Jump to content
Brasil Abaixo de Zero

All Activity

This stream auto-updates     

  1. Today
  2. Nessa tarde o destaque vai para a umidade relativa do ar no Sudeste. Os valores estão baixos ! Aqui em JF temos 30% de URA nesse momento, com 29,4C no sítio. Mas incrível mesmo está sendo lá na RMRJ, com valores abaixo dos 20% essa tarde, graças ao aquecimento adiabático quente e seco. Acho que o Wallace vai nos dar testemunhos desse ar seco mais tarde.
  3. Em Curitiba e RM pré-frontal e o tempo mudando aos poucos...
  4. Agosto realmente é uma gangorra incrível. Depois de uma semana com dias gelados, agora em Santos os termômetros estão marcando 34,2ºC, marca bem alta para a época. Amanhã já esfria novamente e a máxima não deve passar dos 20ºC. Dinamismo, a gente vê por aqui!
  5. Os curitibanos devem enfrentar uma maratona de frio constante pelos próximos 7 dias, a partir de amanhã. Começando com um dia gelado e chuvoso amanhã:
  6. 2019 definitivamente é o ano do adiabático em Floripa. Nesta madrugada, mais uma vez, tivemos a ação do vento zonda, que atuou durante quase 4 horas constantes. A temperatura teve uma elevação súbita de madrugada, o que resultou em máxima de incríveis 26,4° na estação da Avenida das Rendeiras por volta das 7h15min da manhã - horário em que tradicionalmente temos a mínima do dia. A umidade desceu a 41%. Logo após o amanhecer, o vento sul entrou e já tivemos rápida queda de temperatura. E, em alguns instantes, teremos a chegada da tão aguardada chuva em Florianópolis! Estamos sem chuva significativa desde 27 de julho. Algumas estações estão com menos de 2 mm no mês de agosto. Como Floripa não tem estação seca, a vegetação está sofrendo com a falta de chuva, e é bastante notável a flora extremamente amarelada na Ilha. Algumas máximas na madrugada em SC, resultado do adiabático que atingiu do Litoral Sul a Grande Floripa: 29,5° Nova Veneza (02h) 29,1° Imbituba (06h) 28,5° Jacinto Machado (04h) 28,3° Siderópolis (04h) 28,0° Praia Grande (01h) 27,3° Meleiro (03h) 27,2° Torres/RS (02h) 26,4° Florianópolis/Rendeiras (07h) 26,1° Jaguaruna (06h) 25,8° Florianópolis/Canto dos Araçás (7h) 24,8° Laguna (05h)
  7. CloudCb

    Normais Climatológicas Longas

    Guaramiranga, CE Altitude: 865.44 metros Latitude: -4.261389° Longitude: -38.931111°
  8. Bom dia! Depois da chuva forte na manha de ontem, que deixou 32 mm, o tempo comecou a abrir e já tivemos as primeiras aberturas de sol por volta das 11h30. A nebulosidade continuou diminuindo à tarde, até o tempo ficar ensolarado. À noite a temperatura comecou a cair. Tivemos mínima de 11,6°C e máxima de 17,2°C. Hoje temos sol e céu parcialmente nublado, com só 10,5°C agora, URA de 60%, vento sul a 13 km/h e pressao de 1.023,2 hpa. A mínima foi de 7°C e a máxima prevista para hoje é de 13°C. O sol nasceu às 7h30 e se poe às 18h24.
  9. Bom dia. Domingo começou com 22,9°C na automática do INMET em Campo Bom. Provavelmente teremos máxima E mínima invertidas hoje.
  10. As temperaturas mínimas voltaram a cair hoje na PB. Monteiro: 15.7°C Itaporanga: 16.3°C São Gonçalo: 17.1°C
  11. Porto Alegre/RS em um domingo que começa bem modorrento: 14 graus...
  12. Final de semana que vem vou deixar novamente online a estação do mirante da serra do Rio do Rastro e trocarei a pilha do sensor do Mescalero Ranch.
  13. Sim. Abaixo as médias de 1981 a 2010, no Inmet. • Recife: • João Pessoa: Nos últimos 5 anos os últimos 4 meses do ano registraram os seguintes acumulados: • Recife • João Pessoa
  14. To impressionado com esse calor de Phoenix, nao sabia que era tanto. Máximas de 46ºC, mínimas acima de 30ºC.
  15. 2010 pra mim tbm foi um ano que marcou muito aqui em BH. Lembro da constância de temperatura baixa no centro e Pampulha. Pena que não tenho as máximas. Mas foi tbm um ano basta quente. Na estação meteorológica de Santo Agostinho, que faz medições diárias desde 1910. Esta foi a temperatura mais baixa neste local desde 18 de agosto de 2010, quando o termômetro marcou 8,5°C temperaturas mais baixas registradas em BH, segundo TempoClima PUC: 14/05/2010 – 8,1ºC 07/06/2010 – 8,2ºC 13/06/2010 – 7,4ºC 14/06/2010 – 8,7ºC Conv / Santo Agostinho 18/08/2010 - 8,5°C
  16. Bom, agosto deve fechar muito bem em SP. Começar setembro com calor é um preço razoável a pagar.
  17. Pela 18z do GFS deste sábado (17/08), áreas do centro oeste do Brasil (centro sul de MT e de GO e todo o MS) e o Paraguai devem torrar no dia 2 de setembro, enquanto o frio promete ser congelante, literalmente um freezer à céu aberto no extremo sul argentino. Temperatura em 850 hpa Anomalia da temperatura em 850 hpa - Valores muito alto no centro sul do Brasil e no Chaco
  18. Pessoal, boa noite! Sábado de grande amplitude térmica em São Paulo. Eis alguns dados: - Marsilac: 4,9 - 25,9 - Capela do Socorro: 6,5 - 26,5 - Pirituba: 9,2 - 27,0 - Santana do Parnaíba (região metropolitana): 6,4 - 26,1 No momento, já temos sub-10 em Marsilac, com 9,8.
  19. Algumas previsões estão até sugerindo chance de trovoadas isoladas essa semana no Rio, o que é bem incomum em sistemas deste tipo nesta época (a última trovoada aqui foi entre os dias 14 e 15 de maio). Existe a chance de bons acumulados nos cinturões orográficos, o que aumentaria os já significativamente acima da média índices pluviométricos do mês em bairros do Rio como o Jardim Botânico (154 mm até agora) e Alto da Boa Vista (237 mm). Segue a chance de agosto de 2019 se tornar o mais chuvoso desde 2003 na cidade do Rio, para isso o índice médio na cidade durante a semana só precisa superar os 26,5 mm. Em Niterói temos 55 mm no INMET, já um pouco acima da média de agosto, que é a menor do ano (40/50 mm). Outro destaque é que teremos vários dias com máximas amenas, possivelmente o maior período contínuo de tardes frescas do ano, e mesmo com mínimas dentro da média as tardes amenas da semana que vem vão contribuir para deixar agosto (que está com temperatura dentro da média até agora) um pouco abaixo da média. Mas como há possibilidade de calor nos últimos dias do mês (longe ainda para cravar), segue indefinido o destino das anomalias térmicas finais de agosto, só aposto que serão pequenas (para mais ou menos). Antes disso teremos um último dia de sol e calor amanha, e a noite segue com tempo aberto e 21ºc por aqui.
  20. Modelos insiste em chuva para os próximos dias em áreas do sudeste. Europeu - 12z - 17/08/2019 - próximos 10 dias GFS - 18z - 17/08/2019 - próximos 15 dias
  21. Aldo, eu venho acompanhando os resumos diários das estações do INMET por vários anos e posso dizer as duas situações acontecem, ou seja, os dados de chuva mais confiáveis parecem vir da automática em alguns casos e da convencional em outros. Mas no atacado você está certíssimo, pois as falhas/entupimentos nos pluviômetros das estações automáticas são muito mais recorrentes que na rede convencional, a ponto de inutilizar completamente os dados das automáticas para fins de cálculo das normais climatológicas de precipitação. O grande problema é que a capacidade e rapidez da manutenção do INMET estão muito abaixo até de um nível que, apesar de bem abaixo do ideal, daria um mínimo de operacionalidade à rede para fins climatológicos. Por exemplo: na maior parte dos países desenvolvidos a rede de estações climatológicas já foi praticamente toda automatizada, mas quando algum equipamento deixa de funcionar o reparo/substituição é providenciado geralmente em poucos dias (exceto por estações em áreas remotas, onde com raras exceções costuma demorar no máximo 1/2 semanas), de maneira que pouquíssimos dados se perdem durante o ano e o cálculo das médias mensais/anuais é pouco afetado. Aqui a situação é muito diferente, o tempo médio para reparo de um pluviômetro que deixa de registrar a chuva que cai (com raras exceções) é de vários meses, e perde-se uma quantidade muito grande de dados. Exemplos reais: Nova Friburgo INMET começou a funcionar em outubro de 2010, mas só tem dados de chuva completos em 2011 e 2012. Todos os anos de 2013 para cá estão com dados pluviométricos incompletos, e nos anos mais recentes o equipamento não funcionou corretamente por vários meses (em 2019, ficou totalmente inoperante entre meados de março e meados de julho). Na Vila Militar, a estação com 11 anos de funcionamento tem apenas 3 anos de dados pluviométricos completos. E em lugares mais remotos como no Norte do país o problema é ainda maior, algumas estações chegam a passar o ano inteiro sem dados confiáveis. Até em estados ricos como São Paulo algumas estações têm grandes buracos nos dados (não só de chuva). Barra Bonita, por exemplo, está com dados de chuva zerados desde 2018, e mais da metade das estações do estado já perderam uma grande quantidade de registros só em 2019. Caso o INMET acabe com todas as convencionais, será quase como decretar o fim da climatologia de precipitação no Brasil (restarão postos manuais como os da ANA e eventuais órgãos estaduais, mas nada do principal órgão de monitoramento do tempo e clima no país). Creio que todos sabem das dificuldades orçamentárias enfrentadas pelo INMET e demais órgãos públicos do Brasil, mas seria ingenuidade resumir tudo a isso. Além de haver quadros parasitários dentro do INMET (assim como gente boa também, mas o primeiro grupo atrapalha bastante o segundo), o foco da operação das automáticas está mais em fornecer dados em tempo real para alimentar previsões que na qualidade e continuidade dos registros em médio/longo prazo... Para vocês terem uma ideia do nível de desinteresse de certos burocratas, até um erro óbvio nos registros da estação convencional central da rede (em Brasília) foi finalmente detectado e corrigido após 2 anos em 2017, mas todo um histórico de dados ruins gerados por este problema foi totalmente ignorado. Simplesmente trocaram o termômetro de máxima defeituoso (superestimava a temperatura), e não se deram nem ao trabalho de substituir os dados errados pelos da estação automática ao lado, que por acaso estava funcionando perfeitamente e serviria justamente para isso.
  22. É a posição da tua cidade que não ajudará nessa próxima MP, que será muito marítima. Mas ainda achei muito exagerada essa projeção do modelo. Não deve ficar tão acima da média essa semana por aí.
  23. Parece que o inverno acabou nessa semana aqui em Altônia, daqui pra frente volta a mesma monotomia que foi Junho
  24. Impressionante ! Se confirmar, poderemos ter um mês de Agosto com anomalias negativas significativas de Temperaturas.
  25. Pensei que eu teria um choque térmico ao embarcar para Recife... Estava enganado! Amanhã devo embarcar com 29°C em Confins e chegar a capital Pernambucana com 26°C e condições mais agradáveis do que na região de BH. Mas vamos ver, vai precisar esquentar muito em relação a hoje em BH para isso acontecer. Hoje foi bem frio ainda! Aos colegas nordestinos, uma pergunta: Entre agora e o final do ano costuma chover mesmo que esporadicamente nas capitais Recife e João Pessoa?
  1. Load more activity
×

Important Information

By using this site, you agree to our Guidelines.